Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

08/07/2015

Capítulo 11

ei pessoinhas, me desculpem a demora novamente, mas queria deixar grande
ah e eu fiz um trailer para essa fanfic, YEP! se quiserem ver cliquem aqui e deixem a opinião de vocês abaixo. o.k? eu particularmente gostei muito. acabei rsrsrs boa leitura  


Domingo, 09h00 da manhã
Culto

          Quando Joseph e companhia entraram na igreja, não teve uma mulher que não reparou! Demi sentiu-se um pouco sem graça e se perguntou se talvez alguém dali a conhecia... mas nenhum rosto era familiar. Camila e Michelle estavam na frente deles, elas estavam de mãos dadas como boas amigas e procuravam assentos disponíveis para se sentarem.  Aqui!  Michelle fez um sinal para eles. As duas primeiras fileiras de assentos eram as únicas disponíveis! 
 Relaxa, estão olhando pra mim.  Joe riu baixinho.
 Como pode ter tanta certeza?
 A grande maioria aqui é solteira, esqueci de mencionar o quanto sou assediado na casa de Deus?!  Demi tentou segurar a risada, mas foi impossível e ela acabou soando mais alto do que deveria. 
 Sinto muito por você meu amigo!  Demi se sentou no banco e deu dois tapinhas no ombro dele. Virando-se para Camila ela pegou a garota no flagra olhando para ela com um sorriso nos lábios. 
 O que foi, querida?
 Não é nada... eu só estou feliz por estar aqui com você.  Elas se abraçaram brevemente. 
 Eu também, meu amor.  De repente todos ficaram em silencio e então elas olharam para frente. 
Ally surgiu no altar e todos se levantaram. 

 A paz do senhor esteja com todos vocês!  Ela disse sorridente. 
 Amém.  A assembléia respondeu. 
 Ela é nova para ser uma pastora, não é mesmo?  Karla comentou com Michelle e ela de imediato assentiu. 
 Ally tem vinte e dois anos.
 Sério? Nossa!
 Meninas, shhh!  Joe colocou o dedo indicador sobre os lábios pedindo silêncio. 
 Hoje o senhor quer falar aos nossos corações... fechem os olhos e agradeça por sua vida, fale com Deus enquanto nosso coral canta.  Joseph inclinou a cabeça para frente, fechou os olhos e começou a fazer sua oração. Demi olhou para os dois lados e sentiu-se um pouco perdida... essa era a primeira vez que ela estava numa igreja e mal sabia como começar uma oração!
 Se você não sabe o que dizer... apenas feche seus olhos e pense... Deus sabe o que você carrega em seu coração.  Demi olhou com os olhos arregalados para Ally. A mulher estava de olhos fechados, não tinha como aquilo ser para ela... tinha? Ela olhou para Camila e Michelle as garotas estavam assim como Joseph. Por fim ela decidiu fechar os olhos e tentar fazer uma oração enquanto a voz doce e baixa das crianças se ecoava pela igreja. 

**

          O tema central da pregação da pastora foi família e Demi sentiu algo dentro de si se retorcer... seu coração chegou a doer profundamente! Ally falava sobre a importância do perdão para uma boa convivência familiar e como era importante buscar isso para fortalecer-se espiritualmente. Agora ela pregava:  No relacionamento familiar, a prática do amor deve existir em todos os momen­tos. Aqui está um grande desafio para todos, mas é possível amar, mesmo não sendo amado; pois o amor não se resume num sentimento, mas em uma convicção e dever cristãos.  Uma lágrima rolou pela bochecha de Demi, seguida de várias outras e ela suspirou. Joseph desviou os olhos de Ally, olhou para Demi e passou um de seus braços em volta dos ombros dela.

 Está tudo bem, o.k?  Encostou sua cabeça na dela. Camila segurou a mão dela e plantou um beijo na mesma, Demi olhou para ela. 
 Estou aqui pra você... vai ficar tudo bem.
 É preciso estarmos dispostos a compreender que o amor é mais que um sentimen­to. Através de atividades de compromisso, aceitação e respeito, o amor é expresso em quaisquer circunstâncias.  Ally fez uma breve pausa para tomar um gole d' água  Concluindo, é possível declarar que o amor é algo vital para trazer a união e a felicidade nas famílias. Uma boa comunicação, um bom relacionamento sexual, a inexistência de ciúme exagerado e muito mais, só poderão ser conseguidos quando o amor estiver existindo abundantemente dentro dos lares. Uma família só poderá so­breviver, mesmo enfrentando crises, com a presença do amor verdadeiro, o qual deve ser demonstrado em quaisquer situações da vida.


          Após a pregação houve um breve momento de oração, seguido por alguns louvores e os avisos, seguido do fim do culto. Os fiéis foram se dispersando devagar e aos poucos... até finalmente sobrar apenas eles Joseph é sempre bom revelo!  Ally o cumprimentou com o abraço apertado  Michelle.  Ela sorriu e Michelle retribuiu sorrindo também  Vejo dois rostinhos novos... você deve ser Demetria, acertei?
 Oh, sim!  Demi levantou-se para cumprimenta-la  É um prazer conhece-la. 
 Igualmente, Joseph me falou muito sobre você e quando eu digo muito...  Eles riram  Sua filha?  Ela perguntou ao olhar para Camila. 
 Sim.  Demi confirmou sorrindo. Karla levantou-se e estendeu a mão para Ally numa forma de cumprimento.

 Que tal irmos ao meu escritório? Algo me diz que alguem aqui precisa de uma orientação espiritual, Demi?
 É uma... ótima ideia.  Ela não conseguiu esconder o fato de estar surpresa! 
 Me acompanhem, por favor.  Ela começou a caminhar em direção a uma porta e sendo assim eles seguiram atrás. 

 Como ela sabe do que preciso?
 É uma pergunta difícil de responder... quando vim aqui foi logo depois que Denise morreu, eu não precisei falar quase nada. Ela disse praticamente tudo o que estava sentindo e eu chorei feito uma criança no ombro dela! Fiz essa pergunta para Ally um dia e ela me disse que não é ela que sabe do que precisamos... e sim, Deus.

 Ela está começando a me dar arrepios!  Camila comentou com Michelle.
 Isso passa, eu lhe garanto... você vai se acostumar com esse jeito dela.  A porta deu acesso ao corredor e eles tiveram de caminhar mais um pouco até Ally abrir uma das portas e convidar Demi para entrar. 

 Espero aqui fora.  Joseph anunciou e Demi franziu o cenho. 
 É por isso que gosto tanto de você, Joe! Um homem de grande sabedoria.  Ele riu. 
 Agradeço o elogio.  Ele piscou. Demi olhou para ele e depois para Ally, algo lhe disse que havia alguma coisa no ar. Será que ele gostava dela? Que besteira, ela balançou a cabeça e entrou na sala sem pestanejar. 
 Vou conversar com ela agora e depois que ela sair... Camila entra, o.k?  Joe assentiu, olhou para Demi e em seguida voltou a olhar para Ally. 
 Pega leve com ela, por favor.  Sussurrou baixinho. 
 Vai ficar tudo bem, Joe.  Ela sorriu  Com licença, chamo Camila depois.  Ele assentiu, deu um passo para trás e Ally fechou a porta. 

          Joe ficou ali parado com uma das mãos na porta e suspirou, estava aparentemente preocupado.  Pai?  Michelle tocou seu ombro fazendo-o virar-se para ela e Camila. 
 Ela entrou sozinha?
 Ally vai conversar com você depois, acho bom se sentarem.  Ele apontou para um banco de madeira que ali estava e encostou-se na parede. Camila sentou-se e por algum motivo sem explicação ficou observando-o! Joseph parecia pensativo e preocupado com ela ao mesmo tempo. Era muito cedo para dizer, mas... era como deparar-se com seu pai todos os dias! Joe carregava algo nos olhos... se ele não fosse como um irmão para sua mãe, podia jurar que ele era apaixonado por ela. 

 Camz, você está bem?
 Sim, eu só estou... observando seu pai.  Ela respondeu num sussurro e Michelle assentiu. 
 Ele se preocupa muito com ela, mas eu não o julgo... eles se conheceram quando estavam num abismo de dor, então acho que eles se protegem.
 É muito admirável da parte dele.  Sorriu  Mudando um pouco de assunto, se me permite...  Ela assentiu  O que Ally vai conversar comigo?
 Isso eu não sei te responder, mas... talvez queira saber um pouco sobre você e seu passado. Ela não vai te pressionar a contar nada, o.k? Você só vai responder o que quiser.  Karla assentiu sentindo um nervosismo repentino. 
 Vai ficar tudo bem.  Michelle abraçou Camila e ela retribuiu. 

**

          Ally abriu a janela logo atrás dela para que ventilasse um pouco a sala e em seguida sentou-se.  Bem, Demi...  Ela começou  Sei que esse ambiente é bem novo para você, então vou compreender se me xingar ou algo do tipo. 
 Eu nunca faria isso, você parece ser uma pessoa tão doce.
 Obrigado, querida.  Ela sorriu  Mas vamos lá... assim que pisei naquele altar e bati os olhos em você, o senhor falou se uma maneira muito forte comigo.  Demi assentiu  Falta de perdão, aconteceu algo entre você e seus pais?  Ela suspirou  Vou considerar isso como um sim. 
 Eles estragaram minha vida! Afastaram meu grande amor de mim e tiraram minha filha de mim. Como eu poderia perdoar isso?! Durante dezessete anos eu vivi com um grande vazio em mim e num belo dia recebi um e-mail dizendo que minha filha estava viva... sem contar o telefonema com a noticia nada agradável de que Sterling morreu em um trágico acidente de carro!  Demi segurou as lágrimas  Você perdoaria seus pais se eles te usassem como moeda de troca? 
 Você se casou com alguém que não amava e por isso não abriu-se ao amor nunca mais, certo? Não obteve o exito que esperava e seu único refugio foi a música?

 Você é boa no que faz, já te disseram isso?

 Meu marido é um amante de música clássica e já fomos em alguns recitais na Julliard.  Marido? Então ela e Joseph eram realmente bons amigos.  Você tocava de uma maneira tão intensa, não consegui tirar os olhos de você e me emocionei muito! Vendo você hoje aqui... reconheci quase que de imediato. Demi, eu não sei se você vai acreditar em mim... mas...  Ally suspirou  Deus vai te abençoar grandemente e eu espero que confie nisso. Ele vai colocar uma pessoa no seu caminho, se já não colocou, que vai curar todas as feridas que você ainda carrega em seu coração, mas lembre-se: O amor é paciente e tudo suporta! Quando sentir em seu coração que ele é essa pessoa, lute por ele, o.k? E continue buscando ao Senhor, minha querida. 
 Eu prometo tentar.
 Isso já é um grande passo.  Ally sorriu confiante  Por hoje terminamos, o.k? Assim que sair peça para Camila entrar. 
 Obrigado por tudo e pode deixar que eu vou pedir que ela entre.  Demi limpou as lágrimas em vão e saiu da sala. Ally pode ver Joseph recebe-la com um breve abraço e pensou em como eles ficavam bem juntos! Seria ele a pessoa especial? Camila entrou interrompendo seus pensamentos. 

** 

          Quando a porta se fechou, Demi o abraçou forte e chorou. Era sempre difícil lembrar-se do passado, principalmente suas tentativas frustradas de enterrar algumas de suas lembranças! Sua família e aquele maldito vazio.  Demi, por favor não chore. 
 Acho que dessa vez você não está no direito de me pedir isso, eu nem sei o motivo disso tudo e... mas é tão frustrante!  Ela soluçou contra o peito dele. Joe suspirou, afagou os cabelos dela e segurou-lhe pelo queixo fazendo com que ela o olhasse nos olhos. 
 Você fez o que era certo deixando-os, não tinha muito a ser feito. Certo? Mas você não vai poder fugir disso para sempre, principalmente agora que Camila esta presente na sua vida. Existem coisas que podemos concertar enquanto é tempo, o.k? Mesmo odiando seus pais, você os ama... eu tenho certeza disso, então use um pouquinho desse amor para reparar seus machucados.  Demi respirou fundo ainda olhando naqueles olhos brilhantes e sentiu toda aquela bagunça dentro dela se acalmar! O polegar dele fazia um carinho gostoso em sua bochecha e um sorriso brotou de seus lábios.  Passou?
 Passou.  A voz saiu bem baixinha, Joe sorriu  Obri...
 Não precisa, apenas guarde o que eu te disse e relaxe um pouco.
 Eu te amo, cara.  Demi riu baixinho. Michelle desligou o telefone boquiaberta com as palavras de Demi, mesmo estando no fim do corredor conversando com Normani ela ouviu! Demi o amava e... ele?
 Eu também te amo e você sabe disso.  O beijo que ela ouviu foi estalado na testa de Demi e como ela havia visto? Havia corrido e caído aos pés deles! 

 Meu Deus, filha! O que aconteceu?
 Eu... eu... vi... vi...  O abraço com Demi foi partido e ele tirou a filha do chão. 
 Uma barata?
 Sim... sim... uma... barata!  Justificou-se com dificuldade. Como era possível ouvir aqueles palavras e não sentir-se nenhum pouco balançado ou balançada? Eles realmente eram só amigos?!

**

          Camila ainda não havia dito nada, pois Ally só olhava para ela com um sorriso nos lábios.  Não vai me perguntar nada?
 Reencontrar sua mãe aliviou a dor da perda? Sinto muito por seu pai.
 Com certeza sim, mas foi confuso no começo. Obrigado, você é tão gentil.
 Confuso em que sentido?
 Meu pai havia encontrado ela nas redes sociais depois de uma longa busca, sem contar na demora para descobrir que ela morava aqui! Ele passou grande parte da vida dele tentando reencontra-la e quando chegou perto disso... aconteceu aquele acidente.  Ela suspirou e uma lágrima desceu  Fiz uma retrospectiva sentada no banco aguardando minha mãe sair e percebi que nada é por acaso, sabe? Naquela tarde que ele saiu para ir ao supermercado buscar mais bebidas para meu tio... eu me ofereci para ir junto, mas ele não deixou... se eu tivesse ido não estaria aqui agora. Os peritos disseram isso aos meus tios e mesmo estando em choque, eu ouvi tudo! 
 Realmente nada é por um acaso, mas seu pai com certeza está bem onde ele está agora... e deve estar muito orgulhoso por você estar com sua mãe!  Ally segurou a mão de Karla sobre a mesa. 
 Eu pensei nisso quando pediu para fazermos uma oração.
 Você já frequentava uma igreja onde você morava?
 Sim, eu até... cantava no coral.
 Esse amor pela música já está no sangue, não é mesmo?  Camila sorriu.
 Parece que sim.


 Karla, eu vou te fazer mais uma pergunta e gostaria que fosse muito sincera comigo quanto a isso, o.k?
 O.k.
 Sei que faz pouco tempo que esta com sua mãe, mas você acha que ela é capaz de se apaixonar novamente?
 Meu pai morreu recentemente e dado aos acontecimentos... acho que isso pode demorar um pouco, não acha?
 De certa forma sim, devo concordar com você.
 Sou completamente a favor de um namorado para ela, mas no momento certo.


 Joseph e ela... ah, deixa pra lá!  Elas riram.
 Eu também pensei, afinal... quem não olha e não pensa que eles são um casal?
 Se bem que eles formariam um belo casal.
 O que quer dizer com isso?

Quem sabe Deus não trabalhe a partir daí.  Ela sorriu com o pensamento.

 Nada, querida... bobagem!  Elas riram  Terminamos por hoje, o.k?  Camila assentiu e Ally lhe acompanhou até a porta. Joseph continuava de pé encostado na parede, Demi estava ao lado dele e Michelle sentada no banco com uma expressão difícil de decifrar. Ela ainda estava encabulada com o que havia acontecido no corredor.
 Tudo bem por aqui?
 Tudo muito bem, obrigado.  Michelle apressou-se em responder antes mesmo que seu pai abrisse a boca!  Já podemos ir, estou faminta!  Eles riram, menos ela que acabou por revirar os olhos.
 Michelle, Michelle... não está fugindo de mim, está?  Ally brincou.
 De forma alguma, pastora... PAI!  Ela cobrou por alguma atitude dele.
 Sim, sim... nós já vamos!  Joe balançou a cabeça e despediu-se de Ally. Logo depois dele Demi, Camila e por ultimo Michelle.

--

só consegui escrever até aqui, mas acho que esse capítulo vai ter continuação! BOA TARDE, pessoas. como vcs estão? eu estou bem e gostei desse capítulo <3 ally e suas revelações, estava louca para escrever esse culto! ah e ela é team jemi tbm *-* vamos aguardar esse romance rolar, pq eu tenho muitas ideias... camila e michelle vão ter ideias para juntar esses dois em breve, até pq a michelle vai comentar sobre essa cena do corredor EU NÃO ME AGUENTO rsrsrs
espero que tenham gostado, respondo os comentários em breve.
amo vcs :)

 

ela fez 22 anos ontem, ainda tô emocionada!


12 comentários:

  1. Ally amor da minha vida.. 😻😻😻😻😻
    Ela é casada com o Troy né.? Pelo amor de Deus me diz que sim.. Jemi é o melhor casal ever.. E Camren, por Deus, quase morri aqui..
    Michelle sou eu com baratas, odeio barata, barata é do capeta..
    E pelo amor do santo Deus, não me apareça com Austin, nem Luis nessa fic que eu mato eles a facadas.. Desde já agradeço..
    Amei o capítulo, melhor história, melhor escritora, melhores personagens..
    Fui ♥★

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ally mozão <3
      com ele, com certeza... eu não imagino outra pessoa, socorro rsrsrs
      eu odeio qualquer bicho que chegue perto de mim (não é para tanto, mas envolve baratas e aqueles bichos grandes que voam e são nojentos) se você encontrar uma louca correndo de pombos... essa sou eu! rsrsrs
      austin mahone ainda está vivo? acho que não depois da entrevista que camren sambou na cara dele! #MORTINHO
      fico feliz que tenha gostado *-*

      Excluir
  2. Finalmente a Ally apareceu e eu amei a conversa dela com a demi e a camila, e não vejo a hora dela e da michelle juntarem jemi <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aguarde até chegar o momento dela ter uma conversa com o joe...
      o choro vai ser livre! rsrsrsrs
      TÁ CHEGANDO... TÁ CHEGANDO <3

      Excluir
  3. Tomara que tenha continuação <3 Fiquei com medo da Ally ^_^ Quando JEMI vai acontecer ?_? #SouUmaPessoinhaAnsiosa Viu o nov clip de CFTS ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vai ter continuação, já estou até escrevendo... vai ter almoço, encontro com as meninas... FORTES EMOÇÕES! *-*
      em breve, ally vai ajudar... MUITA GENTE VAI AJUDAR! vai ter esquadrão bad blood por trás disso rsrsrs
      SURTEI COM AQUELE LYRIC, MUITO PERFEITO!

      Excluir
  4. Quando JEMI vai acontecer ?_? 2 haha
    Tô amando sua fic, muito perfeita. Poste logo #Curiosaa
    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. em breve, pode estar mais perto do que você pensa :)
      essa sou eu fazendo suspense rsrsrs
      fico feliz que tenha gostado *-*

      Excluir
  5. Que lindo esse capítulo ❤️
    Essa amizade ai...Kkkk sei não...acho que vai rolar mais que isso kkkk jemi são uns fofos.
    Posta logooo
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. essas meninas vão causar muito juntas, aguarde! rsrsrs
      eles são muito amor <3 não vejo a hora de escrever sobre eles como um casal!

      Excluir
  6. Ei, voltei!!!
    Nossa sinto que perdi muita coisa dessa fanfic, mas vou voltar tudo e ler!
    Espero que se lembre de mim :( Enfim, li esse capitulo e mesmo perdida adorei e fiquei com vontade de ler os outros, já vou ler alias.
    Bom, poste logo!
    xoxo, Bonnie (http://gyllenswift.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hey <3
      leia assim vou poder dar spoilers, não me aguento aqui rsrs
      é claro que eu me lembro de você, tem como esquecer? nop!
      fico feliz que tenha gostado mesmo assim :)
      pode deixar, posto sim ^^

      Excluir