Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

31/07/2014

Capítulo 5



Casa dos De La Garza - 11h30 da manhã


          Dianna cuidava das flores do jardim com a ajuda da filha Madison, elas estavam plantando novas mudinhas quando Demi chegou.  Bom Dia, meninas!  Ela disse animadamente e logo Madison já estava abraçada a ela.  Ei, ei... vai me sujar.
 Também te amo.  Madison disse ironicamente e em seguida riu.  Senti saudades.
 Eu também, amor.
 É assim, é?  Dianna colocou uma das mãos na cintura e bateu o pé. Demi riu de sua mãe, ela estava engraçada com aquele chapéu de palha e botas amarelas.  E eu?
 Vem aqui.  Demi e Madison abriram os braços e elas se abraçaram.

 Faz tempo, querida.
 Você sabe que eu gostaria de vir mais vezes, não sabe?
 Converso com ele todos os dias, mas ele não me ouve.  Madison saiu discretamente a fim de manter Eddie dentro de casa, caso contrário ele iria querer dar o sermão da montanha e isso causaria uma briga feia entre ele e Demi.
 É tão difícil ele aceitar isso? Todos aceitaram numa boa, minha filha aceitou!
 Eu juro que não o compreendo.  Dianna apontou para o banco do jardim e lá elas se sentaram.
 Eu já refleti muito sobre isso e cheguei a uma conclusão.  Demi suspirou.  Ele tem medo do que as pessoas podem sair falando, entende? Ele é pastor e acha que isso pode atingi-lo de alguma forma.

xx

 O que esta fazendo?  Madison perguntou sorrindo.
 Acabei de preparar o sermão de hoje.  Ele abraçou a filha de lado.  Como estão as plantas?
 Vão bem, eu e mamãe plantamos algumas mudinhas.
 Vamos lá, eu quero ver.
 Não, nos ainda não acabamos.
 Não me importo.  Eddie guardou a bíblia e foi em direção a porta da frente.
 Espera!  Madison pulou na frente.  Você não pode sair.
 Me de um bom motivo.  A garota suspirou.  Aquele garoto esta de novo lá fora?!
 Não, não é ele.
 Quem é Madison?
 Demi está lá fora.
 Eu já disse que não quero ela na igreja e muito menos aqui, com licença.
 Não.
 MADISON!

 Eu já estou cansada disso, cansada! Se você não quer falar com ela, não fale... mas deixe-a em paz! Você não pode proibi-la de vir aqui, pois essa casa também é dela e você não pode manter minha mãe longe dela, pois ela é mãe da Demi também.  Eddie suspirou.  CHEGA, OUVIU BEM? CHEGA!

xx

 Você ouviu isso?
 Ele esta brigando com a Madison?  Demi franziu o cenho.  Ele vai ver só!  Ela se levantou e começou a caminhar em direção a porta.
 Demi, espera. Melhor não se intrometer!
 Ela é minha irmã, mãe.  Quando ela entrou na casa viu os dois discutindo na sala, Madison gesticulava sempre apontando para o lado de fora.
 PAREM AGORA!  Dianna gritou antes que Demi pudesse pronunciar.
 Eu disse para não queria ela dentro da minha casa!


 Essa casa é minha, você não tem esse direito!
 Tenho sim, você trouxe desonra para essa família!
 Pelo amor de Deus, esse papo de novo não!
 Vou bater nessa tecla quantas vezes eu precisar, você conhece a palavra e sabe muito bem que esta errada. Não posso permitir que você coloque essa família a se perder!
 Eu vou embora e não é por sua causa Eddie! Vou embora para poupar minha irmã de ouvir mais besteira saindo dessa sua boca nojenta e minha mãe de se estressar a toa com você.  Ela apontou para ele e virou-se em direção a porta.  Meu pai tinha muitos defeitos, mas ele nunca... negaria uma filha.
 Saia da minha casa!
 Vá pro inferno!  Ela saiu batendo fortemente a porta.

          Demi entrou no carro completamente irritada e furiosa consigo mesma por não conseguir conter o conflito, quando se tratava de Eddie era sempre mais complicado. Ele era como um pai para ela, um pai presente! Seus olhos se encheram de lágrimas e ela bateu a cabeça de leve contra o volante.  Controle-se, controle-se.  Ela disse para si mesma e respirou fundo. Depois de ficar alguns segundos ali parada ela arrancou com o carro e foi para casa.


xx


          Demi entrou em casa, fechou a porta e caminhou até a sala, chegando lá ela se jogou no sofá e começou a chorar novamente. Seu celular tocou e como de costume ela não visualizou quem era e simplesmente atendeu.  Alô.
 Demetria, você esta bem?  Ela suspirou.
 Não, eu não estou nada bem.
 O que aconteceu?
 Eu fui visitar minha mãe, Madison e... Eddie me disse coisas horríveis, brigamos e... oh meu Deus, foi terrível!
 Ele está passando dos limites!  Demi soluçou.
 Isso está me matando, você não tem noção do que é ter praticamente seu pai contra você.
 Eu vou ir ai vê-la.
 Não, você precisa...
 Não discuta comigo, vou pegar o primeiro avião e chego ainda hoje.
 Edward...
 Fim de discussão.


Casa da Demetria - 08h00 da noite


          Sarah apertou a campainha de forma desesperada e não demorou muito para Demi aparecer.  Isso é jeito, menina?  Ela arqueou uma sobrancelha e sorriu fraco abraçando fortemente a filha.
 Ai, ai... você vai me matar desse jeito!
 Senti tanto sua falta, sabia? Principalmente de manhã quando fazia aquelas panquecas... se lembra das panquecas?
 Também senti sua falta.  Sarah beijou a bochecha de Demi e sorriu revelando uma janelinha.
 Caiu?!
 Caiu na minha comida e eu podia jurar que era arroz.  Demi riu.
 Eu estou aqui, sabia?  Ed deu de ombros e fez careta. Demi colocou Sarah no chão e antes de abraça-lo retirou o goro que ele usava revelando os cabelos roxos.
 Sai com agua, não é mesmo?  Riu baixinho.
 Me devolve isso aqui.  Ele pegou e colocou na cabeça, em seguida pegou Demi, jogou-a em seus ombros e a carregou para dentro enquanto ela protestava batendo em suas costas. Sarah apenas ria.

 Me larga!  Ele a colocou no chão e a abraçou.  Eu odeio você!
 Na na ni na não, você me ama.  Riu.
 Não precisava ter vindo.
 Precisava sim.  Ele afagou seus cabelos e beijou sua testa. Demi sentiu vontade de chorar, mas se segurou para não desabar na frente da filha.
 Mamãe, você está bem?  A garotinha encostou-se na perna da perna da mãe e a observou.
 Nunca estive melhor.  Sarah deu um passo para trás cruzou os braços e balançou a cabeça por breves segundos antes de subir as escadas levando consigo sua pequena mala.
 Ela sabe que você esta mentindo e você sabe disso.
 Quero poupa-la de problemas.

11h00 da noite

          Demi estava deitada em sua cama encarrando o teto a espera do sono, ela estava cansada e só queria um pouco de paz. Passara algumas horas cozinhando e brincando com a filha enquanto falava com Ed, mas nem isso fora o suficiente para distrai-la. Edward entrou no quarto dela e sorriu.  Tudo bem?
 Um pouco, o que você faz aqui?
 Eu vou dormir aqui.  Fechou a porta e caminhou até a cama.  Agora que Sarah dormiu podemos ter uma conversa de verdade, não?
 Eu estou muito cansada, podemos fazer isso amanhã?
 Claro, como você quiser.  Ele parou no meio do caminho e ficou em duvida se ficava ou se saia.

 O que você esta esperando?  Ed sorriu e se deitou ao lado dela. Demi aninhou-se ao peito dele e sorriu.  Obrigado, você é incrível.  Ela bocejou.
 Não precisa agradecer, agora durma.
 Você poderia cantar pra mim.  Demi sussurrou e sorriu.

          Edward cantou por breves segundos para Demi e ela finalmente conseguiu dormir. Ele sorriu satisfeito e acariciou o rosto dela levemente. O celular dela começou a vibrar em cima da bancada, cuidadosamente Ed esticou o braço e atendeu.  Alô.
 Demi?
 Ela esta dormindo, gostaria de deixar recado?  Joe mordeu o lábio e balançou a cabeça.
 Não, não é assim tão importante... ela está bem?
 Agora que esta descansando sim, quem é?
 Sou um paciente dela, Joseph Jonas.
 Eu digo a ela pela manhã que você ligou.
 Desculpe qualquer coisa, cara.
 Está tudo...  Joseph desligou.

 Quem era?  Demi sussurrou sonolenta.
 Ninguém importante, volte a dormir. -Ele achou adequado não dizer nada caso contrário ela levantaria na hora para retornar a ligação.

xx

          Joseph mordeu os lábios e apoiou a cabeça no teclado, aquele pequeno espaço havia se tornado seu pequeno esconderijo secreto. Ele agora ouvia musica e pensava em Lauren, por isso ligara para Demi. Ela tinha algo que o fazia flutuar, esquecer completamente problemas como sua ex-noiva' mas ele sentia muito sua falta. Ele pegou o celular e passou o dedão sobre as teclas pontilhadas, conseguia reconhecer os números e sabia que ela atenderia.   Alô.  Era ela, era Lauren!  Estou ouvindo sua respiração do outro lado da linha... quem é?
 Eu não consigo me afastar de você... é um dos motivos por quê eu simplesmente não consigo parar de pensar em você. Só continuo vendo a sua imagem, mas não quero ver mais!  Ele sussurrou e fechou levemente os olhos sentindo lágrimas rolarem livremente. Lauren arregalou levemente os olhos e desligou o telefone.

**

hoje o prêmio de inspiração vai para selena gomez com sua musica que virou um grande vicio meu A Year Without Rain. gente, eu tô no chão! hoje foi meio triste, mas prometo que dias melhores pra essa fanfic virão. foi ta coisa para um só capítulo: treta de família, ed com cabelo roxo, sarah detectora de mentiras e joseph carente. uffa! mas essa ultima parte acabou comigo. o trecho foi retirado de see no more do joe jonas. respostas aqui |  espero que tenham gostado, volto em breve com mais... beijão


esse sorriso faz meu dia mais feliz :D

14 comentários:

  1. Respostas
    1. eu firsteando aqui né sempre
      genteeee esse capitulo abalou completamente as estruturas do meu heart com a demi deitada no peito do ed ai eu to chorando aqui mulher, só vc pra fazer isso comigo hein dona jéssie, ainda mas que eu só to ouvindo musica triste tipo: halo, 1+1, for the love of a daughter e etc
      só pra morrer deprimida mesmo
      coitado do joe gente essa lauren é uma vagabunda vou pegar uma caixa de ovo pra tacar no carro dela <<<<<< saco?
      não gostei do ed nessa fic ta mal, porém eu entendo né a "filha" de um pastor se divorciar deve ser horrivel pra ele
      ainda to rindo do ed cabelo roxo e vou rir até 2030
      essa foto do ed no começo senhor e a gif do joe <333333333333333333
      posta logo viu
      te amo
      xoxo

      Excluir
    2. divulga meu blog ai garota e sim isso é um ordem run u.u
      http://prettyreallyhurts.blogspot.com.br/

      Excluir
    3. muita calma nessa hora, nada de musicas deprimidas'
      muié, ele vai melhorar logo, logo... estou até planejando o momento em que ele e a demi vão finalmente fazer as pazes e coisa e tal... adivinha quem vai dar uma encarcada nele? isso mesmo o Joe! #spoiler - vai ser demais *O* my god!
      eu quase morri de amores com esse header do ed <3 tbm te amo.

      Excluir
  2. Caramba kkkkkkkkkkkkkkkk comassim desonra?Se o senhor souber o que a dona demi faz Eddie, rum!
    Cara, i need sarah princesa!Eu amo essa lindona, a Gia é só minha, uia!
    Cara, cabelo roxo é demais, lembre do EP de sunny que o Chad perdeu os cabelos e ficou laranja, kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. desonra é pouco, ela samba na cara dele de salto agulha... daqueles bem finos, ops falei! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk esse povo é pecador q só O.O logo mas os headers dela vai brilhar aqui :) esse episódio LOL

      Excluir
  3. Awn essa fic <3
    Esta cada dia mais perfeita, sério *-*
    Ed cantando para Demi dormiu foi tão awn (mds tem como ele ser meu?ajshsjaks)
    Posta logo amooore

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que tenha gostado <3
      eu fiquei imaginando essa parte e foi tão fofo *-*
      my feelings! posto sim.

      Excluir
  4. Que perfeitooooo
    Ed tão fofo *--*
    Joe carente...quero ele para mim kkk
    Amora....arrasou
    Posta logooo
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. my god! fico feliz q tenha gostado <3
      eu demorei um pouco para finalizar o capítulo e a ultima parte foi dificil de encaixar, mas parece que finalmente saiu! O/

      Excluir
  5. Tem como você divulgar meu blog por favor? historiaslove.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Perfeito <3 você pode divulgar por favor? http://jemiendlessly.blogspot.com.br
    Obg, bjss

    ResponderExcluir