Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

15/09/2013

Capitulo 11


Beatrice se despediu dos pais e saiu para a escola acompanhada de uma amiga. Demi havia decidido que a melhor maneira de fazer a campanha dar certo seria se ela e Joe trabalhassem juntos, assim não haveria discordância de ambas as partes.
—E então? -Joe bateu o lápis contra o papel. —Quais suas sugestões?
—Nada de vulgaridade!
—Quem presta a atenção em lingerie?

—As mulheres seu idiota, por que acha que eu não gostei do lema?
—Mais o homem...
—O homem só se importa em tirar a lingerie.
—Não é bem assim.
—Vamos continuar, não temos muito tempo certo?!
—Certo. -Joe sussurrou e começou a anotar as recomendações de Demi.


(...) 


Era o grande dia de ambas a apresentações. Joe estava nervoso e por incrível que pareça Demi estava tranquila. —Joe relaxa vai dar tudo certo.
—Eu sei mais... Eu não sei o que seria de mim sem esse emprego.
—Você não vai perde-lo.-Demi bateu o pé. —Confia em mim?
—Sim eu confio. -Demi lhe deu um selinho.
—Então não tem com que se preocupar.
—Joseph que bom ver você. -Wilmer sorriu de forma forçada trazendo consigo a cliente.
—Olá Teresa. -Demi cumprimentou.
—Olá Joseph. -Sorriu.

—Esta é minha mulher, Demetria.
—Por favor apenas Demi. -Se cumprimentaram.
—É um prazer conhece-la.
—O prazer é meu.
—Então podemos ir? -Demi entrelaça os dedos na mão de Joe.
—Seria melhor se Demi ficasse na recepção não? -Wilmer sugeriu.
—De jeito nenhum. -Teresa protestou. —Ela é a esposa do criador e tem de prestigiar o marido. Junte-se a nos Demi. -Teresa sorriu.


(...)


—O que você achou Demi? -Teresa olha para Joe.
—Mais feminino impossível! Acho que Joe se superou. -Sorriu.
—Obrigado meu amor. -Demi mandou um beijo no ar para ele.
—E você Joe?
—Eu? Eu acho que captura bem a alma feminina. -Sorri. —E você?
—Eu discordo. -Joe a encarra incrédulo. —Vai mais além. -Ela sorri. —Parabéns a conta é de vocês. -Joe suspirou aliviado e Demi abraçou Teresa.
—Joe, parabéns pela virada de mesa.
—Joe precisamos ir, a apresentação das garotas na Ellen.
—Oh sim.

—Joe precisamos conversar. -Wilmer segurou seu braço.
—Vai na frente amor, eu saio o mais rápido possível.
—Tudo bem. -Joe suspirou e saiu.
Wilmer caminhou com Demi até sua sala e fechou a porta. —Qual o problema?
—Joe eu vendi a agência.
—Como?
—Eu sei o que eu disse mais... Apareceu uma nova compradora e eu não tive como dizer não. -Demi bufou completamente irritada e se aproximando de Wilmer ela lhe deu um tapa no rosto.
—Moleque! -Alterou o tom. —Amanhã eu pego as minhas coisas! -Saiu.

Estou para sair então...
Eu sinto muito pela treta do vídeo :C
A jegue burra que sou eu, usou sem querer a musica original e tem toda aquela "lenga lenga" de direitos autoriais e não da para disponibilizar para ver no celular, se vocês quiserem eu tiro a musica e ai sim fica visível para celular. Se quiserem eu faço isso sem problemas ok? Basta pedirem :)
Se tiver algum erro no capítulo eu peço mil desculpas, eu acabei de editar ele e preciso sair.
Respondo os comentários mais tarde.
#Beijos

12 comentários:

  1. Perfeito *.*
    Amei.
    Posta logo
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Sua vaca!
    Porque o Wilmer fez isso?A Demi deu uma chapuletada nele!!!
    quando vai ser a suruba?Estou esperando a milênios!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkk'
      Chapuletada kkkk, a rimeira vez que ouço alguém dizer isso o.O Logo mais hein! kkkkk'

      Excluir
  3. Oiiii Amora !!!!
    Tudo Bem ????
    Eu adorei o Capítulo,o Wilmer tava precisando de um tapa na cara kkkkkkk...to ate imaginando quando o joe souber que o Wilmer vendeo a empresa kkkkkkk...
    tá perfeito <3 <3 <3
    to achando que o próximo capítulo promete.... u.u
    beijos amora <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo e com você?
      Ele precisava ter a cara esfolada no asfalto kkkk'
      Ah... Eu preciso escrever isso kkkkk'
      Promete sim *u* le Alessandra vidente! kkkk'

      Excluir
  4. pois é eu não vi porque eu entro pelo o celular , vais isso aí ^-^
    tipo... super ansiosa ?? Claro *-*
    posta logo e kiss ;*)

    ResponderExcluir
  5. não to muito bem aqui pq eu só tive um comentário até agr no capítulo,mas ñ kero descontar em vc!
    Enfim,a publicidade até que deu certo,mas o Wilmer não soube esperar! :/
    Posta logo! Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só não comentei ainda lá por que eu leio pelo celular e estou sem créditos :C Mais assim que eu puder eu comento ok?
      Ele é um puto msm!

      Excluir