06/07/2017

Broken Frame: Capítulo 32 • Exposed I



~ ALGUNS DIAS DEPOIS ~
CALIFÓRNIA, 06:30 A.M

          "É estranho estar de volta."  Pensou Joseph pelo terceiro dia consecutivo em que acordava sozinho em sua cama. Os dias maravilhosos em Orlando haviam ficado para trás e ali estava ele, levantando-se para ir visitar seus pais. Demetria nem havia voltado para casa com ele e as crianças, ela precisou pegar outro voo para chegar num festival onde se apresentaria e de lá, tinha vários outros compromissos. Era difícil dizer quando ela voltaria, isso podia ser em qualquer dia da semana ou hora, ele apenas esperava que fosse logo! Sentia saudade de acordar todas as manhãs ao lado dela, sentia saudade do carinho que recebia e até das vezes em que ela o acordava com cocegas. Mais uma conferida em frente ao espelho e Joe desceu para tomar café com os filhos.  Bom dia crianças!  Ele cumprimentou cada um deles com um beijo na testa, Sabrina conseguiu escapar e apenas acenou para o pai. 
 Bom dia.  Samuel e Samanta responderam em uníssono. Ambos estavam sentados em banquinhos e comiam o cereal em tigelas coloridas que estavam apoiadas no balcão da cozinha. 

 Alguma noticia da mamãe?  Joe verificou rapidamente em seu novo celular e fez uma careta. 
 Ainda não, mas deve ser por causa do fuso horário.  Ele serviu-se de café e também das torradas que Sabrina havia preparado para ele.  Sabem me dizer o que deu na irmã de vocês?  Joseph perguntou de forma baixa e discreta. Já fazia alguns dias que Sabrina estava estranha, parecia que algo estava lhe incomodando, mas ela não falava nada sobre ou dava indícios de que queria conversar. Joe não era o tipo de pai que gostava de forçar uma conversa, na maioria das vezes ele deixava que ela viesse e contasse o que estava acontecendo. 
 Bi recebeu um telefonema dias atrás, ainda estávamos em Orlando e não sei ao certo, mas acho que ela ficou muito chateada.  Samuel ajeitou a gravata vermelha do novo uniforme da escola e suspirou.
 Lembro até que ela se trancou no banheiro e quando saiu de lá, estava com cara de choro.

 Acha que foi Bradley?
 Não sei, talvez.  Joseph sentou-se de frente com os filhos e deu um gole no café. 
 Podemos tentar descobrir se quiser.
 É melhor não, eu vou dar um jeito.  Ele sorriu para tranquilizar os pequenos e continuou tomando seu café. Eles assentiram prontamente em obediência ao pai e terminaram de comer.

          Sabrina pegou carona com o pai e foi para a casa de Rowan. De lá, Joseph deixou os filhos na escola e seguiu para a casa dos pais. Ele ficou um tempinho preso no transito, mas não reclamou, perguntou-se como pode sentir saudade aquilo! Estacionou o carro do outro lado da rua, ajeitou os óculos e desceu do carro. Assim que chegou ao portão sentiu o cheiro de café, sorriu com algumas lembranças e bateu palmas.  Eu já disse que não estamos interessados em comprar... Joseph Paul exclamou surpreso e abraçou o filho.  Quanto tempo, rapaz? Pensei que não fosse aparecer!  Ele riu e partiu o abraço para olhar melhor o pai. Eles estavam cada vez mais parecidos, principalmente por causa dos óculos que ele também usava. 
 Eu quis descansar um pouco e aqui estou.  Joseph sorriu  Como vocês estão? 
 Estamos bem, filho.  Paul fechou a porta atrás de si e observou Joe cuidadosamente.  E você, Demi e as crianças?
 Estamos bem na medida do possível.  Ele virou-se para encarrar o pai  Mamãe está? 
 É claro que estou, meu amor.  Joseph virou-se e ali estava sua mãe. Ela abriu os braços e ele foi ao encontro dela para abraça-la. Os dois ficaram um tempinho assim, nenhum deles ousou dizer alguma coisa e Paul saiu de fininho para terminar de preparar o café na cozinha.  Fico feliz que tenha voltado!

 Podemos conversar?  Ele perguntou num tom de voz mais sério. 

 Já tomou café? -Denise perguntou enquanto caminhavam até a sala onde eles faziam as refeições.
 Sim, eu comi com as crianças mais cedo.
 Sente-se conosco, coma alguma coisa.  Ela apontou para um dos lugares na mesa. 

 Mamãe!  Joe riu, ela parecia estar fugindo do assunto. 
 Sim, vamos conversar.  Ele assentiu e sentou-se esperando que ela fizesse o mesmo. 

 Como foi a viagem?  Paul perguntou sorrindo. 
 Foi tranquila e bastante divertida também!  Joe sorriu  Queria ter ficado mais uma semana lá, mas Demi não tinha como ficar e voltamos para casa.

 Morgan falou comigo.  Denise comentou e deu um gole em seu café.  Sinto muito por ter mandado ele atrás de você, mas fiquei bastante preocupada. 
 Eu disse que ela não deveria.  Paul comentou enquanto servia-se de uma xícara de chá. 
 Imagino que sim.  Joe suspirou e encarrou os dois.  Mas não me sinto confortável com isso, o.k? Demetria estava lá para cuidar de mim, não tinha necessidade de mandar ele até lá, ela não se sentiu nada bem com isso também.  Ele fez uma pausa  Amo muito vocês, mas eu escolhi essa vida pra mim e estava ciente de que esse tipo de coisa poderia acontecer. Posso garantir que tenho força para lidar com tudo o que esta acontecendo. O.k? Sei que sempre posso contar com vocês em qualquer situação, então não pensem que não irei procura-los.  Joseph serviu-se de chá, segurou a xícara entre suas mãos e assoprou um pouco antes de beber.  Quando tudo aquilo aconteceu, eu só pensei em sair daqui o mais rápido possível e foi o que eu fiz. Não passou pela minha cabeça avisar-los, talvez devesse ter feito isso, mas não fiz e peço desculpas. Acho que devo avisa-los de que tem um escândalo vindo ai!  Ele riu, mas foi um riso de puro nervoso.  O que posso dizer? Não se pode esperar algo bom vindo de um fofoqueiro, ainda mais se ele tem motivos de sobra para te odiar! 

 Prometo que vou respeitar o espaço de vocês.  Denise começou dizendo. 
 E eu prometo que vou ficar de olho nela.  Paul sorriu para o filho e Denise lhe deu um tapinha no ombro. 

 Mas...
 Eu sabia que teria um "mas" nessa história.  Joe riu baixinho da mãe e deu mais um gole em seu chá. 
 Mas preciso saber se é verdade. Aquilo que Nicholas disse sobre você e Demi serem uma mentira, isso é verdade?
 É verdade e ao mesmo tempo não é.  Denise balançou a cabeça. 

 Mamãe!

 Eu sinceramente não entendo como vocês, sendo um casal tão jovem, problematizam tanto o casamento. O que aconteceu dessa vez?
 Não precisa entrar em detalhes se não quiser, Joe.  Paul disse de forma tranquila  Nós vamos entender. 
 Nós brigamos, brigamos feio mesmo e fingimos que estava tudo bem para não machucar nossos filhos. Sempre que tentávamos resolver, acabávamos brigando de novo e tudo piorava! Não conseguíamos ser francos, fomos adiando essa conversa, adindo até que explodimos de vez. Kevin nos ajudou bastante com isso, fez com que enxergássemos onde estávamos errando e tudo mais. Depois disso aconteceu aquele acidente com Selena e Demi ficou fora, depois ela voltou e teve aquela briga toda no festival. E agora, estamos estáveis, mas não sei o que vai acontecer depois que Perez publicar tudo o que conseguiu com o meu celular.  A garganta secou e só então ele percebeu que havia falado rápido demais. Aquilo sempre acontecia quando ele estava ansioso, nervoso ou animado. Era uma droga! Joe suspirou e reabasteceu novamente a xícara de chá. 

 Esconder uma briga dos filhos, nunca deve ser uma opção.  Paul começou dizendo e endireitou sua postura na cadeira.  Não estou dizendo que vocês devem brigar na frente deles, mas seja honesto caso perguntem algo. Você pode responder: Eu e mamãe estamos nos resolvendo ou Sua mãe está chateada comigo e vou concertar isso, não se preocupem. Não precisa entrar em detalhes, apenas deixe isso claro. Assim se chegar alguém de fora, como é o caso, disparando mentiras sobre vocês dois, eles vão saber que de fato se trata de mentiras inventadas por outra pessoa.  Joseph apenas assentiu sentindo o peso das sábias palavras de seu pai. 
 Acho que o problema de vocês é o dialogo.
 A senhora não é a primeira pessoa que diz isso.  Joe comentou baixinho e fixou os olhos na xícara que estava apoiada em cima da mesa.
 Quando vocês se casaram, eu sinceramente pensei que não fosse durar e você sabe disso.  Denise comentou  Você e Demetria são opostos, diferentes demais um do outro. Mas com o tempo pude perceber que mesmo com todos os problemas e dificuldades, vocês acabaram equilibrando. Entende o que quero dizer? Não pesava nem de um lado, nem do outro.  Joe assentiu  Quando nossas diferenças se sobressaem, nos tornamos um fardo e nenhum relacionamento vai para frente quando um se torna um fardo na vida do outro! Precisa haver equilíbrio e honestidade de ambas as partes.  Denise ficou pensativa por alguns instante e olhou para o marido.  Que tal uma ajudinha?  Paul riu baixinho.

 Quando vocês reataram, queriam que tudo fosse perfeito e é ai que está o problema. Ninguém é perfeito, logo um relacionamento não pode ser. Certo? Vocês se pouparam um do outro, algo como: Ah isso não é importante, ela ou ele não precisa saber. Entende? E tudo, tudo na vida matrimonial é importante. Não se trata apenas da sua vida ou da vida dela, mas é a vida de vocês dois.  Joe fechou os olhos por alguns segundos e suspirou pesadamente, seus olhos estavam ardendo.
 Vocês dois já passaram por muita coisa e não tenho duvidas de que possuem capacidade o suficiente para concertar isso.  Denise tocou o ombro do filho e sorriu.

 Eu quero muito que dê certo.

 Mas devo alerta-lo sobre as crianças.  Paul disse, aquele tom sério fez o coração de Joe apertar no peito.
 O que tem elas?
 Não espere uma boa reação vindo delas, principalmente da Sabrina. Ela se importa bastante, zela pelos irmãos e tenho certeza de que vai se sentir traída nessa história toda!  Inquieto, Joe se levantou e encostou-se perto da janela. A brisa que batia ali vinha acompanhada de pequenos raios de sol e ele sentiu-se um pouco mais calmo.  Samuel é um garoto tranquilo, talvez ele seja mais compreensível. Samanta é um pouco mais reservada, então vai precisar conversar bastante com ela.

 Esse é o momento que devo sentar e chorar?  Joe olhou para os pais por cima de seu ombro direito.
 É o momento de pensar e erguer sua cabeça, rapaz. Pensar bastante para que isso não aconteça outra vez e para que nenhuma pessoa que você ama se machuque. Entendeu? E erguer a cabeça para encarrar tudo isso com bastante dignidade, mesmo que não seja fácil.
 Obrigado.  Ele virou-se encarrando os dois e sorriu brevemente.  Acho que eu realmente precisava dessa conversa.

 Como você mesmo disso, sabe que pode contar sempre conosco.  Denise se levantou e abraçou o filho pela cintura.
 Acho que não precisava apenas dessa conversa, como também precisa de outra.  Paul levantou-se e apontou através da janela para a rua onde Nicholas estava estacionando o carro.

 Não me diga que vocês dois aprontaram isso?
 Ele tem aparecido bastante por aqui e quase sempre vem acompanhado.  Denise explicou rapidamente ainda abraçada ao filho  Vocês ainda não conversaram depois daquele dia, não é mesmo?
 Não, não conversamos.  Joe suspirou  Mas parece que de hoje não passa.  Denise riu baixinho  Admita que usou seus poderes de mãe para conseguir isso... admita!  Ambos riram.
 Eu não faço ideia do que está falando, mas estou feliz que ele tenha aparecido. Não gosto de ver meus bebês brigados!
 Mamãe nós não somos bebês.  Joe riu novamente e corou sentindo a mãe apertar suas bochechas.

 Diga por você, não por mim.  Nicholas disse num tom brincalhão e sorriu. Ele parecia estar melhor e Joe sentiu-se um pouco mais relaxado com isso.  Bom dia mamãe, Joseph.

          Cumprimentos, conversas e risadas. Depois que Nicholas chegou, todos se sentaram outra vez e retomaram o café da manhã. Assim que eles terminaram, Denise pediu que os dois fossem se sentar na sala para que ela e Paul pudessem retirar as louças. Joseph sabia que aquilo era apenas um pretexto para que ele e Nicholas acabassem conversando. Eles se sentaram no sofá, cada um em uma ponta deixando assim o lugar ao meio vago. O silencio prevaleceu entre eles até que Nick tomou coragem para falar e disse:  Eu realmente sinto muito.  Ele olhou para Joseph  Não quis dizer o que disse naquele dia, foi um momento de raiva e acabei descontando em você, Joe.  Ele suspirou  Por favor, me desculpe.
 Suas palavras doeram mais do que todos aqueles socos, sabia?  Joe riu baixinho  E quando você veio se desculpar pela primeira vez, não acreditei em você, mas agora eu acredito.  Ele sustentou o olhar do irmão e sorriu.  Você esta desculpado.  Nick se aproximou dele e eles se abraçaram por algum tempinho, Joe lhe deu alguns tapinha de camarada nas costas e eles se separaram.
 Obrigado.

 Está tudo bem com você? E Selena, como está? Eu viajei para espairecer um pouco, mas não deixei de pensar em vocês.
 Nós estamos bem.  Nick sorriu  No inicio eu estava com medo de não conseguir ajuda-la, mas conforme os dias foram passando, nós fomos nos reerguendo e acho que estamos fazendo progresso.
 Eu fico muito feliz por vocês.

 Joseph, eu posso te fazer um pedido?
 Claro que pode.
 Venha almoçar conosco.  Joe arqueou uma das sobrancelhas  Selena sente sua falta e sei que ela precisa muito de você.
 Selly é a irmã que não tive, sabe o quanto amo ela, mas ainda sinto um pouco de receio em vê-la.  Ele confessou aquilo e suspirou encarrando os olhos suplicantes do irmão.

 Sei que ela se sente confortável com isso, então apenas de uma chance.
 Tudo bem, eu aceito almoçar com vocês.
 Ótimo!  Nicholas sorriu.

 Mas você sabe que primeiro preciso buscar as crianças, não sabe?
 Eu busco elas e você vai direto, vocês precisam conversar.
 Fico me perguntando, quantas conversas ainda me aguardam hoje?  Joe riu  Esta sendo... bastante intenso!  Ele piscou os olhos e sorriu.

 Sei que vai te fazer bem, então relaxa.  Nicholas o tranquilizou e sorriu.

          As horas se passaram num piscar de olhos e quando Joseph deu por si, estava estacionando o carro na garagem do irmão mais novo. Ele encarrou o próprio reflexo no espelho, respirou fundo algumas vezes e desceu do carro. Os raios de sol o acompanharam até que ele chegasse na varanda, Joe sentia um friozinho no estomago e um aperto no coração, será que aquilo era realmente uma boa ideia? Deu algumas batidinhas na porta e esperou, ele estava com as chaves, mas não queria assustar Selena.  Não acredito que você esqueceu suas chaves de novo, Ni...  Selena parou de falar assim que a porta foi aberta e ela viu Joseph ali.  Joe?  A surpresa ficou nítida em sua expressão.
 Eu vim pro almoço.  Ele disse sorrindo, não sabia o que dizer e disse aquilo. Era um bom começo, certo?
 Estou tão feliz que tenha vindo!  Ela sorriu e o abraçou forte.  Senti sua falta.  Eles ficaram um tempinho abraçados e quando se separaram, sorriram outra vez.   Entre, por favor.  Selena cedeu espaço e ela adentrou.
 Obrigado.

 Posso saber onde Nicholas se meteu?  Ela perguntou rindo baixinho.
 Ele foi buscar as crianças, espero que não tenha problema.
 Claro que não tem, Joe. Estou com tanta saudade delas! Demi veio com você?  Selena indicou o sofá e eles se sentaram.
 Ela precisa cumprir os compromissos que foram cancelados e remarcados. Tem também todo o projeto da turnê, ela precisa se sentar com o pessoal e decidir como vai ser.
 Quando ela voltar, com certeza vamos nos encontrar.  Ela sorriu e eles ficaram em silencio por algum tempo.

 Me desculpe, eu estou um pouco nervoso e nem sei o que dizer.  Ambos riram.
 Tudo bem, Joseph.  Selena tocou o ombro dele.
 Você está bem?
 Eu estou melhor, muito melhor e agradeço aos céus por Nicholas estar sendo tão bom pra mim.  Ela sorriu  Nós estamos superando tudo isso aos poucos e voltando ao normal, sabe? Vivendo nossa vida um dia de cada vez.
 Fico tão feliz por você.  Joe sorriu.

 Eu sei que sim, mas e você? Estou afastada das redes sociais e pretendo continuar assim durante um bom tempo, mas sei o que está acontecendo. Como você e Demi estão lidando com isso?
 Nós viajamos para ter um pouco de paz e tranquilidade, sabe? Mas em nenhum momento deixamos de pensar nisso, Demi está com medo de como isso pode afetar nossos filhos e eu também.  Joe suspirou  Não sei se medo é a palavra certa, talvez seja um total desespero mesmo.
 Nicholas me contou por altos o que aconteceu, Joe.
 E o que você acha?
 Acho que precisam se esforçar para melhorar o casamento de vocês, sabe? Se vocês continuarem nessa de esconder coisas um do outro, essa relação não vai adiante.

 Nós escondemos essa briga das crianças e agora, elas vão descobrir tudo pelo blog do Perez Hilton!
 Não seria melhor você contar tudo de uma vez? Faça isso, chegue em casa hoje e conte tudo, vai ser melhor assim.
 Como vou fazer isso sem Demi?
 Seja corajoso por você e por ela.  Selena segurou uma das mãos dele.
 Obrigado, não sei o que faria sem você.  Joseph puxou-a para um abraço e eles ficaram assim por um bom tempo. Algumas lágrimas escorreram pela bochecha de Selena e ao contrario dos dias anteriores, aquelas eram lagrimas de felicidade.

 Eu te amo como o irmão que não tive.  Selena sorriu assim que partiram o abraço  E não sei explicar o quanto estou agradecida por estar aqui, sei que não deve ter sido fácil, mas... você está aqui!  Ambos riram  Obrigada, Joe.
 Eu também te amo, Selly.

          Depois de passarem alguns minutinhos ali na sala conversando, Selena chamou Joseph para ajuda-la na cozinha e ele prontamente aceitou. A música que vinha do aparelho de som era animada e eles arriscavam alguns passos enquanto terminavam de fazer uma salada de legumes, ambos usavam avental e riam juntos.  Não sei se gosto de vê-los assim.  A voz de Nicholas surpreendeu os dois e ambos se viraram para encarra-lo.  Estou brincando!  Ele riu e abaixou o volume do som.
 O cheiro está delicioso.  Samuel adentrou na cozinha com um sorriso sapeca brincando em seus lábios  Quando podemos comer, tia? Eu senti saudade da sua comida!  Eles riram.
 Só sentiu saudade da comida?  Selena fingiu estar ofendida  E de mim, não sentiu saudade?
 É claro que senti saudade!  O garotinho disse um pouco envergonhado e abraçou Selena pela cintura. Ela se perguntava se Sam estava crescendo rápido demais ou era ela que estava encolhendo!
 Você só passou uma semana fora, mas parece que está bastante crescido.  Ela comentou sorrindo e ouviu as vozes das meninas que se aproximavam.

 Eu liguei e perguntei se Sabrina queria almoçar conosco, ela aceitou.  Nick comentou sorrindo e cumprimentou a esposa com um selinho.

 Tia!  Samanta correu ao encontro dela e Selena abaixou-se pegando a garota no colo, como aquelas crianças estavam grandes. Era possível que o tempo passasse tão rápido para elas?
 Olá querida, como você está? É tão bom ver você!
 Eu estou bem, tia.  Sammy respondeu sorridente  Estou feliz em te ver também! Como está indo?  Selena colocou a pequena no chão e sorriu.
 Estou bem, obrigada.

 Eu devo concordar com o Samuel, o cheiro da comida está divino!  Sabrina comentou adentrando na cozinha e sorrindo para Selena.
 O.k, agora eu realmente me sinto baixinha.  Sabrina riu enquanto abraçava Selena  Você está tão linda!
 Obrigada.  Sabrina corou um pouco com o elogio.

 Já que todos aqui estão famintos é melhor ajudarem colocando os pratos e talheres na mesa. Vamos, vamos!  Nick riu distribuindo os pratos e talheres aos sobrinhos para que eles ajudassem também.
 É muito bom ver essa casa cheia.  Selena comentou sorrindo e abriu o forno para retirar o assado.
 Isso merece um brinde!  Nicholas abriu uma garrafa de vinho e serviu três taças.

 Por mais dias alegres como este!  Selena levantou sua taça e eles fizeram o mesmo dando leves batidinhas uma na outra, antes de beberem.

          O almoço transcorreu de forma agradável e bastante animada! As crianças aproveitaram para contar sobre a viajem para seus tios e não pouparam detalhe algum, nem mesmo o fato de Joseph e Demetria darem certas escapadas para namorar. Ele ficou um pouco envergonhado, mas se divertiu bastante! Tanto que quando se deu conta já era certa hora da tarde e eles precisavam ir embora para buscar Buddy que havia ficado com Dianna.  Vocês realmente precisam ir?  Selena fez uma careta e Nicholas passou um dos braços por seu ombro.
 Querida, não é como se eles fossem viajar outra vez.  Ele riu baixinho e sorriu para os sobrinhos que já estavam dentro do carro, assim como Joseph.

 Prometo que vamos voltar o quanto antes.  Sabrina sorriu para eles.

 Espero que Demetria possa estar com vocês na próxima vez.  Joe sorriu com o comentário de Selena  Diga para ela que mandei um beijo!
 Pode deixar que eu mando sim.  Ele colocou o cinto de segurança  Preciso ir agora, se cuidem.
 Dirija com cuidado.  Nick acenou e sorriu.  Tchau, crianças!
 Tchau. -Ambas acenaram e Joe arrancou com o carro dando algumas buzinadas.

          Durante o trajeto, Joseph refletiu um pouco sobre sua conversa com Selena e decidiu que conversaria com os filhos sobre tudo. Ele não pretendia demorar na casa da sogra, mas Dianna sabia ser convincente quando queria e acabou servindo o café da tarde para eles, infelizmente Joe não pode negar. E lá se foi o restante da tarde, entre chá, biscoitos e conversas! Eddie e Madison também estavam lá, isso fez com que o papo rendesse ainda mais entre eles.  Demi já falou com você hoje?  Dianna perguntou assim que eles estavam caminhando em direção ao portão para ir embora.
 Ainda não, mas deve ser o fuso horário.  Joe sorriu  A agenda dela está tão cheia, mais tão cheia que não sei dizer ao certo onde ela está!  Ele riu  Mas não se preocupe, sei que ela está bem.

 Eu sei que coisas estão circulando por ai, Joseph. Você realmente pode garantir que Demi está bem? Meu coração de mãe esteve tão aflito hoje.  Ela suspirou pesadamente. Já havia ligado várias vezes para Demetria, mas não conseguia falar com ela!
 Assim que ela me ligar, vou pedir que ela te ligue para conversarem. O.k? Ela não queria ter viajado, disse que queria cuidar de mim e das crianças, mas não se pode fugir dos compromissos por muito tempo.  Joe deu de ombros  Ela está bem.  Ele beijou-lhe a testa e preparou-se para se despedir dos demais.

 Papai, acho que vou ficar. Posso?  Sabrina pediu tendo um dos braços enlaçados ao braço de Madison.
 Deixa ela ficar, por favor.  A irmã de Demi pediu de forma suplicante  Faz tempo que não conversamos e queria colocar o papo em dia.

 Se Sabrina ficar, nós também ficamos!

 Opa, opa isso é algum tipo de jogo? Vocês estão brincando comigo?  Joe encarrou os filhos com uma das sobrancelhas arqueadas e eles riram.  Não acho que seja uma boa ideia.  Ele comentou e apoiou a caixa de transporte de Buddy no chão, o filhotinho que estava lá dentro latiu algumas vezes.  Não queremos incomodar os avós de vocês.
 Não será incomodo algum.

 Vai papai, por favor.  As crianças suplicaram durante alguns segundos até que Joe se deu por vencido e suspirou. Se esperou até agora, pode esperar mais um pouco. Certo? Ele disse para si mesmo.
 O.k, vocês ficam.
 YEEEEEH!  Eles comemoraram e Eddie riu afagando os cabelos de Samanta que pulava de alegria ao seu lado.

 Já sabem as regras, certo? Comportem-se e nada de dormirem tarde da noite! O.k?
 Não se preocupe, vou cuidar bem deles.  Dianna lhe afagou as costas e riu baixinho. Joseph apenas assentiu e despediu-se de todos levando Buddy embora consigo.

          "Estar sozinho em casa é ainda mais estranho!"  Joe pensou enquanto saia do banho, o filhotinho que era sua única companhia na casa já estava dormindo. Ele escolheu um conjunto de moletom para vestir, Joseph sorriu ao vestir uma das blusas e sentir o cheiro de Demi. Ela simplesmente amava vestir suas blusas e camisas! Quando erma mais jovens partilhavam blusas de banda, principalmente bandas de rock. As lembranças o acompanharam até o andar debaixo, onde ele ferveu um pouco de agua e preparou um macarrão instantâneo de copo para ser sua janta. Algo nada saudável, ele sabia, mas adorava comer algumas besteirinhas de vez em quando! Caminhou até seu escritório, sentou-se na cadeira giratória de couro e ligou o notebook para chegar seus e-mails. Entre uma garfada e outra, Joe lia atentamente os relatórios que havia recebido sobre o trabalho na associação. Ele ficou feliz com o resultado positivo do festival e não conseguiu conter o sorriso ao ver as fotos dos artigos que grandes veículos de comunicação haviam publicado! Assustou-se e riu de si mesmo ao ouvir o toque de seu celular, agora ele mantinha sempre o aparelho por perto. Aquele toque era diferente de todos os outros e isso significava que Demetria estava ligando!  Pensei que não fosse me ligar hoje, sabia?  Ele deixou o copo de lado e girou na cadeira sorrindo.
 Joseph.  A voz de Demi soou baixa ao outro lado da linha e Joe ouviu outras vozes vindo de lá também.
 Demi?

 Joseph, você precisa me buscar.  O barulho das pessoas em volta não estava facilitando em nada! Joe precisou apertar ainda mais o celular contra o ouvido para conseguir entender o que ela falava.
 Como assim? Onde você está?

 Joseph, por favor. Aqui está uma loucura!
 Fica calma.  Ele se levantou rapidamente e saiu apressado pela casa calçando o primeiro par de tênis que encontrou pela frente.  Onde você está?
 No aeroporto de Los Angeles.

 Sra. Carpenter já solicitamos escolta policial.
 Demetria, o que está acontecendo?
 Fomos expostos, Joe.  Ele travou no meio do caminho sentindo um tremor percorrer seu corpo! O coração bateu de forma dolorosa no peito e apesar dele estar ao lado de fora, o ar parecia não chegar em seus pulmões.

 Ele colocou uma contagem regressiva, isso não é possível!
 Ele esteve brincando conosco o tempo todo.  A frieza na voz dela causou arrepios em Joe. Ele adentrou no carro e apertou um dos botões do controle para abrir o portão.

 Sim, eu prefiro que tenha uma escolta de policiais para minha saída. Obrigada!
 Policiais?
 O aeroporto está cheio de gente, uma verdadeira loucura! Quando você chega? Eu quero sair desse inferno o mais rápido possível.
 Já sai de casa, Demi.

 Por favor, não demore.  Foi tudo o que ela disse antes de desligar. O celular escorregou pela mão direita de Joe e caiu em cima do banco, estava tremendo de nervoso! Ele dirigia sem saber ao certo que situação enfrentaria quando chegasse ao aeroporto, mas de uma coisa ele tinha certeza, qualquer um que ousasse fazer tocar em Demetria se veria com ele.

CONTINUA

--

boa tarde, meninas! tudo bem com vocês?
pela primeira vez em 84 anos eu estou super feliz com esse capítulo, sério. 
espero que tenham gostado dele tanto quanto eu, então não deixem de comentar ai embaixo. o.k? 
CASA CAIU MINHA GENTE, aguardem as tretas!
{ respostas aqui }
por hoje é só, beijos e até o próximo capítulo <3

Imagem relacionada Imagem relacionada

tô me sentindo bem rainha sim, esse momento é meu!

12 comentários:

  1. hieeeeeeeeeeeeeeee
    td bem, amorzinho??? eu to bem, indo no fluxo né
    eu to muito feliz q vc gostou desse capitulo pq eu amei ele ♥
    a conversa do joe com os pais foi um amor <3
    fico feliz q eles esclareceram algumas coisas e esse encontro dos irmãos foi tu-do!
    eu, sinceramente, nem me toquei q nick e joe n tinha parado p conversar de fato pós briga no festival, sabe? fiquei tão feliz q os pombinhos se acertaram, shame on me
    mas foi muito necessário e eu to toda derretida ♥
    bem feliz q eles se acertaram de vdd, viu
    paul e denise tb devem ter ficado felizessss
    afinal n deve ser fácil p eles verem os filhos brigarem e tal
    todo mundo sabe q joe e demi viveram um tempo de mentiras menos as crianças, eu to ficando loucaaaaaaaaaaaa
    a sabrina sabe, mas eu acho q ela ta em negação, por isso q nem joe e nem demi tão sabendo o q deixou a filha assim... ou é isso, ou ela ta esperando a demi voltar p abrir o jogo'
    EU AINDA QUERO MATAR O PEREZ, Q DESGRAÇADOOOOOOOOOOO mas vou falar dele mais p baixo, seguindo a ordem dos fatos né, vamos respeitar
    Q AMOR JOE E SELENA
    AAAAAAAAAAAAAAAAAA
    FRIENDSHIP GOALS
    ta agora eu n to me aguentando e preciso falar do desgraçado infeliz
    PEREZ EU VOU TE MATARRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR
    me segura q eu avanço
    ele além de manter consigo informações pessoais de outras pessoas - coisa q eu tenho certeza q eh contra lei, vou chamar a policia - faz contagem regressiva p expor!!!!!!!!!!!
    coragem, né? tem gente que tem coragem...
    tadinha da demi, teve q voltar correndo e no desespero...
    mas eu espero mesmo q os dois não se abalem com essa merda toda e permaneçam juntinhos, enfrentar essa situação unidos vai ser 100x mais fácil, certo?

    enfim, capítulo perfeito, como sempre! eu amei do começo ao fim <3
    posta mais!!!

    bjs, amo vc ♥

    ps1. ainda tombada com sorry not sorry. ESSE MOMENTO EH MEU! chega logo 11 de julho ♥

    ps2. desculpa a demora, só consegui vir pro pc agora </3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mulheeeer, eu tô bem feliz!
      Pois é, é tanta coisa que acontece que acaba por ficar para depois e esse depois demora tanto que quando chega, nem estamos mais lembrando sdjsdj mais foi um dos momentos mais amorzinhos desse capítulo <3
      A reação de cada um vai ser um choque e o impacto que isso vai causa.... xiiii.... só posso dizer que vai ter muitas tretas por causa disso!
      O QUE É DO PEREZ TÁ BEM GUARDADO, NÃO SE PREOCUPE MUAHAHAHAHAHA ~risada malvada~
      Fico feliz que tenha gostado!
      Postarei ainda hoje * u *
      Bjs, tbm te amo
      AAAAAA EU TÔ SÓ DANÇANDO E ENALTECENDO ESSE HINO!!!

      Excluir
  2. OIE, fiquei muito chateada pois viajei e além disso estou sem celular para ler, voltei tem dois dias e coloquei as fics em dias. NÃO É NENHUMA NOVIDADE QUE AMEI O CAPITULO!
    A conversa de Joe com Denise e Paul, principalmente com Nick, foi perfeita. Fiquei irritada por ele não ter conversado com as crianças logo, agora deu no que deu... Espero que eles saibam lidar com isso, não quero que toda essa merda exposta por Perez atrapalhe, mais uma vez, a relação deles.

    QUE CAPA MARAVILHOSA, O HINO ESTÁ VINDO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não viajo muito, então sempre acaba me sobrando mais tempo para pensar e escrever os capítulos, mas entendo perfeitamente sua situação sdjsdj
      AAAAA fico feliz que tenha gostado! Eu também gostei desse capítulo, minha nossa e isso é difícil pra mim, pq o bloqueio ñ dá trela :( MAAAAS EU CONSEGUI o/
      Não vou mentir, vai atrapalhar um pouco... mas nada que uma boa conversa não resolva, certo? Aguarde para ver as cenas do próximo, eu particularmente estou bastante animada!
      O HINO ESTÁ ENTRE NÓS, AMÉM DEMI LOVATO.

      Excluir
  3. Respostas
    1. AAAA que amor!
      Fico feliz que tenha gostado <3

      Excluir
  4. Uma frase que resume esses últimos acontecimentos com o Perez é "Payback is a bad bitch
    And baby, I’m the baddest" desculpa não ter comentado no último capítulo é pq li no dia em que você postou esse. O que falar de SNS só morri e pra completar quinta saí fetish é pra me matar né

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAA EU TÔ MUITO VICIADA EM SNS! Essa semana de lançamento acabou comigo, vários e vários tombos, mas não vou mentir... adorei ;)
      Entendo perfeitamente, anjo.

      Excluir
  5. NINGUEM ME TOCA
    EU TO TODA ME TREMENDO VIADO
    JURO QUE TO BEM AQUI JOGADA NO CHÃO
    SOCORRO
    Perez é um filho da puta mal amado tanto na vida como na fic
    Eu só quero mais capítulos desse cabaré
    Só posta logooo cara
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O CABARÉ TÁ PEGANDO FOGO, MULHER!
      Aguarde o artigo dele, você vai acabar odiando esse embuste ainda mais sdjsdj se é que isso é possível, né non?
      Estou demorando? Estou, maaaas vai valer cada dia... cada dia mesmo <3
      Postarei ainda hoje, bjs.

      Excluir
  6. Com esse capitulo estou igual aquele tweet da Lady Gaga para o Perez que ela diz para ele: STAY AWAY FROM ME + MY FAMILY. LEAVE MY ALONE!
    Eu juro que tento aparecer para ler com mais frequência e comentar porque eu amo comentar, mas eu não consigo :(
    Adorei o capitulo e sinto que você pode estar fazendo de proposito demorando para postar porque esse final não dá misericórdia aos leitores.
    Posta logo.
    Beijos, Mirela (gyllenswift.blogspot.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu te entendo perfeitamente, acompanho vários blogs e várias fics diferentes, mas não consigo comentar :(
      Fico feliz que tenha gostado! Juro que não queria demorar tanto assim, mas foram dias difíceis, sem contar que precisei trabalhar em mais algumas coisinhas pro capítulo 33. Nesse meio tempo até consegui adiantar o 34, então não vou demorar mais EM NOME DE JESUS!
      Postarei ainda hoje * u *
      Beijos.

      Excluir