Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

26/03/2016

Broken Frame: Capítulo 28 • Delirium



          Demetria desembarcou cedo no Texas, como imaginava aquele lugar estava tomado por muitas pessoas. Fãs gritavam seu nome, mas o pessoal da imprensa e os paparazzis lhe irritaram bastante! Matt conseguiu chegar até ela com quatro seguranças, os dois abraçaram-se brevemente e foram escoltados até o carro. — É bom vê-la outra vez. — O rapaz disse assim que deu partida no carro. Demi retirou o boné, os óculos e sorriu de forma breve. 
— Eu sinto muito por chama-lo assim tão de repente, mas acho que só posso confiar em você.
— O que aconteceu?
— Você se lembra do coma alcoólico que tive uns anos atras? — Ele assentiu — Eu perdi algumas memorias, mas recuperei elas ontem. 

— Pelo seu tom de voz, não é nada bom.
— Matt nos conhecemos faz muito tempo e eu preciso que seja sincero comigo, pode fazer isso?
— Claro que posso.
— Você sabia que eu trai o Joseph? — Admitir aquilo fez seu coração apertar. 
— Traiu?! — A expressão confusa no rosto dele fez Demi suspirar de forma aliviada.
— É bom saber que não mentiu.

— Meu Deus, Demi! Quer dizer que toda aquela briga no aeroporto foi por isso?
— Briga?
— Não se fala em outra coisa nos canais de fofoca. Eu recebi inúmeras ligações da sua equipe pessoal e sua empresaria, céus, ela parece que vai surtar a qualquer momento!
— Eu vim para descansar e colocar minha cabeça no lugar, Matt. — Demi encostou sua cabeça na janela e suspirou — Não tenho cabeça para resolver esse tipo de coisa agora, entende? Eles que não arrumem nenhum programa para dar entrevista, não devo satisfações da minha vida pessoal.
— Está tudo bem, eu falarei com eles. — Ela apenas assentiu — Demi, sobre o que...
— É uma história louca e longa, quando chegarmos conto sobre isso. — Demi disse fechando seus olhos, sentia-se muito cansada e resolveu tirar um breve cochilo. 

***

          Matt estacionou o carro na garagem da casa e desligou o mesmo. Ele encostou a cabeça no banco, olhou atentamente aquela casa e sorriu. Ela era simples, mas bem aconchegante. — Ei, chegamos. — Tocou o ombro de Demi fazendo-a acordar. Ela abriu os olhos devagar, piscou algumas vezes e esfregou os olhos. Finalmente havia chegado! Desceu do carro sem pensar duas vezes e foi recebida por pingos de chuva. 
— É sempre bom estar de volta. — Demi sorriu brevemente. 
— Venha, vamos entrar. — Ele segurou a mão de Demi e eles adentraram juntos. A casa estava arrumada, limpa e cheirosa. Ela caminhou pela sala, olhou os porta retratos de sua família na parede e suspirou tristemente. — Pedi que Angela viesse e arrumasse tudo como você gosta, espero que não se importe com isso. Ela também abasteceu os armários e trouxe algumas coisas, apenas aquelas necessárias. Já fez isso antes? Aquela moça realmente parecia saber do que você precisa. 
— Obrigada, Matt. Na verdade essa e a primeira vez, mas Angela me conhece bem. — Demi se desfez do casaco que vestia e suspirou novamente. 

— Quer desabafar? — Ela assentiu.
— Mandy aproveitou-se da minha briga com Joseph e arquitetou um plano diabólico! Ela me embebedou, mas não foi apenas álcool. Lembro que aquilo tinha um gosto estranho, whisky e alguma outra coisa. Ela fez algo com Nicholas também e nós... nós... fizemos uma grande merda! Esconderam isso de mim por todos esses anos, Matt. Se eu não tivesse me lembrado, continuariam mentindo... eu sei que sim. — Demi abaixou a cabeça. 
— Quem mentiu?
— Todo mundo, Matt. Até meus pais! Eu tive nojo de mim mesma por permitir que algo assim acontecesse comigo, entende? Discuti com Joseph por ele ter ficado comigo por três anos sabendo dessa merda toda, ele viveu uma mentira e me fez acreditar que eu era o problema! — Estava aos prantos de novo, virou-se de costas para Matt e olhou através da janela. — Ele esteve lá, viu o que eu fiz... depois que soube disso, não tive coragem de continuar lá. Mais um pouco de insistência, apenas mais um pouco e eu teria cedido. Eu o amo, mas isso é... é... mais do que posso suportar! — O rapaz aproximou-se dela lhe abraçando. 

— Não chore, vai ficar tudo bem. Eu estou aqui e vou apoia-la independentemente de tudo! — Demi murmurou um agradecimento — Você disse que a Mandy fez isso, não acha que deve saber sobre isso através dela?
— Se essa mulher ainda estiver viva, eu vou dar na cara dela! Nem pense em me pedir calma, o.k? Foi um golpe baixo, ela usou pessoas que amo e isso eu não vou perdoar nunca!

SUÍÇA
LAGO DE ZURIQUE, 07:00 A.M

          O sol não havia aparecido, nuvens escuras tomavam o céu e tudo era triste. Todos estavam acordados, o silêncio na sala de refeições era incomodo e Joseph não conseguia encarrar Samuel! — Estamos de partida. — Selena anunciou adentrando na sala e roubando a atenção de todos para si. 
— Onde ele está? — Joseph perguntou. 
— Nick não está bem com isso, então vou leva-lo para casa.
— Não é uma decisão sensata, Selena. — Kevin tomou a palavra — Nicholas vai querer procura-la e isso trara problemas, entende? Essa história não deve ultrapassar certas barreiras. 
— Eu cuidarei dele, não se preocupe.
— Cuide-se também, o.k? — Ela apenas assentiu. 

          Foi uma despedida breve, Joseph levantou-se para acompanhar Selena até a porta. Ele pode ver o irmão mais novo no carro, Nicholas estava de cabeça baixa e parecia perdido em seus próprios pensamentos. — O que vou fazer quando meus filhos me questionarem? Eu não posso simplesmente contar isso, Sabrina e Samuel são apenas crianças! Não vão compreender algo assim. 
— Diga que foi uma briga, vocês sempre brigam e acho que acreditaram nisso. — Ela tocou-lhe o ombro — Por favor, não perca a cabeça.
— Eu não irei, prometo.
— Vai contar sobre o acidente?
— Ainda não, Sel. Quero voltar a rotina de treinos, saber qual prótese me ajudara a ter movimentos normais no palco e depois sim contarei tudo. — Ele suspirou — Eu não vou dar oportunidade de falarem merda sobre mim, não sem antes terem me visto performando!
— Está tudo bem, mas não deixe de contar. Seria outro prato cheio para a mídia detonar você, o.k? — Joe apenas assentiu — Preciso ir agora, cuide-se. 
— Você também, Selena. — Eles abraçaram-se brevemente e Selena beijou-lhe a bochecha antes de ir embora.

          Joseph entrou adentrou novamente, mas não retornou para tomar café da manhã. Ele foi até a sala, pegou seu celular e verificou o twitter. Seus olhos arregalaram-se ao ver tantas notificações chegando, seu nome e uma hastag estava entre os assuntos mais comentados do momento! Logo cedo ele havia anunciado seu retorno e agora podia ver o quanto isso havia repercutido. Recebeu uma ligação e não exitou em atender, era John. — Alô.
— Isso é sério?! — Ele estava extremamente feliz.
— Eu nunca falei tão serio em toda minha vida.
— O pessoal da gravadora esta surtando!
— Você também, não é mesmo?

— O que houve? Você não parece feliz.
— Muitas coisas aconteceram e isso é tudo, o.k? Marque uma reunião para segunda-feira com todo o pessoal, vou estar por ai em alguns dias e explicarei minhas condições.
— Oh, condições?
— Eu explicarei tudo em alguns dias, acalme-se. — Joe riu baixo. 
— Você tem novas músicas em mente?
— Não só em mente, mas gravadas também. Como foi o desempenho de I Bet?
— Um dos melhores! Ciara elogiou seus vocais e é bem provável que você seja convidado para uma performance ao vivo.
— Isso é bom.

— Antes que eu me esqueça, hoje recebi uma ligação nada agradável da empresaria da Demi. Vocês brigaram? Aquela mulher está louca atras dela!
— Ligue a televisão e você verá o que aconteceu.
— Sério?
— Vá em frente, John. — Samuel apareceu na sala, ele tinha uma expressão triste e confusa. — Preciso desligar agora, mais tarde conversamos. O.k? Tchau. 
— Até mais, Joseph. — Desligou.

          O garotinho aproximou-se, olhou o pai nos olhos e suspirou. — Você vai voltar e tudo será como antes? 
— Eu não vou sumir de novo, Sam. — Ele sentou-se no sofá e pegou o filho no colo — Prometo que vou ser o mais presente possível. 
— Você e mamãe brigaram, né? Eu vi o vídeo na internet. O que aconteceu? Vocês pareciam estar tão bem. — Samuel suspirou — Sabrina me contou sobre esse tal recomeço de vocês, mas agora eu não tenho tanta certeza disso. 
— Os adultos cometem muitos erros e requer tempo para concerta-los.

— Não acha que já deixou tempo demais passar? Você não faz ideia do que passamos naquela casa, não faz ideia de como é triste e vazio sem você lá! — Ele saiu dos braços de Joseph — Eu sei que todos cometem erros, mas não pode esperar sempre que o outro tome a iniciativa de pedir desculpas. 
— Samuel, não fale sobre coisas que você...
— Posso não saber o que aconteceu, mas sei que ela te ama! Mamãe esperou dia após dia por você e apesar de todas aquelas brigas, ela continuou fazendo isso. E você, o que fez? — O garotinho chorava em silêncio aguardando uma resposta por parte dele. 

— Eu abri meu coração para ela, Sam. — Joe disse tentando conter suas próprias emoções — Brigamos por algo que aconteceu muito antes de você nascer, então é tudo muito complicado. Espero de verdade que você compreenda, o.k? Nós dois erramos, mas vamos resolver isso. Eu prometi que não desistia dela!
— Você promete que não vai desistir?
— Eu prometo, Sam. — O garotinho soluçou e voltou para o colo dele. 

LOS ANGELES, 02:00 P.M

          Shane recebeu uma mensagem de Gigi com o numero de Joseph e pediu que ele ligasse. Ela não queria falar com Joe, não depois de ter visto na televisão aquela cena dele com Demi no aeroporto! Shane encarrou aquele numero por algum tempinho até finalmente tomar coragem para ligar. — Alô. — A voz de Joseph o fez suspirar — Quem é?
— Shane West. — Ele recordou-se do nome e engoliu em seco. 
— Não quero ser rude, mas o que quer comigo?
— Temos muito o que conversar, Joseph. 
— Não é um bom momento, entende?
— Eu soube do que aconteceu e sinto muito, mas acho que posso ajuda-lo.

— Você ajudaria uma pessoa que nem conhece?
— Você e sua esposa não merecem viver dessa forma por algo que Mandy fez.
— Ah sim, isso. — Joe suspirou pesadamente — Gigi me contou sobre ela, mas não tive tempo de absorver tudo. 

— Eu vou ou você vem?
— Semana que vem estarei de volta em L.A, então podemos nos encontrar. Segunda-feira eu terei uma reunião, mas posso dar um jeito de ficar livre pelo resto do dia. Está bom assim?
— Ótimo!

— Shane, como ela está?
— Debilitada. — Ele suspirou — Isso é tudo, estarei aguardando seu contato. 
— O.k, eu ligarei assim que chegar em Los Angeles. — Eles desligaram. 

          Shane jogou o celular de lado no sofá, levou suas duas mãos até a cabeça e fechou os olhos. Será que ele se sentiria melhor depois de conversar com Joseph? Estava tão atordoado com essa história toda que mal conseguia dormir de noite! Mandy parecia ruim demais para notar o quanto ele estava estranho ou ela havia fingido muito bem não reparar. Ouviu a voz dela ecoar-se pela casa e logo apressou-se em subir até o andar de cima onde ela estava. Caminhou apressado pelo corredor, abriu a porta do quarto e assustou-se ao vê-la no caída chão. — Ei, você está bem? — Shane abaixou-se para pega-la e assim o fez — O que estava tentando fazer?
— Eu preciso sair. — Ela disse com a voz afetada tremendo em cima da cama. 
— Acho que está com febre, vou pegar seu remédio. — Mandy segurou sua mão. 

— Ele está vindo, eu... eu... eu preciso sair. — Shane colocou sua mão vaga sob a testa dela, estava muito quente e ela provavelmente estava delirando!
— Quem está vindo?
— Joseph, ele... ele... vai me ver aqui. — Ele soltou-lhe a mão, pegou uma toalha molhada e colocou sob a testa dela. 

— Tudo acabara logo, você está delirando. — Shane afastou-se novamente para pegar o remédio dessa vez. 
— Ele é meu... só meu...
— Shhh... não se esforce muito, querida. — Ele pediu com o tom de voz mais calmo possível e ajudou-lhe a tomar o remédio. Aos poucos Mandy foi se acalmando e conforme a toalha era posta em sua testa ela suspirava, Shane estava no limite. Perguntava-se que mal havia feito para merecer amar tanto aquela mulher! Uma mulher que amava outro homem e que havia feito coisas horríveis com outras pessoas, apenas pelo capricho de tê-lo por uma noite. Caiu em si quando recebeu um carinho vindo dela em sua bochecha, ele estava chorando e logo afastou-se irritado por ter deixado isso acontecer. — Eu vou estar aqui ao lado, o.k? Qualquer coisa é só me chamar.

— Eu disse que não queria você envolvido no meu passado, Shane.
— Nada sobre aquele homem é passado para você! — Ele olhou uma última vez para ela antes de sair e fechar a porta.

--

mil desculpas, meninas 
ontem eu não estava me sentindo muito bem e resolvi descansar um pouco 
hoje tivemos: a chegada da demi, joseph falando sobre a volta dele e um estranhamento do shane com a mandy. não sei mais o que dizer sobre este capítulo, mas acho que ficou um pouco incompleto e pequeno :( prometo me esforçar mais, me digam o que acharam, o.k? respostas no próximo, farei de tudo para não atrasar nada!
por hj é só, beijos.

 

"joseph voltando para L.A e eu..."

12 comentários:

  1. Está muito bom Jessie, desculpe não estar comemtando a semana é bastante corrida, mas sempre leio sua fic
    Todos estão tristes, essa Mandy é muito falsa tem que queimar no inferno mesmo por tudo o que ela fez, mas espero que ainda tenha uma dignidade nesse coração frio dela e ela se arrependa de tudo que fez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. compreendo perfeitamente, fico feliz que tenha conseguido comentar nesse capítulo <3
      nos próximos você saberá se ainda resta dignidade nela ~suspense~

      Excluir
  2. Foi ótimo. Sam e Joseph conversando quebrou my heart, continua. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. postarei mais ainda hoje, beijos **

      Excluir
  3. OMG OMG OMG OMG...tem que tudo ficar bem Jessie acaba com essa tristeza e essa angústia desse povo,isso tá me matando todo esse sofrimento e principalmente pelo San,Sabrina,Demi,Joe,Nick e a Sel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu prometo que o jogo irá virar em breve

      Excluir
  4. Gente é esse momento do Joe e do Sam
    To chorando até agora, que amorzinho isso.. Socorro
    Sério Demi tem que parar com esse tão famoso cu doce e resolver logo a vida dela com ele porque sim kkk
    Posta logoooo faz um grandão <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que a bad é contagiosa, corra pras colinas! haha
      eles vão ter outro momento no capítulo 29, se não me falhe a memória...
      o cu doce rende mais capítulos, então é como dizem: vamos fazer o que, né? ~brincadeira, o jogo ira virar sdjsdj~
      postarei hoje mesmo, preciso conferir se ficou grande pq escrevo pelo celular... já tô orando para que ele tenha ficado grande!
      beijos ***

      Excluir
  5. Gente o Sam é mais inteligente que esses adultos tudo juntos.
    Só acho que a Demi tem que parar de chorar e ir quebrar a cara da Mandy.
    Tenho pena do Shane ele merece ser feliz, acho que ele vai ficar com a Gigi suponho.
    Amei o capitulo, bjs e posta logo ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ele reina nessa fanfic ssdjsdj
      a mulher está para bater as botas ~como dizem os mais velhos~ acho que ela irá receber algo que vai além dos bons tapas...
      nunca tinha pensado nisso antes, sério, mas será? ç eu perdida em pensamentos ç
      fico feliz que tenha gostado do capítulo, beijos **
      É HOJE

      Excluir