14/05/2013

Capitulo 17



Princess!

Eu só quero ficar bem perto de você
Você me faz sentir tão viva.

[Alguns Dias Depois]
 
[Autora]
 
Como o aviso no porta retrato Blanda criou em sua mente um plano de vingança perfeito, ela tiraria de Joe o que ele mais amava no mundo. Não mataria Demetria, mais se ela morre-se seria um bônus, ela tiraria aquele bebê deles, seria uma enorme dor... Assim o deixaria vulnerável para pega-lo num só bote! Ela esta escondida atrás da porta do banheiro apenas esperando por uma chance... Até onde ela sabe Joe saiu para uma reunião parlamentar e demoraria a chegar, Demi anda tranquilamente pelo corredor, ela parece estar de bobeira falando ao telefone, há uma espécie de isca num X branco no chão, o brinco chama a atenção de Demi que agacha para pega-lo. Blanda num impulso a empurra escada abaixo, Demi esta caáda no chão e há sangue escorrendo por suas pernas, no telefone soa uma voz alta é Joe.
-DEMETRIA O QUE FOI ISSO?
 
-MÃE! –Bruna sai correndo da cozinha e se joga ao lado dela no chão. –MÃE FALA COMIGO! –Ela chora. Demi esta zonza demais para responder tudo a sua frente gira e ela  não se move. –BARBARA EU PRECISO DE AJUDA! JACOB, STUART... AJUDEM POR FAVOR. –Ela grita os guardas que de imediato veem em seu socorro. Blanda aproveita a chance e sai pela área do quarto de hospedes.
Barbara? Que diabos ela faz aqui? –Blanda pensa enquanto corre floresta a dentro com medo de estar sendo perseguida. Joe sai o mais rápido que pode da reunião tentando contato pelo telefone, suas mãos tremem. Isso só pode ser um pesadelo, um pesadelo muito ruim.

[Demi]

Eu ouço as vozes darem eco na minha cabeça, a queda da escada me vem a tona... Algo escorrendo por minhas pernas NÃO! Isso de novo não, eu abro meus olhos e tudo passa como borrões a minha frente tenho enfermeiras uma de cada lado da minha maca correndo e gritando no hospital, levanto minha cabeça e vejo Bruna abraçada a um garoto, uma das enfermeiras ajeita minha cabeça durante a corrida alucinante, Dra. Cher aparece e eu tento falar mais minha voz mal sai e se saiu não ouço. –Não... Meu bebê. –Joe aparece, ele tem lágrimas nos olhos eu quero abraça-lo, eu quero ele comigo agora dizendo que vai ficar tudo bem... Ele é barrado por dois enfermeiros não! –Joe. –Minha voz sai num sussurro e tudo fica escuro de vez.
 
[Joe]
 
Eu ouvi sua queda, ela caiu enquanto eu estava numa droga de uma reunião insignificante! Eu estou arrasado, não a chão abaixo de mim... Meu espirito esta em queda livre e sinto minhas pernas amolecerem, eu sinto meu rosto arder em contato com o chão, tudo gira... Droga Joseph, se acalme e recupere sua pressão. –Papai. –Bruna vem correndo até mim, ela esta com Barbara. –Papai você esta bem? –Seus olhos estão inchados há um garoto atrás dela. –Papai!
-Foi a minha pressão. –Eu justifico me pondo de pé, eu cambaleio um pouco e mesmo contra minha vontade sou levado para aquela droga de sala para ter minha pressão média. Bruna esta abraçada a um garoto e só depois de muito eu piscar consigo reconhecer é Stefan! –Bruna o que o garoto faz aqui?
 
-Sr. Jonas. –Stefan me cumprimenta com um aceno de cabeça. Droga Joe, não é hora de brigar com ninguém. Eu ainda tenho lágrimas nos olhos e isso me impede de estabelecer a postura de pai durão. A Dra. Lynn diz que minha pressão esta baixa e que vai buscar-me um copo d' água com sal. Eu suspiro.
-Quebro ver minha esposa.
-Dra. Cher ainda não saiu da sala.
-Sala?
-Estão tentando conter o sangramento. –Eu quero chorar, chorar desesperadamente.
 
-Me deixem sozinho!  
-Senhor. –A médica esta tentando ser durona comigo. Quem ela pensa que é?
-Agora! –Digo firme e ela se retira. Ótimo!
-Papai.
-Filha eu preciso ficar sozinho, por favor! –Eu olho desesperadamente para ela, eu vou explodir a qualquer momento... Ela assentiu e saiu com Stefan atrás de si e Barbara passa, olha para mim ela esta pálida, Dra. Lynn fecha a porta eu afundo meu rosto no travesseiro para abafar meu soluço e meu choro de desespero, angustia e medo. Medo de perder meu filho, nosso bebê... Essa ferida parecia cicatrizada assim como a marca que eu carrego no peito a anos, o bebe que perdemos no passado de um jeito tão trágico e precoce a dor parece aumentar em dobro e eu choro mais. Minha cabeça esta latejando e eu paro, acho que mandei um estoque enorme de lágrimas abaixo. Sinto alguém fazer um cafuné em meus cabelos, viro meu rosto é minha mãe. –Eu não deveria ter saído mãe! –Lhe abraço, ela afaga minhas costas delicadamente enquanto beija meus cabelos. –A culpa é minha. –Ela parte o abraço e seca algumas lágrimas que escorrem por minha face.
-Õ Joseph, a culpa não é sua. Foi um acidente.
 
-Não mãe, não foi! Aquela mulher... Aquela louca deu um aviso eu sabia que ela viria atrás de Demi e fiquei com medo de conta-la... Não era bom que ela se zangasse, mais eu deveria ter contado... Eu deveria. –Soluço alto. Ela me abraça novamente mais forte dessa vez... Eu precisava tanto daquele abraço ela voltou a beijar meus cabelos e a afagar as minhas costas, assim se passaram 1h. Eu voltei á sala de espera para consolar minha filha, ela ainda chorava e precisava de mim ali lhe dando força. Aquele garoto não desgrudava dela, ele estava conversando com Bárbara agora e Bruna não desviava os olhos dele. Minha mãe estava sentada a sua direita e também a consolava dizendo que ficaria tudo bem. Dra. Cher aparece na sala e eu logo me levanto. –Como esta minha esposa? O bebê? Por favor me diga que ele esta bem. –Uno minhas mãos como se fizesse uma prese. Ela observa-me atenciosamente e segura uma das minhas mãos.
 
-Ela esta acordada, o bebê esta bem e ela quer muito ver você. –Sorri. –Devo lhe avisar que foi por muito pouco, se tivesse demorado mais um pouco talvez não teríamos conseguido conter o sangramento que ela teve. A partir de agora é só... Ter mais cuidado! Por favor me acompanhe. –Eu viro e faço um "joia" de forma positiva para Bruna, ela me dá um sorriso largo enquanto esta abraçada a minha mãe. Eu sigo a doutora Cher pelo longo corredor enquanto afrouxo minha gravata cinza do terno preto, ela aponta para o quarto numero 40. 

Nego com a cabeça e rio comigo mesmo... Demi odeia o numero 4, irónico não? Eu abro a porta e ela esta olhando para mim enquanto toma medicação, ela tem um rosto pálido e olhos marejados. Encosto a porta e me sento ao seu lado na cama, tomo sua mão e beijo, passo meu nariz e olho para ela. –Eu sinto muito querida... Se eu estivesse lá nada disso teria ocorrido.
-Esta tudo bem Joseph. –Ela acaricia meu rosto, eu carrego uma enorme culpa nos meus ombros. –O bebê esta bem, não se preocupe querido. -Tenta me acalmar em vão!
-O quadro aquele dia... Foi um aviso, eu não contei por medo de estressa-la e eu deveria ter alertado você... Eu vou entender se me odiar para sempre. –Ela balança a cabeça.
-Eu sei o quanto você quer me proteger, até enquanto dorme você diz isso Joseph. –Ela acaricia minha bochecha com o polegar. –Eu sei, não vou odiar você... Eu amo você!

[Demi]

Ele beija minha testa e me abraça, meu corpo estremece mais eu não protesto, eu sei o quanto ele precisa de mim! Eu também preciso dele e muito, ele me libera devagar e cola sua testa na minha passando seu nariz no meu lentamente um sorriso brota de seus lábios antes de beijar-me, sua língua buscou pela minha de forma urgente e desesperada, lhe aperto para colar seu corpo no meu, Demetria controle-se! Sinto um friozinho gostoso no estômago ele tem uma mão enterrada no meu cabelo e agora cheira meu pescoço, eu passo meus braços em volta de seu pescoço e respiro profundamente. Eu me sinto tão segura com ele me abraçando, puxo seus cabelos soltando um gemido baixo. –Também te amo amor. –Me dá dois selinhos demorados. -Eu tive muito medo, eu morri mil mortes com isso Demetria. –Ofega.
 
-Eu sei... Eu também. –Ele se ajeita sentando ao meu lado. –Mais nosso bebê esta bem e isso é o que importa. -Dou-lhe meu melhor sorriso forçado, ele beija minha, mão e olha para mim.
-Eu me importo com você, você esta bem?
-Estou... Muito melhor com você aqui. Você estava desesperado e quando eu acordei queria me levantar para velo. –Ele ri baixo. –Eu não posso fazer esforços e... Tenho de me manter calma, mais se algo desse tipo voltar a acontecer você precisa me avisar, não suporto a ideia de você estar passando estresse por guardar problemas com você, eu estou com você e preciso que confie em mim Joe.
 
-Eu confio... Muito! Eu prometo ok? –Eu confirmo com a cabeça. –Minha mãe esta aqui. –A porta se abre. Minha mãe e meu pai estão lá, Bruna abraçada com meu pai e Madison com minha mãe. Denise esta ao lado da doutora Cher que olha para mim como se pedisse desculpa.
 
-Tudo bem, entrem. –As noticias voam!

~Continua

*---------------------*


^-^ Quando estava escrevendo este capitulo eu me lembrei de quando a Demi perdeu o bebe na 1º temporada e me lembro d eter ficado profundamente triste e obviamente não faria isso agora! Não estou ficando nem louca, tenho muitos planos para este baby! :) 
Vocês não podem perder o proximo, espero que tenham gostado por favor comentem minhas cerejinhas ~I Cerejas~  Obrigado pelo apoio nos comentarios! Bora escrever o capitulo 18 e mais um da nova fic ^-^!

# Beijo nas Crianças kkk 

~Créditos a LekaDevonne, eu amo quando ela diz isso! ~ lol

19 comentários:

  1. Gabi Araujo14/05/2013 15:51

    AMEEEI!
    Fiquei desesperada achando q Demi iria perder o bebê! Essa Blanda vai ter o que merece ainda, a se vai RUM! kkk
    Ah e adorei o cap anterior!
    Own Bruna e Stefan formam um lindo casal! *-*
    bjus flor
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai mesmo...
      Estou pensando em algo bem cruel :O kkkk!
      ~Momento Malvada!~

      Excluir
  2. Eu quase tive um heart attack, ainda bem que ela não perdeu o bebê, eu ia ficar muito triste. Essa mulher hein, ela é uma louca, psicopata e sabe-se lá mais oq.

    Posta logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VADIA! kkkkkkkk
      Isso ela é vadia...
      Bem vadia!

      Excluir
  3. ahhhhhh Jesse ... vc quase me matou de susto ! ñ faz mais isso cmg bb ... meu coraçao ñ aguenta pow kkkk

    pooosa logooooooo Jesse

    tava com saudades de comentar aqui .. agr estou de volta !!

    kkk Bjss nas crianças kkk marca registrada de Leka kkk <3<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem o meu kkkkkk!

      *--------------*

      Eu tbm tava com saudade de ver vc por aki :)

      Bem registrada kkkk
      A primeira vez que eu li isso quase cai da cadeira d etanto rir... Mais acho fofo!

      Excluir
  4. JESSICA SUA BITCH! QUER ME MATAR DO CORAÇÃO GAROTA? TA PANQUECA?
    enfim sorry por não poder comentar mt, estou dedicando td meu tempo livre a fic la do Lovelly.. mas eu to sempre aqui acompanhando, e estou amando essa temporada.
    Bruna e Stefan são mt cute juntos, são Jemi 2 a missão ausdhsuhsdusahdasd

    AMO REVENGE, ODEIO A BLANDA ;) aushdushdsudhsaduhsadusahd

    você adora meu Beijo nas crianças né? ahdasudhsudshaaudhasudah minha marca.. pior que eu falo isso mesmo no dia a dia ashdusahdaushds

    enfim quero vc comentando la no lovelly tb hein u.u
    a fic la tera muitas coisas novas q estamos inventando ;)

    bju amoor e continua postando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkk! Outra ue me chama de Bitch kkkkk
      Ta panqueca? kkkkkkkkkkkkk
      Eu sempre to lá kkk
      Sem sombra de duvida estarei coladinha lá!!!
      kkkkkkk! Bem assim mesmo

      I ♥ Revenge !

      kkkkkkkk ai que é bom kkkkk

      *-------------------*

      Excluir
  5. Quero me afiliar, poosso?
    URL: http://comeonbabygirlcauseiamjemiforever.blogspot.com.br/
    Nome do Blog: How Did I Fall In Love With You?
    Se aceitar, comenta numa postagem do meu blog :3
    bju

    ResponderExcluir
  6. *O* QUE BRUXA,MOSTRA...QUE BOSTA ESSA BLANDA....INDIGNADA COM ELA....VACA.....
    TOMARÁ QUE ELA MORRA....KKKKKKK...
    TÁ PERFEITO....GLÓRIA,AINDA BEM QUE O BEBÊ DA BEM....<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3<3
    POSTA LOGOOOO LINDA XD
    BEIJOS ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ELA É MAL AMADA ISSO SIM!

      MERECEU ATÉ QUE EU ATIVASSE O CAPS LOCK
      PARA SER XINGADA!

      Excluir
  7. CRIANÇAS FALA SERIO JA ME BASTA MEU PAI ME CHAMANDO DE CRIANÇA
    A Blanda é tipo uma vaca(tipo nao ela é)
    AAAAAAAAAAAAH to brava com vc parou na melhor parte (le-se irritada) ...
    O Stefan e a Bruna em em em o Joe nem ne uma hora dessas larga essa marra
    Super pedido POSTA LOGO SE NAO TE LOCALIZO E TE MATO...
    Bjs
    Ass. Duda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkk!
      Eu tenho quase 15 anos e me chamam de crianças o.O
      É rtenso eu entendo kkkkkkk!
      eu adoro fazer suspense... Vai se acostumando!
      Nossa ok... #PArtiu Postar!

      -Alo é da policia?
      -Sim.
      -Preciso entrar no PROGRAMA DE PROTEÇAO A TESTEMUNHA!

      kkkkkkkkkkkkkkkk!

      Excluir
  8. Ameeeeei!!! Séerio, eu quase chorei aqui achando que a Demi tinha perdido o bebê de novo, sério, você quase me matou!!!
    E essa Blanda é uma vaca mesmo, uma psicopata, tenho medo que ela tente algo pior ou tente mchucar a Barbara de novo =p
    Aah e desculpa por não comentar no outro capítulo, é que de segunda não tenho tempo pra entrar e ler com calma porque minha escola tem sempre 4 provas toda terça, e eu tava estudando =s Não ache que eu te abandonei (que nem as pessoas do meu blog aushaush)!
    Beeijo, poste logo, já estou muito ansiosa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aah, e vooc está aceitando pedidos de afiliação? Se estiver, quer se afiliar ao meu blog? O endereço é jemiforeverinourdreams.blogspot.com , ainda é bem novinho o blog, ainda tô no 3º capítulo uashuah'
      Beeijo <3

      Excluir
    2. nossa!
      A minha é por mes e eles nem avisam para ninguem faltar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk! Eu entendo...
      Ja deixei um recadinho no sei blog... Devo admitir que amei seu cabeçalho!

      *--------*

      Excluir
  9. Já te coloquei na minha elite flor!
    Me coloca na sua também :3

    ResponderExcluir