16/06/2018

Broken Frame: Capítulo 43 • New beginning




ALGUNS DIAS DEPOIS
ATLANTA, 07:00 P.M

          Demetria caminhava de um lado para o outro no camarim, os saltos da bota batiam e estalavam contra o chão. Samanta e Samuel estavam sentados no sofá observando-a, nenhum deles falava nada, ela estava preocupada com Joseph! Ele deveria ter chegado e estava atrasado em uma hora. Sabrina adentrou pela terceira vez e olhou para Demi ao sentar-se ao lado dos pequenos.

— Ele ainda não chegou, mamãe. — Ela suspirou pesadamente

— Com licença, Demi? — Kelsey apareceu, ela era assistente de Demetria. — Está na hora da maquiagem e temos apenas mais vinte e cinco minutos. Posso mandar o maquiador entrar?
— Claro, Kel. — Ela forçou um sorriso e sentou-se, o roupão de seda cobria seu figurino. — Nós podemos repassar os acontecimentos?

— Ele acordou cedo, nos levou na escola e foi trabalhar. — Samuel disse pensativo. — Depois nos buscou, fomos para casa e almoçamos juntos. — O maquiador adentrou, cumprimentou cada um deles e começou seu trabalho.
— E Depois? — Demetria perguntou.
— Passou boa parte da tarde no telefone, falou com Tio Nicholas e Tia Iggy também. — Samanta comentou. — Depois disso nós fomos para o aeroporto, viemos de jatinho junto com os outros para cá e ele nos deixou no hotel.
— O que ele disse antes de sair?
— Disse que tinha um assunto para resolver.
— Não comentou que tipo de assunto seria?
— Não, não comentou. — Demi suspirou ao ouvir a resposta de Sabrina. — Perguntei se ele estava levando o celular e ele me disse que tinha esquecido na mala, mas que nos encontraria aqui.

— Se ele não aparecer, eu vou mata-lo! — O maquiador riu baixo e Demi abriu um dos olhos para encará-lo. — Acho melhor vocês irem, preciso fazer mais alguns aquecimentos vocais enquanto sou maquiada e não acho que vocês irão querer ficar para ouvir. — Eles concordaram e se levantaram.

— Boa sorte, mamãe! — Samuel beijou uma de suas bochechas e saiu.
— Boa sorte! Amo você. — Demi sorriu e sentiu Samanta beijar sua bochecha.
— Também te amo, querida.
— Vai lá e arrasa, mamãe! — Sabrina também beijou sua bochecha e saiu.

— Eles são adoráveis. — O rapaz comentou sorrindo.
— Não esperaria menos deles. — Demi sorriu e suspirou logo depois girando sua aliança de forma nervosa no dedo. Anos atrás ela não precisava tanto dele, na verdade se ele aparecesse por lá naquela época, ela provavelmente o expulsaria! Mas agora queria que ele estivesse lá. Joseph havia prometido e ele nunca, jamais, quebrava uma promessa.

          Corpos suados, respirações ofegantes e corações acelerados. Demetria estava com os olhos abertos e fixos em Joseph, capitava os mínimos detalhes dele. Os cabelos já estavam grandes e agora grudados na testa, os olhos brilhavam mirando o teto e os lábios entreabertos enquanto ele tentava recuperar o fôlego. Ele tomou uma de suas mãos delicadamente e depositou alguns beijos antes de olhar para ela. Joe nada disse por alguns instantes, mas Demi pode ler em seus olhos que ele dizia: "Eu te amo muito." E quando ele disse:

— Eu te amo muito. — Foi impossível segurar as lágrimas! Joseph deitou-se de lado também, encostou sua testa na dela e perguntou: — O que foi, amor?
— É nossa última noite juntos antes da turnê. — A reconstrução e decoração da cozinha havia ficado pronta, então eles já estavam em casa. Demetria havia ficado feliz, achou que seria estranho voltar, mas foi tranquilo e eles haviam passado um dia bastante agradável ali. Fez com que ela se lembrasse de como era bom estar de volta!
— Não é uma despedida, vamos nos ver mensalmente. Prometo! — Joe secou algumas lágrimas e sorriu de forma adorável.
— Mesmo assim, ainda não será o suficiente.
— Nós vamos conversar todos os dias, podemos usar webcam ou o face time se quiser, pode me ligar quando quiser.
— E se for de madrugada?
— Me acorde, ué! — Demi riu e fungou.

— Agora eu entendo o desafio.
— Eu estou muito ansioso! Já tenho várias coisas planejadas.
— Isso é para eu me sentir melhor ou desesperada por ainda não ter pensado em nada?
— É para que se sinta melhor, boba. — Joe lhe deu um selinho.
— Eu também te amo. — Demi disse após ele afastar seu rosto para que pudesse olhar para ela.
— Prometo que vou estar ao seu lado sempre que puder durante essa nova turnê.

          O maquiador terminou de fazer seu trabalho e sorriu satisfeito para ela.

— Está maravilhosa!
— Obrigada. Você é incrível! — Demi sorriu. — Você se importa de me dar um instante? Preciso ficar sozinha.
— Tudo bem, querida. — Ele sorriu gentilmente, juntou as maquiagens numa grande maleta e saiu.

          Demetria levantou-se, alcançou uma garrafinha d' água e deu alguns goles caminhando de um lado para o outro. Os olhos vagaram pelo camarim, ela conseguia ouvir as vozes e os gritos animados da plateia bem ao fundo... estava quase na hora! Fixou os olhos na revista, ela e Joseph estavam na capa. Ela sorriu mesmo com o misto de emoções, sentimentos e aquela maldita preocupação! Quem olhava para os dois vestindo trajes formais e em algumas poses sérias, não imaginavam o quão divertido havia sido.

          Joseph estava sentado no sofá, eles tentavam encontrar uma pose ideal para Demi e ela se divertia com as caretas dele.
— Talvez devesse ficar um pouco deitada, estique as pernas... Isso mesmo! Olhem para cá. — O fotografo posicionou a câmera e os flashes estouraram na direção deles. — Perfeito! Vejam só. Gostaram? — Ele aproximou-se para mostrar o resultado, Demi sentou-se rapidamente ajeitando as saias do vestido verde esmeralda e sorriu.
— Eu gostei! O que acha, querido? — Quando ela olhou para o lado, Joe estava procurando pelos óculos e piscava os olhos.
— Preciso dos óculos ou não serei capaz de enxergar nada. — Riu e colocou assim que os encontrou. — Deixe-me ver, por favor. — Joe observou atentamente e mordeu o lábio pensativo. — Eu também gostei, mas temos que parecer sérios em todas as fotos? Acho que seria interessante mostrar um lado um pouco mais... divertido!
— E como podemos mostrar um lado divertido? — Joe afrouxou um pouco a gravata que usava, era no mesmo tom do vestido de Demi. Ele inclinou-se sobre ela, o fotografo deu alguns passos para trás e ele bagunçou um pouco seus cabelos cacheados.
— Joseph! — Demi avançou para estapeá-lo e ele ria enquanto tentava desviar dos ataques dela. O fotografo não perdeu tempo e tirou várias fotos dos dois! Em uma delas Joe conseguiu conter Demetria, ele lhe deu um abraço puxando-a para seu colo e ela riu rendendo-se enquanto recebia um beijo na bochecha. — Não acredito que acabou com meu cabelo só por causa das fotos! — Demi passou os braços pelo pescoço dele.
— Nós somos divertidos e não é justo não mostrar isso ao mundo. — Ela apertou uma das bochechas dele, Joe resmungou e Demetria inclinou-se selando seus lábios. Mais uma vez os flashes vieram no rosto deles! — Isso não foi nada divertido. — Ele murmurou contra os lábios dela e Demi riu.

          Quando terminaram as fotos, eles conversaram um pouco com uma entrevistadora da revista e toparam responder algumas perguntinhas sobre as experiências deles.

1) Primeira vez que ouviu falar sobre ela/ele?

J: Uau isso faz muito tempo! — Ele riu. — Lembro que estava indo fazer o teste para Shane Grey em Camp Rock e antes de chegar John me telefonou dizendo que havia uma garota incrível lá e que precisava conhecê-la.
D: Joseph já era bastante famoso antes de nos conhecermos, então foi através da televisão que ouvi falar dele pela primeira vez.

2) Primeira vez que se viram?

J: No dia em que fui fazer o teste, nos esbarramos no corredor e quando olhei para ela, pensei: "Meu Deus é a mulher da minha vida!" — Demi riu. — É clichê, sou um clichê, mas foi exatamente isso.
D: Foi nesse mesmo dia que o vi pela primeira vez e ele me olhou de um jeito, juro que fiquei sem saber como agir! Joseph Carpenter estava diante de mim e foi a primeira vez que me senti realmente nervosa perto se um garoto.

3) Primeira vez que conversaram?

J: Nós realmente paramos para conversar no primeiro dia de gravações do filme, foi como nos apresentamos formalmente e passamos as falas. Confesso que em alguns momentos fingia estar tendo dificuldade apenas para conseguir mais um tempinho com ela!
D: Está vendo como ele é sem vergonha? — Demi disse em tom brincalhão e Joe riu. —  Estava com um pouco de receio de falar com ele, sabe? Para quem está começando no mundo da música é difícil, você acaba encontrando pessoas que não são muito receptivas, mas ele foi diferente e a conversa acabou fluindo entre nós.

4) Como se aproximaram?

D: Essa eu vou responder primeiro! — Joe fez uma careta e a entrevistadora riu. — Acabamos nos tornando amigos graças ao tempo que passávamos juntos gravando e cantando por assim dizer e ele me chamou para sair.
J: Por assim dizer? Você não facilitou em nada as coisas, Demetria Carpenter. — Eles riram.

5) Primeira vez que ela/ele demonstrou interesse em você?

J: Eu disse abertamente que gostava dela e no primeiro momento foi um choque, ela não sabia como agir e fiquei com medo de que Demi nunca mais falasse comigo.
D: Joe nunca teve problema em demonstrar para as pessoas o que ele sente, então isso realmente me chocou um pouco. Depois que parei para pensar, achei muito corajoso e fofo da parte dele!

6) Primeira vez que saíram juntos?

D: Ele me levou num restaurante super chique! Joseph sabe como imprencionar uma mulher. — Demi sorriu.
J: Nós tivemos tantos encontros ao longo dos anos, tantos almoços e jantares que não me lembrava do primeiro. — Ele riu, Demi o encarrou com uma das sobrancelhas arqueadas e Joe deu de ombros. — Desculpe, amor.

7) Primeiro beijo?

J: Oficialmente como um casal? Se bem que nosso primeiro beijo de verdade foi no filme Camp Rock, não foi nenhum pouco técnico. — A entrevistadora riu do sorriso malicioso que Joe esboçou ao falar aquilo.
D: É mesmo! — Demi riu. — Cortaram a cena e pediram para nós pararmos.

8) Como foi o pedido de namoro?

D: Foi muito fofo! Ele me comprou flores, chocolates e inclusive se ajoelhou. — Demi sorriu para ele e Joe entrelaçou seus dedos aos dela.
J: Fiquei ensaiando um discurso muito bom, mas quando cheguei na casa dela, nem me lembrava de nada e só sei que disse muitas coisas... ela chorou! Fiquei até com medo de que ela não aceitasse, sabe? Foi um dos dias mais loucos da minha vida! — Ele riu. — Mas no final deu certo, então tudo bem.

9) Quando tempo estão juntos?

J: Foram dois anos de namoro e treze anos de casados! Depois ficamos separados por uns três anos e voltamos faz dois anos. — Joe riu.
D: Então pode-se dizer que estamos juntos faz dezessete anos.

10) Conte uma história engraçada/romântica de vocês dois?

J: Eu definitivamente tenho uma! — Joe riu. — No começo do namoro, minha mãe não aceitava muito bem que estivesse com a Demi e isso complicava um pouco nossos encontros. Saia muitas vezes escondido pela janela do meu quarto e Demetria também costumava aparecer por lá. Certa noite, estávamos namorando e minha mãe apareceu batendo na porta! E para esconder ela? Foi um sufoco, demorou alguns minutos e acabei por esconde-la embaixo da cama. Minha mãe entrou, vagou por todo o quarto e por muito pouco não viu o sutiã dela jogado num canto qualquer. — Eles riram.
D: Nós sempre nos esforçamos para estarmos juntos. — Demi riu, ela estava um pouco envergonhada. — Acho que quando você quebra regras, acaba por assumir riscos e no meu caso, foi ser pega por uma sogra bem brava!

          "Nós sempre nos esforçamos para estarmos juntos..." Demi suspirou ainda olhando para aquela revista. A porta do camarim foi aberta, ela virou-se rapidamente achando ser Joseph, mas era Iggy. Ela estava ali como sua primeira convidada especial da Confident Tour para cantar Kindom Come.

— Já está na hora! — Ela bateu palmas de forma animada e sorriu. — Está apronta?
— Sim. — Demetria sorriu, realmente estava animada pela turnê. — Por acaso viu meu marido sumido por ai?
— Infelizmente não, mas todos já esperam por você lá fora. Vamos?
— Vamos. — Demi enlaçou seu braço ao braço de Iggy e as duas saíram caminhando juntas pelo longo corredor.

          Enquanto caminhavam Demi ouviu passos, passos apressados e o barulho de uma porta de abrindo. "Droga! Droga! Droga!" A voz estava sendo abafada pelos gritos da plateia que agora estavam mais próximos. Demetria e Iggy encontraram o restante da banda e das backing vocals para uma oração antes de entrarem, era uma tradição antes de todo show. Todos deram as mãos formando um círculo e Demi começou:

— Senhor eu agradeço pelo dom da vida, por esse dia e por mais uma oportunidade de estar levando alegria aos meus fãs. Agradeço por essa equipe maravilhosa e por todas as pessoas que trabalharam para que essa turnê fosse possível! Peço que abençoe nossas vozes e nossos instrumentos para que possamos realizar um bom show. Proteja nossas crianças de todo mal para que elas possam se divertir de forma segura. Amém!
— Amém! — Ela abriu os olhos, todos fizeram o mesmo e ambos sorriram.
— É isso, pessoal... vamos arrasar! — Eles responderam com palmas e gritos bastante animados.
Agora todos caminhavam juntos em direção ao caminho que levava para o palco, Kelsey já estava ao lado de Demi e ela retirava o roupão que usava.

— Demetria! — Ela parou de repente e virou-se para trás, lá estava ele. — Espere! — Ele caminhava apressado e agora corria na direção dela, Demi fez o mesmo e eles se abraçaram no meio do corredor com todos os olhares neles.
— Você veio. — Ela disse baixinho ainda envolvida no aperto do abraço.
— Me desculpe, eu... — Demi o calou com um beijo.
— Tudo bem, amor. — Ela afastou-se devagar e limpou os lábios dele. — Pode me explicar depois, o.k.? Agora, me deseje sorte.
— Boa sorte. — Ele sorriu, segurou-lhe ambas as mãos e beijou cada uma delas.
— Estou feliz que esteja aqui.
— Não perderia por nada. — Demi sorriu uma última vez e voltou correndo para as pessoas que esperavam por ela. Estava na hora do show!

          Demetria sentia as mãos suarem, o coração bater acelerado e um friozinho no estômago. Ela conseguia ouvir as vozes que vinham da plateia, todos estavam no meio de uma contagem regressiva e quando acabasse... aquela plataforma subiria relevando-a ao público! Já fazia tanto tempo e os ensaios num lugar vazio não causavam as mesmas emoções. Ela queria sorrir, gritar e chorar de tão feliz que estava! 3, 2, 1...

          Joseph demorou um pouco, mas conseguiu achar os amigos e a família. Eles estavam num lugar com vista privilegiada! Joe cumprimentou todos de forma rápida e voltou sua atenção para o telão que exibia uma contagem.

— Onde estava? — Sabrina perguntou.
— É uma longa história, mas posso dizer que valeu o atraso. Sua mãe vai gostar! Tenho certeza de que vai te mostrar depois.
— Não entendi. — Joseph riu.
— Eu comprei um presente, houve um problema com ele e por isso me atrasei. Não daria tempo de providenciar tudo para trazer até aqui, então passei no hotel onde ela vai ficar e deixei tudo carinhosamente lá.
— Sério? — Joe assentiu e Sabrina o abraçou pela cintura. — Que bom, papai! Tenho certeza de que ela vai gostar. — Ambos sorriram.

          O show começou, o amplo telão exibia as imagens do clipe enquanto Demi performava as músicas e levava o público ao delírio! Joseph estava sem palavras sobre tudo, os videoclipes, as performances... tudo estava perfeito e ele não conseguia conter o orgulho que sentia da esposa. Demi havia se esforçado e apesar deles terem brigado bastante por conta dela ter escondido algumas coisas dele, ele estava feliz por ela ter desenvolvido um trabalho de forma tão independente!

— Uma das coisas mais excitantes de estar numa turnê é cantar e tocar músicas novas. Eu estive trabalhando numa música e ela é muito especial para mim! — Os fãs gritaram de forma animada e Demetria sorriu. — Bem, poderia falar bastante sobre ela, mas prefiro que meu corpo fale por si só.
— O que ela quis dizer? — Iggy franziu o cenho e Joe apenas sorriu enquanto ela o encarrava com uma das sobrancelhas arqueadas.
—Você vai ver. —Ele sorriu.

          Joseph estava na gravadora trabalhando com um jovem cantor, eles estavam compondo juntos e Demi também estava lá acertando alguns detalhes da turnê. Assim que ele terminou, despediu-se do rapaz e pegou o elevador para encontrar com a esposa. As portas se fecharam e abriram dois andares antes do que ele pretendia descer, Demi estava ali e sorriu ao vê-lo.

— Eu ia atrás de você agora mesmo, sabia? Venha, tenho algo para te mostrar. — Ela nem aguardou uma resposta e simplesmente o puxou pela mão.
— Ei, Demi... espere! Que pressa é essa? — Ele riu.
— É uma música nova e quero te mostrar.
— Quer me mostrar? — Joe perguntou sorrindo, mas Demi só largou a mão dele quando chegaram no estúdio.
— Sim, eu quero incluir essa música na setlist da turnê, mas ainda não tenho certeza se devo ou não. — Joe sentou-se numa das cadeiras giratórias, Demi sentou-se no colo dele.
— Vamos ouvir. — Ele sorriu e Demi deu play na música.

          Os olhos dela não desviaram dele, estava um pouco apreensiva e não queria perder a reação dele. Joseph inclinou a cabeça para um lado, depois para o outro e sorriu.

— Gostou?
— Se eu gostei? Está incrível!
— Sobre a letra...
— É sexy, provocante e gosto da sua voz nesse tom. — Demi sorriu. — Está fazendo um bom trabalho compondo, nem preciso dizer que deve continuar assim ou preciso? — Ele depositou um beijo na bochecha dela. — Inclua na setlist, seus fãs vão gostar tanto quanto eu! Vai ser um presente para eles.

— Fico feliz que tenha gostado. — Ela lhe deu um selinho demorado.
— Mas antes tem que prometer uma coisa.
— Prometer?
— Promete que vai performar pra mim primeiro. — Ambos riram.
— Tudo bem, eu prometo.
— Essa é a minha garota!

          Como prometido, ela havia dançado e enquanto Demi apresentava aquela música, Joseph lembrava exatamente de seus movimentos e o modo como ela sussurrou alguns trechos da música em seu ouvido. Ele sorriu e aplaudiu com gosto assim que Demetria terminou de cantar! Não havia mais o que temer, ele não se importava com o que as pessoas fossem comentar ou inventar por ai. Em tempos não se sentia tão feliz e confiante naquela relação, ele não deixaria que pessoas de fora interferissem de alguma forma.

— Você sabia! — Iggy praticamente gritou com ele e Selena que conversava com Danielle perto deles, riu alto do escândalo da amiga. — Como você sabia e eu não? Você não pode roubar os segredos das melhores amigas desse jeito, Joseph!
— Mas eu... — Ele riu. — Eu não roubei nada, Iggy.
— Não acredito que não ouvi esse hino em primeira mão. — Greg riu ao lado dela e abraçou-lhe por trás.
— Não fica assim, amor. Você vai superar!

— Estou orgulhosa de você. — Selena sussurrou para ele e foi para perto de Nicholas.

— Preciso ir, vou me apresentar com ela e aproveitarei para saber os detalhes dessa música. — Ela despediu-se de Garbo com um selinho e passou por Joe lhe dando um empurrãozinho proposital. — Você me paga, Joe!

***

— Obrigada, muita obrigada! — Demi sorriu e era possível ver no telão que os olhos dela brilhavam de tamanha que era sua felicidade. — Eu tenho muitas pessoas especiais na vida vida e sou muito sortuda por todas elas estarem aqui me apoiando. Minha família, meus amigos e principalmente... — Os fãs gritaram e Demi riu. — Principalmente a pessoa que inspirou essa música. — Ela sorriu novamente. — Espero que ele não me processe por uso não autorizado de imagem, mas eu o amo e essa é uma pequena prova disso.

— Ai meu Deus... AI MEU DEUS! — Sabrina gritou assim que as primeiras imagens apareceram no telão. — É você... É VOCÊ, PAI! — Ela o chacoalhou animadamente e os pequenos foram para perto deles para olhar o telão.

          As primeiras imagens eram antigas, mas estava em alta definição e fez os olhos de Joseph saltarem ao ver uma versão mais nova de si se preparando para o casamento. Ele sorria, falava animadamente e Paul não conseguia mantê-lo quieto enquanto tentava ajeitar sua gravata! Me encare. Demi surgiu no vídeo, seu rosto estava coberto pelo fino tecido do véu e seu vestido branco com detalhes em prata escondiam sua pequena barriguinha de grávida. Me leve. Eddie sorria enquanto lhe entregava para Joseph, eles trocaram um aperto de mãos e ele virou-se para ela, esboçou um sorriso doce e segurou-lhe a mão. Me salve, não tente me mudar. Eles ficaram um de frente para o outro para fazer seus votos, uns olhavam para eles com admiração e outros com espanto. Te encaro. Joe foi o primeiro, ele pronunciou os votos com voz firme e em momento algum gaguejou ou perdeu o ar, tinha plena certeza de que queria Demi como sua esposa. Te levo. Ela gaguejou, precisou fazer uma pausa de alguns segundos, mas foi até o fim e só parou de dizer o quanto amava Joseph, quando finalmente conseguiu colocar a aliança no dedo dele. Te salvo, eu não vou tentar te mudar. E então, duas pequenas palavras foram ditas. Duas palavras que selou de vez o destino de duas pessoas para sempre... Sim, sim! Depois que eles se beijaram, as imagens mudaram, mesclando passado e presente. A lua de mel deles na casa, Demi correndo pela praia e Joseph sendo enterrado na areia. Aqui está meu corpo, que estou dando para nós. O ultrassom que revelou Sabrina, os dois chorando na consultório e depois rindo na sala de espera com seus pais. Aqui estão meus braços, que irão nos erguer. Sabrina em uma roupinha fofa de bebê, Demi segurando sua primeira filhinha e Joseph ao lado da cama sorrindo, segurando uma fraldinha. Sempre sorrindo! Aqui está minha vida, dedicada ao amor. Os primeiros passos da garota, Joseph ninando-a e lhe dando banho. Tentarei te dar tudo o que você merece. Sabrina em passos desajeitados de dança pela casa enquanto Demi e Joseph tentavam leva-la para longe dos móveis! E eu não posso prometer que vai ficar tudo bem... Denise segurando a neta em seu aniversário, toda a família reunida e cantando parabéns. Depois mais momentos de Joseph e Demetria, os dois na Suíça numa tentativa falha de esquiar. Mas aqui estou, se você estiver pronto para tentar... Joe caiu inúmeras vezes, rolou na neve e por muito pouco não quebrou alguma coisa! Demi ria dele, apontava, dizia algo e ria. Ele se levantou, abandonou os esquis e correu atrás dela! Os dois caíram na neve rindo e sorrindo um para o outro, eles se beijaram. Aqui estão as lágrimas quando você diz aquelas palavras. E novamente uma barriguinha de grávida, o nome "Samuel" estava escrito na barriga de Demi e suas amigas que estavam sentadas em volta dela conversavam animadamente, quando Joseph chegou com Sabrina e eles se aproximaram com uma caixa de presente. Aqui está minha vida, para o melhor ou para o pior... Joe ajoelhou-se ficando na altura da barriga de Demi e depositou um beijo carinhoso na mesma, focaram bem no rosto dele... tão bem que foi possível ver uma lágrima escorrendo pelo canto do olho dele! Para o melhor ou... E um pequeno garotinho em macacão azul surgiu na tela, Joe o segurava no hospital e estava emocionado. Estava sentado ao lado de Demi na cama, ela segurava uma de suas mãos e eles observavam o pequeno abrir os olhos. Os cabelos loiros de Sabrina esvoaçavam conforme ela corria e Samuel tentava alcançá-la, ele corria de forma desajeitada por causa da fralda e acabou caindo. Ele chorou e logo Joe apareceu pegando-o no colo e afagando suas costas. Aos poucos os vídeos e fotos ficaram mais recentes, tanto que Samanta apareceu em vários deles e roubou a cena dançando com Joe em seu aniversário! Demi estava para terminar de cantar quando perdeu Joe de vista. O vídeo final, era de alguns dias atrás... Joseph acordando e sorrindo para ela: "Eu te amo." Foi possível ler nos lábios dele e o clipe acabou.

          Uma enorme chuva de aplausos tomou conta da plateia, muitos gritavam e outros choravam emocionados! Demetria sorria, ela viu os filhos acenarem para ela, seus pais sorrindo e aplaudindo orgulhosos, seus sogros e amigos comentando sobre o clipe animadamente, mas ele... Onde estava Joseph? Ela se assustou quando ouviu os passos apressados atrás dela, achou que alguém tivesse invadido o palco, mas era ele. Joe atravessou o palco arrancando gritos histéricos das fãs e abraçou Demi forte, os pés dela não tocavam o chão!

— Você não tinha o direito de fazer isso comigo. — Ele disse ao pé do ouvido dela.
— Eu tinha, tenho e farei sempre que quiser.
— Amo você.
— Eu também te amo. — Joe sorriu, partiu o abraço e beijou Demi.

— Agora, preciso continuar o show. — Ela riu baixinho.
— Oh me desculpe, continue. — Ele saiu do palco rindo e seguido por aplausos.

***

          Quando o show acabou, Demi foi direto para o camarim e chegando lá, encontrou com sua família. Ela sentia o sangue correr quente nas veias, o coração ainda batia acelerado e o suor escoria por sua testa! Estava cansada, mas completamente realizada e satisfeita por fazer um bom show.

— Você foi incrível, filha. Simplesmente maravilhosa! — Dianna abraçou-lhe forte.
— Estamos orgulhosos. — Ed sorriu.
— Obrigada. — Demi sorriu, ela estava um pouco ofegante e logo pegou uma garrafinha d' água para se refrescar.

— Eu não acredito que você não me contou sobre aquela música, Demetria! — Iggy apontou para ela de forma acusatória.
— Me desculpe, mas foi algo de última hora. — Demi sorriu e abraçou Iggy.
— Sua safada, você acha que eu nasci ontem? A senhora fez altas sacanagens ao som dessa música que eu sei! — Demi teve um ataque de risos após ter aquelas palavras sussurradas em seu ouvido. Ela riu tanto que saíram lágrimas de seus olhos e sua barriga doeu!

— Mamãe, você está bem? — Sabrina perguntou. A maquiagem dela estava borrada!
— Oh meu amor, eu estou bem e você? Estava chorando?
— Foi um show muito lindo e ainda não acredito que fez um clipe com minhas imagens de bebê. — Sabrina lhe abraçou pela cintura e Demi retribuiu o abraço.
— Nossas imagens de bebê! — Samuel juntou-se ao abraço.
— Eu também apareci! — Samanta disse animada, ela deu alguns pulinhos e Samuel puxou-lhe para o abraço.
— Não importa quanto tempo passe, vocês sempre serão os meus bebês. — Ela beijou o topo da cabeça de cada um deles.

— Odeio ser estraga prazeres, mas precisamos ir. — Após pronunciar aquelas palavras, Joseph arqueou uma das sobrancelhas, pois todos olhavam para ele agora! — Demi precisa ir para o hotel descansar, amanhã eles já partem cedo para o próximo destino. — Houve um coro de "Aaaah" e as despedidas começaram. Os pais de Joe foram os primeiros, depois os pais de Demi, Madison, Nick e Selena, Iggy e Garbo. Demetria estava se segurando para não chorar, mas quando todos deixaram o camarim e só sobraram Joseph e as crianças, ela não aguentou mais.

—Mamãe, não chora. — Sabrina abraçou-lhe, ela sorriu e afagou os cabelos da mãe. — Vamos nos ver muito em breve.
— Vou sentir saudade.
— Eu também. — A garota partiu o abraço e tentou secar as lágrimas da mãe.
— Me desculpe se...
— Não faça isso, nós estamos bem e não precisa se desculpar por nada. Eu te amo! — Elas se abraçaram novamente e Sabrina lhe deu um beijo na bochecha.
— Também te amo. — Demi sorriu. — Cuide bem do seu pai e dos seus irmãos, o.k.?
— Cuida-se também e não se preocupe, ficaremos bem. — A garota sorriu uma última vez e saiu, seria ainda mais difícil se ficasse.

— Vem cá, meu homenzinho. — Demi estendeu os braços e Samuel aproximou-se para abraça-la. Ela agachou-se, deixou que o garoto passasse os braços em volta dela e sorriu entre lágrimas. — Sentirei saudade de você.
— Eu fiz algo para que se lembre de nós. — Samuel partiu o abraço, virou-se para trás e Samanta lhe entregou uma caixinha que estava embrulhada em papel de presente.
— Um presente! Obrigada, anjo. — Ela beijou a testa do filho e fez questão de abrir na frente dele. Era um porta retrado que ao invés de uma foto, emoldurava um desenho em preto e branco feito de lápis.
— Eu fiz na aula de artes da escola, espero que goste.
— É lindo! — Todos estavam perfeitamente retratados, Samuel tinha um dom extraordinário. — Vou levar comigo e vai ficar no meu criado mudo durante toda turnê. — Ela sorriu.
— Fico feliz que tenha gostado. — Eles se abraçaram novamente. — Volta logo, tá bom? Eu quero meu irmãozinho. — Demi riu alto e assentiu, mais lágrimas banharam suas bochechas.
— Prometo que estarei de volta em breve, mas quero que venha me ver! — Samuel assentiu prontamente e eles se despediram. — Eu te amo.
— Também te amo, mamãe. — Ele sorriu para ela e saiu. Demi aproveitou para guardar o presente de lado e recebeu Samanta em seus braços, ela chorava também.

— Minha princesa, não chore. — Demetria afagou-lhe as costas.
— Eu estou tão feliz, mas estou triste também. — Ela partiu o abraço e sustentou o olhar da pequena. — A senhora vai estar longe e não vai assistir ao musical da escola.
— Oh meu amor, prometo que vou tentar aparecer. O.k.? Nem que eu tenha que fazer um bate e volta.
— Obrigada.
— Seja uma boa menina e se acontecer algo na escola, ligue para o seu pai. Também pode me ligar quando quiser, o.k.? Nunca vou estar ocupada demais para atende-la.
— Eu te amo muito, muito mesmo.
— Também te amo. — Elas se abraçaram mais uma vez, Demi beijou as bochechas da pequena e ela saiu indo de encontro aos irmãos. Sobrou apenas Joseph! Demetria colocou-se de pé outra vez, olhou para ele e sentiu as pernas tremerem conforme Joe se aproximava dela.

— Joseph. — Ela disse baixinho e estendeu uma das mãos para acariciar seu rosto. Joe segurou sua mão e a puxou delicadamente para si, envolvendo-a num abraço apertado e carinhoso. Ele permaneceu em silêncio por alguns instantes, apenas armazenando na memória as pequenas sensações. O calor do corpo dela, o cheiro, a textura da pele, a maciez dos cabelos... o brilho dos olhos dela ao olhar para ele! Os lábios trêmulos, avermelhados e suplicantes. O gosto do beijo, o modo como ela agarrava seu cabelo e o tecido de sua camisa.
— Demetria. — Ele ofegou encostando sua testa na dela. — Amor, eu te amo.
— Eu também te amo. — Demi respondeu com a voz embargada e lhe deu um selinho.
— Estou muito orgulhoso. Fez um trabalho maravilhoso com as músicas, os clipes e agora as performances! Você quase me fez ter um ataque do coração, no bom sentido, claro. — Ela riu baixinho. As mãos dele suavam e tremiam, ele estava ansioso!
— Precisa se acalmar ou vai acabar tendo um ataque de verdade. — Ele riu.
— Não se preocupe comigo, ficarei bem.
— Também ficarei, amor. — Ela sorriu.
— Vou sentir saudade. — Joe abraçou-lhe novamente e Demi o guiou de volta para seus lábios. Eles ficaram mais alguns instante ali, abraçados, trocando beijos e declarações de amor até Kelsey aparecer!

— Com licença, pombinhos. — Eles riram. — Demi seu carro acabou de chegar. Ah e Joseph, todos já estão esperando por você na van. — Ambos assentiram e ela saiu.
— Vamos? — Joe perguntou, Demi assentiu pegando suas coisas e eles saíram juntos de mãos dadas.

          Quando chegaram ao lado de fora, despediram-se mais uma vez e cada um deles seguiu uma direção. Demetria caminhava até o carro lutando contra seu coração de mãe e esposa que gritava para que ela voltasse correndo atrás deles! Chorou silenciosamente no carro durante todo o caminho para o hotel, o primeiro dia era sempre o mais difícil e por isso ela subiu para o quarto assim que chegou. Acendeu as luzes, olhou para a caixa retangular que carregava e sorriu fraco. Caminhou pelo quarto, acendeu mais algumas luzes e... soltou um gritinho de surpresa! Havia alguns balões de coração vermelho no quarto, uma cesta de chocolates, uma baixinha de veludo com um laço, flores e um cartão. Ela posicionou o porta retrato no criado mudo e foi conferir aquele mimo de perto! Abriu a caixinha encontrando lá dentro uma linda corrente de prata com um pingente na porta. Alcançou o cartão que estava junto com as flores e o abriu sem mais delongas:

Chocolates para aliviar a saudade, flores para preencher o vazio do quarto e um colar wishbone para dar sorte! Espero que goste dos mimos. Teria entregado todos pessoalmente se atrasos não tivessem ocorrido :( me desculpe. Eu te amo! Até nosso próximo encontro. Com amor e já morrendo saudades... Joseph. Xx

          Demi sorriu, pegou o celular e enviou uma mensagem para ele.

Recebi seus mimos e gostei de todos eles. Obrigada por ser tão maravilhoso comigo! Também te amo, amor. Xx

          Ela pegou um dos chocolates, comeu e despiu-se para tomar banho. Sentia o cansaço tomar conta de si cada vez mais rápido, então apressou-se e tomou banho. Escovou os dentes, prendeu o cabelo e saiu de lá usando um roupão branco do hotel. Demi secou-se melhor no quarto, passou hidratante no corpo, desodorante e vestiu sua pijama confortável. Tratava-se de uma regatinha e um shortinho de algodão, ficavam larguinhos nela, ela gostava de dormir sem que nada tivesse lhe apertando. Ela deitou na cama, deu uma última olhada no celular e sorriu ao ver que Joseph respondeu sua mensagem.

Fico feliz que tenha gostado! Tenha uma boa noite de sono, nos falamos mais amanhã. Amo você <3

          Demi acabou adormecendo com o celular na mão e a doce voz de Joe ecoando em seus ouvidos dizendo o quanto ele lhe amava.

--

ignorem qualquer erro, estou postando pelo celular e não é nada fácil arrumar as coisas por aqui. espero que tenham gostado do capítulo! jemi tá tão amorzinho, né? se preparem que tem muita coisa vindo ai. 
beijos

ps: responderei os comentários assim que puder.

amo vocês