Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

11/01/2016

Broken Frame: Capítulo 2 • Lies

revisei com os olhos pesados de sono, então se tiver algum erro me desculpem x.x


SÃO FRANCISCO, 01:00 P.M

          Paul surpreendeu-se com a repentina aparição de Demi em sua casa. As crianças pareciam bem confortáveis, já ela parecia estar sem jeito.  Que surpresa agradável, minha filha.  Ela sorriu para ele e trocou um breve abraço  Entre. 
 Vovô, onde está vovó?  Samuel perguntou após correr os olhos rapidamente pela sala. 
 Ela esta se arrumando lá em cima.
 Desculpe-me por aparecer sem avisar, não queria incomoda-los.  Demi disse após adentrar e pendurar seu casaco num suporte especifico que ficava atrás da porta. 
 Você não incomoda, estou feliz que tenha vindo.  Paul sorriu para ela enquanto caminhavam juntos em direção a sala. 

 Como estão as coisas por aqui?
 Estão tranquilas graças ao nosso bom Deus.  Eles se sentaram. Sabrina e Samuel não estavam na sala o que a fez crer que haviam ido atrás de Denise no andar de cima.  Soube que terminou sua turnê mundial faz alguns poucos dias, como foi?
 Foi ótimo, tudo correu como o planejado. Foi uma volta ao mundo muito revigorante! É incrível ver tantas pessoas e saber que elas são tocadas através da sua musica.
 Foi um trabalho realmente incrível e muito elogiado, li em alguns sites. Meus parabéns!
 Obrigado, Paul.
 Vovó, você está muito gatinha!  Samuel disse em alto e bom som, o suficiente para Demi rir e Paul também. 
 É assim que os jovens de hoje em dia paqueram?  Ela brincou com o neto enquanto desciam as escadas. 
 Eu sou uma criança, mas acho que Sabrina pode te responder.
 Sam!  Sabrina repreendeu o irmão. 

 Cheguei, uau!  Denise disse após olhar para Demetria  Você está tão linda, querida.  Ela sorriu. Demi levantou-se e abraçou Denise brevemente. Eles pareciam normais como sempre foram, será que Nick havia exagerado?
 Obrigado e você está magnifica!  Demi retribuiu o elogio da ex-sogra. 
 Oh, Demi. Estou tão feliz que esteja aqui, vamos nos sentar... quero saber sobre tudo!  Ela sorriu paciente. Teria de ir com calma, levar a uma conversa normal até chegar a hora de perguntar sobre Joseph. 

          Sabrina e Samuel sentaram-se junto com eles no sofá, participaram da conversa durante alguns longos minutos até Denise se retirar para preparar o almoço. As crianças foram atrás da avó interessadas nos biscoitos de chocolate! Sabrina olhou para trás, piscou para a mãe numa forma de incentivo e adentrou na cozinha.  Qual é o problema com a casa do lago? Estava planejando ir lá com as crianças. 
 Pequenos probleminhas dali, aqui e ela precisara passar por uma grande reforma.
 Reforma?!
 São lembranças destruídas, eu sei.  Demi cerrou o punho e respirou fundo  Estou tão nervoso quanto você, mas foi a única saída que encontrei. 

 O que Joseph acha disso tudo?  A menção do nome de Joe fez Paul arregalar levemente os olhos e desviar os olhos de Demi. Ela parecia cobrar algo dele!  Imagino que ele não deve ter gostado, sabe? Ele adorava aquela casa, cada minimo detalhe dela. 
 Demetria, eu...  Ela o interrompeu.
 Não minta pra mim, Paul. Eu sei que ele está sumido, onde Joseph se meteu? Não me importo com ele, nenhum pouquinho, mas não aguento mais inventar desculpas esfarrapadas para meus filhos! Alias são filhos dele também e faz exatos cinco meses que ele não vê as crianças.  Demi o ouviu suspirar pesadamente  Sabrina está desesperada e está difícil desviar das perguntas de Samuel. 
 Não está sendo fácil pra mim também, Demi. Eu não faço ideia de onde meu filho esta e isso... dói!

 Nick me contou...
 Nicholas não sabe de nada!  Ele cuspiu irritado  Foi para isso que você veio, não é mesmo? Fazer acusações e me desafiar na minha própria casa! 
 Eu não estou desafiando ninguém, só achei que...  Demi mordeu o lábio nervosa  Desculpe-me, eu não escolhi bem as palavras. 
 Não me faça perder o pingo de consideração que restou por você, Demetria.  Demi franziu o cenho com as palavras do ex-sogro. 
 Eu já pedi desculpas, Paul.
 O que está havendo aqui?  Denise colocou uma das mãos no quadril e franziu o cenho. 
 Nada demais, estamos apenas conversando.
 Sejam um pouco mais discretos com as discussões, o.k? Temos crianças na casa!  Ela repreendeu o marido e direcionou o olhar para Demi  Algum problema?
 Eu só perguntei sobre Joseph.
 Se soubéssemos onde ele está acha mesmo que estaríamos aqui? Coloque-se no meu lugar como mãe, estou preocupadíssima com o meu menino, mas se ele precisa de um tempo sozinho... eu respeito a decisão dele.
 Está me dizendo que ele avisou que precisava de um tempo sozinho e sumiu no mundo sem dar satisfações?
 Parece até que não o conhece.  Denise riu.

 Tudo bem, eu acredito.  Demi se deu por vencida, estava claro que eles não abririam o jogo com ela  Ele pelo menos mantem contato por telefone? 
 Não.  Aquela conversa toda só deixou Demi ainda mais nervosa, ela tinha vontade de gritar que tudo era uma grande mentira, mas não tinha provas. Nicholas havia lhe contado muito pouco! Se ela quisesse realmente saber sobre ele teria de entrar em contato com pessoas mais intimas dele e isso não seria muito difícil já que ela conhecia a grande maioria. A ideia lhe pareceu boa, mas levaria algum tempo e isso poderia comprometer seus planos com as crianças. Ela teria de analisar melhor a situação e agir com sabedoria. 

***

          A refeição preparada por Denise estava simplesmente maravilhosa, Demi não se lembrava a ultima vez que havia comido com eles. A pequena discussão entre eles felizmente não influenciou o clima da mesa. Samuel tagarelava sem parar enquanto comia e fazia inúmeras perguntas sobre diversas coisas ao seus avós. Sabrina estava pouco participativa, ela parecia estar ansiosa para saber noticias do pai. Demi saboreava a comida caseira, sentindo a nostalgia chegar devagar e tomar conta de sua mente!  Demi?  Ela balançou a cabeça. Denise havia lhe perguntado algo e ela não havia prestado atenção.
 Desculpe-me, mas eu não ouvi direito.
 Você gostou da comida?
 Oh sim, eu adorei. Está tudo uma delicia! Devo confessar que fiquei um pouco nostálgica.  Eles riram. O telefone da casa tocou, o som se ecoou pelo comodo e Paul levantou-se de imediato para atender.
 Com licença.  Ele  disse e saiu. Logo correu uma estranha sensação em Demi, como se Joe estivesse próximo. Seria ele ao telefone? Ela balançou a cabeça afastando seus próprios questionamentos. Se arrumasse mais alguma confusão naquela casa, arrumaria problemas para si mesma e não se perdoaria por magoar pessoas tão boas!

 Alô.
 Pai?  Joseph perguntou em duvida, todo cuidado era pouco.
 Sou eu, filho. Como você está?
 Péssimo, onde Kevin está? Eu preciso falar com ele e não o encontro em lugar algum.
 O que houve? Ele foi visitar os sogros com Danielle, fale comigo.
 Aqueles pesadelos outra vez, eu não consigo dormir faz dias.

 Está tomando seus remédios?  O silencio bastou  Droga, garoto!  Ele esbravejou.
 Eu não estou ficando louco e nem depressivo, pai! Quantas vezes eu vou ter que repetir isso?
 Até que eu consiga acreditar!
 Desculpe-me, não queria deixa-lo zangado.
 Está tudo bem, mas preciso que você se cuide. Você sabe que tem pessoas esperando por você, não sabe? Pessoas que estão preocupadas com você.
 Estou estranhando essa conversa, o que está havendo?
 Agora não, ligo depois ou melhor ainda, eu vou até ai para conversarmos.
 Pai, quem está ai?

 Vovô, vovô!  Samuel apareceu na sala eufórico  Tem sorvete de sobremesa, sorvete de chocolate!  Paul riu e bagunçou os cabelos do garoto.
 Eu já estou indo, Sam.

 Meus... eles estão ai, não é mesmo?
 Sim, estão.
 Já entendi que não pode falar agora, então nos falamos mais tarde.

 Desliga logo, vovô!
 Ei, não fale assim.  Paul afastou o telefone e sussurrou para o neto:  Diga tchau pro meu amigo e mande um beijo.  Ele entregou o telefone ao garoto.
 Oi amigo do vovó, ele me pediu para dizer tchau e te mandar um beijo, então tchau e beijo Joe sorriu de forma melancólica e sentiu os olhos lagrimejarem  Toma vovô, acho que ele ainda não desligou.  Samuel entregou o telefone e voltou para a cozinha.
 Não deveria ter feito isso.  Disse e desligou. Paul colocou o telefone de volta no carregador, ficou um tempo pensando em sua atitude e suspirou, talvez Joseph estivesse certo. Ele não deveria ter tornado a situação ainda mais dificil colocando Samuel na linha.

          De volta a cozinha, ele caminhou de volta ao seu lugar e se sentou. Permaneceu em silencio ainda pensando se deveria ou não conversar com Joe, quando Samuel chamou-lhe a atenção:  Vovô? Vovó?
 Oh sim, diga.
 Quem era seu amigo? Ele é sempre assim tão silencioso?
 Era o John, Sam. Lembra-se dele?
 Sim, ele toca com o papai.  Paul assentiu  Mas o tio John é sempre bem animado, aconteceu alguma coisa com ele?
 Uma gripe forte, nada que uma sopa e bons remédios não resolvam.  O garotinho concordou. Demi encarrou Paul e ele desviou o olhar não sendo capaz de sustenta-lo.

***

          Depois do almoço, Demi não demorou muito e foi embora levando as crianças consigo. Paul sentou-se no sofá, jogou a cabeça para trás e respirou fundo. Denise apareceu na sala com uma xícara de chá para ele, era visível o quanto ele estava nervoso!  O que vocês tanto conversaram?
 Demi me perguntou sobre Joseph, ela veio aqui apenas para saber sobre ele!
 Sabrina está inquieta e isso me parte o coração.  Paul bebericou o chá e olhou para Denise.
 Ela está fazendo isso pelas crianças, disso não tenho duvidas, mas ao mesmo tempo parece ser uma questão de... não sei explicar.  Ele suspirou.

 Depois de tudo o que ela fez, não quero que ela se aproxime do nosso menino. Joseph ama ela, mesmo não admitindo isso, eu sei que ama! Consigo imaginar a desgraça que seria se eles se encontrassem agora, principalmente no estado em que ele se encontra.
 Tenho medo que ela decida ir pro lago mesmo com tudo o que eu disse e encontre ele. Acha que isso é pode acontecer?
 Sinceramente, eu não sei.
 Nicholas jogou as desconfianças dele para Demi e isso fez com que ela tomasse suas dores!

 Ela vai procurar por todos os amigos dele em busca de noticias.
 As pessoas que sabem sobre a gravidade do acidente são poucas, você pode conta-las nos dedos. Ela não conseguira nada que ligue a casa do lago ao Joe, nada!
 Se ela insistir nisso vai acabar se frustrando.
 Sei que não é justo com as crianças, mas espero que ela se frustre e desista de procura-lo. Era ele ao telefone, ficou estranho quando ouviu a voz de Samuel e ficou bravo comigo por colocar o garoto ao telefone.
 Paul!  Denise o repreendeu.

 Ele precisa de um estimulo, certo? Kevin disse que ele não poderá esconder-se do mundo para sempre e eu concordo. Nós também não podemos apoia-lo nisso, não é saudável uma pessoa como ele viver assim! Joseph sempre tomou suas próprias decisões, sempre viveu na estrada e nós apenas o guiamos e o aconselhamos, se ainda fazemos isso, devemos guia-lo para o caminho certo.  Denise concordou  Vou falar com ele hoje, você vem comigo?
 Claro que sim, estou com saudade dele.

SUÍÇA 
LAGO DE ZURIQUE, 08:00 A.M

          Paul e Denise desembarcaram cedo no aeroporto. Eles ligaram para Joseph e acabaram por deixar um recado na caixa postal já que ele havia ignorado todas as ligações!  Ele ainda está bravo.  Paul comentou com a esposa enquanto dirigia.
 Você sabe que até hoje ele remoê a traição de Demetria, não sei o motivo de tanta insistência de cutuca-lo usando Samuel.
 É difícil entender toda a situação pelo ponto de vista dele, Denise. Se ele tem duvidas que o garoto é dele basta fazer um exame de DNA, não parece tão simples?
 Ele o ama demais e sabe que o garoto de qualquer forma não é culpado pelo deslize de Demi. No entanto, ele teme sentir ódio do Sam! Não parece tão simples agora, não é mesmo?

 Você também está brava comigo?
 Não, querido.  Denise segurou-lhe a mão livre  Só estou um pouco cansada, preocupada... desculpe-me se soou rude tudo o que eu disse.  Paul sorriu brevemente.
 Não se preocupe, ele está lá e vai nos receber.
 Como pode ter tanta certeza?
 Gigi está com ele.  Denise suspirou  O que foi?
 Essa moça é jovem demais e temo que ela não aguente essa situação por mais tempo.

 Assim de repente?
 Eu consigo sentir, pode parecer loucura, mas sinto que vai acontecer.
 Não se precipite tanto, querida.
 Eu odeio ser tão sensível e sempre me sinto assim, tragicamente angustiada, quando venho para cá.
 Talvez devesse conversar com Kevin.
 Eu não preciso de um psicologo, você me compreende muito bem.  Denise sorriu e fechou os olhos sentindo a brisa gelada bater levemente em seu rosto.

 Eu te amo, querida. Tenho certeza de que se sentira melhor depois que descansar um pouco, tudo bem?
 Eu também te amo, Paul.

***

          A casa onde Joseph ficava numa parte isolada e longe do centro da cidade. Quase não havia circulação de outras pessoas no local, vez ou outra aparecia alguém passeando de barco, mas ainda sim era difícil ter movimento. Paul parou o carro, apertou o botão do interfone e esperou que Joseph ou Gigi atendesse. Ninguém disse nada, o portão simplesmente foi aberto! Enquanto o carro adentrava indo em direção a vaga de costume, Denise avistou Gigi que corria para recepciona-los.  Bom dia!  Ela saudou os sogros calorosamente.
 Bom dia, querida.  Elas trocaram um abraço breve.
 Bom dia.  Paul sorriu para a nora e eles também se abraçaram.
 Fico feliz em revê-los.
 Joseph não me avisou que viríamos?
 Ele estava estranhamente silencioso ontem, apenas se queixou que não estava conseguindo dormir direito.

 E agora, onde ele está?
 Dormindo, ele tomou alguns calmantes.
 Alguns?
 Ele me disse isso pouco antes de apagar completamente.  Denise olhou para Paul, preocupada  Vamos entrando, por favor.  Gigi caminhou na frente sendo seguida pelos sogros.

          Ao adentrarem na casa, Denise subiu as escadas rapidamente sem dizer uma palavra se quer. Seu coração ia aos trancos e barrancos! Ela adentrou no quarto principal e encontrou o filho deitado, tentando levantar-se.  Joseph.  Denise o chamou sentando-se na cama e acariciando seu rosto. Os olhos dele brilhavam por lagrimas que pareciam querer sair!  Fala comigo, filho. Quantos calmantes você tomou?
 O suficiente para ter paz.  Ele sussurrou e segurou a mão dela  Que bom que veio, senti muito sua falta.  As lagrimas vieram e ele chorou silenciosamente com a cabeça no colo da mãe.
 Me desculpe por ficar alguns meses fora.
 Tudo bem, mãe.  Ele sentou-se na cama e beijou as costas da mão dela  Sei que esteve ocupada com meus filhos, não é mesmo?

 Com licença, posso entrar?  Paul pediu um pouco receoso. Joe assentiu e voltou-se novamente para a mãe.

 Como eles estão?
 Estão bem, mas muito preocupados com você.
 Eu já esperava por isso.  Joe suspirou e observou o pai.

 Desculpe-me, não deveria ter colocado Samuel na linha.
 O que passou por sua cabeça? Se eu tivesse dito alguma coisa tudo estaria acabado!
 Eu só achei que seria um bom estimulo.
 Não é só isso, não é mesmo?

 Podemos conversar lá em baixo durante o café, o que acha?  Denise sugeriu.
 Estou sem fome, mãe. Digam de uma vez o que houve, pelo amor de Deus!
 Demetria nos visitou ontem e perguntou por você.  Joe riu, uma risada irônica.
 Essa foi a melhor piada que já ouvi até agora.
 É verdade, filho. Ela esta sendo pressionada pelas crianças!  Ele ficou pensativo por alguns instantes.

 Demi não irá me encontrar, nem que ela queira isso como nunca quis nada na vida!
 Ela me desafiou, disse que sabia que estávamos mentindo.
 Deixe-me adivinhar, ela tomou as dores de Nicholas?
 É bem provável.
 Não acho seguro que você continue aqui.  Denise suspirou  Ela não ficou contente com a reforma de mentirinha que inventamos, Demi queria muito vir para cá com as crianças.
 Ela não será boba de perder tempo, ainda mais com o fim da turnê. Mesmo que ela queira, o tempo de descanso é curto. Logo vão estar atrás dela cobrando um novo material, os fãs dela já estão cansados do terceiro álbum!  Ele riu e balançou a cabeça  Acho desnecessário se preocuparem com isso.

 Quando pretende voltar?
 Assim que me sentir seguro.
 Você sempre diz a mesma coisa!
 Deveria ao menos acreditar em mim, mãe. Eu sei que ainda não é a hora!  Ele suspirou novamente e se desfez do lençol que cobria suas pernas  O mundo ainda não está preparado para conhecer o novo Joseph Carpenter ou melhor dizendo, aquilo que restou dele.

--

já é quase segunda feira, então bom dia ο(^u^)ο
os últimos dias foram corridos, por isso não postei antes, mas aqui está
fiquei muito feliz com os comentários no primeiro capítulo e gostaria de agradecer o apoio de vocês
joe apareceu nesse capítulo e deixou um ar de misterio no final, gostaram?
espero que sim respostas aqui & aqui
até o próximo capítulo
bjzzzz

 

dilmer completou 6 anos, minha gente


17 comentários:

  1. Já quero o próximo... Roendo as unhas de tão ansiosa!!!��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. já estou editando para postar
      fico feliz que esteja gostando <3

      Excluir
  2. Não sei porque mas algo me doz que ele ta se recusando a reaparecer porque ta de cadeira de rodas, mebina e essa historia de traição to passada. Posta mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. será? ~ suspense ~
      os próximos capítulos prometem ser bem reveladores, isso é tudo o que posso dizer
      geralmente o joe sempre é o puto da história e dessa vez é a demi, que comecem as tretas! ;) vou postar hoje, se puder <3

      Excluir
  3. eita...Demi traiu o Joe....Joe está com Depressão....nossa...mal começou e os babados rolando à solta kkkkk adorei ❤️
    posta logooooooo mais !!!
    beijosss amora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e as tretas? as tretas vão começar e vão ser épicas! acho que nunca escrevi algo assim e estou muito animada. fico feliz que esteja gostando <3
      vou postar sim *-* bjz

      Excluir
  4. concordo com a colega do comentário acima, o joseph ta de cadeira de rodas ou então ele ficou para ou tetraplégico
    mas enfim gente como assim a demi traiu o joe? foi com o nick? o sam é o não o filho dele? não faz isso comigo cara fica colocando as coisas assim sem explicações só pra eu sofrer mais ainda, meu Deus jessie dessa vez você se superou mesmo hein ta muito maravilhoso posta logo pelo amor
    xoxo gossip girl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. os próximos capítulos vão revelar esse mistério ~ suspense ~
      o que aconteceu com o joe é o diferencial dessa fanfic, isso é tudo o que eu posso dizer. mil tretas envolvidas, estou feliz por pensar em algo diferente... pelo menos nunca vi algo do tipo nas fanfics que li <3 tudo vai se encaixar no devido tempo e prometo que não vai demorar. fico feliz que esteja gostando *-* vou postar sim, bjzz

      Excluir
  5. O que falar dessa fanfic que mal começou e já deixa muita gente de cabelo em pé? Meu Jesus Demi traiu o Joe, babado.
    Já estou amando essa fanfic, posta logo. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que esteja gostando, muito feliz mesmo! :)
      babado dos fortes, mulher. demi vai ser a puta da relação nessa fanfic, estou adorando essa nova perspectiva <3
      pode deixar, vou postar sim. bjz

      Excluir
  6. To Amando a fic! Até hoje shippo JEMI!!!! Kkkk.
    EU ODEIO A GIGI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que esteja gostando
      jemi marcou muito minha vida, por isso escrevo sobre eles até hoje <3
      eu não odeio a gigi, mas fiquei um pouco chateada com a forma que ela terminou com o joe e tudo mais. mas com o tempo eu perdoo ela... haha

      Excluir
  7. Como assim cara?! Não pêra.. Me segura aqui.. Tipo que?!
    MDS eu to jogada aqui
    Como assim ela traiu ele?! Como assim o filho talvez não seja dele?! Que?!
    Socorroooo
    Quero flashbacks contando essa história pra ontem obrigada de nada
    Posta logoooo
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu seguro \O/
      nós estamos, eu ainda não superei o que pensei para essa fanfic, mas com o tempo eu dou um jeito haha
      mil tretas nessa história, hein. os próximos capítulos vão relevar bastante coisa, mas acho que sobre a traição vai demorar um pouquinho x.x
      demi será a puta da relação nessa fanfic e está sendo interessante escrever assim. vai ter alguns flashbacks, prometo <3
      pode deixar, vou postar sim :)
      bjz

      Excluir
  8. TO CONFUSAAAAAAAA!! Mds explca tudooo!! AI QUERO ENTENDER 😩😩

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. os próximos capítulos vão ser reveladores, então acredito que você entenderá melhor :)

      Excluir
  9. Como assim a Demi traiu o Joe ? não consigo gostar da Gigi.

    ResponderExcluir