Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

16/06/2017

Broken Frame: Capítulo 29 • Someone new


revisei na pressa, me desculpem qualquer erro. boa leitura! xx


UNIVERSAL ORLANDO RESORT, 05:45 P.M

          O voo durou algumas horas, mas Joseph nem viu esse tempo todo passar. Dormiu a viagem inteira apoiado no ombro de Demetria, ela ficou acordada e de olho nas crianças que não paravam quietas, elas se impressionaram com o jatinho e não deixaram um único detalhe passar batido. Quando chegaram ao aeroporto já era fim de tarde e precisaram ser escoltados pelos seguranças do local até um carro que os levaria até o resort. Poucos minutos depois eles chegaram e as crianças ficaram boquiabertas com o lugar!  Parece ter mudado desde a última vez que viemos aqui.  Sabrina disse sorrindo, ela havia ligado para Bradley e se desculpado, então estava mais aliviada e pronta curtir aquela viagem. 
 Pensei que iria querer um lugar menos agitado, aqui tem bastante movimento.  Demi comentou fazendo careta enquanto turistas passavam por eles com suas roupas floridas e chapéus de palha. 
 Apesar de ter um parque de diversões, ainda sim é um dos meus lugares favoritos aqui em Orlando. E acredite, tem sim a calmaria que tanto desejamos!  Piscou para ela e sorriu, Demi sentiu deliciosos arrepios percorrerem seu corpo. Como ele tinha aquele poder sobre ela? 

 Senhor, senhora e crianças, sejam bem vindos ao Universal Orlando Resort! Em que posso ser útil?  Um rapaz uniformizado se aproximou deles e deu as boas vindas. 
 Temos dois quartos reservados no nome de Joseph Carpenter.  O rapaz que digitou algo rapidamente no tablet olhou para eles com certo ar de espanto e admiração ao mesmo tempo!  Tudo bem? 
 Sim, sim já encontrei os quartos e garanto que já estão devidamente preparados. Vou pedir que levem as bagagens até o quarto agora mesmo e o elevador fica logo ali se quiserem subir. Mais alguma coisa?
 Era só isso mesmo, obrigada.  Demi agradeceu, o rapaz ficou ruborizado e assentiu saindo logo depois. 

 Podemos ir?
 Sim, vamos.  Joe entrelaçou seus dedos aos de Demi e eles caminharam junto com as crianças até o elevador. 

          Joseph reservou duas suítes, master para as crianças dividirem e presidencial para ele e Demetria. A diferença era de um andar para o outro e assim não seria difícil ficar de olho neles! Primeiro deixaram as crianças no quarto, elas ficaram animadas com o tamanho e a maciez da cama, quando saíram eles estavam pulando nela. Quando eles foram para o próprio quarto, Demi ficou boquiaberta e olhou em volta até seus olhos encontrarem os de Joe.  De todos os quartos de hotel que fiquei, acho que esse é o mais bonito que já vi até agora! 
 Quando liguei e pedi para reservar esse quarto, me disseram que ele acabara de ser redecorado. Esse toque rustico deixou o quarto bastante elegante, não acha?  Um dos funcionários trouxe as malas e Joe lhe deu uma gorjeta ao sair. 

 Você sabia que eu viria?  Demi sentou-se na cama e olhou com certa curiosidade para Joe, ele estava na varanda e virou-se para encarra-la. 
 Não, mas esperava que viesse e fico feliz que esteja aqui.  Adentrou no quarto, fechou as portas de vidro da varanda e sorriu. 

 Quando voltarmos vamos conversar com o Kevin e ver qual desafio que teremos que enfrentar.
 Como quiser, querida.  Joseph se jogou na cama, fechou os olhos e suspirou sentindo aquela deliciosa maciez do colchão envolver seu corpo. Tudo o que ele queria era relaxar, mas algo estava lhe incomodando e chegava a ser irritante! Era como se fosse um pequeno barulho que só ele ouvia. 

 Querido, está tudo bem?  Demi debruçou-se sobre o peito dele e Joe abriu os olhos para encarra-la. 
 Eu não consigo parar de ouvir.  Sussurrou. 
 Ouvir?
 O tic tac dessa bomba relógio que vai explodir, Demi.  Ela suspirou e sentiu toda aquela tensão que vinha dele, partilhava do mesmo sentimento... Desespero Eu não consigo parar de ouvir, pensar e imaginar o quanto estamos fodidos.

 O que você disse sobre demonstrar fraqueza?
 Eu não quero esconder como me sinto, pelo menos não de você.  Uma das mãos dele lhe acariciou as costas lhe causando alguns arrepios  Sinto como se tudo fosse desmoronar e não consigo pensar com clareza, Demi. É muita coisa e se tudo isso fugir do nosso controle, nós...
 Joseph, calma!  Ela segurou o rosto dele  Respira, o.k? Não adianta pirar, não podemos reverter isso, apenas dar o nosso melhor para que o impacto disso tudo não seja tão grande.  Ele se levantou abraçando-a fortemente. Os braços envolveram o pescoço dele e as pernas a cintura. Demi pensou que ele fosse chorar, mas as lágrimas não vieram, afagou-lhe as costas e ficou ali em silêncio com ele durante alguns instantes. 

 Eu sinto muito, não deveria começar nossa estadia aqui tendo um ataque de histeria desses.  Ela partiu o abraço e olhou para ele. Joe estava com uma expressão abatida em seu rosto e Demi sentia como se estivesse falhando, ela queria vê-lo mais alegre. 
 Não foi você que acabou de dizer que não quer esconder de mim a forma como está se sentindo?
 Minhas próprias palavras me condenam.  Ele riu baixinho e sem humor. 

 Amor, relaxa.  Demi fez um carinho no rosto dele e aos poucos aquela expressão foi suavizando. 
 Obrigado.

 Não me agradeça ainda, tenho planos para nós dois durante essa viagem e só vou permitir que agradeça quando estiver novinho em folha!  Joe arqueou uma das sobrancelhas  Nem adianta fazer essa cara, eu não vou te contar nada.  Demi fez um gesto com as mãos como se estivesse passando um zíper na própria boca e Joe riu, uma risada gostosa que se ecoou pelo quarto. 
 Será que esse seu plano inclui terminar o que começamos hoje mais cedo?  Ele perguntou ao pé do ouvido dela, apenas para provoca-la e Demi sorriu. 
 Quem sabe.  Ela deu de ombros e cogitou sair do colo dele, mas Joe não deixou. Segurou a esposa e deitou-se na cama com ela, Demi riu dele. 

 Agora falando sério, fica um pouco assim comigo?
 Assim como?
 Assim, agarradinhos.  Demi riu e fez um carinho no rosto dele, os olhos dele brilhavam ao olhar para ela!

 Você está mesmo assim tão carente?  Brincou. 
 Sim, você não?  Brincou  Já não aguentava mais encarrar aquele teto toda noite e sentir como se estivesse perdido na imensidão daquela cama! Seu cheiro estava lá e só conseguia pensar em você o tempo todo, Demi. Agora que está aqui não quero deixa-la ir tão cedo, então me diga... quanto tempo vai ficar?
 Vou ficar essa semana inteira com você e as crianças.  Ele arregalou os olhos. 
 Mas você tinha compromissos, não vai ter problemas com isso?

 Meu compromisso é com você.
 Demi...
 Já temos problemas demais e não vamos carregar mais esse, o.k? Eles vão entender, prometo! Não se preocupe com nada.

 Eu te amo.
 Eu também te amo, Joseph.  Ela sorriu e depositou um selinho nos lábios dele. 

          Joseph não tinha intenção de dormir, mas acabou adormecendo enquanto Demi lhe afagava os cabelos. Ela ficou ali até ter certeza de que o sono dele era pesado o suficiente para que ela levantasse, trocasse de roupa e saísse. Demi trajava roupas de academia e levava consigo uma garrafa com água, ela desceu um andar pelas escadas e foi até o quarto das crianças. Bateu na porta e quem atendeu foi Samanta, ela estava com carinha de sono.  Oi mamãe.   A garotinha cedeu espaço e ela entrou. 
 Tudo bem por aqui, amor?
 Sim, eu estava vendo TV com Samuel e Sabrina está escrevendo.  Demi parou e observou os filhos, Sam acenou para ela. 

 Estou indo malhar um pouquinho, vão ficar aqui?
 Eu vou ficar por aqui mesmo, estou cansada do voo.  Sabrina fez uma careta  Amanhã vamos nos divertir pra valer!  Piscou. 
 Certo e vocês dois?
 Vamos ficar também.  Samanta respondeu e Samuel apenas concordou, Demi estranhou seu pequeno estar tão quieto, mas ele parecia cansado, então não perguntou nada. 

 Papai não vai acompanha-la?  Sabrina perguntou enquanto anotava algo em seu caderno de composições. 
 Ele está descansando.  Demi sorriu ao responder  Eu vou indo e não demoro, o.k? Se quiserem pedir alguma coisa é só usar esse telefone aqui.  Apontou  Mas nada de exagerar, hoje vamos jantar todos juntos no restaurante do resort.  As crianças assentiram. 
 Vai lá mamãe, divirta-se.  Demi apenas acenou para eles e saiu. 

          Demetria estava indo malhar mais por querer liberar o estresse do que para se divertir, mas poderia pensar na possibilidade. Chegou ao local e atraiu olhares para si, era difícil de distinguir cada um, então fingiu indiferença e alongou-se antes de iniciar sua corrida na esteira. Perdida entre um pensamento e outro, Demi tentava encontrar uma maneira de tentar amenizar tudo o que estava acontecendo! Seu casamento, as mentiras, Selena, Perez e agora as informações que estavam no celular de Joseph. Havia trocado inúmeras mensagens com ele, mensagens com um grande teor de ódio e até xingamentos! Só conseguia sentir vergonha. Vergonha de si mesma, de suas atitudes e do modo como lidou com tudo. Tá que Joseph não era nenhum santo nessa história toda, mas agora conseguia enxergar o o quanto os dois haviam exagerado... em... tudo! O momento que a esteira brecou sem motivo aparente, foi o momento que ela caiu de uma forma inexplicável de cara no chão.  Ei, você está bem?  Um homem perguntou e agachou-se lhe dando alguns tapinhas delicados na face, ela via tudo girando na frente dela. Que droga!
 O que aconteceu?  Ela perguntou sentando-se no chão, estava confusa. 
 Parece que sua esteira parou de funcionar enquanto você corria.

 Isso explica meu tombo.
 Sim e um provável galo na cabeça.  Demi ergueu a cabeça e piscou algumas vezes para ter certeza de que estava enxergando bem. O homem que estava diante dela era dono de uma cabeleira loira e farta, olhos verdes e físico bastante definido! Aquele rosto era familiar, mas com tantos pensamentos e agora aquela dor de cabeça, ela não se lembrava de onde.  Consegue ficar em pé?  Ele lhe estendeu uma das mãos e ela assentiu aceitando ajuda. 
 Obrigada.

 É melhor colocarmos gelo na sua cabeça, venha.  Ela ia recusar, mas ele simplesmente saiu caminhando e puxando ela pela mão.  Sente-se aqui, eu vou pedir uma compressa para colocar na sua cabeça.  Demi parou para olhar em volta pela primeira vez e se deu conta de que estava sentada numa das mesas que ficava de canto no restaurante.  Aqui está.  Ele entregou para ela e sentou-se lhe encarrando com certa preocupação.  Como está se sentindo? 
 Bem, eu estou bem, mas não precisava ter feito tanto.  Aquele homem tinha um olhar.... sedutor? Demi não sabia ao certo, mas encarra-lo não era algo que deveria fazer e sabia disso, algo dentro dela gritava que aquilo tudo era errado, mesmo assim ela sustentou o olhar dele. E que olhar!

 Eu não poderia deixa-la caída ali.
 Me deculpe, não quis ser ingrata. Obrigada pela ajuda... qual é o seu nome?
 David.
 David, obrigada pela ajuda.  Ele sorriu e Demi ficou estupefata com tamanha beleza! 

 E seu nome?
 Sejam bem vindos ao nosso restaurante, Sra. Carpenter e Sr. Beckham. Em que posso servi-los?  Agora ambos se reconheciam e exibiam igualmente um olhar surpreso!
 Água mineral sem gás, por favor.
 Martíni Bianco Tônica.  David parecia pensativo em sua escolha, mas não pediu mais nada. O rapaz saiu tão rápido quanto havia chegado e deixou os dois sozinhos! 

 Eu sabia que te conhecia de algum lugar.
 Digo o mesmo sobre você.  Ele estendeu uma das mãos  É um prazer conhece-la, Demetria.  A forma como ele pronunciou o nome dela lhe causou arrepios! David tinha uma voz grossa e rouca carregada de uma auto-confiança que fez com que ela se questionasse se aquele homem temia alguma coisa na vida. O aperto de mão dele era forte! 
 Igualmente.  As bebidas chegaram e Demi agradeceu mentalmente por isso, não sabia como conversar com ele. Era algo estranho, geralmente ela não tinha problema em conhecer novas pessoas ou pessoas famosas como David. 

 Está de férias?  Ele quebrou o silencio. 
 Pode-se dizer que sim.  Demi sorriu de forma tímida  E você?
 Estou apenas tirando uns dias para relaxar.  Ele deu um gole no martíni e suspirou.  Tem dias que cansa e você deve saber exatamente do que estou falando. Vivemos uma vida complicada e quando tudo vai mal, não é bom ter toda aquela loucura no nosso encalço! Certo?
 Concordo, mas não acha que escolheu um lugar agitado para relaxar?  Demi perguntou. Ela bebericou seu copo com água e descansou a compressa com gelo numa bandeja que tinha na mesa. Sua testa estava dormente!
 Eu não estou sozinho, trouxe meus filhos comigo.

 Ah sim, entendo. E sua esposa?  Assim que seus olhos se encontraram outra vez, ela se arrependeu de ter perguntado!  Me desculpe, não deveria ter perguntado. 
 Você não foi a primeira pessoa que me perguntou dela, não precisa se desculpar.  David terminou de beber o martíni e sorriu.  Posso te chamar de Demi?  Ela assentiu  Demi você é jovem e casada, o brilho da sua aliança ofusca meus olhos.  Ambos riram  Imagino que seja um bom casamento, certo?  Ela assentiu outra vez  Então desejo que não passe pelo que eu estou passando. 
 E pelo que exatamente você está passando?
 É horrível estar com alguém durante tanto tempo e de repente sentir como se tudo fosse um grande engano!  Demi sentiu o coração apertar quando ele disse aquelas palavras, os olhos verdes transpareceram tristeza e ela pensou rapidamente em dizer algo para conforta-lo. 

 Demetria.  Ela quase sobressaltou de susto na cadeira! Estava tão concentrada naquela imensidão verde que nem viu Joseph se aproximando. 
 Joseph.  Demi voltou seu olhar para ele. 
 Você deve ser o marido.  David sorriu para Joe, mas ele permaneceu sério. 

 Me ligaram no quarto e disseram que você se machucou enquanto malhava. Está tudo bem?
 Eu cai e bati com a cabeça, mas não foi nada sério. David me ajudou e me trouxe para colocar gelo na testa, está tudo bem.  Joe correu os olhos pela mesa e viu os dois copos. 
 Obrigado por cuidar dela, David.  Joseph respondeu educadamente e ele sorriu para Demi. 
 Foi um prazer.  Joe controlou o ciume que estava sentindo naquele momento e sorriu de forma visivelmente forçada!
 Imagino que sim, mas pode deixar que eu assumo daqui.  Demi revessou seu olhar entre David e Joseph, o clima entre eles não parecia bom!

 Obrigada novamente.  Demi se levantou. 
 Disponha, Demi. Ah e apareça para malhar mais vezes, talvez possamos nos conhecer melhor.  Ela não respondeu, Joe não lhe deu tempo para isso antes de puxa-la pela mão até saírem do restaurante. 

 Ei, você está praticamente correndo!
 Quem era ele?
 David Beckham.  Eles adentraram no elevador e Joe pareceu se lembrar de quem era ele! 
 Não gostei do jeito que ela estava te olhando.

 Isso é bobagem, Joe.

 Aquele homem te olhou com desejo e não se incomodou com o fato de eu ter percebido!
 Você não pode dizer isso, nem o conhece.
 E você conhece?

 Está com ciume, Joe?  Demi perguntou enquanto ria dele.
 Eu perguntei primeiro, responda.  Ele encostou-se na parede do elevador. 
 Estávamos apenas conversando.  Ela aproximou-se dele  Ele me ajudou e o minimo que poderia fazer era dar um pouquinho de atenção.  Demi tocou seu braço e Joe suspirou.  Admita, você sentiu ciume.

 Que droga!  Ele riu e Demi fez o mesmo enlaçando seus braços em torno do pescoço dele. 

 Vou fazer com que se lembre de que sou sua.  Ela disse isso já depositando beijos pela bochecha dele até chegar aos lábios. Joe passou os braços em volta dela trazendo-a para mais perto enquanto se beijavam e uma de suas mãos apertou o bumbum dela numa provocação obscena. As portas se abriram e eles rapidamente se separaram, mais pessoas entraram no elevador e eles se entreolharam contendo a vontade de rir. 

          Assim que voltaram ao quarto, Demi o beijou outra vez e sentou-se na cama o observando.  Eu sinto muito por terem interrompido seu sono. 
 Não foi nada, foi até bom terem interrompido.
 Achei que o assunto estava encerrado.
 E está, mas não vou mentir e dizer que gostei do seu novo amiguinho!  Joe agarrou a barra da própria camiseta e puxou para cima. A pele dele ainda exibia as marcas de onde Nick havia lhe acertado e Demi se perguntou se ainda doía, balançou a cabeça e sustentou o olhar dele por alguns segundos.  Como está sua testa?  Ele se aproximou e analisou cuidadosamente a testa dela. 
 Não está tão ruim.  Ela fez uma careta  Mas essa já é a segunda vez que acontece algo e eu bato ela, espero não ter uma terceira.  Riu. 

 Oh sim, não podemos arriscar que você perca mais um de seus parafusos.  Ele brincou e afastou-se dela se despindo. 
 Esta dizendo que me falta parafusos?  Demi perguntou num falso tom de indignação e jogou um dos travesseiros nele. 
 O que você acha?  Ele revidou também rindo. 
 Você me paga!  Ela arremessou outro travesseiro e o restante das almofadas que estava na cama. Joe se defendeu como pode e jogou de volta algumas almofadas partindo pra cima dela! Eles riram como dois adolescentes bobos e quando se deram conta já estavam se encarrando com desejo. Um desejo tão ardente que Demi sentia o sangue correr quente em suas veias!

 Vamos tomar banho.
 Você está fugindo de mim ou o que?
 Já viu que horas são?  Joe perguntou sorrindo e beijando os lábios dela.  Em mais ou menos vinte minutos, três crianças famintas vão bater nessa porta e se é para ter uma noite de amor com minha esposa, vou querer mais do que vinte minutos disso!  Ele disse sorrindo enquanto se levantava. 

 Eu te odeio, sabia?  Ela disse num tom de voz manhosa. 
 Ah querida, não foi isso o que me disse mais cedo.  Joe riu e caminhou até o banheiro. Demi levantou-se e fez o mesmo, quando chegou lá ele estava de pé no meio do banheiro e encarrava a banheira de forma pensativa. 

 Algum problema?  Joseph olhou para ela e riu baixinho. 
 Tem vezes que eu acabo esquecendo que preciso de um banheiro especifico para conseguir me virar e esse não é um deles.
 E quem disse que você precisa se virar? -Demi retirou suas roupas e ligou a torneira da banheira. 
 Obrigado.

 Ah meu amor, vem cá.  Ela o abraçou pela cintura  Está tudo bem, você tem coisas demais para pensar e garanto que a última coisa que pensaria, seria em que tipos de banheiro tem nesse lugar. 
 Você é a melhor!  Ele beijou-lhe o topo da cabeça e eles ficaram em silencio abraçadinhos até que a banheira enchesse. 

          O silencio pode ser um grande incomodo entre dois amantes, mas esse não era o caso deles. Em alguns momentos, pequenos gestos e demonstrações falam mais alto do que qualquer palavra! Enquanto ensaboava as costas dele, Demi pensou em dizer que sentiu insegurança da parte dele ao dizer aquilo, mas preferiu ficar quieta. Isso poderia ser um motivo de discussão e aquele não era o momento, eles estavam tentando e isso significava que em algum momento poderiam conversar sobre aquilo. Ele relaxou completamente quando ela massageou os cabelos dele com shampoo, era uma sensação boa! Quando Demi terminou de lava-lo, foi a vez dela e Joe não mediu esforços em retribuir o carinho que ela teve ao fazer tudo aquilo por ele.  Seus cabelos estão crescendo rápido.  Ele comentou quando já estavam saindo do banheiro, ambos vestiam seus roupões brancos. 
 Estou até pensando em cortar de novo, o que acha?

 Espera um pouco!  Ele brecou ela e Demi franziu o cenho confusa. 
 O que foi?
 Está mesmo pedindo minha opinião sobre seu cabelo? Quem é você e o que fez com a minha esposa?  Demi riu e lhe deu um tapinha no ombro. 

 Exagerado!
 Estava brincando, amor.  Joe sorriu para ela  Eu particularmente gosto do seu cabelo grande, mas você sempre se supera quando resolve dar uma repaginada. Lembro como se fosse ontem do dia que você chegou com o cabelo rosa e raspado em casa!  Demi riu  Eu fiquei chocado, mas ao mesmo tempo pensei: "É minha mulher e nunca vi ela tão linda antes!". 
 Eu vou deixar crescer.  Ela piscou e ficou na ponta dos pés para beija-lo, mas o telefone do quarto tocou. 

 Quem será?
 É melhor atender.  Joe foi até o telefone e atendeu. 
 Alô.
 Papai é a Sabrina.

 Oi amor, estão se divertindo muito por ai?
 Sim, mas estamos com fome.  Joe riu  Quando podemos jantar? 
 Você e seus irmãos já tomaram banho?
 Eu e Sammy sim, Samuel acabou de sair do banheiro.
 Certo, fiquem arrumados que daqui alguns minutos estamos passando ai. O.k?
 O.k, papai.  Sabrina desligou e Joe colocou o telefone de volta do gancho. 

 Eu disse que em vinte minutos eles bateriam aqui, não disse?
 Eles não bateram.  Demi riu. 
 Você entendeu o que eu quis dizer, certo?  Ele também riu e ela assentiu. 
 Sim e já vou me arrumar.  Piscou para ele e sorriu indo se vestir. 

          Quando os dois apareceram arrumados e de mãos dadas no quarto, Sabrina sentiu o coração amolecer dentro do peito. Só conseguiu sorrir e dizer como os dois estavam maravilhosos! Era tão bom vê-los unidos.  Espera, fiquem paradinhos ai que eu vou tirar uma foto de vocês dois.  Ela disse já sacando o celular do bolso da calça.  Sorriam!  Demi sorriu e Joe beijou sua bochecha quando Sabrina tirou a foto disparando um flash na direção deles.  Prontinho.  Ela mostrou aos irmãos e aos pais como havia ficado a foto e eles adentraram no restaurante. 
 Uau, quanta coisa!  Samanta comentou enquanto analisava o cardápio. 
 Pode pedir o que quiser, amor.

 Já sabe o que vai querer, Samuel?  Demi perguntou e aproveitou para analisar o filho, ele ainda estava bastante quieto. 
 Ainda não.  Joe olhou para o garotinho também  e trocou olhares com Demi. 
 Tudo bem, filho?  Ele assentiu e voltou a encarrar o cardápio. 

 Acho que deveríamos pedir o prato principal, parece ser uma delicia.
 Eles tem aquela torta de chocolate aqui?  Samanta perguntou
 Aquela que comemos na Suíça?  Ela assentiu  Hm... não garanto que seja igual, mas devem ter torta.  Ela sorriu. 
 Então eu vou querer!

          Entre tantas opções, eles acabaram pedindo o prato principal do cardápio e suco como bebida para todos eles. Tudo transcorreu de forma tranquila e agradável, eles conversaram bastante e ouviram atentamente as expectativas de cada um para aquela viagem. Samuel foi o que menos falou e Demi não deixou de se sentir incomodada com aquilo! O que poderia estar errado? Enquanto pensava no filho com o olhar perdido pelo restaurante, ela encontrou aqueles olhos verdes que rapidamente capturaram sua atenção. Ele estava numa mesa aos fundos e estava acompanhados dos filhos, mas mesmo assim manteve aquele contato visual até o garçom chegar com a sobremesa. Ela desviou os olhos dele e olhou para Joseph, ele estava tão distraído falando sobre como aquele lugar era incrível que nem reparou! Eles comeram a sobremesa e quando terminaram, Joe foi pagar a conta e Demi chamou Samuel caminhando com ele até a saída do lugar.  O que está havendo com você, filho? Parece chateado com alguma coisa. 
 Com alguma coisa ou alguém?
 Precisa ser mais especifico para que eu possa entender.

 Mamãe você bateu na mãe do meu melhor amigo?  Demi arregalou os olhos. 
 O que foi que disse?
 Você bateu nela?

 Quem te disse isso?
 Edward. Quem mais diria? Ele ouviu uma conversa dela com aquele carinha legal que trabalha com o papai.
 Samuel, eu posso explicar.

 Então você bateu nela?!
 Não bati nela, o.k? Foi apenas um tapa e eu estava muito nervosa, ela me provocou e acabamos tendo um desentendimento.
 Disse que só podia ser um engano, mas depois de tudo... eu... não sei em quem acreditar mais. Estou muito chateado com a senhora!

 Ei, o que estão fazendo ai?  Joe saiu do restaurante acompanhado das filhas. 
 Eu quero subir pro quarto, papai.  Samuel caminhou até o pai dando de costas para Demi, ela já sentia os olhos ficarem marejados. Não pensou que isso também poderia se tornar um problema logo agora!
 Espera um pouco, o que está acontecendo?

 Samuel nós ainda não terminamos.  Demi tentou dizer aquilo da forma mais séria possível. 

 Meninas, vocês podem esperar ali?  Joe pediu e Sabrina assentiu caminhando de mãos dadas com Sammy até o lugar que o pai havia indicado.  O.k, agora me conte o que esta te aborrecendo?
 O senhor sabia que mamãe bateu na mãe do meu amigo?  Joe olhou diretamente para Demi e suspirou. 
 Sim, eu sabia.
 E o que o senhor fez?
 Não pude fazer nada, eu não estava lá.  Joe abaixou-se ficando do tamanho do garoto  Mas foi uma atitude estupida da parte da sua mãe e tenho certeza de que ela esta arrependida, não é mesmo?  Demi assentiu contendo aquele nó que ainda estava formado em sua garganta!  Sei que está chateado, mas acredite... agora não é o momento para virarmos as costas uns aos outros. O.k? Estamos com problemas e sei que você sabe, sei que sente um pouco da preocupação que sentimos, então não faça isso com sua mãe. Ela precisa de você, nós precisamos!

 Vai se desculpar com ela?  Samuel perguntou olhando diretamente para Demi. 
 Eu prometo.  Ele lhe estendeu a mão de punho fechado e levantou o dedo mindinho. Demi fez o mesmo e enroscou seu dedo no dele.  Estou desculpada?
 Está, mas essa promessa é mesmo pra valer e espero que saiba disso.
 Ah meu amor é claro que eu sei!  Demi o abraçou e sorriu brevemente antes de separar-se dele. 

          Silenciosamente eles caminharam até Sabrina e Samanta, elas estavam tirando algumas fotos juntas. Antes de entrarem no elevador, eles tiraram uma foto juntos e depois subiram. 
 Nada de assistir até tarde! Amanhã vamos passear, o.k? Então, descansem bastaste.
 Vocês também.  Sabrina respondeu e despediu-se deles logo depois. 
 Boa noite, papai. Mamãe.  Samanta despediu-se deles também. 
 Boa noite.  Samuel bocejou e fez o mesmo que as irmãs, logo depois as portas se abriram no andar deles e eles desceram. 

          Joseph e Demetria subiram em silencio, mas quando chegaram ao quarto Demi não conseguiu segurar as lágrimas e caminhou rapidamente até o banheiro para pegar alguns lenços. Ela estava fechando a porta e quando a madeira bateu contra uma das mãos de Joe do outro lado, Demi não teve escolha se não abrir a porta.  O que foi, querida?  Ele perguntou segurando o rosto dela. 
 Meu filho me odeia!
 Shhh... isso não é verdade, Demi.

 Como ela ousou falar sobre aquilo?
 Se fosse você no lugar dela não falaria? Ela deveria estar desabafando e Edward ouviu. Ele é um dos poucos amigos que nosso filho tem e era de se esperar que se algo acontecesse com ele, Sam tomaria as dores para si. Certo?

 Eu me sinto muito mal por ele saber disso.
 Está tudo bem, amor. Ele já te desculpou, você vai se desculpar com ela e tudo vai ficar bem! O.k?

 Você está mesmo sendo otimista?  Ela riu baixinho e Joe secou algumas lágrimas dela. 
 Estou.  Encostou sua testa na dela e sorriu.  Eu preciso ser ou só Deus sabe o que vai acontecer conosco. Costumo dizer que certas coisas não nos cabem o questionamento, mas não deixo de pensar no quanto é injusto ter a vista exposta dessa maneira. 
 Sempre me disseram que a fama tem um preço.
 E agora não deixo de pensar que estamos pagando.

 O que vamos fazer quando divulgarem as conversas que tinha no seu celular?
 Se vamos tentar, não podemos mentir.
 Não acho que tenha problema se mentirmos só dessa vez.
 Se mentirmos, vamos nos complicar ainda mais. Eles tem provas e provas não podem ser negadas, Demi.

 Podemos dizer que é montagem. 
 Depois de tudo... ninguém vai se importar se é ou não uma montagem, vão nos massacrar!
 Isso é ser otimista?
 Só estou desabafando, assim como você. 

 Juntos somos mais fortes.  Demetria fechou os olhos e encostou sua testa na dele. 
 Estou contando com isso.  Eles ficaram um tempo em silencio até Demi apoiar uma das mãos no peito dele e abrir um sorriso. 

 O que foi?
 Você ainda me deve uma noite de amor.
 Acho que você já foi mais romântica.  Joe retribuiu o sorriso e inclinou-se para beija-la. 
 O que quer dizer com isso?  Ela virou o rosto de proposito e mesmo assim ele lhe beijou a bochecha. 
 Estava brincando, olhe pra mim.  Quando seus olhos se encontraram outra vez, Joe teve todas as suas palavras roubadas de uma vez só e ficou sem saber o que dizer! Demi deu um passo na direção dele, estavam mais próximos e ela aproveitou para beija-lo. Joe a pegou e suas pernas rodearam a cintura dele, ele caminhou com certa dificuldade pelo quarto, mas em nenhum momento parou de beija-la. Quando chegaram até a cama, ele deitou Demi na cama e foi puxado por ela que ficou por cima dele com um sorriso vitorioso nos lábios.

 Não precisa me dizer nada.  Ela disse ao pé do ouvido dele sentindo todo seu corpo estremecer!  Sei exatamente do que você precisa.

          Joseph encarrava o teto com um sorriso bobo nos lábios e por mais que tentasse evitar aquilo, não conseguia! Seu coração ainda batia descompassado, os flashes daquela noite passavam em sua cabeça e ele se perguntava se era capaz de sentir-se ainda mais feliz. Aquela noite havia sido especial, ele e Demi tinham acabado de ter sua primeira noite de amor juntos. Ela dormia tranquilamente ao seu lado, os cabelos loiros e levemente bagunçados estava esparramados pelo travesseiro, seu semblante sereno e a respiração uniforme. Joe ajeitou-se cuidadosamente na cama e ficou observando-a por longos minutos, não conseguia se sentir cansado, apenas feliz. Aquele momento só havia sido um dentre tantos outros que o fez ter plena certeza de que queria Demetria pelo resto de sua vida!  Você ainda está acordado?  Ele arregalou os olhos ao ouvir a voz dela.
 Não consigo dormir.  Ele disse aquilo um pouco envergonhado. Nem ele e nem Demi eram virgens, mas aquilo não deixava de ser um pouco constrangedor! Demetria franziu o cenho um pouco confusa e antes que pudesse perguntar alguma coisa, ele completou:  Eu estou muito feliz por termos dado esse passo no nosso relacionamento.
 Ah bom, isso é... um grande alivio!

 O que você pensou que fosse?  Ela brincou com os cabelos dele, ele tinha alguns fios ondulados e rebeldes ali. 
 Pensei que não tivesse sido bom pra você.
 Foi muito bom, amor.  Demi escondeu o rosto corado embaixo do lençol e Joe riu. 

 Ei, não se esconda!  Ele lhe fez cocegas até que ela aparecesse outra vez e sorriu.  Eu te amo, Demi. 
 Eu também te amo, Joe.  Ela o abraçou pela cintura  Com você eu realmente senti que foi algo especial!  Demi não reconhecia suas próprias palavras e isso era um pouco assustador, mas ao mesmo tempo parecia ser bom. Joseph aos poucos estava conseguindo mudar vários aspectos de sua vida e sempre era para melhor! Sentia-se segura estando nos braços dele e esse era o motivo de ter mergulhado de cabeça em um relacionamento, sem medo e sem vergonha pela primeira vez em anos.  Obrigada. 

 Ah querida, você me faz muito feliz e sinto que nem todos os "muito obrigado" desde mundo seria o suficiente para te agradecer!
 O.k, agora você está me assustando.  Ela riu baixinho. 
 Acostume-se, Demi. Um dia você será minha para todo o sempre e prometo fazer com que se sinta amada todos os dias! 

          E ali estavam eles, Joseph ainda sentindo o coração acelerado e Demi adormecida entre lençóis na cama. Era engraçado como certas coisas não mudavam, ele ainda sentia-se do mesmo jeito e apesar de todos os problemas que havia enfrentado com ela nos últimos tempos, sentia que esse novo recomeço seria diferente. Virou-se cuidadosamente na cama para olha-la melhor, ficou um tempinho observando-a e fechou os olhos sentindo o sono o envolver devagar até que acabou adormecendo.

--

mil desculpas pela demora! essa semana foi uma loucura, mas finalmente consegui finalizar esse capítulo e espero de todo coração que tenham gostado. 
respostas aqui |
sou incapaz de opinar, então me digam ai embaixo o que acharam. 
beijos e até o próximo. amo vcs!

 

euzinha feliz da vida por ter postado

7 comentários:

  1. Jéssica vou me destrói a cada capítulo amiga assim não dá eu preciso me recuperar,foi perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério?
      Aaaa fico feliz que tenha gostado!
      Não foi fácil terminar de escrever esse capítulo, mas agora até que estou contente com ele. <3

      Excluir
  2. Q CAPÍTULO MAIS LINDO, AI TO SDAGDFGFDSDH AAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    menina, to me tremendo aqui até
    O JOE COM CIUMINHO AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Q AMORRRRRRRRRR
    adorei o David, pode vir q eu to aqui doida p ler as tretas
    será mesmo q ele vai ficar interessado na demi ou é inofensivo??? veremos...
    mas to com a demi, o cara eh lindo d+++ jdfsgdf tb ia ficar super concentrada nele
    se eu tiver filhos quero q eles sejam como esse trio, pq olha ♥♥♥♥♥
    Sabrina é um amorzinho e a Samanta nem se fala <3
    eu fiquei mal pela demi quando o samuel falou com ela daquele jeito... mas ela tb vacilou né
    samuel é um amorzinho ♥
    ai q casal demi e joe viu
    amo muito
    espero q esse momento amorzinho n acabe nunca ♥
    o capitulo ta perfeito <3
    sempre vale a pena esperar por novos capítulos seus haha <3

    mas enfim, td bem com vc?? eu to bem....
    esses dias to mais nostálgica q nunca, vi 52415456 entrevistas antigas da demi e dos jonas, to só feels
    lembrei de coisas q nem lembrava mais q tinha acontecido, matei a sdd...
    precisava compartilhar isso com alguém asdjdg

    vou indo!
    posta mais, viu???
    beijos, amo vc ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. putz, esqueci de falar!
      to doida p ver como vai ser quando as informações do celular do joe vazarem! asdsd
      adoro um bafafá né sz

      Excluir
    2. MULHEEEEEER, EU AINDA Ñ SUPEREI!
      O Joe vai sentir ainda mais ciume na segunda aparição e assim por diante, pq o destino vai trazer o david de volta. o homem é bonito demais, aqueles olhos... não tô bem sdjsdj eu já tenho planos pra ele e em breve você saberá se ele é ou não do mal.
      Essas crianças são as donas dessa fanfic, sem mais, gosto muito de escrever sobre eles... inclusive em breve teremos um capítulo retratando um pouquinho de cada um sobre as tretas que vão acontecer e tal.
      Vamos ter muitos momentos de amorzinho deles antes da treta toda, prevejo as pedras voarem em mim quando isso acontecer sdjsdj scrr!
      estou bem anjo e vc?
      Eu também estou nessa de ver e ouvir coisas antigas deles, isso me inspirou para escrever os próximos capítulos. AMÉM JONATO!
      Postarei assim que puder.
      Beijos, tbm te amo. <3

      Excluir
  3. Gente eu não sei lidar com esses flashbacks, toda vida é uma pontada no meu coração
    Eu to amando isso e eu espero que eles tenham feito um baby dessa noite de amor aí kkk quero mais babys pq sim
    So quero ver o cabaré que vai ser quando o idiota expor eles na internet kk
    Posta logooo
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero escrever mais flashbacks e o próximo vai ser de quando a Demi conheceu o Perez, quero muito pensar em algo foda pra impactar! Acho que vou retratar um pouco da personalidade dela no passado, pq isso vai ser importante mais para frente e tudo mais.
      O assunto sobre baby vai render, aguarde. :)
      "EU VOU EXPOR ELES" sdjsdj
      Postarei assim que puder. Beijos!

      Excluir