Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

16/04/2017

Broken Frame: Capítulo 20 • Nothing last forever


relembrar é viver, meus amores! 
leiam o prólogo pq logo vamos voltar aos dias atuais da fanfic.
FELIZ PÁSCOA e boa leitura pra vcs xx


          Sabrina estava com os dois irmãos mais novos em seu quarto, eles haviam lhe contado tudo o que tinham ouvido e ela estava boquiaberta! Até o pequeno Buddy que estava deitado em seu colo parecia sentir a tensão daquele momento, o filhotinho estava quieto e os observava atentamente.  Diz alguma coisa, Bi.  Samuel suspirou e abraçou os próprios joelhos. Ele e Samanta estavam sentados no grande tapete rosa e felpudo que cobria parte do chão frio do quarto. 
 Eu sinto muito que tenham passado por isso.  Ela suspirou pesadamente. 
 Tudo bem, mamãe pediu desculpa.  Samanta sorriu de forma tão angelical e inocente que Sabrina sentiu vontade de chorar! Olhou para Samuel e pode ver que ele compartilhava da mesma sensação. 

 O que você acha, Sabrina?
 O que eu acho? Se isso acontecer novamente e espero que não aconteça, vou apelar para nossos avós! Eu estou num curto período de férias em casa e não quero estar longe sabendo que estão aqui... vulneráveis Ela disse afagando as contas de Buddy, mas sem desviar os olhos deles. 
 Nossos avós?
 Quem mais se não for eles?

 Crianças.  A voz de Demi soou ao outro lado da porta  Sei que estão ai dentro, posso entrar? 

 Claro mamãe, entre.  Sabrina olhou para os pequenos para ter certeza de que eles estavam confortáveis e voltou seu olhar para a porta que acabara de ser aberta. Os cabelos dela estavam impecavelmente lisos e divididos de lado, ela vestia um conjunto de blusa e calça na cor preta tendo por cima uma sobretudo multicolorido.  Está bonita. Vai sair?
 Obrigada.  Ela agradeceu e sorriu minimamente.  Na verdade, queria saber se querem tomar um chocolate quente comigo. Sei o que está pensando Sabrina e não, não estou tentando comprar vocês. O.k? Eu só quero conversar um pouco.  Samuel observou a mãe por alguns segundos e levantou-se logo depois. 
 Vou pegar meu casaco e calcar minhas botas.  Sam deu de ombros e saiu do quarto. 
 Eu também!  Demi ajudou Samanta a se levantar por causa da prótese que ela usava e recebeu um sorriso em forma de agradecimento. Assim que ela saiu, Sabrina colocou Buddy na cama e levantou para encarrar a mãe de igual para igual. 

 Eu sabia, sabia que tinha alguma coisa acontecendo com vocês! Isso aqui não foi o começo, não é mesmo? Fui muito burra mesmo de acreditar que essa imagem de família feliz duraria muito tempo!  Sabrina cuspiu as palavras, alterada. 
 Sabrina, chega!  Demi repreendeu a garota de forma séria  O fato de seus irmãos terem presenciado uma briga minha com seu pai, não lhe dá o direito de falar assim comigo. Entendeu? Eu exijo respeito.
 Mas, mãe...

 Não fale nesse tom comigo!
 O.k, me desculpe.  Ela respirou fundo e tentou falar de forma mais calma.  Eu só estava tentando..
 Protege-los? Eu sei disso, filha.  Demi suspirou e aproximou-se apoiando suas mãos nos ombros dela.  Sei que tem o direito de estar brava, mas não pode exigir que despeje meus problemas conjugais em você. 

 Então, esta admitindo que tem problemas?
 Parece de focar nos problemas!  Ela beijou a testa da garota. 
 Como posso não fazer isso?
 Você é uma adolescente e suponho que goste de pensar na sua própria vida.

 Essa é a forma educada de me manter longe? Eu não engoli aquela...
 Viu só? Está usando aquele tom comigo outra vez.  Demi suspirou pesadamente e afastou-se de Sabrina. 
 Papai, não...
 É exatamente sobre isso que quero falar!

 Vamos? Estamos prontos.
 Você está pronta?  Demi lançou um olhar sério para Sabrina e ela apenas assentiu agarrando um casaco qualquer que estava em cima da cama. 

***

           O sol já estava se pondo quando Joseph acordou, ele sentou-se na cama devagar e piscou tentando focalizar o quarto. Os raios solares que ainda estavam presentes iluminaram a cama e ele viu que o celular de Demi estava ao seu lado. "Estranho" pensou. Na tela havia um pequeno post-it branco grudado e nele estava escrito:

Escute-me. 

          Assim que pegou o celular, percebeu que os fones estavam conectados nele e colocou cada um deles em seus ouvidos. Ele apertou e deparou-se com uma foto dos filhos na tela de bloqueio e uma sorriu enquanto deslizava o dedo para desbloquear. O player brilhou diante de seus olhos, 13 faixas e dois remixes do primeiro single estavam inclusos no álbum Confident! Joseph encarrou o celular por alguns instantes antes de acomodar-se melhor na cama e apertar o play.

***

          Demetria estava sentada diante dos três filhos numa famosa cafeteria da região, ela fez questão de pedir um lugar mais reservado para que ninguém os incomodasse e a gerente do lugar fechou o andar de cima apenas para eles! As quatro chicaras de chocolate chegaram num instante, ambas com três marshmallows em cima.  Não se esqueçam de assoprar.  Ela viu cada um deles pegar na alça na chicara e assoprar para que pudessem dar o primeiro gole. 
 Onde paramos?  Sabrina perguntou e arriscou dar um pequeno gole no chocolate quente. 

 Na parte em que você me desrespeitou.

 Sabrina!  Samuel a repreendeu. 
 Mamãe, eu...
 Você citou seu pai pra mim, mas até ele teria te repreendido se falasse daquele jeito com eles! De verdade, não estou chateada, mas queria explicar algo pra vocês. Pode ser?  Eles assentiram  Quando eu tinha dezessete anos, engravidei pela primeira vez. Foi um choque e levei algum tempo até aceitar totalmente a ideia. Eu recebi muito apoio dos seus avós, eles me ajudaram quando você nasceu Sabrina, mas também me deixaram sentir o peso da responsabilidade! Ninguém de fato ensina alguém a ser uma boa mãe ou um bom pai, isso é algo que se aprende sozinha e na pratica, comigo foi assim. Eu tenho meu jeito de educar e também para dar carinho e o pai de vocês também tem o jeito dele. Joseph na maior parte das vezes é bem mais compreensível com certos assuntos do que eu e aconteceu de pensar que vocês tem uma preferencia maior por ele. Sei o quanto isso parece ser bobo ou algo completamente sem sentido, mas durante algum tempo me senti deslocada da vida de vocês.  Demi suspirou ainda segurando a chicara sobre a mesa  É natural que isso aconteça, agora que Joe passa a maior parte do tempo em casa com vocês, mas ainda sim... 
 Ainda sim não é motivo para colocarmos o papai no seu lugar? Acho que agora entendi o que estamos fazendo aqui.  Samuel disse apos dar um longo gole no chocolate quente  Não estamos colocando o papai no seu lugar, mamãe. Na verdade você está trabalhando e passa bastante tempo fora, sabemos como pode ser cansativo e por isso não queremos te incomodar com nada que não seja importante. 
 Isso é verdade.  Samanta concordou. 

 Mas eu não me importo, vocês podem falar sobre qualquer coisa comigo. Caso não esteja em casa, vocês também podem me ligar para conversarmos sobre qualquer coisa que quiserem!  Ela sorriu Eu não quero ficar de fora da vida de vocês. 
 O.k.  Samuel concordou segurando uma das mãos dela  Continue sendo você mesma e tudo ficara bem.  Sabrina ainda estava com cara de poucos amigos, mas parecia refletir o que a mãe acabara de dizer. 

 Nós te amamos muito.  Demi sorriu para Samanta. 

 Sabrina?  Samuel olhou para a irmã e pode ouvi-la suspirar. 
 Vou tentar não me intrometer entre a senhora e o papai, prometo.  Ela levantou uma das mãos numa forma de juramento  Me desculpe por falar daquele jeito, estava muito preocupada e nervosa por tudo o que aconteceu e da forma como aconteceu também! Não deveria ter ousado levantar minha voz é... complicado, a senhora sabe o que passamos no passado e tenho medo que aconteça outra vez. 
 Oh meu amor, está tudo bem.  Ela sorriu  Acredite, o que aconteceu no passado... ficou lá. O.k? Não vai acontecer de novo.  Sabrina assentiu e sorriu em seguida. 

 Ah e o chocolate quente esta uma delicia!  Samuel elogiou. 
 Fico feliz que tenha gostado.  Demi sorriu  Não quero apressa-los, mas quando terminarem vou leva-los para visitar a vovó. 
 Impressão minha ou quer se livrar de nós?  Sabrina perguntou em um tom brincalhão. 

 Eu quero conversar com o pai de vocês.
 Mas nós não vamos ouvir de novo!  Ela riu baixinho. 
 Não é por isso, mas não se preocupem.  Antes que algum deles pudesse dizer alguma coisa, ela acrescentou:  Aproveitem o chocolate! 

CALIFORNIA
06:40 P.M

          Joseph não conseguiu ficar sentado na cama, nem percebeu, mas andou pela casa toda enquanto ouvia o álbum! Seu corpo parecia se mover por conta própria, cada batida de seu coração seguia o ritmo das músicas e ele estava sem palavras. Era bom, ótimo na verdade e para ser sincero, único! Era a nova onda do momento, aquelas batidas, uma pegada mais eletrônica, mas ainda sim ela havia conseguido ser autentica. Soube distinguir os trechos compostos por ela, estava orgulhoso de ver o amarecimento dela nesse quesito. Sentou-se na sala assim que terminou, tirou os fones e se pegou pensando mentalmente em alguns refrões.  Meu Deus! O que foi isso?  Disse baixinho e riu consigo mesmo. 

           O barulho do portão fez com que ele saltasse do sofá e ficasse imediatamente em pé. Ainda estava tentando entender o motivo dela ter lhe mostrado o álbum, ainda faltava alguns dias para o lançamento oficial. Assim que a porta foi aberta, ele sentou-se outra vez e esperou que ela aparecesse.  Boa tarde, dorminhoco.  Ela apareceu na sala esfregando as mãos para aquece-las, estava muito frio lá fora.  Vejo que está bem desperto. Podemos conversar?  Ele apontou a mesinha de centro e Demi sentou-se ali para encarra-lo de frente.
 Acho que esqueceu seu celular comigo.  Arqueou uma das sobrancelhas e riu baixinho.
 Eu quis deixar, você ouviu o álbum?
 Ouvi.  Joe sustentou o olhar dela e Demi suspirou. 

 Manda ver, estou preparada. O que você achou?
 Não gostei.  Ela arregalou os olhos e abriu a boca para dizer alguma coisa, mas nada saiu.  Gostar é pouca coisa, Demetria. Eu amei cada uma das faixas! Você fez um trabalho excelente compondo essas músicas, estou muito orgulhoso.  Demi continuava com a mesma expressão  Não consigo escolher uma favorita, mas Stone Cold ainda está ecoando aqui nos meus ouvidos. Se você não tivesse gravado essa música, eu gravaria! Só não tenho certeza se conseguiria alcançar notas tão altas. 

 Não era essa reação que eu esperava.  Ela disse para si mesma num murmurio, mas ele ouviu. 
 Eu sei que sim e você desconfiava que eu já soubesse, não é mesmo?
 Sim, eu já desconfiava.  Demi admitiu e sentiu vergonha de si mesma por fazer aquilo. Ele estava reagindo bem até agora, não estava?  Está bravo comigo?
 Agora não, mas quando me contaram... eu fiquei puto!  Joe riu, mas Demi continuava séria ouvindo-o.  O que mais me deixou bravo foi sua falta de confiança em mim, Demi. 

 Joseph, eu...
 Se você não queria minha participação no seu trabalho, bastava apenas me dizer. O.k? Eu respeitaria seu espaço, não te censuraria, como pensou que eu fosse fazer.
 Você é tão conservador.
 Até os mais conservadores fazem sexo.  Ela arregalou os olhos em surpresa  Não é disso que se trata algumas letras?  Ele sorriu  Alias, se pudesse escolher uma música para sexo, seria Wildfire

 Quem é você? O que fez com o meu Joseph? Meu Deus!  Demi começou rir e Joe balançou a cabeça. 
 Eu gosto de falar sobre sexo, mas não com as outras pessoas. Nós podemos fazer isso, eu e você, o.k? Não me importo com as letras, apenas em como elas serão apresentadas ao publico.
 Vai ser um impacto!
 Eu sei que sim e por isso era tão importante que tivesse me contado no que estava trabalhando. Gostaria de ter tido essa conversa com você antes, mas fico feliz que estejamos tendo ela agora. Você me mostrou as músicas, certo?  Demi assentiu  O que isso significa? 
 Significa que confio em você.

 Ótimo! Agora estou mais tranquilo, quando me fizerem perguntas sobre o álbum, saberei exatamente o que responder.  Joe sorriu e Demi lhe estendeu uma das mãos, ele demorou alguns segundos até segura-la. 
 Me desculpe por todo transtorno que causei.
 Está tudo bem.

 Não tinha passado pela minha cabeça que poderiam usar meu trabalho para atingi-lo de alguma forma.
 Se eu não soubesse, seria pior.
 Você acha que tem como ser pior?
 Não quero pensar nisso, não agora.  Ele riu e Demi levantou-se. Joe puxou-a de leve para que ela se sentasse ao lado dele e assim Demetria fez. Ele passou um dos braços pelos ombros dela e ela repousou a cabeça no ombro dele. 

 Acha que podem ser desagradáveis com você?
 As pessoas fazem isso o tempo todo, eu sei que fazem.  Joe riu  Não é preciso ir longe para ler ou ouvir algum engraçadinho fazendo piada sobre mim. "24 cantores e meio" um idiota comentou no facebook na foto do cartaz!  Ele deu de ombros  Não me importo, desde que não se metam no nosso casamento ou com os nossos filhos, podem rir de mim o quanto quiserem.  Demi o abraçou pela cintura, forte e reconfortante. Ele correspondeu o abraço carinhosamente e beijou-lhe o topo da cabeça. 
 Eu te amo.  Ela ergueu a cabeça para olha-lo e pode ver que ele sorria. 
 Eu também te amo, Demetria.  Ele inclinou-se para beija-la. Era o primeiro beijo descente deles desde aquela manhã! 

 Onde estão as crianças?  Joe perguntou depois de ofegar, Demi estava beijando seu pescoço e acariciando seu peito por debaixo do fino tecido de sua regata. 
 Na casa da minha mãe.  Ele segurou-lhe a mão, controlou a própria respiração e olhou para ela. 
 Conversou com eles? Como foi?  Demi deslizou a mão para fora da regata dele e sorriu um pouco sem graça. 
 Sim nós conversamos.  Ela se ajeitou no sofá e estabeleceu contato visual com o marido. Joseph estava com os cabelos bagunçados, os olhos brilhavam, suas bochechas estavam um pouco avermelhadas e seus lábios ainda inchados por causa do beijo.  Bem...  Disse tentando concentrar-se ao máximo em apenas falar  Sabrina ficou brava e acabou se alterando comigo, isso quando ainda estávamos aqui, mas nos resolvemos. Os pequenos foram mais compreensíveis e me entenderam sem qualquer dificuldade. Deixei eles com minha mãe por precaução, eu não sabia como reagiria ao álbum e muito menos como eu reagiria com sua reação! Eu só... não queria correr o risco. 

 Sabrina é a mais velha e se sente no dever de zelar por eles, não podemos julga-la.  Joe disse, seu tom de voz era compreensivo. 
 Ela realmente se alterou comigo, estava praticamente gritando! Eu não repreenderia ela se não achasse realmente necessário, ela até  acabou se desculpando depois.
 Oh sim, nesse caso... você estava certa.  Ele beijou-lhe a testa. 

 Ah Joseph, eu realmente invejo o fato de você ser tão paciente e compreensivo.  Ele riu  Se eu com aquela idade falasse daquele jeito com minha mãe, ela me daria o maior tapa!
 Jura que ela faria isso?
 Não se deixe enganar, Dona Dianna é uma baixinha muito brava quando quer.  Joe acabou rindo junto com ela.

 Não acho correto educar as crianças desse jeito.
 Eu também não.
 Tenho orgulho de nós por nunca termos erguido uma mão se quer para corrigir nossos filhos.
 Não é fácil, eles nem sempre colaboram, mas também tenho orgulho disso.  Demi sorriu. 

 Ah, eles crescem tão rápido!  Disseram juntos e riram novamente. 

          O silencio instalou-se entre eles durante algum tempo, mas apesar disso, Demetria não desgrudou os olhos dele. Joe parecia estar normal e ela sorriu satisfeita. Não havia sido ruim, não é mesmo? Antes que pudesse dizer alguma coisa, o celular dele tocou no bolso. Joseph encarrou o visor por alguns segundos e atendeu:  Hey Nicholas!  Sorriu. 
 Oi Joe, tudo bem?
 Sim e você, como está?

 Preciso de ajuda.
 Aconteceu alguma coisa?  Joe perguntou preocupado e Demi aproximou-se para ouvir melhor a conversa  
 Não, não se preocupe! Lembra-se daquelas composições que mencionei? Queria saber se podemos trabalhar nelas amanhã na gravadora, o prazo de entrega está chegando e não quero ninguém no meu pé por causa disso.
 Claro! Amanhã mesmo estarei lá para fazer uma live no facebook, mas depois disso podemos trabalhar nas músicas.  Nick sorriu satisfeito.

 Obrigado.
 Disponha.  Joe também sorriu  Fora isso, você e Selena estão bem?
 Sim, estamos bem. Inclusive ela está se arrumando, hoje vamos jantar na casa do Kevin.
 Que legal!

 Você deveria ir.
 Eu adoraria, mas foi um longo dia e estou cansado.  Era verdade, apesar de ter passado grande parte da tarde dormindo, o nervoso o deixou muito tenso e ainda estava cansado.  Podemos marcar um dia. O.k? Não esqueci que tenho irmãos!  Eles riram.
 Certo. Então, nos vemos amanhã?
 Sim, amanhã.

 Cuide-se!
 Você também.  Ele desligou o telefone e sorriu para Demi.  Parece que vou ter mais trabalho para fazer amanhã.
 Eu também vou estar na gravadora, tenho uma reunião.

 Já resolveram sobre a festa de lançamento?
 Não quero uma festa, estou pensando em algo diferente.
 Seja o que for, ficarei feliz em participar.
 Obrigada.  Ela lhe deu um selinho.

 Acho melhor buscarmos as crianças ou vão pensar que estamos brigando.  Joe disse após encarrar o relógio.
 Hmmm...  Demi emitiu um som de manhã e Joe riu dela, levantando-se.
 Temos uma noite toda para ficarmos juntos. Agora, deixe de ser preguiçosa e levanta desse sofá!  Ela fez uma careta e acabou se levantando, Joe estava certo. Quando mais eles demorassem, mais coisas poderiam passar pela cabeça das crianças.

***

          Quando Demetria chegou na casa de sua mãe e deixou os filhos lá sem muitas explicações, Dianna desconfiou imediatamente que algo estava errado. Toda aquela pressa da filha só serviu para deixa-la ainda mais preocupada! Eddie havia percebido que ela estava preocupada, mas esperou que as crianças estivessem mais afastadas para perguntar:  O que está acontecendo?  Ele sentou-se ao lado dela em um dos degraus da porta dos fundos. O quintal era amplo, Samuel estava esparramado em um canto com Samanta tentando desenha-la. Sabrina e Madison estavam no outro, trocando confidencias.
 Se eu soubesse já teria dito. Odeio quando Demi age desse modo!  Ela suspirou e deu um gole no café que estava para esfriar em sua chicara.
 Nossa menina sempre foi assim, Dianna.  Eddie riu  Ela sempre tenta resolver os problemas sozinha e você sabe que se ela não conseguir, vai pedir ajuda.

 Ah, Eddie...
 Pare de sofrer por antecipação, pode não ser nada.
 E pode ser um grande problema!  Dianna fez um gesto com as mãos e apontou discretamente para os netos.  Percebeu como eles chegaram aqui? Estavam estranhos, pude sentir isso.
 Poderia ter perguntando.
 Acho que não fiz isso por medo da reposta.

 É tão difícil acreditar que as coisas estejam realmente bem?  Ele cruzou os braços e olhou Dianna nos olhos.
 Como assim?
 Eu não sei, mas parece que alguém sempre espera que algo ruim aconteça.
 Está falando de mim?
 Sim e não, falo das pessoas de um modo geral na família. Isso não é saudável! Os pensamentos ruins acabam refletindo nas ações também, talvez seja por isso que as pessoas vivem se machucando.

 Me desculpe, querido.  Ela suspirou.
 Não se desculpe, está tudo bem.  Eddie beijou-lhe a testa  Só estava compartilhando o modo como penso sobre as situações de uma forma geral, o.k? Não quero que se preocupe sem ter motivos para isso e também, Demetria é bem grandinha e sabe como se virar.
 Como pode ter tanta certeza?
 Ela é nossa menina, educamos ela muito bem.  Ele recolheu a xícara fazia das mãos dela, sorriu por breves segundos e voltou para dentro de casa.

          Samanta estava sentada sobre as próprias pernas, ela olhava para o horizonte como se pudesse vislumbrar algo e o lápis na mão de Samuel percorria o papel em movimentos ágeis. Ela estava parada naquela mesma pose fazia alguns minutos e isso permitia que o irmão pudesse capturar perfeitamente o movimento dos cabelos dela.  Quer dar uma pausa, Sammy?  A garotinha virou-se olhando Samuel nos olhos.  Como está ficando?  Perguntou de forma curiosa e ele mostrou-lhe o desenho.
 Está lindo, Sam!
 Obrigado.  Ele sorriu  Posso terminar os detalhes da sua roupa sem que fique parada como uma estatua.  Riram juntos.
 Certo.  Samanta sorriu e mais uma vez olhou para o horizonte.

 No que está pensando? Você ficou tanto tempo parada, olhando para o nada como se...
 Como se tudo estivesse lá?
 Sim.

 Posso te contar algo que não contei pra ninguém até hoje?
 Claro.  Sam assentiu e girou o lápis entre os dedos olhando atentamente para ela.
 Eu me lembro dos meus pais, na verdade estava me lembrando deles agora pouco.
 Sério?  Ela assentiu  E como eles eram?
 Eram as pessoas mais incríveis do mundo.  Samanta sorriu, os olhos dela brilhavam por causa das lagrimas.

 Está triste, Sammy? Por isso se lembrou deles, não é?
 Não estou triste, mas lembrei deles por causa da briga. Eles estavam brigando quando o acidente aconteceu, vi tudo passar lentamente e quando acordei, eles não estavam mais lá.
 Eu sinto muito.
 Eles estão num lugar melhor agora, um lugar onde ninguém pode machuca-los.  Samuel largou seu caderno junto com os lápis e abraçou a irmã fortemente. Samanta chorou baixinho no ombro dele e quando terminou, disse:  Obrigada.

 Não quero vê-la triste, Samanta.
 Já disse que não estou triste.  Ela sorriu  Eu sempre me lembro deles, não tem um único dia que não me lembre. O.k? Mas vocês são minha família agora e não poderia estar mais feliz por isso.
 Eu te amo, baixinha.
 Ah pare com isso, temos quase o mesmo tamanho!  Samanta fez cocegas nele e Samuel jogou-se para trás rindo.  Eu também te amo.  Sorriu novamente para ele.

 Fique assim, vou fazer outro desenho seu!
 Aaah, não!  Ela se levantou e começou a correr dele. Samuel foi atrás rindo alto, enquanto corria pode ouvir o barulho vindo do portão do lado de fora. Parou assim que viu Samanta parar também, ela virou-se para trás olhando para ele e sorriu indicando com a cabeça que alguém vinha.

          Joseph e Demetria apareceram no quintal abraçados, eles sorriam e conversavam sobre alguma coisa. Dianna apareceu logo atrás deles, estava um pouco mais tranquila por ver com os próprios olhos que estava tudo bem!  Vejo que brincaram bastante.  Joe abaixou-se ficando da altura de Samanta e sorriu. Assim que reparou nos olhinhos avermelhados dela sentiu o coração apertar, Samuel apareceu atrás da irmã e passou um dos braços em torno dos ombros dela.
 Nós nos divertimos bastante.  Sorriu e ajeitou o caderno embaixo do braço.
 Vocês vieram rápido!  Sabrina comentou aproximando-se  Já vamos? Eu queria ficar mais um pouco, estava conversando com a Mad.

 O assado já está no forno, acho que deveriam ficar pro jantar.  Eddie comentou aparecendo atrás deles.
 Eu adoraria, mas Joseph está cansado. Na verdade, nós estamos! Precisamos voltar para casa, jantar e descansar, amanhã será um longo dia de trabalho na gravadora.
 Por favor, fiquem.
 Nós realmente precisamos ir, sinto muito.  Joe disse e despediu-se  Prometo que voltamos outra hora.

 Sim e desculpe incomoda-la, mamãe.
 Não é incomodo algum, Demi. Gostamos de ter as crianças aqui!
 Obrigada por cuidarem deles.  Ela sorriu despedindo-se dos pais e da irmã. As crianças demoraram um pouco mais na despedida, mas logo saíram para acompanhar os pais e foram embora.

***

          No caminho de volta para cada, Joseph comprou pizza e as crianças comemoraram sobre os protestos de Demetria. Ela argumentou sobre comida saudável, mas depois acabou por aceitar a pizza. Estava cansada e a ideia de ir pro fogão lhe fez torcer o nariz!  Eu disse que seria uma boa ideia.  Joe sorriu e deu um gole em seu copo de coca cola.
 Sim, mas não se acostumem.  Samuel revirou os olhos e riu.  Ei, eu vi isso!  Demi o repreendeu entre risos.
 Samanta você comeu muito na casa da vovó?  Joe perguntou  Quase não comeu.  A garotinha sorriu um pouco envergonhada, estava lutando com o primeiro pedaço enquanto os outros já haviam comido dois!
 Eu só não estou com muita fome.  Deu de ombros  E também, estou com sono.  Ela cortou um pequeno pedaço da pizza e discretamente o entregou para Buddy que estava deitado embaixo de sua cadeira.  É sério!  Joe sustentou o olhar da garotinha e suspirou derrotado, ela parecia estar longe. Viu Samuel trocando olhares com ela, depois o garoto olhou para ele e desviou os olhos.

 Sendo assim acho bom esperarem um pouquinho, não faz bem comer e deitar.  Joe levantou-se para recolher os pratos.  Não quero ver nenhum de vocês passando mal.
 O.k, papai.  Samanta levantou-se e pegou Buddy no colo. O pequeno filhotinho lambia as patas que estavam sujas com o azeite da pizza, Sabrina riu ao ver o canto da boca dele sujo de molho de tomate!

 Parece que mais alguém andou comendo pizza.
 Não podem ficar dando comida pra ele assim, crianças.  Joe disse e fez uma careta.  Ele é apenas um filhote e deve comer ração, se ficarem dando comida... logo, logo Buddy vai estar querendo arrancar o bife do prato de vocês!  Eles riram e Joseph passou por Samanta afagando-lhe os cabelos.

          Depois de um tempinho, todos foram se preparar para dormir. Samanta estava com um pijama colorido de mangas, segurava um ursinho nas mãos e foi até o quarto de Samuel. Ele estava guardando algo na comoda, ele vestia um pijama de pézinho azul e isso fez a garotinha rir!  Ei, o que faz aqui? Isso é invasão!
 Passo tanto tempo aqui que posso até dizer que esse quarto é meu.  Samuel fez uma careta  Vim dormir aqui, posso?

 Não existe monstros embaixo da cama, sabe disso.  Sam brincou.
 Quando durmo aqui não tenho pesadelos.
 Sabe que não precisa pedir.  Samuel sorriu e foi até a irmã abraçando-a. O flash estourou na direção deles e Sabrina sorriu para a tela do celular satisfeita pelo resultado da foto!

 Vocês são uma gracinha juntos, isso vai pro meu instagram.
 Sabrina, não!
 Tarde demais, já postei.
 Está acabando com a vida social que não temos!  Samuel protestou e fez careta novamente.

 Não seja chato, Samuel.  Sabrina riu e aproximou-se para mostrar a foto para eles.  Veja só, já temos dezenas de comentários.
 "Meus bebês" Sam avistou o comentário da mãe e corou.
 Crush Samanta leu o comentário de uma menina e se entreolhou com Sabrina.

 SAMUEL ESTÁ SENDO CRUSHADO, SAMUEL ESTÁ SENDO CRUSHADO!  As duas cantarolaram alto e riram dele.
 Parem com isso!  Ele riu e jogou um travesseiro nelas.

 Ainda estão acordados?
 PAPAI, SAMUEL ESTÁ SENDO CRUSHADO!  Sabrina mostrou a foto e o comentário, Joe riu.
 Olha elas, papai!  O garoto fez bico.
 Meninas, meninas deixem ele em paz.  Ele aproximou-se do garoto  Arrasando corações, esse é o meu garoto. Bate aqui!  Samuel riu e fez um toque de mãos com o pai.

 Mamãe respondeu uma garota que comentou, "Seja meu namorado, Samuel" ela disse "Sua mãe sabe que você está usando o perfil dela para comentar a foto do meu filho?" Ela ainda usou o emoji de olhinhos! A garota deve estar apavorada.  Eles riram.
 Nunca vou permitir que abra seu instagram para o publico, Samuel. Você também, mocinha!  Demi entrou no quarto ainda mexendo no celular  Não que eu tenha ciumes, mas vocês são meus e não quero dividi-los com o mundo tão cedo.  Joe balançou a cabeça e riu.  Alias, o que fazem acordados? Já está tarde, quero todos na cama.

 Ah, mamãe!  Sabrina resmungou.
 Chega de expor seus irmãos.  Ela pegou o celular da garota e riu.
 Mamãe!  Sabrina estava vermelha, não queria que Demi lesse suas mensagens.
 Cama, agora!  Ela despediu-se rapidamente de todos desejando "boa noite" e suspirou aliviada quando Demi lhe devolveu o celular.

 Hoje vou dormir aqui.  Samanta disse colocando sua prótese de lado e deitou-se ao lado de Samuel.
 Algum problema com o seu quarto?  Demi perguntou aproximando-se para ajeitar os cobertores.
 Nenhum, eu só quero dormir aqui hoje.  Ela sorriu.
 O.k, não vejo problema.  Joe respondeu sorrindo.
 Obrigada.  Ela agradeceu baixinho.

 Tudo bem, boa noite.  Demi beijou a testa de cada um deles.
 Boa noite, mamãe.  Responderam em uníssono.
 Nada de ficarem conversando até tarde, amanhã o dia começa cedo. Boa noite!  Sorriu e beijou a testa de cada um deles.
 Boa noite, papai.

 Estão confortáveis?  Eles assentiram  O.k, bons sonhos!  Sorriu novamente e saiu do quarto juntamente com Demetria.

          Joseph chegou ao quarto já desabotoando sua camisa xadrez azul, ele estava em frente ao guarda-roupa já pensando em que pijama iria vestir. Demi envolveu a cintura dele com os braços, encostou a cabeça nas costas nua dele e disse baixinho:  Parece que está tudo sob controle.
 Aparentemente sim.
 Aparentemente?  Ela desfez o abraço e Joe virou-se para olhar Demi nos olhos.  Acha que não me resolvi com as crianças?
 Não foi isso o que eu quis dizer, não me interprete mal. O.k? Só achei Samanta triste quando chegamos e ela só dorme com Samuel quando tem alguma coisa incomodando ela, só fiquei um pouquinho preocupado.

 Samuel nunca vai dizer nada, ele é ótimo para guardar segredos.  Joe riu baixinho e concordou.  Não deve ser nada demais, até crianças tem seus segredos.
 Sam diria se fosse algo sério.  Joe tranquilizou-se e suspirou.  Não posso ficar assim, amanhã vai ser um dia daqueles!  Ele se desfez dos sapatos e das calças.
 Daqueles?

 Amanhã tem tudo para ser o dia mais incrível de todos! Estou tão animado para conversar com meus fãs, nossos fãs, minha nossa... Hoje mesmo recebi várias mensagens, eles estão muito ansiosos pelo festival e eu também, sabe?  Demi o observava tagarelar atentamente e sorria.  Nós vamos estar no palco em família e não poderia estar mais feliz, vai ser demais! Já disse que aquele parque está entre os maiores que existe? Vamos ter espaço de sobra para as pessoas curtirem os shows, a música poderá ser ouvida em todo o parque e vai ter telões, assim podem se divertir sem perder o show!  Joe só parou de falar quando Demi começou a rir dele  O que foi?  Ela balançou a cabeça ainsa rindo.  Disse alguma coisa engraçada?  Ele aproximou-se dela. O casaco já havia sido jogado num canto qualquer, ela vestia apenas o sutiã e as calças na cor preta.
 Você é muito engraçado, assim... eu... não aguento!  Ela limpou algumas lágrimas por causa do riso  Quando você se empolga, tagarela sem parar e é... muito engraçado, além de fofo.  Demi aproximou-se apoiando uma das mãos no peito dele. Joe sentiu as bochechas queimarem e acabou rindo um pouco sem graça.

          A mão dela deslizou até a barra da calça dele, ela o puxou fazendo-o aproximar-se ainda mais dela. Dando apenas um passo, Joseph diminuiu o espaço entre eles e inclinou-se para beija-la. Suas mãos envolveram a cintura de Demetria enquanto os braços dela rodeavam seu pescoço. O beijo começou calmo e apaixonado, mas logo se tornou selvagem e quente! Joe impulsionou o corpo de Demi para cima e as pernas dela rodearam sua cintura, entre beijos ele caminhou até a cama, onde deitou-se por cima dela. Separou suas bocas quando o ar faltou, mas não cessou as caricias e apertou a cintura da esposa pressionando seu corpo contra o dela. Demi soltou um gemido, enquanto suas unhas já marcavam as costas dele. Três batidas na porta interromperam os dois, Joe parou imediatamente o que estava fazendo e encarrou a porta.  Você ouviu isso?  Novamente as batidas  Aaah, não!  Joe deixou que seu peso caísse sobre Demi e ela riu.  Não é justo.
 Calma, amor.  Ele depositou um selinho nos lábios dela e se levantou de forma desajeitada indo até a porta.

 Oh, Samuel?
 Desculpe incomodar.  O garotinho corou  É que... eu e Samanta, queríamos ouvir uma história.
 Uma história?  Joe virou-se para trás olhando para Demi, ela assentiu e sorriu.  O.k, vou até lá contar uma história.
 Pode ser a mamãe dessa vez? -Ele sorriu e virou-se novamente para Demi, ela levantou-se desajeitada pegando uma blusa qualquer e vestiu.

 Já estou indo, bebê.  Samuel revirou os olhos fazendo Joe rir e saiu.
 Eu volto logo, não ouse dormir!  Demi disse sendo falsamente ameaçadora e Joe ergueu as mãos em rendição.
 Como quiser.  Piscou para ela e a observou caminhar até o quarto do filho.

DIA SEGUINTE
REPUBLIC RECORDS, 10:00 A.M

          Joseph estava bem disposto e animado, aquele dia realmente tinha tudo para ser incrível! Ele estava impecável com sua camisa social e jeans, os fãs do outro lado da tela não paravam de dizer o quanto ele estava bonito. Os coraçõezinhos subiam pela tela o tempo todo! Joe sorriu e leu uma das perguntas:

  • Qual é o segredo para estar assim sempre feliz?

Eu pareço estar sempre feliz?  ele riu   Sempre é uma palavra muito forte, eu tenho os meus momentos ruins, mas procuro sempre fazer aquilo que eu gosto e isso me faz muito feliz!

          O foco daquele bate papo era falar sobre o festival, mas vez ou outra ele respondia perguntas mais pessoais, sobre sua família ou sobre sua carreira.

  • Quando teremos músicas novas?

Em breve, prometo! Muitas pessoas tem reclamado que estou engajado demais numa causa social, dizem até que eu esqueci que sou um cantor, mas isso não é verdade. O festival esta ai para provar isso, não é mesmo?

  • O que pode nos contar sobre o Confident?

          Nesse momento Demi adentrou na sala, ela trazia um café do Starbucks para Joe e sorriu para ele, pois ouviu que a pergunta se tratava do álbum dela.  Chegou na hora certa!  Ele fez um gesto para que ela se aproximasse e assim Demi fez. Colocou o copo de café ao lado do computador, deu-lhe um selinho e sentou-se no colo dele encarando a tela sorridente.
 Bom dia pessoal!  Os comentários e os coraçõezinhos de intensificaram na tela.
 Me perguntaram sobre seu novo álbum.  Ela sorriu  Não posso adiantar muita coisa, mas posso garantir que será um dos melhores, se não, o melhor álbum do ano!  Demi riu.

 Não vale, você é imparcial.  Ela fez uma careta e riu quando ele revirou os olhos.
 Eu sou totalmente parcial!  Joe protestou entre risadas e Demi encheu as bochechas dele de beijos.
 Preciso ir agora, até mais pessoal.  Ela acenou para a tela e voltou sua atenção para Joe novamente.  Vou estar lá fora se precisar de mim, o.k?  Ele assentiu e recebeu outro selinho.

  • Nossa que bundinha, hein!  vários comentários relacionados ao corpo de Demi surgiram na tela e Joe franziu o cenho confuso.
  • O que achou do novo photoshoot dela?  leu essa pergunta no meio de tantas outras.
  • Ela foi muito corajosa, você deve se orgulhar dela.  orgulhoso? O que mais ela havia feito?


          Antes que Joe pudesse continuar lendo, seu celular apitou e ele desviou os olhos da tela para o aparelho. Uma mensagem na tela de seu celular avisava que o primeiro lote de ingressos pro festival já estava esgotado! Com isso havia completado sua transmissão, informou os fãs e agradeceu todo o apoio. Assim que encerrou o vídeo viu que comentários sobre Demi nas redes sociais não paravam de aparecer e ficou se perguntando: O que será que aconteceu dessa vez?


--

ESTOU COMPLETAMENTE CHOCADA 
sério, não acredito que escrevi tanto para esse capítulo. se estou feliz? estou e muito!
espero de coração que gostem e que tenha compensado a demora.
respostas aqui | 💖
vai ter continuação, vai ter treta, então... estejam preparadas.
volto assim que puder, meninas. bjs*

Resultado de imagem para demi lovato funny gifs tumblr Resultado de imagem para demi lovato funny gifs tumblr

6 comentários:

  1. OMG 😱😱😱😱, Sem palavras às vezes quero que essa fic se acabe num piscar de olhos porque não tenho estrutura para tantos tombos,tiros, ataques de nervos sempre que leio qualquer coisa é como se eu vivesse e nessa história eu sou a Sabrina ela parece sempre sentir cada mínimo detalhe e acho que a paz acabou por aqui né

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já tenho todo o planejamento da fanfic aqui na minha cabeça e posso garantir que não vai acabar tão cedo! sdjsdj
      Se prepara, pq vamos ter tretas e mais tretas... <3

      Excluir
  2. Isso é tortura psicológica com nós, não é? Como vc para bem ai kkkk
    A sammy é um amor de criança mesmo. Amo, amo, amo!!! Sinto q vai começar a pate mais esperada da fic. Glória a Deus!kkkkk
    Não demora, pra postar ou vamos infartar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até pra mim foi uma tortura! Maaaas isso me fez escrever ainda mais rápido, amém.
      VAI COMEÇAR MULHER, EU ESTOU HISTERICA!!!!
      Ainda hoje tem capítulo sdjsdj

      Excluir
  3. Jessie na boa eu deveria te bater pô
    Como é que tu para bem ai?
    Olha essas coisas não se fazem
    A senhora pode ir chegando com esse capítulo logo porquê quero ver treta é sangue (mentira, sangue não) porém tem que ter altas tretas e amor tbm pq sou dessas
    Posta logooo
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que achei que tinha escrito bem pouquinho e quando fui ver, estava grande! sdjsdj
      TÁ CHEGANDO, É HOJE, É AGORA... EU NÃO TÔ BEM, NEM DORMI DIREITO, MAS ESCREVI A TRETA! :')
      Bjs

      Excluir