Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

18/10/2016

Broken Frame 2: Capítulo 3 • Good friends



DIA SEGUINTE
CALIFÓRNIA 05:45 A.M

          O céu amanheceu cinza e cheios de nuvens carregadas. O mar estava agitado, formava grandes ondas e as quebrava com violência! Joseph acordou sem precisar do despertador, os trovões fizeram bem melhor o serviço e logo ele estava de pé. Sem qualquer roupa para aquece-lo, ele sentiu frio e caminhou com pressa até o banheiro. Estava uma completa bagunça! Fez sua higiene matinal, encheu a banheira de água quente, retirou a prótese e afundou lentamente. Joe apoiou a cabeça no encosto, fechou os olhos e decidiu relaxar um pouco. Tinha quinze minutos para desfrutar da banheira e queria aproveitar cada um deles! — Se divertindo sozinho? — Ele não se assustou com a voz dela, apenas sorriu.
— Na verdade, esperava que você aparecesse. — Joe abriu os olhos e viajou completamente em cada curva daquele corpo. Demi aproximou-se devagar, passo por passo e ele lhe estendeu uma das mãos. — Entre. — Ela sorriu, segurou-lhe a mão e adentrou na banheira.
— Obrigada. — Demi lhe deu um selinho e acomodou-se na outra borda da banheira.

— Eu não sei se já te disse isso, mas você está incrivelmente bonita! — Demi riu.
— Não seja bobo, estou envelhecendo. — Ela brincou — Você me disse isso muitas vezes ontem.
— Não diga besteiras. — Joe disse rindo e novamente fechou os olhos.

— Vai trabalhar hoje?
— Eu preciso ir, querida. — Ele abriu os olhos quando sentiu o corpo dela encostar no seu devagar, Demi suspirou e sorriu.
— Lamentável, estava aqui pensando no que poderíamos fazer juntos. — Joe passou seus braços em volta dela e depositou um beijo no topo de sua cabeça.

— Isso é golpe baixo.
— Fique comigo.
— Que tal você me acompanhar?
— Joseph, por favor. — Ela disse manhosa.

— Você também precisa trabalhar, querida. — Ele riu — Esperam por você no estudio.
— Hmmm... isso é verdade. — Demi fez uma careta.
— Posso passar na gravadora mais tarde e se quiser, podemos almoçar juntos.
— Faça isso. — Ela piscou, esticou-se para pegar o sabonete e recebeu um tapinha no bumbum.

— Não esqueça do shampoo, por favor.
— O que te faz pensar que vou lavar o seu cabelo?
— Eu percebi que seu cabelo esta bem amarrado no topo da cabeça, Sra. Carpenter. — Ele sorriu travesso — Isso significa que você não quer molha-lo.

— Você não faria... — Joseph fez, ela gritou e estapeou ele — EU PASSEI DUAS HORAS NO SALÃO! — Ele ria — Como ousa?! — Joe segurou os braços dela e aproximou-se para beija-la.
— É uma troca de favores, você lava o meu e eu lavo o seu. — Ela semicerrou os olhos e o encarrou séria — Vamos lá, baby. — Demi estava se segurando para não rir — Deixe-me ver seu belo sorriso. — Ele lhe deu um selinho, seguido de outros e logo depois um beijo.

          Batidas na porta fez os dois se afastarem devagar, eles já estavam acostumados com interrupções. Na maioria das vezes era Samanta, mas pelas batidas lentas Demi soube que era Samuel. — Pode entrar. — Ela afundou-se na banheira. Toda aquela agitação fez com que muita espuma se formasse ali!
— Desculpe. — Ele apenas colocou a cabeça para dentro, observou os pais e sentiu vergonha por interrompe-los.
— Bom dia. — O casal disse junto e Sam riu baixinho.
— Bom dia. — Ele sorriu — Só queria saber quem vai nos levar hoje.
— Sua mãe, Samuel. — Joe respondeu e sorriu para ela — Tenho certeza de que ela quer fazer isso.
— Eu vou avisar a Sammy. — O garotinho sorriu e saiu rapidamente.

— Acho melhor nos apressarmos. — Joe fez uma careta divertida.
— Obrigada, eu vou adorar leva-los.

          Depois que Samuel saiu, eles não demoraram muito no banho e logo saíram juntos. Joseph se vestiu rapidamente, Demi estava indecisa sobre o que vestir e demorou um pouco mais. Ele adiantou o café da manhã rapidamente, algumas panquecas e waffles com frutas também. — O cheiro está bom. — Sam comentou ao lado do pai.
— Ei, garotão! — Joe brincou com os cabelos dele e sorriu — Pode se sentar, estou quase terminando. — Faltava preparar o achocolatado — Onde está sua irmã?
— Escolhendo o que vestir.
— Sua mãe também.

— Mulheres! — Eles disseram juntos e riram.

          Alguns minutos depois, Demi e Samanta desceram juntas; Joseph sorriu ao vê-las com roupas que combinavam entre si. Juntos eles tomaram café, conversaram e riram bastante. O momento de despedida foi na garagem, Joe iria direto para seu trabalho e Demi levaria as crianças. — Você tem mesmo que ir? — Samanta não gostou nada daquela história.
— Sua mãe vai trabalhar depois que levar vocês, querida. São caminhos opostos e precisamos fazer isso, o.k? Assim, ninguém atrasa ninguém.
— Tá bom. — Ela respondeu entristecida.
— Ei, não fique triste! — Ele abaixou-se e beijou a testa da garotinha — Vamos nos encontrar para almoçarmos juntos. — Samanta sorriu brevemente — É assim que eu gosto.

— Tenha um bom dia no trabalho, papai. — Eles fizeram um toque de mãos.
— Obrigado, Sam. Tenham um bom dia na escola, crianças! — Ele despediu-se dos dois e voltou-se para Demi.

— Tem certeza de que não quer que eu passe no estúdio?
— Eu só vou gravar algumas faixas, nada demais. — Demi deu de ombros — Você pode me esperar na recepção.
— Você está fazendo tanto suspe... — Ela o interrompeu com um beijo.

— Precisa ir agora ou vai acabar se atrasando. — Demi mordeu o lábio e sorriu.
— Você também. — Ele disse um pouco desconcertado — Tenha um bom dia, querida.
— Você também, amor.

NY
07:35 A.M

          Joseph chegou atrasado, muito atrasado mesmo! Como aquilo era possível? Ele normalmente acordava no mesmo horário e sempre seguia a mesma rotina. Havia muitas pessoas circulando pelos corredores, muitas crianças e todos lhe desejavam "Bom dia". Joe respondia educadamente e de forma apressada, enquanto tentava entrar na sala de Alycia. Ele entrou rapidamente e fechou a porta atrás de si, descobriria de uma vez por todas o que estava acontecendo. — Bom dia. — Joe despertou de seus pensamentos com a voz dela.
— Bom dia, Alycia.
— Em que posso ser util?
— Nós dois sabemos muito bem. — Ele sentou-se numa das cadeiras — Eu fiz alguma coisa de errado? Disse algo que você não gostou?

— O problema é comigo, Joseph. — Ela disse arrumando a postura na cadeira e colocando os óculos de grau — Mesmo com toda minha experiencia, não estou sabendo lidar com uma perda.
— Uma perda?
— Meu marido. — Ele arregalou os olhos.

— Quando?
— Faz alguns meses.

— Você poderia ter me contado. — Joseph estava sem palavras.
— Eu me sentiria pior e de qualquer forma, não poderia deixar de trabalhar. — Ela sorriu por poucos segundos.
— Sinto muito, Alycia.
— Obrigada. — Ela agradeceu baixinho e suspirou. Não queria chorar na frente dele, mas se ele continuasse insistindo... ela não aguentaria!

— Eu só queria saber o motivo de me evitar, você pode me dizer?
— Você me faz lembrar dele. — Alycia disse e fixou os olhos nas fichas espalhadas por sua mesa.
— Alycia, eu...

— Não precisa dizer nada, Joseph. Vá, você deve ter muito o que fazer. Não se preocupe comigo, o.k?
— O.k. — Ele levantou-se um pouco atordoado — Se quiser desabafar, já sabe onde me encontrar. — Joe caminhou até a porta e colocou uma das mãos na maçaneta.
— Obrigada. — Ela sorriu — Você é um bom amigo! — Ele virou-se para Alycia, sorriu com sinceridade e saiu.

REPUBLIC RECORDS
08:00 A.M

          Demetria deixou os filhos na escola e seguiu estrada para chegar na gravadora. Ela estava feliz por presenciar cada um de seus pequenos adentrar na escola, eles estavam crescendo e ver isso de perto, era a maior das bençãos! Demi adentrou no elevador sorrindo, ela ainda estava pensando nas crianças e nem percebeu quando chegou ao respectivo andar. As pessoas andavam apressadas, mas Matthew esperava por ela. — Seja bem vinda, Demetria Carpenter.
— Deixa de besteira. — Ela riu e foi ao encontro dele aceitando um forte abraço.
— Como você está?
— Estou muito bem e você? Andou sumido! — Eles seguiram caminhando.
— Problemas de família, você sabe como são pais divorciados. — Ele revirou os olhos — Mas não vamos falar do passado, quando você tem um novo álbum para ser lançado!

— Falou e disse, Matt. — Ela sorriu — Você até parece mais animado do que eu, como isso é possível?
— Bem, como posso dizer isso? Nikki me deu passe livre e sei bem quais são os seus planos.
— O que achou?
— Sexy, ousado, provocante... amei! É um som diferente e maduro.

— Estou um pouco surpresa. — Ela confessou.
— Demi você já é uma mulher madura e finalmente está pondo isso para fora. Joseph deve estar orgulhoso de você!
— Ele não sabe.
— Como não?! — A voz de Matt soou tão escandalosa que algumas pessoas que passavam, pararam o que estavam fazendo para olhar os dois.

— Você perdeu o juízo? — Ela o arrastou para uma das salas de reunião.
— Minha querida, Cool For The Summer é apenas a cereja do bolo! Ele não é bobo e sabe bem o que pretende fazer. O que esta tentando esconder?
— Você conhece o "Joseph artista", mas não parece conhecer o meu marido. — Ela sentou-se numa das cadeiras e girou. Matt adorava toda aquela sofisticação que ela esbanjava! — Ele iria me censurar, tenho certeza disso. Joe tem músicas explicitas, mas ainda sim tem um toque de leveza. Ele é um homem conservador e zela por valores familiares, Matthew. Eu zelo por valores familiares, mas sou pouco conservadora na minha música. Entende? Nunca tive papas na língua para falar sobre nada e pensei: se quero falar sobre ser confiante, vou falar sobre isso!

— Não acha que ele pode ficar chocado? Você esta reconstruindo sua imagem pelas costas dele!
— Já passamos por muito coisa e isso será o de menos. — Demi piscou e sorriu — Afinal, nós somos adultos!
— Tem certeza?
— Eu sei o que estou fazendo, querido. — Ela se levantou — Agora nós precisamos ir, tenho uma reunião em 10 minutos e preciso gravar algumas músicas ainda hoje.
— Certo, vamos.

***

          Nicholas estava sentado em frente ao grande piano de cauda, folhas estavam espalhadas na parte de cima e ele tinha um lápis apoiado atrás da orelha. Os dedos ágeis dançavam pelas teclas do instrumento, o som que ecoava pela cada era doce e agradável. Selena apareceu na sala algum tempinho depois, ela estava segurando uma xícara de chá e aproximou-se do marido. — Você poderia ter me acordado. — Ele desviou os olhos das teclas e voltou-se para ela.
— Ontem você passou a maior parte do tempo no banheiro, achei melhor te deixar descansar. Como está se sentindo?
— Bem. — Selena sorriu para tranquiliza-lo e Nick fez com que ela se senta-se em seu colo — Trabalhando logo cedo? — Ela depositou um beijo no topo da cabeça dele.

— Hoje acordei, olhei para você e me senti inspirado.
— Seu bobo! — Ambos sorriram — Me mostra o que está fazendo. — Ele segurou delicadamente a mão da esposa e levou os dedos dela até as teclas do instrumento. Ele repetiu uma sequência de notas daquela forma e cantarolou baixinho para ela ouvir.

— O que achou?
— É perfeita!
— Mesmo? — Nick arqueou uma das sobrancelhas e Selena riu.
— Sim, tenho certeza do que disse. — Ela resgatou sua xícara e bebericou um pouco do chá.

— Hmmm...
— O que está pensando?
— Você deveria ficar em casa hoje, Sel.
— Ah meu amor, você sabe que preciso ajudar Iggy e Dianna.

— Eu já liguei para minha mãe e ela concordou em se oferecer para ajudar também.
— Nicholas!
— Fiquei preocupado e será só por hoje, prometo.
— Você não vai poder me prender dentro de casa toda vez que se sentir preocupado! — Ela se levantou e saiu caminhando pela casa sem rumo. O que ele pensava que estava fazendo?

— Selena, você sabe que não fiz por mal. — Ele tocou-lhe os ombros, mas ela não se virou para encara-lo.
— Eu já disse que estou bem.
— Mas você está fraca, nada parou no seu estomago ontem... nem mesmo água! Como poderia deixa-la sair assim? Você faria o mesmo comigo. — Nicholas abraçou Selena por trás e apoiou o queixo levemente na cabeça dela.

— Acho que exagerei, você está certo. — Ela disse após algum tempinho em silêncio — Você me desculpa?
— Só se você me der um beijo. — Selena virou-se, sorriu e ergueu-se para beija-lo.
— Está desculpada. — Ele respondeu após ser beijado por ela e ainda depositou um beijo na testa dela — Eu te amo. — Disse baixinho.

***

          Samuel estava sentado numa das mesas de "damas "e esperava que alguém pudesse jogar com ele. Ele era uma das poucas crianças que gostava de jogos assim e não parava de pensar se aquilo fazia dele um estranho! Brincou distraidamente com o medalhão em seu pescoço que até se assustou quando um garoto se sentou de frente com ele. — Não vou te roubar o dinheiro do lanche. — Ele ergueu as mãos em defesa — Eu me chamo Edward e você?
— Samuel. — Sam respondeu .
— Estava sozinho na outra mesa e vi você aqui, podemos jogar juntos?
— Claro! — Samuel respondeu sem esconder sua animação.
— Legal! — O garoto respondeu no mesmo tom e eles começaram a jogar.

— Você é de que turma?
— Sra. Lewis e você?
— Sra. Hudson.

— Sua sala é do lado da minha.
— Mas não me lembro de ver você por aqui. — Edward fez uma careta ao perder uma das peças — É novato?
— Sim, eu sou novato  — Sam fez uma careta engraçada e ambos riram.
— Veio de qual escola?
— Eu estudei muito pouco em escolas, então... vim de casa mesmo.

— Você é filho de alguma celebridade? Minha mãe sempre diz que existe dois grandes grupos de alunos que são educados em casa: o primeiro deles são os filhos de celebridades e o segundo são as crianças que sofrem bullying. Você veio de qual desses?
— Primeira opção.
— Sério? Que legal!
— Pra mim sempre foi normal. — Sam deu de ombros — Mas e você?

— Eu sou normal. — Edward deu de ombros — Minha mãe é psicologa e meu pai era um dos professores dessa escola. — O garotinho suspirou e nem ligou em perder outra peça.
— Era?
— Ele se foi. — Samuel olhou o novo colega com compaixão.
— Eu sinto muito.
— Está tudo bem. — O garoto sorriu — Já faz alguns meses, minha mãe está fazendo o que pode, mas ainda é estranho. — Ele jogou detraidamente.

— Deve estar sendo difícil para ela, Edward. Os adultos sofrem bastante, mas você tem algum irmão ou irmã?
— Não, ninguém além da mamãe.
— Então, você pode contar comigo. — O garoto passou uma das mãos pelos cabelos loiros — O que acha de sermos amigos? — Sam estendeu umas das mãos.
— Acho uma boa ideia. — Edward também estendeu uma das mãos e eles trocaram um cumprimento. O sinal tocou anunciando o termino do intervalo e eles reviraram os olhos.

— Precisamos ir. — Eles se levantaram e começaram a caminhar juntos.
— Sim, mas podemos conversar na saída. — Sam sorriu — Sua mãe vem te buscar?
— Isso depende. — Edward ficou pensativo.
— Você podia ir lá em casa qualquer dia desses.
— Eu vou sim! — Ele respondeu, parecia animado novamente e Samuel sorriu satisfeito. Ele tinha duas irmãs com quem podia contar, mas aquela garoto não tinha ninguém. Poderia dar certo, eles poderiam ser bons amigos.

--

cheguei e agora é pra ficar!
boa noite meninas, td bem com vocês? estou bem e feliz por finalmente voltar. 
meu celular está novinho em folha e ontem mesmo já adiantei o restante desse capítulo. 
espero que tenham gostado! já temos algumas revelações importantes por aqui sdjsdj aguardem que em breve as tretas irão começar. 
respostas aqui & aqui
obrigada por serem tão pacientes comigo, o.k? 
vou escrever o mais rápido que puder. 
beijos!

Resultado de imagem para demi lovato gifs dançando Resultado de imagem para demi lovato gifs dançando

6 comentários:

  1. Em parte foi fofo e em parte tô começando a sentir a tenção das tretas começar, tudo bem a Demi se sentir confiante mas esconder do Joe o projeto do álbum e ainda por cima sabendo como o Joe é ele vai surtar e ainda tenho uma leve impressão de que ele só vai saber desse Photoshoot quando sair na revista e tenho certeza que as músicas sexys,body say,as performances sexys, o Photoshoot ainda vai dá uma treta tão grande que haja calmantes e coração e nessa mesma treta o Joe vai passar tudo na cara da Demi por ter feito tudo escondido,sem conversa com ele,sem levar em consideração os sentimentos dele e a falta de confiança nele e no relacionamento deles e vai por ela na parede... Ai Deus não consigo lidar com isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. está começando e não vou mentir, adoro!
      no próximo capítulo já vamos sentir uma tensão e de cara, acho que vão se emputecer com a demi sdjsdj
      você está no caminho, viw? as coisas vão seguir mais ou menos esse rumo. <3

      Excluir
  2. Tô passada 😳
    Ela ta escondendo dele? Que puta!
    Quando ele descobrir vai ficar muito puto
    E vou deixar bem claro o quão eu tô amando esse flashback grandão 😍
    Posta logooo, demora não please
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aaaah fico feliz que esteja gostando <3
      tbm estou é o maior flashback de todos os tempos!
      quando tudo voltar ao "tempo atual" as coisas vão estar pegando fogo, literalmente.
      postarei ainda hj :)
      beijos

      Excluir
  3. Okay que a Demi esconder o projeto do o álbum do Joe não foi legal, mas não vejo nada demais pra o Joe surtar só por causa disso.
    Ownt Nelena é tão fofo, quero mais cenas deles.
    Sinto que essa amizade vai ser muito fofa.
    Eu to louca pra que aconteça as tretas, bjs e fui❤😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah mais ai é que está, não vai ser só isso... tem muito mais vindo ai ^^
      vamos ter bastante nelena, eles vão estar envolvidos em algumas tretas aqui tbm <3
      tá chegando as tretas!!!
      beijos.

      Excluir