Eu nunca pensei que esse dia fosse chegar, mas ele chegou e sinto que preciso fazer isso. Não foi uma decisão fácil, fiquei tentando adiar o máximo possível, mas infelizmente não consegui. Começo pedindo desculpas por fazer isso sem aviso prévio, não era minha intenção, mas simplesmente não consigo! O bloqueio não vai embora e não é um bloqueio qualquer, estou passando por alguns problemas e estou em conflito comigo mesma. Sou uma garota de 19 anos e não faço ideia do que fazer da minha vida, nada acontece e por mais que eu tente, sempre acaba do mesmo jeito. No meio disso tudo surgem as cobranças das pessoas e por mais que elas tentem disfarçar, estão dizendo: "Garota, faça alguma coisa da sua vida!" Eu também me cobro, estou cansada de sentir como se estivesse fadada ao fracasso. Cansada de pensar na minha vida e sentir que tudo é uma grande conspiração para que eu quebre minha cara de novo e de novo. Cansada de decepcionar as pessoas! Eu não posso e nem quero decepcionar ninguém, por isso estou me afastando. Não quero que pensem que não me importo, eu me importo, mas não estou conseguindo escrever e eu amo fazer isso, amo mais do que qualquer outra coisa no mundo! Não quero fazer nada de qualquer jeito, nada menos do que perfeito, vocês merecem algo realmente bom. Quero que saibam que não é um hiatus permanente, vou tirar esse tempinho para estudar e correr atrás de algo para o futuro. Voltarei assim que for capaz de escrever algo novamente, quando sentir que esse fardo está menos pesado e... Acho que é isso, me desejem sorte! Amo muito vocês e arrisco dizer que já sinto saudade. Com amor, Jéssie.

30/05/2014

Capítulo 1

hey! antes de vcs lerem SEFV2 vale a pena conferir o blog da alice: The Godfather <3 sigam e persigam. 
boa leitura.


          Demi deu mais alguns pulinhos em cima do disco e em seguida subiu as escadas resmungando. Beatrice subiu logo atrás a fim de saber o motivo de toda aquela confusão. Nem foi preciso ter o trabalho de perguntar, sua mãe logo começou a falar sem parar.  Eu passei um ano planejando essa viagem para a Itália, mas não... Esse egoísta disse que não pode ir  e tudo por causa da agência!
 Ele havia comentado comigo.  Bea sussurrou. 
 Caralho, nossas primeiras férias em 15 anos... sabe?

do outro lado da cidade...

          Kevin balançou a cabeça de forma negativa e riu assim que Joseph abriu sua mala. 
 Olha só a mala que aquela desgraçada fez.  Ele exibiu algumas gravatas.  Faz mais de 15 anos que eu não uso gravata!  Resmungou ele fazendo Kevin cair novamente na gargalhada.
 Pelo menos ela não polpou as meias.  Zoou.  Pois bem, tudo aqui é do meu filho.  Olhou o quarto em volta e sorriu consigo mesmo.  Tem edredom, travesseiros... tudo limpinho. Essa televisão tem SKY é só colocar para gravar... você manda, cara. 

...

          Joseph contou toda a discussão que teve com a esposa e agora esperava a opinião do amigo. Kevin respirou fundo, encheu novamente seu copo com cerveja e riu baixinho.  Quebrar o disco dos Beatles foi golpe baixo, mas você não aprontou nada?  Joe negou.  Será que você parou de brincar de casinha com a Demetria para ir brincar de pique com a vizinha? 
 Deixa de besteira.  Ele bebericou um copo d' água.  Não estou dando conta nem de uma mulher, quem dirá de duas!
 Meu Deus, Joseph Jonas... você ouviu o que acabou de dizer?! Você acabou de admitir que não dá conta dela, como quer que ela reaja? Mancada sua, cara.

 DE QUE LADO VOCÊ VAI FICAR, HEIN?!  Joe bufou.
 Estou do lado de uma divisão justa, claro. Poxa, ela já cuida da casa, filha e tudo mais... O que você deveria fazer é cuidar dela, dar amor.  Kevin coçou a barba.  Se você não cuidar... outro pode fazer isso.
 Ela não seria capaz.  Ele riu.
 Joe, você é mesmo muito idiota! A maioria das clientes que eu atendo em particular são mulheres casadas, carentes que procuram carinho' já que seus maridos estão muito ocupados para dar isso...  Kevin morde o lábio inferior.  Procuram o papai aqui. 
 Espera ai... Demetria não é assim... É A DEMI, POW! 

de madrugada...

          Demi sobressaltou na cama, colocou a mão sob seu peito e sentiu seu coração bater de forma frenética. Aquele pesadelo fora horrível e ela não podia se imaginar novamente trocando de corpo com seu marido! Assustada, ela pegou o celular e discou rapidamente para ele. Joseph demorou um pouco para atender.  Quié?  A voz dele soou fraca... ele obviamente estava dormindo.
 Eu não acredito que depois de tudo isso você ainda conseguiu dormir!  Ela disse balançando a cabeça decepcionada.  Você não sofreu nada? Nenhum pouquinho?

 Espere um pouco, o que você fazia acordada? Estava com o seu amante?! 
 Como? Você só pode estar maluco!
 Confessa, você tem um amante. 
 Pelo amor de Deus! Joseph, eu tive um pesadelo horrível. 
 Que bom, você e seu amante eram enforcados pelos Beatles!  Joe bufou.
 Não brinca, eu sonhei que trocávamos de corpo novamente.  Demi passou uma das mãos pelos cabelos.

 Meu Deus, eu prefiro o pesadelo do enforcamento.
 Não brinca com isso, por favor. Já estou assustada o suficiente por nós dois!
 Demetria, veja bem... um raio não cai duas vezes no mesmo lugar.
 Espero que você esteja certo.  Ambos suspiraram.  Onde você esta?  Ela perguntou num sussurro e em seguida mordeu seu lábio. 
 Com Gilese Bundchen Ele disse ironicamente.  Bons pesadelos para você.  Joe desligou o telefone e voltou a dormir.
 Babaca!  Demi resmungou e deitou-se novamente fechando seus olhos.  


respostas


27/05/2014

Prólogo


          Beatrice vira-se para Logan e acaricia sua bochecha com o polegar.  Logan, você tem certeza de que quer esse filho?
 É o que eu mais quero.  Ele sorriu.  Se ele for um pouquinho parecido com você, eu...  Bea o interrompeu.

 Meu pai vai me matar!
 Calma, eu falo com ele.
 Ele vai dizer que somos dois irresponsáveis.
 Ele vai ter que entender, eu vou com você e podemos contar juntos.
 Não, não posso te apresentar para ele agora.
 Se ele encostar em você... eu vou...  Ela o interrompeu novamente.
 Amor, pode deixar que eu conto sozinha.  Logan balançou a cabeça.  Eu prometo que vai ficar tudo bem, o.k?

(...)

          Joseph assistiu sua mala descer rolando pela escada e ficou puto!
 COISA RIDÍCULA, DEMETRIA! TÁ FICANDO GAGA?!  Demi desceu as escadas rapidamente pronta para o combate.
 Então, você deveria dar graças a Deus por se livrar de uma gaga... Ridícula!

          Beatrice entrou em casa e ficou assustada com os gritos. Seguindo os mesmos ela encontrou seus pais em pé de guerra na sala.  Gente, o que esta acontecendo aqui?
 Filha agora não é uma boa hora, vai pro seu quarto!  Demi encarrou a filha e apontou para as escadas.
 Não dá, eu preciso ter uma conversa com vocês.  Ela disse encarrando os dois.
 Bea, melhor você ir.  Joe respirou fundo.  PODE SER TRAUMÁTICO VER A PRÓPRIA MÃE NESSE ESTADO DE LOUCURA!

 Filha, quer saber? Agora você não vai precisar ficar traumatizada por ter um pai ausente. Pois, agora ele vai ser ausente em CARÁTER OFICIAL!  Demi abriu a porta.
 Vocês não podem se separar agora!  Beatrice se desesperou.
 Filha, ninguém vai se separar. Nós estamos apenas discutindo a relação e isso pode fugir do controle.  Ele se sentou e cruzou as pernas.
 DEIXA DE SER SÍNICO, JOSEPH! SE TEM UMA COISA QUE VOCÊ NÃO SABE NESSE MUNDO É DISCUTIR A NOSSA RELAÇÃO!  Demi cuspiu suas palavras.  Quem sabe agora estando sozinho você aprenda.

 Eu não posso ir embora com essa malinha que você fez!  Ele cruzou os braços.
 Está sentindo falta de algo pessoal?  Demi marchou até a estante da sala e começou a procurar.
 Pai, por favor.
 Calma.  Joe tranquilizou a filha.

 Quem sabe esse álbum aqui que você gosta tanto.  Demi ergueu o álbum favorito de Joseph e sorriu de forma maligna.
 Demetria, não... este é o Álbum Branco dos Beatles Ela bateu o álbum no joelho quebrando o vinil!
Demi o jogou no chão e o pisoteou rindo histericamente.

 LOUCA, VOCÊ É LOUCA!  Joe cerou os punhos.  ISSO SÓ PODE SER MENOPAUSA... MENOPAUSA!  Ele saiu marchando arrastando a mala.
 MENOPAUSA TEM SUA AVÓ, SUA MÃE!
 Meu Deus, eu não acredito nisso.  Beatrice se sentou na escada e passou uma das mãos pelos cabelos.


desculpem a demora, estou muito ocupada :( 
espero que tenham gostado' bjos

23/05/2014

Se Eu Fosse Você 2 - Personagens


Demetria Jonas
36 anos


Joseph Jonas 
43 anos


Beatrice Jonas
18 anos 


Logan Lerman
20 anos


Kevin Williams
42 anos

** 

sem muito tempo aqui, desculpem a demora... estou cheia de trabalhos para fazer' :(
respostas aqui | aqui | aqui tbm| aqui | aqui aqui | UFFA!
espero que tenham gostado dos personagens, sei que ficou meio sem graça já que não descrevi nada...
mas eu prometo que vocês vão gostar deles' <3 bjos'

20/05/2014

Sinopse - Se Eu Fosse Você 2

dou jujuba, pizza, chocolate e coca-cola para quem adivinhar o que aconteceu com as cenas cortadas de MTJ2' :(  sim, sim... foram deletadas e para completar estou gripada.  

inspirada em: Love On Top

          O casal Joseph e Demetria volta a viver uma troca de papéis. Depois de alguns anos da primeira troca, os conflitos constantes voltam a prejudicar a relação e o casal resolve se separar. Para tornar a situação ainda mais complicada, eles descobrem que a filha, Bea, agora com 18 anos, está grávida e vai se casar. Quando decidem formalizar a separação, o destino intervém na situação e, pela segunda vez, trocam de corpo. Familiarizados com a situação, decidem sumir durante quatro dias — tempo que durou o fenômeno da última vez. Porém, a tentativa não dá certo. Quando chega o quarto dia, eles continuam com as personalidades trocadas. Então, Joe e Demi entram em desespero e começam a buscar o motivo que não favoreceu a destroca. Tentam repetir algo que resolveu a outra ocasião, o que também não funciona, e acaba engravidando Demetria (ainda com a mente de Joseph). Contrariados, os pais precisam continuar juntos, um no corpo do outro, para poderem organizar a festa de casamento da filha e, assim, viverem várias confusões com o genro, os ricos sogros e os amigos dos noivos.


Escrito por: Daniel Filho - Readaptação por: Jéssie

**

pois é... eu estou pretérita! eu tenho uma sorte filha da puta, não é mesmo? vou fazer a egípcia aqui! olá meus anjos lindos, divos e maravilhosos' tudo bem com vocês? por incrivel que pareça eu estou bem. genteneeeeeeeeey, essa shortfic vai ser o poder. alguém ai gostou? vou tentar postar a apresentação dos personagens amanhã e vou logo dizendo que vocês vão amar... só tem gente gostosa! <3 
prometo que no próximo post vai estar todas as respostas dos comentários, o.k? eu meio que estou sem tempo pra nada' :(
 

18/05/2014

Epílogo

 

A casa esta silenciosa, todos com exceção de Harper estão dormindo. Minha pequena princesa esta desenhando em alguns papéis jogados no chão no escritório e eu... bem, eu estou lhe escrevendo uma carta. Isso não estava nos meus planos, mas depois que ouvir misteriosamente sua musica tocando pela minha casa' achei que talvez você estivesse me cobrando uma resposta. Acho que devo começar dizendo que eu não te odeio, juro que tentei odiar... na verdade o que eu sentia era raiva. Eu quis você por perto, precisei de você e você não estava lá. Esse vazio esteve dentro de mim durante muitos anos, sabe? Mas quando li sua carta... Fiquei realmente muito surpreso e um pouco confuso, mas depois de muito refletir acabei entendendo e aprendendo. Aprendi que, apesar de ser fácil magoar quem amamos, é bem difícil fechar essas feridas. Você teve medo de tentar curar minha mãe e talvez a mim e acabar nos machucando mais, não é mesmo? Creio eu que sim e então você achou mais fácil fugir. Não o condeno, pois passei por uma situação parecida e sei como é perder alguém que ama. Eu perdi minha esposa durante quase um ano e foi muito difícil reconquista-la... mais difícil ainda foi achar o que faltava e foi de volta para casa (Boone Creek) que descobri. Três palavras, apenas isso. Quando li seu "eu te amo" escrito me lembrei dos bons momentos que tivemos e foi como uma libertação, acho que foi exatamente naquele momento que eu lhe perdoei por tudo... sabia exatamente como era se sentir daquele jeito e desde então me esforço todos dias para que minha esposa saiba o quanto eu a amo. Outra coisa, fico feliz que tenha estado presente em alguns momentos importantes da minha vida... principalmente no meu casamento. Ah, como eu gostaria que você tivesse conhecido Demetria... você ia gostar muito dela. Mas, creio que de onde você esta pode ver a família maravilhosa que tenho e que também pertence a você. Conto minhas boas lembranças a meus filhos para que eles saibam que tiveram um avô musico incrível que lutou por seu sonho... Não sou bom com as palavras, mas acho que dá pra entender bem. Eu amo você, pai' não se esqueça disso pro resto da eternidade.
Com amor, Joseph Jonas... seu pequeno.

**

hoy' tudo bem com vocês? eu estou bem. sobre esse epilogo...
não ficou lá aquela maravilha :( sei que pulei muita coisa, mil desculpas. mas prometo colocar aqui algumas cenas cortadas... afinal, faltou muita coisa... tipo a demi grávida <3 
vocês vão gostar das cenas cortadas' se não me falhe a memória tem até um hot *_*  you hand me at HOLA HOLA! 
 beijooooooooooooooos'

13/05/2014

Capítulo 37

obrigado pelo hot gabiiiiiii <3


          Joe avançou nos lábios de Demi, pegou em suas coxas e a puxou para seu colo. Ela partiu o beijo indo até o pescoço, chupando-o fortemente enquanto ele apertava forte sua coxa incentivando-a. Sem pressa, Demi colocou suas mãos no peito de Joe e deslizou-as para cima sob o paletó até alcançar seus ombros. Quando os atingiu, ela fez o caminho inverso descendo por seus braços e puxando o terno junto.
Ele mesmo se desfez dele, enquanto Demi mordia e puxava lentamente seu lábio inferior, provocando-o, e o puxando pelo cós da calça em sua direção fazendo o membro dele roçar sua intimidade. Assim que o paletó caiu no chão, ele a segurou pela cintura e Demi levou suas mãos até a camisa dele desabotoando alguns botões por ali. Ele sorriu e simplesmente puxou o tecido em direção opostas, fazendo com que os botões ainda fechados pulassem e caíssem no chão. Demi sorriu de leve ao notar a pressa dele e o ajudou a tirar a camisa que logo se juntou ao paletó que estava no chão.  Uau, forte.  Ela suspirou.
 Trabalhei nisso pra você, querida.  Joe bateu num dos muques, piscou e sorriu para a esposa. Em seguida ele puxou o vestido de Demi para cima, beijando cada parte descoberta de seu corpo e soltava alguns grunhidos conforme o desejo parecia multiplicar-se.

          Joe carregou Demi que já estava sem o vestido e abriu o fecho do sutiã sem nenhuma dificuldade. Joe abocanhou os seios de Demi, chupando-os como se fosse um bebê, enquanto apertava o outro, fazendo a mesma se contorcer de prazer. Rapidamente Demi desabotoou a calça de Joe e a puxou para baixo junto com a boxer. Ela usou suas mãos para satisfaze-lo, Joe apenas gemia fraco. Ele tirou suas mãos e boca do seio de Demi, levando-as até a cabeça dela, empurrando-a para baixo. Ela entendeu o recado e ajustou sua cabeça na altura do membro dele, e começou a chupa-lo, masturbando a parte que não cabia em sua boca com a mãos direita enquanto sua mão esquerda massageava os testículos dele. Demi o jogou na cama, pegou um preservativo o abrindo com a boca e o encaixou no membro dele que já ia descendo a calcinha dela logo em seguida a virou ficando por cima.

           Joe a penetrou forte fazendo Demi agarrar seus cabelos com força, gemendo alto. Ele investia com tanta força que a cama rangeu baixo, mas nenhum dos dois prestou atenção nisso e sim no prazer que sentiam. Demi arranhava suas costas, ombros, braços, com os lábios entreabertos e soltando gemidos altos, ele entrava e saia. Buscando apoio, Demi segurou na cabeceira da cama e no ombro de Joe. A cama continuava rangendo e batia com força na parede! Ela ficou sentada de uma forma estranha enquanto ele metia com muito força. Joe a segurou pela cintura e parou os movimentos, apenas para empurrar a cintura dela para seu membro. Ele rebolava dentro dela, saia e jogava minha cintura em seu quadril. Demi o ajudando, rebolava rápido e ele logo voltou a se mexer.

          Sem conseguir se controlar, Demi levou sua perna para o ombro de Joe, fazendo ele entrar mais fundo e seus testículos baterem no clítoris dela que gemeu de dor. Joe levou a outra perna de Demi para seu ombro, tratando de deixa-la ainda mais aperta. Ele saiu e depois voltou com uma força que Demi nunca tinha visto antes. Mas ela gostou e logo pediu mais... Ele repetiu o ato várias vezes até que finalmente chegaram ao clímax. Joe beijou a testa da esposa e em seguida saiu de dentro dela.

          Demi ajeitou-se na cama e cobriu-se com lençóis. Depois de breves segundos no banheiro ele saiu e se deitou ao lado dela. -Foi tão ruim assim? -Brincou ele. Demi imediatamente se virou para ele com os olhos arregalados.
 Foi incrivel, amor.  Ela sorriu um pouco envergonhada e Joe arqueou uma das sobrancelhas.  Para de me olhar assim!  Ele riu.
 Você é tão linda.  Joe a beijou.

 Eu estava um pouco nervosa, fiquei com medo de não saber o que fazer com você.
 Você sempre sabe o que faz comigo, não é mesmo? Boca esperta!
 JOSEPH!  Demi o estapeou rindo.  Para de dizer essas coisas pra mim, que droga!
 Tudo bem, olhe pra mim.  Ela olhou para Joe.
 Eu também fiquei nervoso e fiquei sem saber o que fazia primeiro... Simplesmente queria cair de boca!
 Joe, você não esta sendo nenhum pouco românico.  Eles riram.  Senti saudades desse seu lado' é engraçado, você me faz tão bem.  Demi o abraçou sorrindo.

  Oh, querida... Eu senti falta desse seu corpo, mesmo.  Joe sussurrou e Demi o estapeou novamente.  Brincadeira, eu nunca fiquei tão desesperado para toca-la. Mas sinto que isso foi preciso... acho que eu precisava aprender a valorizar mais o que eu tinha em casa, entende?
 Eu não quero chorar agora' então, por favor...
 Eu te amo, amo mais do que a mim mesmo.  Uma lágrimas rolou pela bochecha de Demi.
 Que droga, eu também te amo.  Ela sorriu e Joe a beijou em seguida.  

 

O MOMENTO MAIS ESPERADO EVEEEEEEEEEER'
#partiu #escola 

10/05/2014

Capítulo 36


Houve um imprevisto e Nicholas não pode ir jantar. Então, Joseph pode finalmente se dedicar a ultima coisa que restava para sua surpresa ficar pronta. 

Alguns Dias Depois

          Carros estacionados na rua e pessoas vestidas com trajes elegantes. Hoje, o grande dia! 
Demi andava de um lado para o outro com o celular na mão esperando algum sinal de Joe. Ele disse tanto sobre o dia especial deles e nem ligara para desejar "Feliz Aniversário". Subindo as escadas ela adentrou em seu quarto e fechou a porta. Ela precisava estar pronta, daqui uma hora seu filho estaria se casando e ele precisava dela inteira até lá. Demi acendeu a luz e viu uma caixa grande em cima da cama. "Não me lembrava de ser algo tão grande."  pensou ela. Abrindo a caixa ela se deparou com o vestido de casamento que ela escolherá para Ariana. "Quarto errado."  pensou ela novamente. Havia mais alguma coisa ali, um bilhete. 
Certo dia eu lhe fiz uma promessa nos degraus em frente ao cartório e, como seu marido há 25 anos, está na hora de enfim fazer outra: a partir de agora, vou me tornar o homem sempre deveria ter sido. Serei mais romântico e aproveitarei ao máximo o tempo que ainda temos juntos. Em cada um desses preciosos momentos, espero conseguir fazer ou dizer algo que a faça entender que eu jamais poderia ter amado qualquer outra mulher como amo você. 
Com todo o amor do Mundo, 
Joseph
          Demi tentou segurar suas lágrimas, mas foi em vão. Ariana entrou no quarto vestindo um lindo vestido azul claro de madrinha e sorriu para ela.  Eu vou me casar com Nathan, mas não hoje... esse momento é de vocês. Desculpe-me por todo aquele estresse, tinha de sair tudo a seu gosto.  Demi assentiu e caminhou até ela abraçando-a fortemente. 
 Esta tudo bem.  Foi tudo o que ela conseguiu dizer. 
 Agora você deve parar de chorar' a maquiadora chegou e você precisa se vestir... eu vim te ajudar.
 Espere um pouco, eu já volto.  Demi abriu a porta, olhou para os dois lados e foi na direção de Wilmer que estava em pé numa determinada porta.
 Mon Cher, o que você faz aqui?  Ele sorriu de forma nervosa.  Você deveria estar se arrumando. 
 Sai da minha frente, Wilmer!  Demi o empurrou de lado e abriu a porta.
       
          Joe estava ajeitando a gravata em frente ao espelho quando ela entrou. Ele respirou fundo, se virou e sorriu.  Feliz aniversário de casamento Ele chorou um pouco e em seguida foi abraça-lo.  Você merece, querida.  Joe beijou sua testa e sorriu novamente.  Não chore, o.k? Agora vá se arrumar, temos muito pela frente.  Ele disse de forma delicada.
 Mas... espere...
 Certa vez você disse que se casaria novamente comigo e bem... Eu prometo contar tudo depois, mas não podemos nos ver antes de tudo' se lembra?
 Joe...
 Vamos nos encontrar daqui a pouco, o.k? Vai dar tudo certo.  Joe beijou sua mão e Demi saiu do quarto ainda sim surpresa.


Joseph*

          O casamento foi exatamente como eu esperava...
Vou sempre me lembrar de como minhas mãos começaram a tremer quando ouvi os primeiro acordes da marcha nupcial e de como Demi estava radiante ao ser conduzida por Nathan. Com o véu diante do rosto, ela era uma noiva linda e parecia muito jovem. Segurando delicadamente o buquê de rosas, ela parecia deslizar no caminho até o altar. Ao seu lado, Nathan exibia um prazer evidente e era o retrato de um filho orgulhoso. 
          Nicholas iniciou a cerimônia com uma prece de agradecimento. Depois de nos pedir que ficássemos um de frente para o outro, falou de amor e de renovação, e do esforço que isso exigia. Demi passou o tempo todo apertando minha mão com força, sem tirar seus olhos brilhantes de mim. 
          Quando chegou o momento, assistimos a entrada das alianças' ambos sorridentes. Charlie e Sophie as trouxeram até nós. Renovamos nossos votos feitos tanto tempo antes e pusemos as alianças um do outro. Na hora de finalmente beijar a noiva, eu o fiz ao som de vivas, assovios e palmas e debaixo de uma chuva de flashes. 

*

          A festa se estendeu até meia noite. Todos adoraram a comida e principalmente a musica. Cada um dos colaboradores fez um brinde - e Joe fez o seu, agradecendo a todos o que tinham feito para a realização da cerimonia. Demi não parava de sorrir. 
          Depois do jantar, eles afastaram as mesas e Demi e Joe passaram horas dançando. Quando por fim se casaram, eles caminharam de mãos dadas até o lago que ficava em frente a casa. Eles se sentaram e colocaram seus pés na água.  Que dia.  Ela sorriu. 
 Surpresa?
 Muito, eu ainda não consigo acreditar que você fez isso.  Joe riu.
 Eu disse que estava prepararia algo especial para você e assim eu fiz.

 Estava aqui me perguntando: E se alguém tivesse deixado escapar?
 Eu daria um jeito, sempre dou.
 Convencido!  Demi o empurrou levemente e sorriu.  Estou orgulhosa, sabia?
 Que bom, era isso que eu queria.  Ela o abraçou.

 Eu sei que já disse isso, mais não custa dizer outra vez... Eu amo você.
 Também te amo, minha querida.  Joe a beijou apaixonadamente.
 Podemos ir pro quarto agora?  Demi mordeu levemente o lábio inferior dele e o puxou com os dentes.
 Como você quiser.

capítulo aprovado por: miley cyrus <3 


desculpem a demora, como disse estava tentando escrever esse capítulo' tudo bem com vcs? eu estou bem e devo dizer que esse capítulo ficou ótimo... pelo menos foi o que eu achei' ainda estou com bloqueio e isso explica o tamanho e a demora. ainda não tive tempo de responder os comentários pq estou atolada de trabalhos para fazer :( #sorry. agora eu preciso ir, tenho compromisso... espero que tenham gostado, acho que o hot sai amanhã hein :) bjooooooos'

história original de: Nicholas Sparks

06/05/2014

Agradecimentos + Spoiler'

oi, tudo bem pessoal? eu estou melhor e decidi vim aqui primeiramente para agradecer os comentários do post passado. eu escrevi aquilo de madrugada e confesso que estava aflita' mas vocês me acalmaram... outra coisa tbm vocês me fizeram chorar, sabiam disso? fiquei emocionada com cada palavra que vocês me disseram  e... eu amo vocês, amo muito' obrigado de coração, foi muito importante. com tempo responderei cada comentário que esta lá, o.k? hoje eu preparei uma coisinha diferente :) estou com bloqueio e não consegui escrever o capítulo completo de MTJ me desculpem... esse spoiler é só um rabisco, mas eu espero de verdade que vocês gostem.  ah e não esqueçam de ler as notas finais, são importantes u.u



"Minha vida tem lá seus altos e baixos, mas eu sempre procuro pela luz de alguma maneira. Sou meio perturbado pelo passado, acho que não consegui me perdoar... eu definitivamente não consegui me perdoar. Dizem que o amor costuma curar tudo, mas no meu caso ele só piorou tudo."

"Qual o motivo de você não conseguir se perdoar?"

"Eu matei uma pessoa."

"Como é?"

"Foi um acidente, eu juro. "

"Tudo bem, não..."

"Matei meu agressor, eu meio que sofri uma tortura... tenho marcas por todo meu abdômen, peito... é algo muito feio e eu não gosto de ser tocado por este motivo. É um tipo de trauma e eu... não quero mais falar sobre isso. - Demi apenas assentiu para ele -  Conheci Iggy numa festa, foi amor a primeira vista e eu mergulhei fundo nessa coisa que chamam de paixão. No final de tudo acabei com a conta bancaria zerada, um par de chifres e o coração partido' aquela mulher conseguiu destruir todo o amor que eu sentia por ela, nem sei mais o que tem de bom no amor."

"Ter alguém que se preocupe de verdade, que se importe... sabe? Alguém que te ama pelo que você é, não pelo que tem... nada de aparência, algo verdadeiro... alguém que te aconselhe, console, de colo, carinho' existe uma lista infinita. Os mais simples são os que mais me surpreendem."

"Você é uma mulher incrível."

"Obrigado."

"Sabe, eu acho que estou gostando de alguém."

Demi ajeita os óculos, cruza as pernas e abandona os papeis de lado. 

"Isso é algo incrível, como ela é?"

"Não importa como ela é, eu só - Joe suspira - não sei o que fazer. Sei que pareço um gay agora, mas estou com medo' pior... DESESPERADO. "

"Você se decepcionou uma vez é natural que se sinta inseguro com a possibilidade de se relacionar novamente, mas peço a você que não tenha medo de estar gostando de alguém. Isso é muito bom, o homem não foi feito para ficar só."

"Não sei o que fazer."

"Você deveria chama-la para sair."

"Eu não sei, acho que não faço o tipo dela... ela é romântica. Você sairia comigo?"

"E-Eu? Bem, eu acho que sim... você me parece um cara legal." 
Demi sorri.

♪ ♫ ♩ ♬

"Parece que nosso tempo acabou por hoje, você volta semana que vem?"

"Sim, eu volto."
Joe se levanta e Demi o acompanha até a porta. 

"Pense no que eu te disse, saia com alguém' vai lhe fazer bem."

"Eu vou pensar, obrigado por me ouvir... você parece que é a única que entende. "
Joe sorri e Demi fica corada.

"Não precisa agradecer, fico feliz em ajuda-lo."
Eles se despedem com um breve aperto de mãos e Joe sai da sala. 

Demi fecha a porta e se apóia sobre a mesma respirando profundamente. Ela se assusta com batidas repentinas na porta e quando abre lá esta Joseph. Ele tem as mãos nos bolsos e um sorriso fraco nos lábios.

"Esqueceu alguma coisa?"

"Até eu criar coragem... você não gostaria de jantar hoje comigo?"

"Joe, eu não costumo sair com meus pacientes."

"Eu não sou seu paciente, sou seu amigo' se esqueceu? Até ajudei você a comprar lingerie."
Demi corou.

"Eu pensei que você era gay, foi muito cafajeste da sua parte!"

"Por favor, aceita? Podemos nos divertir. "

"Tudo bem, eu aceito."

"Ótimo, hoje a noite... 20h00?"

"Perfeito."

"Vejo você hoje a noite, então... até logo."

"Até logo."
Demi acena para Joe e o observa partir.

--

não sei se ficou muito bom, mas já deu para sentir o que vem por ai? Iggy *-* apesar dela ser a ex-mulher do joe que vai causar um pouco nessa fanfic... eu gosto muito dela. a demi nesse spoiler esta exercendo o papel de psicologa e eles conversaram um pouco' digamos que essa foi a primeira consulta dele com "demi a  psicologa" mas ele já conhecia demi de um lugar e eles ficaram amigos. entenderam? outra coisa nem me perguntem pra que a demetria estava comprando lingerie! kkkkkkkkk sério, ainda não seu pra que u.u espero que tenham gostado, agora eu vou indo... bjos'

pode ser que até lá, algo tenha mudado... como eu disse lá em cima é um rabisco ;)

 

04/05/2014

Garota de coração partido

Estou tipo "foda-se" se tem gente aqui que vai ler essa porra e rir, mas tudo bem. Posso conviver com isso'
Oi, tudo bem? Eu não vou mentir, não me sinto 100% bem. Ontem eu fiquei trancada no banheiro da minha casa chorando, não sei ao certo quanto tempo fiquei lá. Depois na hora de dormir voltou tudo de novo e eu estava chorando silenciosamente olhando para a parede' então, alguém me chamou e eu tive de fazer a pose de "eu to bem", "aquela fungada que eu dei... bem, eu estou com nariz entupido", "acho que estou ficando gripada" . Não sei, juro que não sei porque diabos as lembranças do meu passado ficam me  atormentando e colocando um monte de besteiras na minha cabeça. Uma das ultimas vezes que eu ouvi aquela voz bem lá no fundo da minha cabeça (2013) eu fiz um pequeno corte' não interessa aonde, mas eu fiz e depois de um tempo eu me senti muito culpada por isso e fiquei mal o resto da semana. Eu só tenho medo de ser fraca, eu não quero isso de novo pra mim... ontem eu me recordei de uma lembrança ruim e imediatamente olhei pro meu pulso esquerdo, ele esta em perfeitas condições... essa pessoa que estava na lembrança me magoou profundamente e eu o amava, foi dificil pra mim aceitar a ideia de que meu amigo me odiava e isso me fez querer, entendem o que eu quero dizer? Na época foi a primeira vez que o pensamento de machucar a mim mesma passou pela minha cabeça. Eu vejo tanta gente normal a minha volta, pessoas que tem alguém' estou dizendo isso no sentido de ter uma pessoa especial e eu não pareço especial pra ninguém. Eu tenho uma familía que me ama, amigos verdadeiros ( sim, demorou' mas eu finalmente achei) mas eu me sinto vazia, entendem? Parece que uma das minhas feridas se abriu novamente e eu estou sangrando aqui dentro. Ontem eu postei inumeras frases aqui, mas apaguei todas elas e pensei que seria melhor fazer um post, fiz o post varias vezes... mas nenhum parecia realmente "eu", entendem? Nesse exato momento estou pensando... imaginando como seria minha vida se eu não tivesse passado por essa longa experiencia com o bullying e entre outras dores... cheguei a uma dificil conclusão... eu não seria ninguém. Pelo menos em questões de maturidade, força talvez... não seria essa garota que sou hoje. Provavelmente estaria me arrastando atrás de alguém pedindo nem que fosse uma pequena dose de amor. Eu queria muito chorar agora, mas eu não posso' não estou sozinha no quarto. Chorar não significa que eu esteja necessariamente triste, mas sim que algo quer sair daqui de dentro. Odeio chorar! Já disse isso aqui muitas vezes, eu meio que volto... ontem eu olhei no espelho e foi como se eu visse aquela garotinha de 5 anos no canto da sala de aula chorando. Eu não sei o que acontece comigo, mas é uma viagem alucinante pelo passado. Por isso eu não gosto de ficar sozinha, sempre algo volta e me lembra...
"Estou sentada, minha cabeça esta inclinada para baixo e meus longos cabelos negros cobrem as laterais do meu rosto. Estou chorando, as pessoas a minha volta estão rindo mim e dizendo coisas ruins. Ele esta do meu lado, ouve meu choro, vê minhas lagrimas e vira de costas para mim.
Eu tento falar com ele, mas ele sempre me ignora e diz coisas grosseiras pra mim. " 
> e me lembra de que algum dia "eu e nada" era a mesma coisa. Recentemente eu falei sobre isso com uma pessoa e ela me disse que garotos geralmente não sabem o que fazer quando veem garotas chorando, mas eu sinceramente discordei' ele não se importou comigo, arrancou parte de mim e apenas se foi. A parte dele ter sumido da minha vida me ajudou a seguir em frente, mas lembrar dele... me machuca e ao mesmo tempo faz meu coração bater mais rápido. Ele amava Charlie Brown e recentemente eu chorei ouvindo a bendita da musica que diz " Eu procurei a vida inteira sem saber bem pelo que' Mas se pelo menos você estivesse aqui... " eu o odeio, mas ainda posso ver aquele desgraçado sorrindo! Sério, eu pensei até na possibilidade de ser uma masoquista, mas eu não curto muito sentir dor. Enfim, tivemos momentos maravilhosos, mas infelizmente... olha, eu não aguento dizer mais nada' me desculpem. Como muitas vezes deixei a musica falar por mim, vou pedir que vocês ouçam essa musica e prestem bem atenção na letra, o video esta legendado... ela exatamente tudo' eu não escrevi por que meio que dói, enfim obrigado por serem meus anjos' eu abraço um dos meus travesseiros imaginando qualquer um de vocês, ou pessoas que eu amo que infelizmente partiram e isso faz com que eu me sinta melhor. Eu vou fivar bem, vou cuidar da ferida no meu coração e logo mais vou estar firme e forte outra vez. Ouvi dizer por bocas alheias que eu tenho um belo sorriso, ele estara estampado nos meus lábios mais rápido do que muitos imaginam... tenho fé nisso e... se eu disser que começou a tocar "Warrior" enquanto eu escrevia vocês vão acreditar? um print pra vocês no meu tumblr... enfim, beijos e bom dia'.

02/05/2014

Capítulo 35



06h00

          Demi virou-se de lado na cama e notou que Joe não estava ali deitado ao seu lado. Ela se levantou bruscamente e saiu a sua procura, mas não o encontrou. Voltando ao quarto ela encontrou um bilhete no criado mudo da cama.

"Fui encontrar um amigo na cidade, prometo voltar rápido. Um beijo gostoso' te amo :3

 Um beijo gostoso? - Wilmer e Naya riram de boca cheia.
 Ele quase me mata e depois vem com essa de beijo gostoso. - Demi revirou os olhos e se sentou na mesa encarrando sua tigela de cereais light.
 Ah, ele só quer deixar você excitada. - Wilmer mordeu os lábios e sorriu.
 Não, eu acredito que ele esteja tentando ser engraçado. - Demi fez careta.

 Faz quanto tempo que vocês não fazem travessuras?
 Como é?
 Faz quanto tempo que vocês não transam? - Wilmer disse jogando as mãos ao alto  Ah, você é muito lerda!
 Eu não vou dizer nada pra vocês, isso é pessoal.
 Faz tempo, não é mesmo? O simples fato de você não querer falar confirma tudo! - Naya arregalou os olhos  Ah, Demi' eu te ajudei tanto... por que não diz o que tem de errado?
 Nada, não tem nada de errado.
 Você nem esta comendo.

 Eu só quero caber no vestido, Nathan me chamou para ser madrinha dele. Então...
 Hum... Joe não vai gostar de saber disso.
 Joe não tem nada a ver com isso!
 Ele me disse certa vez que estava zangado com você por causa disso e você sabe, não sabe? Joe se preocupa com você.
 Isso é verdade, esquece. - Demi começou a comer.
 Demetria, eu estou esperando. - Naya bateu as unhas contra a mesa.
 É uma exigência' precisamos fazer isso até o dia do casamento do Nathan.
 Eu hein, mas é o Nathan que precisa fazer isso' vocês não.
 Eu queria que isso fosse verdade, mas nós precisamos.

 Como você esta aguentando?
 Vivendo um dia de cada vez.
 Se masturbando? - Demi corou.
 Naya, para com isso! Demetria é uma mulher de respeito. - Wilmer piscou para Demi.
 Pode até ser, mas e o Sr. Jonas?
 Joe esta me surpreendendo. - Demi sorriu  Ele segura minha mão e me diz coisas tão bonitas' eu fico louca para arrancar as roupas dele. Ele sabe disso e dá risada, eu não sei como' mas Joe esta levando isso numa boa.

 Nossa!
 Ele mudou da água pro vinho, talvez para algo mais além.
 Além como?
 É cedo para dizer. - Demi sorriu.
 Ah, sem graça!
 Eu já disse coisas demais.
 Não vai me dizer que ele quer fazer um filho com você! - Eles riram.
 Não, na verdade é uma filha.
 AI MEU DEUS!

 Agora chega, vamos parar de falar da minha vida.
 Uma filha? Isso vai ser demais.
 Agora eu acredito, ele esta fodidamente mudado.
 Não contém nada pra ninguém, por favor.
 Nó prometemos. - Eles disseram em uníssono.
 Falando em mudado... Zac esta diferente.
 Diferente como? - Wilmer disse desconfiado.
 Eu não sei, ele esta... - Demi foi interrompida com o choro de Chloe.
 Deixa, eu vou' Ariana não pregou os olhos de noite, coitada. - Naya balançou a cabeça e saiu.
 O.k, pode ir me dizendo o que você sabe.

Coffee In Point 

          Joseph bebericou seu café e encarrou Nicholas.  O que é isso na sua cabeça?
 Um martelo caiu na minha cabeça, mas esta tudo bem. - Ele passou a mão por cima da cicatriz do machucado.

 Agora me diz, como ela esta?
 Esta bem, ótima para falar a verdade.
 Você também me parece estar melhor desde a última vez que nos vimos, não é mesmo?
 Eu estou muito feliz. - Joe sorriu.
 Mesmo não podendo ter um contato mais... você sabe.? - Nick ergueu uma das sobrancelhas e riu.
 Ah, não' eu vou mata-lo por isso!
 Eu sabia' é o maior desafio para alguns casais, mas vocês estão levando numa boa?
 Sim e não' queria poder toca-la e eu não posso... por que corro risco de perder o controle.
 Agora é apenas uma questão de dias, o pior já passou.

 Eu estou fazendo uma contagem regressiva, sabia? Vai ser um grande dia. Nós estamos planejando ter uma filha.
 Meu... Deus' isso é maravilhoso.
 Antes eu estaria me recusando, mas agora é tudo o que eu mais quero.
 Eu sabia que Deus trabalharia na vida de vocês' era apenas uma questão de tempo.


...

          Demi engasgou com o cereal e tossiu até finalmente conseguir falar.  Como assim você e o Zac transaram?! Eu não acredito nisso.
 Você não acredita, mas é verdade.
 Quando foi isso?
 Faz um tempo, muito tempo' nós nos conhecemos numa festa qualquer e rolou. Depois por ironia do destino nos reencontramos novamente graças a vocês, mas ele diz não se lembrar de nada que aconteceu entre mim e ele. Por isso brigamos tanto, ele se lembra sim... só esta fugindo de mim.
 Isso é uma revelação.

 Ah e só para constar... ele assumiu o papel de garota. - Demi cuspiu fora o leite e começou a rir.
 Ai, meu estômago!
 Gemia feito cadela.
 Se você costuma ser o homem da relação por que se comporta assim?
 Eu tenho muito fogo e não consigo controlar isso. Sou agitado por natureza!

 Joe sabe disso?
 Não, eu não contei. Ele ficaria traumatizado! - Wilmer riu e balançou a cabeça.
 Wilmer, você sente algo pelo Zac?
 Acho que é mais uma atração, sabe? - Ele deu de ombros  Só que se aquele bonitão der mole... eu pego! - Demi riu histericamente.
 Meu Deus, você é terrível.
 Eu sei que você me ama, Demizinha' admita.

 Sim, eu amo você.
 Viu, eu disse. - Wilmer sorriu.
 Sr. Convencido, eu preciso fazer compras... gostaria de me acompanhar?
 Sim, eu adoraria.

08h00

          Joseph encarrou seu reflexo no espelho e sorriu para si mesmo. Ele havia feito a barba e Demi ficaria com certeza satisfeita com o resultado. Saindo do banheiro vestindo apenas uma calça de moletom Joe se deparou com Carter sentado numa poltrona de canto no quarto.  Sua mãe sabe disso? - Ele mostrou a carta escrita por Paul.
 Onde você... Espere um pouco, você entrou no meu quarto?
 Eu vim aqui com Charlie' ele quis dormir com seu travesseiro quando você estava no hospital. Foi um acidente, estava no criado mudo e caiu no chão... eu realmente sinto muito.
 Tudo bem, cara' acho que posso te contar.
 Tudo bem.

 Quando eu era pequeno' meu pai foi embora de casa, deixou eu e minha mãe. A partir dai tudo virou de cabeça para baixo e foi uma fase muito difícil para nós, principalmente para ela.
 Deixe-me ver se entendi... seu pai abandonou vocês para ficar com a família da Kath?
 Sim, você entendeu perfeitamente.
 Como sua mãe encarrou isso numa boa?
 Dona Denise' meio que ficou chocada quando soube da Kathleen, mas não ficou chateada. Ela me disse que havia perdoado ele e eu perguntei como... como ela havia conseguido perdoa-lo.
 O que ela respondeu?
 Quando amamos alguém devemos deixar essa pessoa livre.  Nem preciso dizer que ela fodeu o meu emocional depois dessa, preciso? - Carter deu uma risadinha e balançou a cabeça.
 Não, acho que não precisa dizer. Então, mas eu ainda estou tentando entender o motivo de você não ter contado nada sobre essa carta.

 Olha velho' - Joe riu  Eu quis te matar por saber que estava flertando com a minha mãe, mas fazer o que? Ela parece realmente gostar de você e por mais que eu queira me intrometer na vida de vocês... é, vou parar de enrolação e ir direto ao ponto, certo? Certo! Minha mãe olha pra você do mesmo jeito que ela olhava pro meu pai, tenho comigo que ela finalmente deixou ele ir de vez, sabe? Em anos eu coloquei caras pra correr da vida dela, mas você venceu. O que posso dizer?

 Eu já gritei umas três vezes, vocês estão surdos? - Denise cruzou os braços e olhou surpresa para eles  O que eu perdi?
 Estou conversando com seu namorado. - Joe riu deixando sua mãe sem graça.
 Joe, estou velha demais para um namorado.
 O.k, vamos arrumar um termo melhor' que tal companheiro?
 Sobre o que estão falando? Deveria ser algo realmente muito bom, eu estava berrando! Sabe o que é ficar berrando?
 Falávamos sobre você.
 Sobre mim?
 É, ele me disse que você tem pernas lindas. Desculpe-me mãe, mas seu companheiro é um pervertido. -Eles riram  Brincadeira, mas ele pensa assim que eu sei.

 Joseph!
 Parei, desculpe-me... parei!
 O almoço esta servido, desçam quando acabarem.
 Não, espera ai. - Joe fez um gesto com as mãos  Eu estava dizendo que coloquei muitos caras para correr da sua vida, mas ele venceu.
 Espere um pouco, onde esta Joseph Jonas? Meu filho ciumento e protetor.
 Ele esta bem aqui, ué' eu só acho que vocês ficam bem juntos.
 Posso saber o que te levou a essa proeza?
 Quando amamos uma pessoa deixamos ela livre, lembra?
 Sim, eu me lembro disso.
 Eu sinto muito por ser um completo idiota de vez em quando, mas só precisava garantir que seria um velho legal que faria você feliz.
 Ah' filho, assim eu vou chorar. -Denise riu com os olhos brilhando em lagrimas e abraçou o filho.

 JOSEPH! - Demi gritou.
 Parece que o dever me chama. - Joe coçou a cabeça e saiu do quarto.
 Eu sou um velho legal. - Carter riu e Denise balançou a cabeça.

...

 Em que posso ser útil? - Joe abraçou a esposa por trás e beijou seu pescoço.
 Deixe-me ver... Onde você foi hoje?
 Não leu meu bilhete?
 Eu li, mas quem é esse seu amigo?
 Quer mesmo saber?
 Sim, eu quero.
 Então, você deve esperar até a hora do jantar.
 Joseph, eu não estou brincando.
 É surpresa, o.k?
 Outra? Você ainda vai me deixar louca com suas surpresas. - Ela apoiou as mãos na pia, abaixou a cabeça e respirou fundo.
 No decorrer dos anos eu já te decepcionei com alguma das minhas surpresas?
 Não, nunca.
 Então, confie em mim' você vai gostar.
 O.k.

 Olhe pra mim. - Demi se virou e sorriu para Joe.
 Uau, que músculos!
 Você vai senti-los melhor quando estivermos na cama. - Ele sussurrou e Demi riu  Eu pensei em te dar aquele beijo gostoso, pode ser? - Demi assentiu ainda rindo e Joe se inclinou selando seus lábios quentes aos dela, mas logo se deram conta de que não estavam sozinhos na cozinha. Charlie com os olhos levemente arregalados e em sua mão ele segurava uma latinha de refrigerante.

 Continuem, continuem... eu já estava de saída.
 Desde quando você estava aqui?
 Eu juro que não ouvi nada, só queria pegar um refrigerante. - Charlie disse envergonhado  Posso ir agora?
 Pode, esta tudo bem. - O garoto saiu correndo.
 Precisamos tomar cuidado com o que falamos perto dele.

 Cuidamos disso depois, agora... onde estávamos?
 Sim, eu fiz aquele frango assado que você tanto gosta. - Denise sorriu para Carter  Ah, olha só quem já esta aqui cheio de fome. - Carter balançou a cabeça e riu baixo, ele já fazia ideia de que havia interrompido algo pela expressão no rosto de Joe.
 Eu vou chamar os outros.
 Eu também vou. -Demi deu um beijo rápido em Joe e sorriu para Carter antes de sair.

 Você não é mais tão legal assim. - Joe fez careta e riu em seguida.

--

ESTA GRANDE :)
estou sem tempo de falar tudo que eu quero agora, então... eu espero que tenham gostado desse capítulo'
tem muita informação nele! *-*