Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

27/04/2014

Capítulo 33


04h00

Um grito ensurdecedor acordou todos na casa.
          Joseph saltou da cama e saiu correndo, Demi foi atrás assim como todos os outros. Charlie estava gritando, chorando e fazendo gestos estranhos. Joe segurou o filho pelos ombros enquanto todos os outros olhavam assustados.  Respira fundo e mantenha a calma. - O garoto soluçou  Esta tudo bem, eu estou aqui. - Ele o abraçou.
 Foi um pesadelo pessoal. - Demi anunciou  Voltem para a cama.
 Tem certeza? - Denise olhou o neto preocupada  Posso preparar um lanchinho.
 Mãe, esta tudo bem' qualquer coisa eu chamo, podemos cuidar disso. - Alguns resmungaram.

 Pelo amor de Deus! - Zac jogou as mãos ao alto  Faz esse bebê parar de chorar.
 Isso é jeito de falar? - Ariana exclamou balançando a filha levemente na tentativa de acalma-la.
 Ei, ei' seu bruto, pare de agir assim! - Wilmer lhe deu um tapa no braço  Ariana, querida... vamos lá, ele esta bravinho por que não comeu ninguém. - Wilmer sorriu de forma vingativa e saiu com Ariana.

 Você ouviu isso? - Zac cruzou os braços e encarrou Naya.
 Nem olhe pra mim, você é um idiota.
 Deem o fora, o.k?! - Joe disse alterado.
 Joseph, eu sou a madrinha dele' se esqueceu disso?
 Naya, por favor. - Demi coçou os olhos.
 Tá bom. - Ela respirou fundo, se aproximou e deu um beijo na testa de Charlie  Pesadelos não podem te machucar, bebê... vai ficar tudo bem. - Naya sorriu  Cuidem bem do meu garoto. - Ela saiu e Zac a seguiu com os outros sem dizer nada.

          Demi fechou a porta e voltou sentando-se do lado de Joe.

 Charlie, você quer nos contar sobre seu pesadelo?
 Não, eu estou com medo. - Charlie se agarrou ao pai.
 O.k, agora eu estou ficando fodidamente preocupado.
 Joseph, olha essa boca! - Demi resmungou baixinho.

 Papai, você vai morrer?
 Todos vamos morrer um dia, mas nesse momento eu estou ótimo. Então, isso vai demorar muito para acontecer. - Joe lhe acariciou os cabelos  Por que?
 Eu sonhei que você morria, foi assustador. - Charlie sussurrou.
 O "papai" aqui esta bem, não tem com que se preocupar. - Demi acariciou os cabelos do filho.
 Eu vou viver muito para ver você pegando mulher. - Joe sorriu e Demi lhe deu uma cotovelada  Ai!
 Ora, seu... Charlie, seu pai quis dizer que vai viver o suficiente para vê-lo se apaixonar por uma garota especial.

 Isso dá muito tempo, não é mesmo? - Ele esfregou os olhos.
 Sim, muito tempo.
 Desculpa. - Charlie respirou fundo.
 Querido, esta tudo bem.
 Eu sei como é ter pesadelos assim, mas te garanto que vai passar' não pense muito nisso, o.k?
 Eu vou tentar.

 É o meu garoto. - Joe sorriu e olhou para Demi que brincava com dedos do filho. Ela estava sentindo um estranho aperto no peito e tentava ignora-lo  Demi?
 Eu... me desculpem. - Ela sorriu sem graça  Tentar é um bom começo.
 Tudo bem, mamãe?
 Sim, tudo bem.
 Eu posso pedir uma coisa pra vocês?
 Claro. - Joe bagunçou os cabelos do garoto.
 Posso dormir com vocês? - Charlie escondeu o rosto entre as mãos, ele sentia vergonha.
 Ei, não precisa ter vergonha.
 Isso é um sim?
 Sim.

          A cama de Charlie era pequena, então o casal levou o garoto para o quarto deles. Demi deitou-se e colocou o filho entre ela e Joe.  Melhor?
 Sim, muito melhor agora.
 O.k, agora vamos tentar dormir.
 Eu não estou com tanto sono.
 Eu também. - Demi completou, ela de fato estava se sentindo "estranha".
 Somos três, então. - Joe respirou fundo.

          Um breve silêncio se instalou entre eles. Charlie espremeu os olhos esforçando-se para lembrar de algo e então se virou para a mãe tocando sua barriga.  Sei que foge completamente do assunto, mas... - O garotinho deu de ombros  Tem um bebê aqui?
 Você acha que tem um bebê aqui?
 É que... algum tempo atrás eu ouvi você dizendo que sentia falta de cuidar de um bebê e agora que estamos aqui eu não tenho com quem brincar... sinto saudade da Sophie, mas queria alguém em tempo "integral." - Joe riu histericamente e Demi sorriu.

 Eu não tenho um bebê na minha barriga, sinto muito.
 Esta tudo bem, mas você podia' não é mesmo?
 Charlie, não é algo tão simples.
 Depende. - Joe olhou para a esposa com um sorriso largo nos lábios.
 Não entendi. - O garoto fez careta  Esquece.
 Eu vou conversar com sua mãe, o.k? - Joe sussurrou baixinho no ouvido de Charlie, Demi ficou intrigada.

 Ei, o que foi isso?
 Coisa de homem. - Ele deu de ombros justificando-se.
 Sei. - Demi revirou os olhos.
 Eu quero uma irmãzinha. - O garotinho sussurrou no ouvido do pai e sorriu em seguida.
 Pode deixar, vou ver o que posso fazer com isso. - Demi bufou e Joe mandou um beijo no ar para ela seguido de uma piscadela.
— Você não presta, Jonas! - Eles riram. 

Dia Seguinte

          Demi acordou ouvindo um volume alterado de conversa e logo se levantou. Ela fez sua higiene matinal como de costume, trocou de roupas e desceu para tomar café. Charlie estava sentado dando mamadeira a Chloe, Denise preparava panquecas e conversava com Carter.  Bom dia. - Ela coçou a cabeça e olhou em volta.
 Bom dia, querida. - Denise sorriu.
 Bom dia, tudo bem? - Carter também sorriu.
 Estou bem, eu acho. Onde estão os outros?
 Naya foi até a cidade com Ariana e Kathleen buscar nossos vestidos, Joe e os outros foram visitar o casarão.
 Eu queria tanto ir lá, ele bem que podia ter me esperado.
 Ele estava ansioso, disse que estavam para terminar algo no telhado.
 Ótimo, agora eu estou curiosa. - Demi dez careta e Charlie riu.

 Vai mata-lo, certo? - O garotinho riu novamente.
 Sim, eu vou mata-lo por fazer isso comigo. - Ela riu.
 Nunca o vi tão emprenhado em algo desde muito tempo' isso parece ser realmente importante para ele.
 Devo concordar. - Carter finalmente se pronunciou novamente  Até pediu minha ajuda com algumas coisas.
 Eu sei, eu sei' mas tem algo que esta me deixando intrigada com tudo isso. - Demi suspirou  Não sei explicar o que é, mas não me parece uma coisa boa. Desde de ontem, estou com uma sensação ruim é meio angustiante.

 Acho que você ficou pensando no meu pesadelo, eu também fiquei assim durante um tempo. -O  garotinho deu de ombros cuidadosamente.
 Pode ser, eu sou meio paranóica com essas coisas. - Demi deu de ombros e começou a se servir. O telefone tocou de imediato e Carter foi atender. Em questão de minutos ele estava de volta, pálido e tremulo.

 Carter, quem era?
 O... O... - Carter começou a fazer uma série de sinais com as mãos, Demi arregalou os olhos e Denise lhe deu um copo com água.
 Pelo amor de Deus, Carter' quem era ao telefone?
 Zac.
 O que aconteceu? - Demi sentiu o coração disparar  É o Joseph, não é? - Carter apenas assentiu  Ai meu Deus, CARTER!
 Ele estava passando e o martelo caiu.

 COMO ASSIM CAIU?! O QUE HOUVE COM ELE?! - Ela estava chorando.
 O martelo caiu na cabeça dele.
 MEU DEUS! - Demi gritou de forma histérica, Denise apenas abraçou a nora.
 Ele esta a caminho do hospital, foi tudo o que Zac me disse. - Carter olhou para Charlie e viu o garoto paralisado na cadeira, Chloe começara a chorar.
 Meu... papai, morreu?
 Demi, por favor' seu filho precisa de você. -Denise partiu o abraço e segurou Demi pelos ombros.

(...)

          Demi adentrou no hospital com Charlie em seus braços, lágrimas insistiam sair de forma descontrolada. Logo atrás dela Denise segurava Chloe com um braço e com o outro apertava tão forte a mão de Carter, mais tão forte que ele sentia dor! Nathan, Zac e Wilmer estavam sentados no banco da emergência. Assim que avistou a mãe Nathan se levantou e a abraçou.  Calma, mãe.
 Nathan, cadê o papai?
 Ele esta lá dentro, estão cuidando dele.
 Já disseram como ele esta? - Demi disparou.
 Não foi nada grave, fique calma.
 Segura seu irmão, eu preciso me sentar. - Ela sentiu as pernas querendo falhar e assim que Nathan pegou Charlie ela se sentou.

 Amor, ele vai ficar bem. - Wilmer segurou a mão dela e sorriu fraco.
 Sua camisa esta suja de sangue.
 É, eu ajudei a socorre-lo. - Demi apenas assentiu.
 Foi assustador. - Zac comentou  Ele me disse tanta coisa.
 Tipo o que?
 Se acontecer alguma coisa... você cuida dela?

          Não demorou muito para as garotas chegarem ao hospital. Todos ficaram ali sentados preocupados em silêncio, vez ou outra eles tentavam puxar assunto com Demi. Ela ainda chorava e até mesmo se culpava.  Se eu tivesse acordado mais cedo isso não teria acontecido e ele não estaria lá, machucado!
 A culpa não foi sua, eu tenho certeza de que ele vai ficar bem. - Naya apertou a mão da amiga fortemente.

 EU QUERO MINHA MULHER AQUI, AGORA!

 Foi ele! - Demi deu um salto na cadeira.
 Calma, você precisa de permissão para entrar.
 Meu marido precisa de mim. - Ela suspirou.
 Pelo amor de Deus, me diz que uma de vocês é "Demetria Jonas".
 Sou eu, doutor. Como ele esta?
 Agitado para alguém que levou uma martelada na cabeça.
 Isso quer dizer que ele esta bem?
 Ele esta bem, mas precisa de cuidados' foi um golpe de sorte, não chore. - Demi sorriu sem mostrar os dentes.

 Mamãe, posso ver o papai?
 Oh, sobre visitas' um, ou dois por vez.
 Venha aqui, vamos ver o papai. - Demi segurou na mãe de Charlie  Eu prometo não demorar. - Ela anunciou aos outros, eles apenas concordaram com a cabeça.

**

ufa' demorou, mais saiu!
boa noite, gente linda... gente gostosa :) como vcs estão? eu estou bem, obrigado. sei que vocês querem me matar por motivos, óbvios... MAAAAAAAS eu prometo fazer uma continuação descente para esse capítulo. eu tive um bloquei bem nessa parte e não consegui escrever nem mais uma linha :( sinto muito. respostas aqui . eu disse que teria fortes emoções, não disse? joe levou uma martelada na cabeça, coitado u.u mas o que me deixou mais surpresa foi o papo do bebê, e ai? será que rola? *-* hj quem me inspirou foi emicida e seu feat perfeito com a pitty <3 espero que tenham gostado do capítulo, tudo estava planejado, mas não sei o que dizer desse capítulo... então, me digam vcs' por favor. bjos'



22 comentários:

  1. Respostas
    1. PUTA MERDA, PELA PRIMEIRA VEZ O PRIMEIRO COMENTARIO É MEU, SCRRRR!
      Ignore meu fucking surto...
      Gennnnt, eu acho que essa raiva toda do Zac, no fundo é atração... afinal é de Wilmer Valderrama que estamos falando né... por ele eu esqueço que ainda não posso ter coito! HAHAHA
      Tadinho do Charlie, ter pesadelos é horrível mesmo. Tadinho mais ainda do Joe!! Levar martelada na cabeça e ficar bem não é pra qualquer um.
      E só acho que poderia vir mais um bebê para Joe e Demi, desta vez uma menininha linda pro Charlie cuidarrr...
      Amei o capítulo!
      Pode postar rapidíssimo viu!!
      XO, Rafaela!

      Excluir
    2. meus parabéns' kkkkk *-*
      pois é eu preparei algo bem legal em relação a esses dois HAHA vc já assistiu crô? eu me inspirei nele para fazer o wilmer e tals... até o modo de falar u.u o zac é o estilo baltazar nega ao ultimo, mas demonstra carinho. tadinho dos meus dois bebês, mesmo x.x eu estou luca para isso acontecer, na verdade estou fodidamente ansiosa por isso' o final vai ser tipo... muito perfeito <3 eu prometo tentar postar "rapidíssimo".

      Excluir
  2. Tadinho do Joe! Quero que tenha outro bebê vindo por aí!
    Fabíola Barboza

    ResponderExcluir
  3. Porraaaa eu quero maaaais fiquei tão animada que bem vi que tava acabando o cap kkkk capítulo muuuuito foda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. até que esse saiu grandinho *-* né? ' fico feliz que tenha gostado.

      Excluir
  4. porra, caraleo, merda,!!!! NÃO FAZ ISSO COM O JOE SUA NOJENTA!!!!
    EU TE ODEIO JESSICAAAAAA! ~NÃO~
    CARA, QUE MARTELO SORTUDO, TOCOU NO JOE! NO JOE!!
    DEMI, DEIXA DE SER DRAMÁTICA MULHER, PORRA! E SOBRE FAZER FILHO N É TÃO DIFÍCIL ASSIM NÉ, DÁ O PIPIU, HUUUUUUUMMMMM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah é, você me odeia?
      TO DI MAL! < erros propositais u.u
      eu queria ser aquele martelo... *u*
      i queime laique #parei kkkkk
      dá o piu, piu' LOL vc não presta <3 eu já disse que seus comentários me fazem rachar aqui? i like it'

      Excluir
  5. Uau !
    Muito perfeito !!!!
    Posta logo amore !
    Beijoss

    By - Milena

    ResponderExcluir
  6. espero que o joe esteja bem....
    tá tudo perfeito
    posta looogoo amora
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, ele vai ficar bem' :)
      fico feliz que tenha gostado *-*

      Excluir
  7. GENTE SOCORRO COITADO DO JOE AI MEU CORE
    EU VOLTEIIIIIIIII
    SENTIU SAUDADES? SIM ? IMAGINEI QUE SIM
    ai mas que capitulo mais perfeito mulher,sksmdmd eu amo o wilmer nessa fic
    mas esse zac ta ignorante demais u.u
    quase que eu morro na hora do pesadelo do meu marido gente #heartbreaker
    aawnt que lindo o charlie sentindo falta da sophie #sopharlie
    continue com esse fic o mais rapido possivel
    xoxo
    e posta logo
    logo
    logo
    logo
    logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é claro que senti sua falta sim, meu amor'
      como você esta? C:
      eu tbm amo o wilmer da fic, ele é um fofo *-* #gostoso
      sabe como é o nome dessa ignorância? falta de ***** < adivinha. HAHAHA
      esse tipo de pesadelo me assusta pra caramba :( já tive vários' vai ter sopharlie em breveeeeeeeee, muito breve >.< o mais rápido que eu conseguir ;)

      Excluir
  8. Oiee *-*
    Mano esse capitulo ta vida
    Sério do começo ao fim ta demais
    E sobre o papo do baby SIM EU PRECISO DE OUTRO BABY JEMI IA SER MUITO AMORZINHO
    Joe coitado quase morre com a martelada na cabeça o bixim :(
    Porem ele ja ta bem, pelo menos eu acho kkkk'
    Serio POSTA LOGOOO NÃO DEMORA POR FAVOR EU AMO ESSA FIC E PRECISO DE MAIS CAPITULO TIPO PRA ONTEM ENTÃO POSTA LOGOOOOOOOO
    Beijokas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oie'
      eu sempre acho que esta exagerado, ou ultrapassado de acontecimentos' escritora bipolar, sim eu sou! kkkkkkkkkk vai ser um amorzinho *u* baby jemi, outro pra coleção de crianças fofas que passou pelo blog paradise LOL tem coleção sim, se for fazer a conta são... sei lá quantas, mais muitas #AMO' sim, ele esta bem <3 não se preocupe, eu não sou nem louca de matar o joe. tipo pra ontem, tudo beeeeeeeeeem :) o mais rápido possivel'

      Excluir
  9. Fortes emoções mesmo. Quando eu li martelo e cabeça, pensei logo em coma. Meu Senhor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que nem a Lana afectou-me

      Excluir
    2. coma? não' Deus o livre! kkkkk
      born to die é vida' lana del rey esta me afetando todos os dias...
      até minha irma tá assim' *-*

      Excluir
  10. Injustiça, você me fez chorar!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. no bom sentido?
      se for no bom... não faz mal :)

      Excluir