Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

31/01/2014

Personagens - Married to Jonas 2

leiam as notas finais!

Demetria Jonas, 39 anos.
apesar da fase difícil que esta enfrentando Demi não deixara isso influenciar em seu papel de "mãe". já como esposa ela pretende deixar suas opções em aberto, assim considerando até mesmo o divórcio.


Joseph Jonas, 45 anos. 
com sua mais nova "mancada" Joe se vê num verdadeiro inferno quando percebe que sua esposa esta pensativa demais e teme que ela coloque um ponto final no casamento.


Nicholas Jerry Mason, 38 anos.
nicholas é o mais novo vigário de "St. Thomas Aquinas Catholic Church". em seus primeiros dias na igreja o jovem sarcedote conhece 
Demetria. assim que toma conhecimento dos problemas matrimoniais da moça ele a aconcelha a buscar uma
resposta divina.  



Naya Marie Anderson, 37 anos.
de volta ao Texas, Naya vem em socorro da amiga. ela pretende mostrar a Demi que a melhor opção é: esperar e deixar que o tempo cure tudo... assim ela poderá pensar com clareza em relação a tudo.


Nathan Jonas, 22 anos.
ao saber da "crise" que seus pais estão enfrentado Nathan decidi ajudar o pai a reconquistar sua mãe, o que esta longe de ser uma tarefa fácil


Ariana Grande, 21 anos.
pelo bem de sua sogra, Ariana topa ajudar Joe em seu plano de reconciliação.


Charlie Nathaniel Jonas, 8 anos.
de todos nessa história o que mais nessa sofrendo é Charlie. o garotinho não tem mais ânimo para nada, seu maior medo é o divórcio dos pais... numa tentativa frustrada de ajuda-los a serem como antes, rouba um antigo álbum de fotos de sua avó para ajudar os pais a recordarem dos bons momentos sem saber que lá dentro esta uma carta que irá mudar tudo!

Demais personagens:

--

é isso ai galerinha, tudo bem com vcs? eu estou bem e agora me sinto aliviada... eu sinto muito por tudo' por ficar sem postar aqui, mais eu precisava de tempo para pensar no que faria e decidi que vou seguir em frente... mas sem Unconditionally. espero que me entendam fiz isso pensando em vocês <3 agora, quem ai sentiu o drama? vai ser tão foda uú . respostas aqui' agora se preparem... o prólogo promete. fui'

29/01/2014

Sinopse - Married to Jonas 2

eu não queria deixar vocês sem post, então ai esta algo realmente fodastico!

Após 24 anos de casamento, Joseph Jonas é obrigado a encarar uma dolorosa verdade: sua esposa, Demetria, parece ter deixado de amá-lo, e ele é o único culpado disso. Novamente viciado em trabalho, Joe costumou-se a passar mais tempo na universidade do que com a família. Além disso, nunca mais conseguiu ser romântico como era antes.... Diante da incapacidade do marido de expressar suas emoções, Demi começou a duvidar de que tenha feito a escolha certa ao se casar com ele. Joe, porém, sente que seu amor pela esposa só cresceu ao longo dos anos. Agora que seu relacionamento está ameaçado, ele vai fazer o que for necessário para se tornar o homem que Demi sempre desejou que ele fosse... de maneira permanentemente!

"Você e eu fomos feitos para ter um matrimônio sagrado
Deus sabia exatamente o que ele estava fazendo
Quando ele me levou até você ."

--

se eu não postasse aqui... eu teria um ataque' minhas unhas estão no toco! oi, oi... tudo bem com vocês? eu estou exausta, mas bem. espero que não fiquem chateados comigo, mas a verdade é que eu estou muito sobrecarregada :c só preciso de tempo para por minhas ideias em pratica e fazer algo que preste. respondo os comentários depois, estou com visita em casa e preciso ir fazer sala' beijos, abraços e... não me odeiem!

27/01/2014

Opinem'


eu não sei como começar esse post, mas vamos lá'
          tudo bem com vocês? eu vou bem. já vou logo começar com meu GRANDE pedido de desculpas... sinto muito mesmo :c semana passada foi uma enrolação e eu nunca me senti tão decepcionada comigo mesma por causa disso. a verdade é que eu não consigo mais escrever essa fanfic, então decidi dizer isso logo de uma vez antes que alguém acabasse se revoltando comigo' sério, eu tentei... juro que tentei. os últimos três capítulos saíram tão forçados, mais tão forçados que eu fiquei admirada de alguém gostar deles. desisti de uma fanfic apenas uma vez na vida e não queria fazer isso... então vim aqui para perguntar a opinião de vocês. se vocês quiserem que eu arrume um jeito de terminar eu tento outra vez, se não... eu sigo em frente com MTJ 2 que tem uns quatro capítulos adiantados, fora o trailer que amanhã eu acabo. agora eu infelizmente preciso ir preparar meu psicológico para voltar as aulas, espero que me entendam e me ajudem... beijos *

26/01/2014

Capítulo 12



           Josh virou-se e forçou um sorriso para Megan.  Nada. -Ele deu de  Eu acabei meu relatório e o encontrei na bancada. Fique tranquila, nunca espionaria minha namorada. -Ele estendeu o celular para ela.
 Eu sei que você nunca faria isso comigo. -Megan sorriu forçada e pegou o celular rapidamente.  Bem, eu vou indo.

 Já? -Josh se aproximou segurando seu rosto se inclinando para beija-la, mas não o fez.  O.k, seja o que for deve ser importante. -Megan assentiu.  Amanhã eu vou na sua casa.
 Minha casa?
— Sim, algum problema?
— Nenhum. -Ela deu de ombros fingindo indiferença.  Eu te ligo.
 Vou aguardar. -Josh assentiu.
— Até amanhã.
— Adeus. -Ele acenou e Megan saiu.

          Josh trancou a porta de todas as formas possíveis e sacou seu celular ligando rapidamente para seu chefe.  Estou esperando o relatório.
 Eu preciso de um avião o mais rápido possível!
— Josh acalme-se.
— Eu preciso avisar o Jonas, aquela ex-mulher dele é uma informante!
— Josh me explique direito o que aconteceu.
— Eu estava saindo com Megan e só agora descobri que ela queria o paradeiro da Demetria.
— E você disse?
— Não, mas acho que ela descobriu... Ela foi até a fazenda e deve ter visto.
— Como pode ter tanta certeza?
— Ela tem contato direto com Wilmer, eu li uma conversa deles no whats... É tudo por dinheiro, ela esta quase falida e o vagabundo esta afim dela.
— Eu sabia que isso iria dar merda, vá até a fazenda e traga a garota de volta.


Jonas Farm - 0h00


          Cher sorriu de forma travessa para Niall. O garoto havia escalado até o quarto dela para matar as saudades.  Você é louco. -Ela sussurrou depois de abrir a porta.  Se meu pai te pega aqui... -Ele a agarrou e a beijou de forma desesperada. Cher apoiou suas mãos nos ombros dele e partiu o beijo.  Senti sua falta.
 Eu também senti, me desculpe por tudo. Aqueles treinos estão uma loucura, mas é realmente importante para mim... Quero que meu pai tenha orgulho de me ver no palco mês que vem.

 Não precisa pedir desculpas, eu entendo. -Niall acariciou sua bochecha.  Tenho certeza de que ele vai se orgulhar muito de você, linda. -Cher corou levemente.  Ei, não precisa ter vergonha.
 Você fala tão bonito, eu acabo me sentindo única.
— Mas você é. -Ele sorriu e se inclinou para beija-la outra vez.

 Cher? -Demi franziu o cenho e entrou rapidamente no quarto fechando a porta.  Niall?
 Demi? -Eles disseram em uníssono, ambos assustados.
— O que faziam aqui sozinhos?
— Eu posso explicar. -Niall disse apressadamente.  Eu vim matar a saudade, apenas isso.

 Com sexo, ou sem sexo?
— Demi!
— Se você me aparece "violada" eu que perco a minha cabeça! Então não pensem em sexo, isso para vocês é só depois do casamento.
— Eu não estava pensando em sexo, senhorita.
— Não? -Cher sussurrou.
— Você estava? -Demi e Niall perguntaram em uníssono.

 Demi, esta tudo bem ai dentro? -Joe forçou a fechadura.
— Sim, eu já vou abrir. -Demi olhou para os dois que se olhavam surpresos.  Não sei de que buraco você saiu, mas acho bom ir agora.
 Eu vou sim, nos vemos depois. -Niall beijou a testa de Cher e acenou para Demi antes de sair do quarto.
 Nos vamos conversar, mocinha. -Demi piscou para ela e abriu a porta.

— Tudo bem por aqui?
— Tudo em perfeita ordem. -Demi sorriu.  Não é mesmo?
 Sim. -Cher assentiu ainda observando a área por onde Niall havia acabado de sair
— Posso falar com você?
— Pode ser amanhã? Estou muito cansada.
— Claro bebê. -Joe se aproximou dela e sorriu.  Descanse bastante.
 Você também. -Joe se virou para Demi.
— Você vem?
— Já vou indo. -Joseph assentiu e saiu.
         
          Demi fechou a porta e encarrou Cher.

 Ele não me quer.
— Querida, esta muito cedo.
— Não, não esta. -Cher disse suavemente.  Ele me deixa segura e eu quero fazer isso com ele.
 Querida, ele precisa se sentir seguro também... Niall se preocupa com você e creio que ele deve estar pensando em tudo.
— Ah Demi, isso é foda.
— Ninguém esquece a primeira vez, por isso você precisa ter cuidado. Tem de ser algo especial, não fique chateada com ele. O.k?
 O.k.

(...)


          Demi caminhou em direção ao seu quarto, mas a porta estava trancada. Ela revirou os olhos e caminhou até o quarto de Joe.  Você demorou. -Ele resmungou da cama.
 Você trancou meu quarto?
— Pensei que depois de hoje... -Demi interrompeu.
— Quer que eu durma aqui todos os dias?
— Você vai deixar "seu homem" sozinho? -Joe arqueou uma sobrancelha.
— Agora você é meu?

 Sim, você disse isso. Não se lembra?
— Não. -Demi fez careta.
— Você ficou brava quando viu Megan aqui.
— Isso é verdade, aquela mulher é uma vadia! -Demi revirou os olhos.


— Então? -Joe fez um gesto com as mãos.
— Tudo bem. -Demi se jogou na cama ao lado dele.
— Você é sempre assim?
— Assim como?
— Lerda.
— Sempre. -Demi riu.

 Hum... o que tanto conversou com a Cher?
— Coisas de mulher.
— Que tipo de coisas de mulher?
— Se eu dissesse o que é não seria coisas de mulher, seria coisas de mulheres e homem.
— Para de enrolar.
— Promete que não vai pirar?
— Prometo. -Demi acariciou seu peito nu e sentiu o coração dele bater de forma descontrolada.  Fala logo, por favor.

 Sua filha quer transar.
— EU MA... -Demi o calou com um selinho seguido de um beijo calmo que aos pouco o fez relaxar.
— Como assim ela quer transar?!
— Ela esta apaixonada.
— Eu vou matar ele! O que você disse?
— Disse que esta muito cedo. Ela rebateu alguns dos meus argumentos, mas no final acabou aceitando. -Joe assentiu.  Também falei que a primeira vez ninguém nunca esquece, por isso devemos tomar muito cuidado.

 Ótimas palavras.
— Não diga a ela que eu te contei, eu só achei que você deveria saber. -Joe sorriu para ela.
 Obrigado por isso.
 Não precisa agradecer, eu gosto muito dela.
 E eu gosto de você.
continua...
oi, tudo bem? eu estou bem... acho que o próximo capítulo vai ficar melhor que este' sério eu realmente estou com dificuldade para escrever capítulos para essa fic. enfim, espero que tenham gostando... a cher já quer dar, que isso? kkkkkkkkkk o joe já quer matar o niall, tadinho :c e a demi vai responder ele, ela meio que vai duvidar do que ele disse. OLHA O SPOILER' respostas aqui.

24/01/2014

REPOSTANDO: Capítulo 11


Me desculpem se estiver confuso :c tentaram hackear meu blog e eu não sei que diabo fizeram que excluíram o capítulo 11... então, estou repostando pelo celular.
          Joseph sai de seu quarto e encontrou Demi sentada em sua cama ainda bagunçada. Ele a encarou por alguns breves segundos e agradeceu mentalmente a Deus por não permitir que ela entrasse no banheiro. Depois de quase meia hora com a cara na água gelada, seu rosto estava menos inchado e os olhos estavam um pouco mais claros. — Como ela esta? -Joe murmurou apertando a toalha na cintura.

— Esta bem, até rimos por causa do vibrador. -Joe encarrou o "brinquedinho" no criado mudo.
— Você disse a ela sobre o vibrador? — Ela viu. — E ela teve tempo de ver?
— Cher me perguntou se usamos. -Joe arregalou levemente seus olhos.
— Esta falando sério?
— Nunca falei tão sério na minha vida.
— E você respondeu?
— Claro que não. -Demi fez um gesto com as mãos. — Adolescentes são muito curiosos.

— Não quero saber da minha filha usando um vibrador.
— Existe outras coisas também que dão mais prazer, tipo... -Joe interrompeu.
— Calada! -Ele repreendeu Demi segurando o riso.
— Você precisa controlar mais essa sua boca.
— Eu não consigo, eu adoro falar sobre sexo. -Joe riu.

— Pode conversar sobre isso comigo, menos com a Cher.
— Como quiser. -Demi deu de ombros. — Já que só posso conversar com você... -Ela revirou os olhos. — Me diz o que você achou de ontem?
— Eu nunca fiz algo do tipo.
— Nunca? -Ela riu. — Em que século você vive?!

— Eu sempre fui muito ocupado e nunca tive curiosidade de explorar... -Demi interrompeu.
— Mentira! Você soube fazer tudo muito bem feito, fez até melhor que... -Joe a encarrou.
— Esquece. -Ela sussurrou.
— Wilmer, certo?
— Não me fale desse diabo! Ele é passado.
— Tudo bem , não vamos falar sobre isso. -Demi assentiu.

— Posso te perguntar uma coisa?
— Sim.
— Você usa muito esse vibrador?
— Quer saber o motivo da ilustre presença dele aqui, não é mesmo?
— Sim, eu juro que fiquei curioso.
— Eu comprei para me fazer companhia.

— Hum... e eu?
— Você era grosseiro e eu nunca pensei que transaria com você.
— Oh, agora esta explicado.
— Quando você me beijou... -Demi suspirou e sorriu. — Eu fiquei muito excitada, você tem dedos longos e ter cinco desses acariciando a minha coxa foi realmente muito critico. -Ela riu. — Tive de dar um jeito na minha situação e então eu... -Joe semicerrou os olhos. — Não me olhe assim, tarado!

— Eu sei o que você fez e peço desculpas por isso.
— Eu é que te devo desculpas sobre a pancada na cabeça.
— Foi você?
— Sim e a proposito... Fazer dieta é sempre bom!
— Esta me chamando de gordo?
— Eu quase me fodi para te levar para a cama.
— De qualquer forma você acabou fodida. -Joe se aproximou dela e sorriu.
— Outra coisa também, você fica sexy com essa blusa. -Ele se inclinou e beijou Demi.

Josh House - 20h00 p.m

          Josh terminou de enviar seu relatório sobre os locais marcados no mapa e se levantou jogando as mãos para o alto esticando seu corpo. Em seguida ele caminhou descalço até a cozinha a procura de algo para saciar sua fome e bem lá no balcão estava o celular de Megan. — Droga. -Ele revirou os olhos e desbloqueou a tela em seguida. Logo de cara achou algo que chamou sua atenção. Uma conversa no Whats App de um tal "Will".


"Já conseguiu?" 
"Não, mas eu vou dar um jeito... Nem que eu tenha de chupar o idiota do Joseph ele vai me contar!" 
"Não gostei nada da ideia de chupar seu ex-marido." 
"O amigo idiota dele não me deu oportunidade, pois esta tentando te achar. kkkkkkkk #otário." 
"Toma cuidado, são esses que se fingem de otário que são os verdadeiros espertos." 
"O.k, papai... Eu sei me cuidar." 
"Eu adoro quando me chama de papai, não vejo a hora de nos encontrarmos outra vez." 
"O que você teve foi apenas um aperitivo, na cama eu faço... Só que isso vai depender de quanto você vai me dar para salvar o meu negocio... " 
"Vou dar o suficiente para você comprar o prédio que quiser. $$
"É assim que eu gosto..."


— Josh, o que esta fazendo com o meu celular?

As pessoas fortes também choram, elas não são feitas de aço 24 horas por dia! É complicado, extremamente complicado... mas no final tudo fica bem. p.s: esse não é o meu melhor momento, me desculpem.

23/01/2014

Capítulo 10


          Joseph inalou o perfume de Demi impregnado em seu travesseiro, aquele cheiro era sem duvidas melhor do que qualquer outro que havia sentido. O corpo dela era o mais perfeito e cheios de curvas que ele havia tido o prazer de explorar. E o sexo então... Ele nunca havia vivenciado nada tão intenso antes. Rolando na cama Joe deu um sobressalto encarrando Megan, sua cara estava fechada numa enorme carranca. — O que você esta fazendo aqui? -Joe começou a se vestir imediatamente. — Mais incoveniente que você não tem! -Ele bufou. Megan se aproximou e inalou seu cheiro. 

— Joseph, você esta cheirando a sexo!
— Eu sei, isso não é incrível? -Ele sorriu coçando a cabeça. 
— Eu pensei que fosse a unica mulher na sua vida. -Megan tocou seu ombro. 
— Não é mais, a fila andou. -Joe deu de ombros indiferente.
— QUEM É ESSA VADIA?! -Antes mesmo que ele abrisse a boca Demi entrou em ação e puxou Megan pelos cabelos. — AH. -Ela caiu para trás de bunda no chão.
 
— O que essa puta esta fazendo no seu quarto? -Demi perguntou de forma ameaçadora para Joe. Ele estava tão surpreso com a atitude dela que só sabia dar risada. — Eu não estou brincando, caralho! -Joe balançou a cabeça.
— Eu acordei e ela já estava aqui.
— Achei que quem comandasse era você. -Megan disse num tom debochado.
— Escuta aqui piranha, quem te deu permissão para abrir a boca? -Demi repreendeu. — Enquanto a você. -Demi se voltou para Joe. — O que esta esperando para mandar ela ralar daqui?
— Vai me mandar ir embora? -Megan disse indignada.
— Rala daqui! -Ele disse sem tirar os olhos de Demi. 

          Em sua postura de "ciumenta" Demetria estava deslumbrante com uma camisa de Joe. — Bom menino. -Ela o beijou na frente de Megan que ficou boquiaberta com tudo. Demi se virou para Megan e a mediu de cima a baixo com cara de nojo. — Você quer se retirar do quarto do "meu" homem, ou quer que eu te tire daqui?
— Não precisa, eu saio. -Megan suspirou e revirou os olhos. — Você ainda vai se arrepender! -Ela apontou o dedo para ele.
— Enfie essa sua ameaça no meu do seu... -Joe puxou Demi pelos braços. — ME LARGA!

— Demi, ela não vale a pena. 
— Demi. -Megan balbuciou.
— Eu mesma! -Joe a soltou e ficou pensativo por um momento. — De que buraco você me conhece, diaba?
— Foi apenas um engano, seu nome é muito comum... -Megan sorriu vitoriosa. — Nos cabarés.
— Eu acho bom você me segurar, me segura Joe... EU VOU QUEBRAR ELA! 
— JÁ PEDI PARA IR EMBORA, PORRA!
— Que gritaria é... -Cher parou estática encarrando Megan. — Você aqui depois de tanto tempo, o que quer com o meu pai? -Megan caminhou em direção a porta e parou em frente a garota. 
— Eu desprezo você, não sei onde estava com a cabeça quando permiti estragar meu corpo por sua causa. -Megan saiu deixando Cher paralisada na porta do quarto. 

— Agora eu quebro ela. -Joe a segurou pelo braço. — Essa mulher precisa de uma lição!
— Ela não precisa disso agora. -Joe sussurrou e Demi assentiu derrotada.
— Essa mulher não merece ser sua mãe. -Demi se aproximou dela. — Não chore, ela não merece suas lágrimas. -Cher a abraçou fortemente enquanto chorava. — Se te serve de consolo querida, eu estragaria meu corpo por você. -Ela soluçou alto. — Esta tudo bem. -Demi beijou seu cabelo. — Você vai ficar bem. -Demi fez um sinal para Joe ir tomar banho.
— Tem certeza? -Ele murmurou com seu tom fraco. 
— Sim, eu cuido dela. -Joe entrou rapidamente no banheiro e por algum motivo Demi ficou preocupada com ele.

Room of Cher - 19h00 p.m

          Cher retirou sua cabeça do colo de Demi e abriu um sorriso fraco. — O que você ainda esta fazendo vestida com a camisa do meu pai?
— Hum.... eu acho que você é esperta o suficiente para entender o que fizemos. 
— Usaram camisinha? -Demi a encarrou com uma careta no rosto. — Sei lá, acho que não estou preparada para uma mistura de vocês dois. Acho que é capaz dessa criança nascer atirando, ou soltando fogo ao invés de gorfo. -Demi riu alto.
— Só você mesmo. -Demi sorriu.

— E então, ele te tratou bem?
— Seu pai é um homem carinhoso.
— Porém não é muito sentimentalista, acredite. -Cher segurou uma das mãos de Demi. — Não sei como ele reage com você, mas ele costuma demonstrar pouco o que sente. Não fique chateada se ele não te der corações e flores.

— Eu não sou mulher de corações e flores. -Cher fez uma careta e Demi deu de ombros. — Quer fazer mais uma pergunta?
— Isso é muito constrangedor, mas... Usaram aquele vibrador?
— CHER! -Demi corou.
— DEMI!
— Você é muito nova e isso eu não vou de dizer. 

— Ah. -Ela emburrou a cara.
— Sério, agora eu preciso ver seu pai.
— Tudo bem, diz para ele que esta tudo bem. Eu realmente não quero me importar com ela e ele deve fazer o mesmo!
— Eu vou pedir dizer isso a ele. -Demi beijou sua testa. — Fique longe dos vibradores. -Cher riu.

--

oi, tudo bem? eu estou cansada e por outro lado animada... como vocês estão? eu sei que sou uma quenga por fazer um capítulo assim, sinto muito :c hoje começou minha correria escolar. triste realidade' enfim, gostaram dessa miniatura? eu gostei, por incrível que pareça... a demi já esta com ciumes com do joe! o próximo capítulo vai ser... muito bom! prometo que ela vai sair melhor, o.k? não me matem outra vez, mas as respostas dos comentários saem apenas no próximo post... até lá fiquem longe dos vibradores! kkkkk
p.s: ainda vou explicar isso no próximo post! kkkk 

22/01/2014

Capítulo 9 + Divulgação Especial


entrem no novo blog da tesuda : - Mirrors. <3 ISSO É UMA ORDEM' kkkk

Alguns Dias Depois
Josh House 14h00 p.m

          Josh coçou a barba mal feita e encarrou o mapa a sua frente. Os pontos vermelhos marcavam a localização dos cassinos que estavam espelhados por Vegas, a maioria de Wilmer. Os pontos azuis marcavam seus inúmeros imoveis, todos estavam vazios. Os pontos verdes marcavam os possíveis locais onde Wilmer poderia estar, desde a denuncia feita por Demi ele havia sumido! — Cadê você seu canalha? -Josh murmurou. Ouve-se então um barulho atrás dele, em questão de segundos Josh estava apontando sua arma para Megan. Ela estava com uma roupa curta e justa, seus braços estavam levantados. — Baby, você me assustou. -Ele colocou a arma sobre a mesa.

— Você não respondeu minhas mensagens, fiquei preocupada. -Ela deu de ombros e se aproximou.
— Não se preocupe comigo, eu sei me cuidar. -Josh sorriu. — Sinto muito por não retornar suas ligações, estou trabalhando muito.
— É sobre aquele tal "Valderrama"? Eu vi uma matéria sobre ele no jornal.
— Sim, esse desgraçado esta tirando minhas noites de sono. Meu chefe esta me fazendo trabalhar muito e não tenho tempo para respirar. -Ele voltou a se sentar.
— E a garota? -Megan se sentou em seu colo com os seios quase que na cara de Josh, ele suspirou.
— Esta segura.
— Por curiosidade, onde seria esse local?
— Gata, se eu contasse você não acreditaria.

— Quem sabe eu até acredito. -Ela lhe deu um selinho rápido.
— Sério, isso é sigiloso. Eu não posso contar, sinto muito.
— Não confia em mim?
— Não é uma questão de confiança e... -O telefone tocou. — Com licença, eu realmente preciso atender. -Megan bufou e saiu. Josh se dirigiu até o celular e atendeu. — Alô.
— Josh?

— Joseph?
— Sou eu cara, tudo bem?
— Estou bem e você?
— Tudo bem, como nossa querida amiga esta se comportando?
— Cara ela é louca!
— Aguente firme. -Josh riu. — E Cher, como reagiu com tudo?
— Ela agiu naturalmente, ela e Demi se dão muito bem.
— Que bom, pelo menos agora ela tem com quem curtir um pouco a vida de adolescente.
— Eu beijei a Demi.
— COMO ASSIM BEIJOU? -Megan franziu o cenho com o berro de Josh e se encostou na cadeira. "Como assim ele já tem outra?"

— Foi um momento de fraqueza.
— Joe, Joe.
— Sério, você sabe que eu ainda gosto muito da Megan. -Josh olhou para a morena e suspirou.
— Você precisa esquece-la.
— O que?
— Ela tem outro.
— Outro quem?
— Eu. -Joseph recebeu uma forte pancada na cabeça e desmaiou. — Joseph??? -Do outro lado da linha era possível ouvir o barulho de um corpo sendo arrastado.


Jonas Farm - 14h15 p.m


          Demi aproveitou que estava a sós com Joseph e resolveu leva-lo para a cama. Depois daquele beijo ela ficou numa situação nada boa e para piorar tudo ela teve de dar um jeito em si mesma. Mas agora seria diferente, ele daria a ela tudo o que ele tinha... Ele iria implorar por ela! Demi o arrastou com certa dificuldade e ergueu seu corpo o jogando na cama. Ela o vendou e em seguida se preparou para seu show colocando um vibrador no criado mudo.


(...)
só interrompendo para avisar que esse conteúdo é realmente muito quente, então você se se quiser! o.k?

          Joseph abriu seus olhos e logo de inicio puxou seus braços. — Pode me explicar que porra é essa?!
— Primeiro, vamos destampar seus olhos. -Disse, jogando a venda no chão. — Segundo, você mexeu com a pessoa errada. -Demi começou a dançar sensualmente, abrindo e fechando as pernas, descendo e subindo. Joe apenas olhava mordendo o lábio e fazendo cara de tesão. — O que acha de eu tirar meu sutiã? -Demi perguntou o olhando. Ela desabotoou o sutiã e jogou em cima de Joe que o aparou com a boca. Demi apertou seus seios com força e esfregando-os, um no outro. — Será que eu devo tirar a calcinha? -Demi pergunta  novamente. — Vem cá, me deixa tirar – Joe respondeu com a voz afetada, Demi por sua vez reprimiu o sorriso triunfante.
       
          Demi foi até a cama e subiu em cima dele com sua intimidade bem próximo ao rosto de Joe. Ele logo tratou de chupa-la enquanto Demi rebolava em seu rosto. Minutos depois Demi já sentia grandes explosões de prazer e gemia loucamente. Não aguentando mais, Demi desceu da cama sobre o olhar atento e safado de Joe. — Eu acho que você está muito vestido, roupa de mais sempre atrapalha. -Demi disse antes de rasgar a camisa de Joe e deslizando-a por seus braços.
— Agora você vai me fazer gozar, desgraçado! -Demi disse, tirando a mão de Joe que estava em seu seio levantando e logo em seguida tirou sua sua calcinha. Demi esfregou a mão de Joe mão por sua virilha e em cima do seu clitóris. Segurou dois dedos e meteu dentro de si, gemendo alto. Demi segurou no peitoral de Joe enquanto seus dedos saiam e entravam dentro dela. — Está gostando? -Ele perguntou. Demi não respondeu apenas gemia alto e olhava dentro dos seus olhos. — Responde! -Joe rosnou. — Quando você me soltar vai saber como é ser fodida. -Mais uma vez ela não respondeu. Seus gemidos aumentavam e Demi gozou em seus dedos. Joe retirou seus dedos dali e colocou dentro da boca de Demi fazendo-a provar seu próprio gosto. — Delícia. -Ela sussurrou.

          Demi segurou o membro de Joe completamente duro e o levou a boca. Chupava bem devagar, saboreando-o todo. — Sei que quer que eu chupe mais rápido. -Ela disse, entre uma lambida e outra. — Não vai rolar. -Joe mexia seu quadril, mas o ritmo de Demi continuava o mesmo. Pegou um vibrador e meteu dentro de si.
— Gosta de me ver me masturbando? -Ela perguntou e logo ficou na posição 69, porém ao lado dele na cama. Ele não poderia a tocar, apenas ver o trabalho do vibrador. Seus gemidos estavam sendo abafados pelo membro de Joe em sua boca. Demi arranhava suas coxas e sentia-o em sua garganta. Joe gemia alto e implorava por mais velocidade. Mas Demi não o obedecia. O vibrador a fez gozar novamente e Demi o colocou na boca, sentindo seu próprio gosto outra vez. Joe gemeu e fechou os olhos. Demi voltou a chupar seu membro com a mesma lentidão. Ela estava o matando. Até que ele gozou. O orgasmo mais sofrido e longo da sua vida. — Puta que pariu. -Ele resmungou.

          Joe segurou seu rosto e a beijou. Mas naquele momento, beijar era o que Demi menos queria. Ela o empurrou na cama e segurou seu membro. O masturbou até senti-lo duro novamente. Sentou em cima dele e o encaixou em sua intimidade.Desceu lentamente, sentindo-o por completo. Colocou as mãos em seu peitoral e começou a movimentar meu quadril. Ele a olhava e mordia os lábios e Demi gemia baixo. Entregou um pequeno vibrador para ele e sem perder tempo, colocou-o em cima do meu clitóris. Demi arranhou forte seu peitoral e começou a cavalgar mais rápido. Seus gemidos eram altos e sua respiração estava acelerada. Ele pressionou o pequeno vibrador em seu clitóris e Demi gozou mais uma vez. — Fica de quatro! - Ele ordenou e Demi obedeceu. Ela mal estava sentindo suas pernas e sua respiração ainda estava descompensada. Ele arreganhou suas pernas e enfiou um vibrador dentro de Demi que gemia alto. Ele enfiou dois dedos em sua boca. — Chupe. -Joe ordenou de novo e Demi obedeceu Joe pegou esses dedos e pressionou-os em seu orifício, enfiando devagar. Demi não gemeu, ela gritou. Ainda estava sentindo os espasmos do seu último orgasmo, tinha um vibrador dentro de Demi e um dedo pressionando seu ânus. Joe tirou o dedo e enviou seu pau. Seus movimentos eram rápidos e com a mão ele movimentava o vibrador. E Demi não podia fazer nada, a não ser gritar. O "prazer "que ela estava sentindo naquele momento era inexplicável. Joe bombava forte por trás, e com as mãos metia o vibrador. Com o segundo orgasmo ainda no corpo, o terceiro veio. Ainda mais intenso e demorado.

          Demi não conseguia respirar se jogou na cama sem conseguir mover seu corpo. Estava acabada. Joe deitou-se ao seu lado e Demi senti seu membro ainda duro encostando-se à sua perna. Ele beijou minha nuca e fez carinho nas minhas costas até a respiração de Demi voltar ao normal e até a mesma sentir seu corpo novamente. Joe a virou na cama, subiu em cima de Demi e começou a beija-la. O beijo era lento o que tornava o momento muito melhor. Era isso o que ela sentia por ele. Joe afastou as pernas de Demi e meteu seu membro na mesma, que entrelaçou suas pernas em sua cintura e ele começou a meter devagar. Demi o sentia por completo. Joe encostou sua testa na de Demi e olhou no fundo dos seus olhos. Seus gemidos baixos se complementavam. Ele segurou o rosto de Demi , fazendo carinho na sua bochecha. As mãos de Demi passavam pela sua nuca e costas. Demi gemia seu nome baixo, pedindo mais. Ele intensificou os movimentos, ainda sem parar de olha-la, e os dois gozaram juntos. Em seguida, ele a beijou. Joe saiu de cima de Demi e deitou-se ao seu lado abraçando-a pela cintura.

 
como eu estou agora... tipo: porra, que calor !

sem duvidas foi um dos hot's mais safados e surubentos que eu já li em toda a minha vida! antes que me perguntem da onde saiu tanta safadeza (66 créditos a Gabi' pq a diva dos hot's é ela. eu sou bem sentimentalista e então não dá para escrever algo ousado. espero que tenham gostado desse hot, acho que é de dar calor em todo mundo!!! kkkkkkkkk agora eu vou ouvir The Pretty Reckless pq estou trabalhando numa fanfic puro drama. bjos gatas'
p.s: respondo os comentários depois, o.k?

21/01/2014

SPOILER: Married To Jonas 2


Nunca foi tão doloroso estar em meu quarto sozinho. Viro-me na cama e abraço seu travesseiro, seu perfume doce invade minhas narinas e doces lembranças passeiam pela minha cabeça. Meu casamento esta ao ponto de chegam ao fim e o único culpado disso tudo sou eu... de novo. Lágrimas escorrem pelo meu rosto, céus... eu odeio chorar! Demetria não esta aqui, ela saiu cedo... fugiu de mim. Ela arrumou o pretexto de visitar Nathan para talvez pensar no nosso possível divorcio. Acredito que não estou sendo precipitado, eu vi com meus próprios olhos ela conversando com um homem desconhecido, um homem que a abraçou e enxugou suas lágrimas. Não acredito que ela foi tocada por outro homem! Meu coração aperta e eu tenho vontade de me atirar de um precipício. Antes que ela saísse hoje de manhã nós brigamos e foi feio... Suas palavras açoitam meu corpo, são chicotadas violentas que arrancam cada vez parte de mim. 

**
"Você não é o homem de alguns anos atrás!"
"Você se tornou o pior dos desconhecidos!"
"Eu queria muito não viajar agora e fingir que nada aconteceu, mas eu estou ferida."
"Eu ainda amo você, mas preciso de tempo."
"Já te disse que preciso pensar, não quero me precipitar tomando uma decisão sem nem pé e cabeça."
"Você tem o meu perdão só não garanto a minha total e completa confiança."
"Até lá você sobrevive, você passou tanto tempo sem se importar comigo que acredito que você se esqueceu de como é ficar sem a sua mulher."
**

Mordo meu lábio inferior e fecho meus olhos respirando fundo.
  Papai. -Charlie me cutucou, virei-me de costas para ele.  Esta chorando papai?
 Não. -Murmurei. 
 Ei, eu também estou com saudades dela. -Charlie voltou ao meu campo de visão e eu respirei fundo... meu choro havia sessado, mais minhas pálpebras ainda estavam pesadas.  Não é saudade, não é mesmo?
 É complicado.
 Eu ouvi vocês brigando. -Me levanto bruscamente e o puxo para meu colo.  Mamãe foi embora? -Ele pergunta num sussurro.
 Em primeiro lugar: Não foi uma briga, foi uma discussão. Em segundo lugar: Sua mãe não vai embora, vamos ficar bem. Eu prometo que vamos ser a mesma família feliz de antes, o.k?
 Papai, você poderia tentar dar corações e flores. -Ele deu de ombros indiferente como aquilo fosse a coisa mais comum do mundo, mas na verdade era isso que faltava... Eu teria de reconquista-la novamente e eu o faria!
Por ela o homem choragasta, mata e enlouquece...
se preparem, viu... quando acabar Unconditionally eles vão voltar kkkkkkkk <3 alguém ai gostou da surpresa? eu só queria que vocês soubessem que eu não esqueci de MTJ 2, o fofinho do charlie apareceu... gente como eu amo esse menino' estava morrendo de saudades dele. voltando... como vcs estão? eu estou bem melhor agora. respostas aqui e aqui'
p.s: o hot sai amanhã, ainda preciso editar alguns detalhes.


Mude essas vozes na sua cabeça, faça elas gostarem de você dessa vez...

20/01/2014

Capítulo 8

     

          Joseph pegou uma toalhinha seca e retirou a compressa de cima da cabeça de Demi que deixou um suspiro escapar enquanto ele secava algumas gotas de água que escorriam por sua testa.  Onde estão as câmeras? Isso só pode ser pegadinha. -Demi riu fraco.
 Qual a graça?
 Você cuidando de mim.
 Quando alguém quase morre por minha causa é minha obrigação cuidar dessa pessoa e essa pessoa no momento é você. -Joe deu de ombros.

 Tudo bem, agora você pode me explicar seus trajes? -Demi elevou uma sobrancelha.
 Esta fazendo um calor infernal aqui dentro. -Ela cogitou levantar-se, mas Joe a repreendeu.  Não, deite-se agora! -Demi revirou os olhos.
 Também não é para tanto.
 Você já tem um parafuso a menos, imagine agora. -Ele riu e pegou uma nova compressa. 
 Eu não tenho parafusos a menos, sou apenas... Original.

 Demetria, poupe-me. -Joe riu.  Agora trate-se de ficar na posição de antes.
 Você é muito mandão.
 Acredite, você ainda não viu nada. -Ele colocou a compressa na cabeça dela e Demi gemeu baixinho.
 Ora, não seja assim tão dramática. 
 É que você apertou com força. -Demi piscou e o olhos nos olhos... Frágil e vulnerável.
 Sinto muito. -Joe se sentou de frente com ela e Demi piscou rapidamente os olhos até desviar a atenção para um móvel qualquer.  Eu sei que sou feio, mas não é para tanto.

 Você não é feio, eu só... -Demi suspirou.  Não acho apropriado ficar olhando para você.
 Desde quando você decide o que é apropriado?
 Você tem uma bela tatuagem. -Demi perguntou de forma nervosa tentando mudar o assunto.  Foi onde você levou o tiro?
 Foi. -Joe respondeu simplesmente. 
 O que significa?
 Lealdade e sedução. -Joe deixou a compressa de lado e segurou o queixo de Demi. Ela ficou imóvel olhando fixamente para ele.  Lealdade ao trabalho.

 E sedução? -Demi perguntou com a respiração pesada. 
 Você entendeu muito bem. -Demi não teve tempo para raciocinar, Joseph já tinha os lábios contra os seus... Quentes, deliciosos e tentadores! Ela deslizou uma de suas mãos para os cabelos dele, macios e sedosos. Uma das mãos de Joe trilhou um caminho um tanto que "ousado" na coxa esquerda de Demetria.
 Oh meu Deus! - Cher arregalou levemente seus olhos e Demi empurrou Joe fazendo-o cair no chão.
 Ai porra... Cher?!

— Boa noite. -Ela acenou aparentemente envergonhada.  Eu sinto muito, vocês não me viram... Eu não estou aqui. -Cher sorriu e saiu.
 Eu sinto muito por te empurrar, você esta bem?
 Sim. -Joe respirou fundo e se colocou de pé.  Eu preciso falar com ela. 
 Acho que sim.
 Isso não deveria ter acontecido, não sei onde estava com a minha cabeça.
 Eu sei muito bem onde sua cabeça estava. -Demi retrucou.

 Vou ignorar seu comentário desnecessário e vou conversar com Cher. -Joe disse encarando-a.
 Pode ir, eu não estou te segurando!
 Eu já disse que sinto muito.
 De que me serve seu "sinto muito"?! Já aconteceu! -Demi se levantou e marchou até o banheiro batendo a porta. Puto!

Room Of Cher

          Joe bateu três vezes na porta e passou uma das mãos pelos cabelos.  Posso entrar? -Ele disse com o ouvido colado na porta.
 Entra. -Joseph abriu a porta do quarto e fechou se encostando-se nela.
 Você é bem mais rápido do que eu pensei que fosse. -Cher riu.  Vai, quero saber de tudo!
 De tudo o que?
 Sobre você e ela.
 Cher, nos não estamos juntos.

 Pai, eu vi vocês no maior amasso. -Ela riu.  Se eu não tivesse chegado... Aposto que vocês teriam feito outra coisa.
 Eu não estou gostando nada desse seu jeito Srta. Jonas.
 E eu não estou gostando nada desse seu jeito... Estranho. Poxa, se você gosta dela pode me dizer.
 Ela chegou aqui a um par de dias.
 Esta tentando se esclarecer comigo, ou consigo mesmo?
 Pare com isso, você sabe que eu ainda amo sua mãe.
 Eu não quero falar sobre ela... você pode ama-la, mas ela não te ama. -Cher disse tristemente.  Nos nunca vamos voltar ao que era antes, mesmo que você, ou eu tenha um raio de esperança.

 Acha mesmo?
 Eu tenho certeza e também... Não quero que ela parta seu coração.
 Desde quando você se preocupa comigo?
 Desde sempre, bobão. -Ela o abraçou pela cintura.  Você pode até brigar com ela, mas eu juro que senti uma energia muito boa entre vocês dois. Algo muito bom mesmo! -Cher sorriu.  Outra coisa, desde quando você se preocuparia com alguém que praticamente odeia? Você sentiu algo, não sentiu?

 Pode ser que eu tenha sentindo algo, mas você não compreenderia... É coisa de homem.
 FICOU EXCITADO?! -Cher exclamou em alto e bom som, em seguida ela caiu na gargalhada se jogando na cama.  Céus, homens são tão patéticos.
 Desde quando você sabe o que é estar "excitado"?!
 Pai, eu tenho 16 anos.
 Cher...

 Pai, eu sou virgem se é isso o que você quer saber. -Ela deu de ombros.  Nas aulas de biologia a gente aprende sobre essas coisas.
 Ótimo e respondendo a sua pergunta... Eu NÃO fiquei excitado!
 Ficou sim.
 Não fiquei não!
 Ficou sim!
 Eu já disse que fiquei excitado... Droga!
 Te peguei! -Cher comemorou.  Pois bem, se você ficou excitado... Eu acredito que ela tenha ficado também.
 Isso é besteira.

 
meu cup cake :c
joe ousado! se preparem... ele vai pagar muito caro por isso' muahahahaha a demi vai fazer ele comer o pão que o diabo amassou só que de um jeito nada convencional (66 kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk oi, oi como vcs estão? eu estou melhor e não sei se esse capítulo ficou muito bom... até pq eu acabei de escreve-lo. mas a Cher é muito espertinha LOL' respostas aqui e aqui. divulgando: Lonely Girl. ate mais xx