09/07/2018

Broken Frame: Capítulo 50 • Happy ending




LAS VEGAS
HOTEL BELLAGIO - SOUTH CHAPEL

          Depois de uma semana curtindo o melhor de Vegas, o grande dia finalmente havia chegado para Amélia e Gregory. Os convidados já estavam devidamente acomodados na capela, todos bem arrumados e ansiosos pela cerimonia que começaria em quinze minutos! Não muito longe dali havia alguém muito mais muito ansiosa e esse alguém era Iggy. Ela estava aguardando em uma sala especialmente preparada para ela junto com as outras madrinhas e sua mãe também estava lá. A loira caminhava de um lado para o outro murmurando coisas para si mesma que ninguém mais era capaz de entender!

— É melhor parar ou vai acabar abrindo um buraco no chão. — Tanya brecou a filha e sorriu. — Relaxa! Você vai se casar em poucos minutos e vai dar tudo certo. O.k.?
— Estamos aqui para apoia-la, querida. — Selena aproximou-se tendo um copo d' água em mãos e entregou para Amélia.
— Obrigada. — Ela agradeceu e bebeu o conteúdo do copo tomando máximo de cuidado para não borrar seu batom. — Eu não sei o que esta acontecendo comigo, acho que estou tendo uma crise de pânico! Tem algum médico na lista de convidados? Preciso de um médico. — Ela sentou-se, cruzou as pernas e balançou uma delas inquieta.

— Isso se chama T. P. C. — Selena sorriu e acariciou a barriga que já era bem visível. Ela estava linda!
— Eu pareço ter entendido, Sel? — A loira arqueou uma das sobrancelhas e as demais madrinhas riram.
— Tensão Pré-Casamento. — Demetria respondeu fazendo com que todas notassem sua presença na sala. — Vejo que está surtando. Quantas vezes já pensou em sair correndo? — Demi perguntou de forma divertida e aproximou-se da amiga.
— Umas 10 vezes só nesse curto período de tempo.
— Fica calma. Vai dar tudo certo!
— Já me disseram isso antes e não funcionou. — Ela disse com a voz embargada. — Santo Deus, eu vou chorar e estragar um trabalho de horas feito por uma maquiadora que nem nosso idioma fala! Eu sou um ser humano horrível. — Iggy lamentou-se. — Como é que o Greg vai casar com alguém assim? Não é justo com ele!

— Vem cá, não diga isso. — Demi sentou-se ao lado dela e passou um dos braços em torno dos ombros da amiga. — Você precisa relaxar e parar de pensar essas besteiras. O.k.? Garbo vai se casar com você pela pessoa que você é, pessoa essa que possui qualidades e defeitos, ele já sabe de tudo e te ama justamente por isso.
— Acha mesmo isso?
— Não acho, tenho certeza! — Ela sorriu.
— Obrigada por isso, Demi. — Iggy abraçou a amiga e Demi retribuiu ainda sorrindo.

— Só você mesmo para conseguir acalma-la. — Tanya sorriu.

— Com licença. — A porta foi aberta e o fotografo adentrou. — Podemos tirar algumas fotos?
— Como estou? Estou bonita? Meu cabelo está bom? É meu casamento e não aceito sair feia nas fotos! — Iggy levantou-se rapidamente do sofá, encarrou o próprio reflexo no espelho e olhou para o fotografo.
— Está linda, senhora.
— Ainda tenho mais quinze minutos como senhorita, bonitão! — Iggy deu um tapinha no ombro do homem e ele riu baixinho.
— Por aqui, por favor. — Ele indicou o caminho e Iggy o seguiu tendo as madrinhas logo atrás dela.

          Joseph estava no banheiro colocando as lentes de contato quando foi interrompido por batidas insistentes na porta de seu quarto, ele recuou um passo do espelho e encarrou de longe a porta. Será que Demi havia se esquecido de algo? Riu consigo mesmo, caminhou até lá e abriu a porta. Ele arregalou os olhos surpreso ao encarrar Garbo que estava pálido e cedeu espaço para que ele entrasse, deveria estar com algum problema!

— Cara, você está bem?
— Não, acho que vou vomitar.
— Por isso veio até aqui? O que deu em você? — Ele fechou a porta e encarrou o amigo.

— Eu vou me casar. — Joe riu. — É serio!
— Relaxa, vai dar tudo certo.
— Nunca estive tão perto de me comprometer assim com alguém e acho que estou tendo um ataque de pânico! Eu não sei o que fazer e muito menos o que dizer para ela, sabia que deveria ter escrito meus votos e não deixado para falar aquilo que vier do coração.
— Você precisa se acalmar, Greg. — Joseph pegou uma garrafinha d' água no frigobar e entregou para ele. — Já parou para pensar que estavam casados sem ao menos perceber? Moraram juntos por dois anos. Dois anos! Isso não significa nada? — Joe riu baixinho e sentou-se ao lado dele.

— Eu nem acreditei quando criei coragem para pedi-la em casamento. — Greg disse após dar um longo gole na garrafa.
— E então?
— Nunca me senti tão feliz por ouvir um sim em toda minha vida!
— E todo esse pânico?
— Não faço ideia de como as coisas vão ser e isso me assusta.
— Vocês vão descobrir isso juntos. — Joe sorriu, lhe deu um tapinha no ombro e se levantou. — Está mais calmo?
— Acho que sim. — Greg sorriu. — Valeu, Joe!
— Tudo bem. — Ele riu baixinho. — Você pode até não se lembrar, mas tive um pequeno surto no dia do meu casamento.

— Você surtando?
— Sim, mas isso é história para outro dia. — Joseph piscou. — É melhor descermos ou quando chegarmos na capela, Iggy estará esperando por você no altar. — Garbo riu e levantou-se.
— Sim, vamos! — Greg deixou a garrafinha de lado, levantou-se e seguiu Joe para fora do quarto.

          A equipe responsável pela organização do casamento já estava apreensiva quanto ao "desaparecimento" repentino do noivo, mas assim Joe chegou junto com ele, eles respiraram um pouco mais aliviados. Demetria sorriu ao ver Joseph caminhar na direção dela, ela já estava posicionada junto com as madrinhas e padrinhos, faltava apenas ele.

— Onde você estava? — Ela perguntou enlaçando seu braço ao dele.
— Evitando um desastre. — Brincou e ela riu. Demi estava tão linda! Aquele dia estava sendo uma loucura e mesmo estando no mesmo quarto que ela, poucas foram as vezes em que eles realmente haviam se encontrado. — Você está muito bonita.
— Oh, obrigada. — Demi sorriu. — Eu diria que você está muito sexy com esse terno, mas acredito que não seja uma ocasião adequada. Você também está muito bonito! — Joe inclinou-se para dar-llhe um selinho, mas foi interrompido por um puxão na barra do paletó.

— Papai! Papai!
— Oi filho, você não deveria estar junto com sua irmã?
— Sim, mas preciso que amarre meu sapato. — O garotinho fez uma careta. — Essa roupa me incomoda e tenho medo de abaixar com ela, pode rasgar.
— Tudo bem, deixa eu resolver esse problema. — Joe riu baixinho e abaixou-se para amarar os sapatos dele.

— Ansiosa, mamãe? — Samuel perguntou vendo-a estalar os dedos.
— Um pouco. — Ela olhou o garotinho e sorriu. — Você está muito fofo! — O garoto corou. — Onde está sua irmã?
— Samanta está sentada no último banco da capela.
— E Sabrina?
— Está vindo logo ali. — Ele pontou.
— Prontinho. — Joe levantou-se e Samuel sorriu.
— Obrigado, papai. Vejo vocês depois! — Ele acenou e caminhou de volta para dentro da igreja.

— Crescem tão rápido assim? — Selena comentou logo atrás deles e Demi virou-se para olhar para ela.
— Sim, infelizmente. — Riu. — Mas você curte bastante!
— E eles sempre costumam interromper assim? — Nick perguntou de forma curiosa e Joe riu ao ouvir a pergunta do irmão. Desde que a barriga de Selena finalmente apareceu, ele não parava de fazer perguntas sobre paternidade!
— Nem sempre, você se acostuma. — Joseph sorriu.

— Atenção! — Uma das organizadoras aproximou-se deles. — É a vez de vocês entrarem e lembrem-se, madrinhas de um lado e padrinhos do outro. O.k.? Exatamente como ensaiamos! Entrem juntos e parem no meio do corredor para que o fotografo consiga tirar uma foto de vocês, depois terminem de entrar. — Ambos assentiram.

— Céus, eu estou tão nervosa! Ainda bem que não somos os primeiros. — Demi disse baixinho apenas para que Joe pudesse ouvi-la e ele sorriu.
— Eu sinto exatamente isso, amor.
— Mesmo?
— Sim, você está apertando o meu braço. — Os dois riram e ganharam um olhar desaprovador da organizadora.
— Me desculpe, Joe.
— Está tudo bem. — Ele fez um carinho na mão dela e os dois caminharam um pouco mais para frente. — Nossos melhores amigos estão se casando e é algo maravilhoso! Eu entendo seu nervosismo.

— A sensação que tenho é como se eu estivesse indo em direção ao altar me casar novamente. Isso não é loucura?
— Não desde que eu seja seu marido. — Ela sorriu. — Minha oferta está de pé! Você só precisa dizer sim. — Joe falava sobre renovar os votos, ele já havia feito essa proposta e na época Demi havia dito que não tinha necessidade.
— Está brincando comigo? — Demi olhou para ele.
— Depois de ver aquela foto sua vestida de noiva acha mesmo que estou brincando? — Ele sorriu.
— Joseph Carpenter, não brinca comigo! — O casal que estava na frente deles entrou.

— Vocês são os próximos. — Joe endireitou sua postura e sorriu para os filhos que acenaram na direção deles.

— Joseph?
— A decisão é sua. — Demetria olhou para ele surpresa e antes que conseguisse dizer qualquer palavra, ela foi interrompida.

— Entrem.

          Demi sentiu o coração errar uma batida, ele não estava brincando! Ela queria conversar sobre aquela possibilidade, mas no momento só podia sorrir para os convidados e posar para as fotos. Joseph seguiu para o lado direito e ela para o lado esquerdo, ambos posicionados no mesmo degrau um de frente para o outro. Ele sorria de forma divertida para ela tendo plena consciência do efeito que suas palavras causaram nela! "Eu vou matá-lo por fazer isso comigo!" ela pensou enquanto sorria e se controlava para não rir de tamanha que era sua felicidade.

          A marcha nupcial chamou toda e qualquer atenção para as portas da capela, todos se voltaram para assistir a entrada da noiva com sua mãe. Amélia tinha o véu sobre o rosto, mas era possível ver o sorriso largo dela e Garbo sentiu os olhos arderem! Ele realmente ia se casar com aquela mulher e sentia-se muito abençoado. Depois que ela foi fotografada junto com sua mãe, ele aproximou-se e recebeu um abraço da sogra.

— Cuide bem da minha filha, rapaz. — Tanya disse baixinho para ele. — Estou te entregando o meu bem mais precioso.
— Eu prometo que cuidarei dela. — Ele beijou a bochecha dela.

— Deixe isso comigo, querida. — Tanya referiu-se ao buquê e Iggy o entregou para ela logo depois de abraça-la.
— Obrigada por estar presente no dia mais importante da minha vida. — Disse baixinho.
— Eu não perderia e nem quero perder mais nenhum momento com você, filha. — Ela respondeu e tomou seu lugar perto das madrinhas.

— Agora somos só eu e você, gata. — Garbo segurou-lhe uma das mãos e eles se aproximaram do juiz de paz responsável pela cerimonia deles.
— Se tivesse me cantado assim dois anos atrás, nós não estaríamos nos casando agora. — Ela riu baixinho.
— Oh, sorte minha que não fiz isso. — Greg sorriu.

— Queridos familiares e amigos, estamos reunidos aqui para celebrar o amor. É com muita alegria que acolho vocês, meus jovens, nesse dia tão especial e confesso que como membro da família me sinto abençoado por estar aqui! —O senhor sorriu. —Eu vi esse garoto crescer e se tornar o homem que é hoje, homem esse que teve sorte de encontrar uma mulher para ama-lo. — Os noivos sorriram um para o outro. — Amélia e Gregory se conheceram dois anos atrás na festa de noivado de dois amigos muito importantes para eles, Selena e Nicholas, eles foram apresentados um ao outro por Demetria e Joseph. Greg me contou que nunca havia conhecido uma mulher tão linda e independente, tanto que ele achou que não tinha chance com ela. — Os convidados riram. — Iggy por sua vez gostou muito dele, mas disse para si mesma que se ele não pedisse seu telefone, ela o esqueceria para sempre! Felizmente, ele pediu o telefone dela e assim eles marcaram de se encontrar assim que chegassem em Los Angeles. — Amélia sorriu ouvindo sua história com Greg ser contada, ela o olhou de canto e viu que ele também sorria. — O amor se consiste nisso, nos pequenos gestos que cativam e são capazes de transformar quem somos. — Demi estava começando a ficar emocionada tanto que Selena tocou seu ombro e trocou um sorriso cumplice com ela já que seus olhos também estavam repletos de lágrimas. — E como é bom encontrar alguém que venha somar na nossa vida, acrescentar coisas boas e fazer com que sejamos cada vez melhores! Hoje vocês estão aqui para se comprometer e cuidar para que esse amor, essa harmonia, esteja presente na vida de vocês para sempre. — Esse era o momento dos votos, então Iggy e Garbo ficaram de frente um para o outro. O tio de Garbo passou o microfone para ele e Iggy pode ver que ele estava trêmulo!

— Eu olho pra você e consigo me lembrar como se fosse ontem do dia em que nos conhecemos. — Iggy sorriu. — Você me desnorteou com a sua beleza e roubou meu coração no momento em que sorriu ao apertar minha mão! Foi assustador e eu me tremi, exatamente como estou tremendo agora. — Ambos riram. — Foi diferente, eu nunca havia me sentido assim antes e foi assustador. Ficamos naquela praia, conversamos e você me transmitiu algo tão bom... você é uma pessoa maravilhosa! Por isso pensei: "Eu não mereço ela. " Ir atrás de você no dia seguinte e pedir seu telefone foi uma luta. Pela primeira vez na minha vida eu cruzei uma linha, fiz algo que se dependesse da minha insegurança não faria e sou grato por ter me agarrado ao 1% de coragem que tive naquele momento. — Greg sorriu novamente. — Você entrou na bagunça que era minha vida e aos poucos colocou tudo em seu devido lugar. Foi paciente comigo, esteve ao meu lado em momentos difíceis e me corrigiu nos momentos em que precisei de um puxão de orelha! — Os convidados riram. — Eu te agradeço por me fazer um homem melhor e acima de tudo, o homem mais feliz do mundo! E por isso, por todos os momentos que vivemos nos últimos dois anos, prometo que vou sempre estar ao lado para te apoiar e lutar pela sua felicidade independentemente de qualquer coisa. Amethyst Amélia Kelly, eu te amo e serei eternamente grato por ter aceitado se casar comigo. — Greg sentia o coração bater acelerado no peito, ele ainda estava trêmulo e tomado de uma emoção tão grande que pouco se lembrava das palavras ditas. Ele só teve certeza que falou bem quando olhou para Iggy e viu a expressão de plena felicidade no rosto dela! Os convidados aplaudiram, estavam encantados e emocionados.

— Não tenho palavras para descrever você. — Iggy disse com a voz afetada pela emoção que sentia. — A verdade é que nunca me vi casando um dia, eu era uma pessoa muito durona e você conseguiu quebrar tudo isso! Gregory você é o homem mais simples que eu conheço e poucos são assim, sinto que tenho muita sorte por ter te encontrado. — Ela sorriu. — Você se importa comigo. Aconteça o que acontecer, seja algo grande ou pequeno, você está lá! Foi assim desde o começo, desde quando você achou que seriamos bons amigos e isso fez com que eu te amasse ainda mais. — Amélia fez uma pausa. — Eu sou muito grata por esses dois anos e por você ter me mostrado o que é ter um parceiro de verdade com quem posso contar! Prometo que estarei ao seu lado e que cuidarei de você com muito amor e carinho para todo o sempre. — Iggy foi igualmente aplaudida e sorriu aliviada por conseguir expressar exatamente aquilo que veio de seu coração.

          Após aquele momento emocionante dos votos, eles receberam as alianças que entraram numa bela almofadinha que foi perfeitamente segurada por Samanta e Samuel. Sabrina tirou várias fotos dos irmãozinhos! Demetria sorriu boba e olhou para Joseph que olhava igualmente encantado para os filhos. Depois de entregar as alianças, eles se retiraram graciosamente e Samanta fez questão de acenar pros pais enquanto saia. Iggy viu a cena fofa e se conteve para não rir enquanto tocava as alianças com Gregory! Eles trocaram as alianças prometendo amor e fidelidade, foi um momento de realização para os dois e ambos sorriram satisfeitos por chegarem juntos até ali.

          Tendo já trocado as alianças, mais algumas palavras foram ditas pelo juiz e eles finalmente estavam casados! O primeiro beijo dos dois como marido e mulher foi aplaudido e fotografado. Eles trocaram um abraço forte e depois permaneceram ali para receberem os cumprimentos dos convidados. Logo que cumprimentavam os noivos, os convidados já eram conduzidos ao salão onde aconteceria a festa!

          O salão era amplo e estava ocupado por mesas que indicavam o nome de cada convidado. A decoração possuía o mesmo tom das flores usadas na capela e isso deixava o ambiente mais harmonioso! A música tocava baixinho e o Dj responsável por animar a festa já estava ali aguardando o momento para entrar em cena, seria uma tarde bastante divertida. Aos poucos as mesas foram ficando ocupadas e o serviço de buffet começou a trabalhar para servir bem as pessoas que ali estavam! Os padrinhos chegaram algum tempinho depois no salão já que precisaram tirar algumas fotos e Demi estava ansiosa para continuar sua conversa com Joe, ele já havia percebido e parecia estar se divertindo com aquela situação.

— Será que já posso tirar essa gravata? — Samuel perguntou emburrado. — Está me incomodando.
— Mais você está tão fofo! Não acha, Brad? — Sabrina sorriu tendo Bradley ao seu lado e ele concordou assentindo.
— Eu achei que fossemos amigos, Bradley! — Samuel cruzou os braços e revirou os olhos dramaticamente.

— Filho, você pode tirar. — Demi disse tendo compaixão do pequeno e ele sorriu.
— Obrigada, mamãe. — Sam puxou o tecido e grunhiu frustrado por não conseguir tirar.

— Deixa eu te ajudar, filho. — Joe afrouxou o nó e retirou o tecido do pescoço do garoto. — Melhor agora?
— Bem melhor. — Sorriu. — Quando é que vamos comer? Estou com fome!
— Olha lá! Estão trazendo salgadinhos. — Samanta disse animada.
— Peguem leve nos aperitivos, por favor. — Demi pediu. — Não quero nenhum de vocês passando mal.
— Nós viemos de barriga vazia, não vamos precisar pegar leve! — Samuel disse já acenando para um dos rapazes que estava servindo as mesas e eles riram das palavras ditas pelo garoto.

— Joseph.
— Ao menos guardem lugar pro bolo. Ouvi dizer que está uma delicia! — Antes que Demi pudesse lhe repreender pela resposta, os noivos chegaram no salão e eles foram recebidos com aplausos.

          Amélia e Gregory entraram sorridentes, eles caminharam até o centro do salão e esperaram até o aplauso terminar. Greg pegou o microfone primeiro, ele riu ouvindo um dos familiares gritar um "discurso" e ser acompanhado por outros gritos de incentivo!

— Obrigado. Obrigado! — Ele agradeceu. —  Hoje é uma tarde muito especial para nós e agradecemos de coração por todos vocês estarem aqui para nos apoiar. — Greg passou o microfone para Iggy.
— Não foi fácil e peço desculpa por todas as vezes que enchemos vocês com nossas perguntas. — Os convidados riram. — Mas só queríamos garantir que esse casamento fosse perfeito e ele foi graças ao "sim" de vocês! — Ela fez uma breve pausa. — Muito obrigada pela presença de cada um, não vamos esquecer de tudo que fizeram por nós. Aproveitem a festa! — Os aplausos vieram e os dois seguiram viraram um de frente para o outro, eles abririam a pista de dança ao som de Beauty And the Beast.

          Aos poucos os casais foram aparecendo na pista e Demi assistia tudo balançando levemente na cadeira embalada pela música. Ela despertou ouvindo o pigarrear de Joseph e sorriu encontrando uma das mãos estendidas em sua direção.

— Dança comigo? — Demetria sorriu e segurou na mão dele.
— Achei que não fosse pedir. — Ela se levantou e eles caminharam juntos se posicionando no canto da pista. Joseph colocou as mãos nos quadris dela, Demi passou os braços em torno do pescoço dele e teve um vislumbre de fazer o mesmo anos atrás em um baile de primavera promovido por uma emissora onde eles aturam. Certas coisas não mudavam! Eles dançavam devagar sendo guiados pelo ritmo da música.

— O que achou da cerimonia? — Joe perguntou.
— Foi muito linda! — Demi sorriu. — Acho que nunca vi nossos amigos tão emocionados. E você?
— Foi uma bela cerimonia. — Joseph comentou igualmente sorrindo. — E devo confessar que não teve como não lembrar de quando nos casamos.
— Você me disse algo parecido quando Nicholas e Selena se casaram. — Ela riu.
— É que nenhum casamento se compara ao nosso. — Ele lhe deu uma piscadinha.

— Eu queria parar o tempo e aproveitar esse momento tão bom que estamos vivendo, sabe? Acho que tenho medo de algo ruim acontecer, Joe. — Demi suspirou. — Foi um ano muito difícil e...
— Ei, nós estamos aqui... juntos! Acho que tudo que aconteceu, por mais pesado que tenha sido, nos mostrou que podemos enfrentar qualquer coisa juntos. — Ela encostou sua cabeça no peito dele e assim eles seguiram dançando mais próximos.
— Reconheço que juntos somos um time e tanto! Mas precisamos de férias. — Joe riu. — Férias em um lugar bem tranquilo e sem tecnologia. Nós, nossos filhos, sombra e água fresca, sendo apenas uma família normal descansando após um ano agitado. Que tal?
— Podemos ir para qualquer lugar que você quiser.
— Fiz uma nota mental sobre pesquisar possíveis destinos amanhã mesmo.
— Isso vai ser ótimo!
— Maravilhoso. — Demi sorriu.

— Amor?
— Sim?
— Pensou naquilo que te disse antes de entrarmos?
— Sobre os votos?
— Sim. Pensou?
— Você quer mesmo se casar de novo comigo? — Ela ergueu a cabeça e olhou para ele. — Tem noção de onde está querendo se meter? — Demi brincou.
— Sempre soube onde estava me metendo! —Joe riu. — Quer saber de um segredo? — Ela assentiu rindo e ele fez questão de sussurrar em seu ouvido. — Eu gosto muito de uma aventura.

— Você ainda quer mais?
— Muito mais! Ainda temos tanto para fazer juntos e só penso que dentre tantas coisas, quero reafirmar as promessas que te fiz anos atrás.
— Você me deixa sem palavras.
— O que eu preciso fazer para ouvir você dizer sim? Quer que eu fique de joelhos? — Joe arqueou uma das sobrancelhas rindo. — Eu te amo e quero continuar amando até ficarmos velhinhos com cabelos brancos!
— Não fique de joelhos. — Demi disse sentindo as lágrimas virem sem aviso prévio e riu baixinho contra o peito dele. — Esse é o momento da Iggy e ela nunca ai me perdoar se roubar o "close" dela! — Eles riram. — Quando você me pediu em casamento fiquei sem reação e foi exatamente como fiquei na porta daquela capela! Não pode continuar fazendo isso com o meu pobre coração, não se quiser que ele dure até nossa velhice. — Joe riu. — Eu também te amo. — Ele segurou o rosto dela entre as mãos e sorriu antes de beijá-la.

          A festa seguiu animada e todos aproveitaram até o último instante! Os mais velhos foram os primeiros a ir embora, levando consigo as crianças, depois os mais jovens e por fim sobrou os noivos e seus padrinhos. Eles dançaram e riram muito juntos relembrando vários momentos que antecederam aquela festa, momentos bons e ruins também! E bom disso tudo era perceber que apesar de todos os problemas que tiveram, tudo deu certo no final.

— É melhor vocês irem ou vão acabar perdendo o voo. — Selena comentou e riu vendo Amélia fazer graça enquanto Demi tentava ajuda-la com o vestido, elas lutavam para tira-lo.
— Ainda temos uma hora e eu preciso de um banho. — Iggy comentou e suspirou aliviada quando ouviu o barulho do zíper descer pelas suas costas.
— Prontinho! — Demi lhe deu um tapinha nas costas. — Vá logo tomar seu banho.
— Obrigada, Demi! Eu vou sim. — Iggy sorriu. — Só de pensar nessa semana toda que vou passar no Caribe, fico até mais animada. — Ela pegou a toalha e entrou para tomar banho.

— Eu bem que queria uma semana no Caribe. — Selena comentou enquanto acariciava sua barriga, ela estava cansada e já estaria dormindo se não precisasse despedir-se da amiga.
— Está muito cansada? —Demetria sentou-se junto com ela e sorriu encantada com a barriguinha da amiga.
— Sim, fico imaginando quando ele ou ela nascer. Estou muito encrencada?
— Que nada! Vamos estar lá para te ajudar e vai ser tranquilo, você vai ver. — Demi lhe tranquilizou. — Não precisa se preocupar com nada.

— Obrigada. — Selena agradeceu. — E você, algum sinal verde? — Ela referia-se ao tratamento que Demi estava fazendo e que por sinal estava sendo muito eficaz! Mas ainda era cedo para tentar uma gravidez e ela já havia conversado com um psicólogo sobre isso, então estava tranquila e pronta para esperar o melhor momento para isso.
— Ainda não. — Demetria sorriu com a lembrança das crianças correndo pelo salão da festa. — Mas eu e Joseph estamos tranquilos, vamos esperar até que seja seguro tentar.
— Esse momento vai chegar antes mesmo do que você espera!

— Enquanto ele não chega, curtimos nossos pequenos! Você viu o tamanho da Samanta? Eu não estou preparada para ver minha pequena crescer tão rápido.
— Eu sinto sua dor. — Elas riram. — Sabrina se tornou um mulherão! Sabe que fiquei pensando... — Selena riu. — Daqui uns dias é ela que vai estar se casando.
— Nem me fale! — Demi sentiu os olhos arderem pelas lágrimas. — Veja, sinto vontade de chorar só de pensar nisso! — Sorriu. — Ela está se tornando cada vez mais independente e o trabalho dela está incrível.
— Você e Joseph são pais maravilhosos. — Selly sorriu e Demi abraçou a amiga de lado.
— Obrigada. — Selena retribuiu o abraço.

— Parem com isso! — As duas se separaram rindo quando avistaram Amélia vestindo roupão e enrolando uma toalha nos cabelos molhados. — Eu não quero saber de vocês duas grudadas enquanto estiver fora. Isso é traição! — Iggy bem que tentou manter sua pose de amiga ciumenta, mas logo caiu na gargalhada. — Vocês duas ai falando sobre família e filhos, eu não sei lidar!
— Falou a tia babona. — Bateram na porta e Demi prontamente levantou-se para ver quem era.

— Ei! — Joseph sorriu, ele já vestia um conjunto despojado de moletom e calçava chinelos.
— Ei. — Demetria retribuiu sorrindo.
— Garbo já está pronto e me pediu para ver se Iggy já está descendo.
— Ela está quase pronta.
— Vou avisa-lo. — Joe deu uma piscadinha para ela e sorriu. — Depois vou direto pro quarto. O.k.?

— Não vai esperar junto com o Garbo?
— Não, Nick está com ele e estou cansado. — Ele bocejou. — Espero por você no quarto. O.k.?
— Está tudo bem?
— Apenas cansado. — Joseph riu baixo e lhe deu um beijo na testa.
— O.k. te encontro no quarto. — Demi lhe deu um selinho e o observou caminhar pelo corredor até sumir de seu campo de visão.

— Quem era? — Iggy perguntou enquanto Selena penteava seus cabelos.
— Joseph. — Ela respondeu fechando a porta e encostando-se na mesma.
— O que ele queria?
— Saber se você já estava pronta e eu disse que sim. É melhor se apressar! — Demi bateu palmas e puxou uma das alças da mala da amiga.

— Eu já estou pronta. — Amélia levantou-se da cama. — Vamos?
— Vamos! — Selena sorriu.

          As três desceram juntas de elevador, ambas com os braços enlaçados e uma mala na mão livre. Gregory estava junto com Nicholas ao lado de fora do hotel, os dois conversavam animadamente e assim que viram as mulheres sorriram imediatamente.

— Finalmente! — Greg disse animado.
— Não seja tão dramático. — Iggy revirou os olhos.
— Bem, acho que é aqui que nos despedimos. — Selena disse sorrindo e abraçou Amélia. — Eu espero que se divirtam muito! — Ela partiu o abraço com Iggy e abraçou o marido da amiga. — Cuide bem dela.
— Pode deixar, cuido sim. — Ele sorriu.

— Juízo vocês dois! — Demi abraçou Iggy e logo depois Garbo. — Espero que aproveitem bastante o Caribe.
— Agradeço novamente pelo presente. — Greg disse ao partir o abraço com Demetria e ela sorriu.
— Vocês merecem!
— Acho que falo por todos que vamos sentir saudade. — Nick abraçou os dois de uma vez e Selena riu baixo junto com Demi, ele havia exagerado um pouco no vinho.
— Nós também vamos sentir saudade. — Iggy disse dando tapinhas nas costas de Nick e Greg fez o mesmo contendo o riso. — Cuide bem das garotas!

— Não sabemos se é uma garota.
— Eu sei que será uma garota! — Amélia deu uma piscadinha. — E vai por mim, eu sempre estou certa.
— Sempre é uma afirmação forte, não acha? — Greg brincou.
— Você quer mesmo essa lua de mel, né amor? — Amélia sorriu docemente para Greg e ele assentiu. — Então acho bom ficar quietinho. — Ela brincou e eles riram.

— É melhor irmos ou vamos perder o avião. — Greg sorriu e um dos funcionários guardou as malas deles no porta malas do carro.
— Se cuidem! — Iggy disse para as amigas. — Quando eu chegar vou querer saber dos babados mais fortes, hein. — Elas riram.
— Não se preocupe, nós vamos te contar tudo. — Demi deu uma piscadinha e Iggy sorriu.
— Vamos, querida. — Gregory abriu a porta do carro e Iggy deu uma última para os amigos antes de entrar; Greg fez o mesmo. O veículo arrancou e os três ficaram observando, acenaram juntos enquanto o carro sumia de vista.

— Que dia! — Demi sorriu.
— Sim, passou tão rápido. — Selena comentou enquanto eles entravam.
— Qual será o próximo casamento que nós vamos? — Nicholas perguntou sorrindo. — Alguém precisa casar pra gente se reunir assim de novo!
— Nós sempre estamos reunidos, Nick. — Demetria riu.
— Ah mesmo assim! — Eles entraram no elevador e Nick continuou falando animadamente sobre como queria outra festa como aquela.

— Chegamos ao nosso andar. — Selena disse enlaçando seu braço ao dele e o puxando para que eles pudessem descer.
— Vamos! — Nick bocejou.
— Boa noite, Demi. — Eles se despediram sorrindo.
— Boa noite. — Ela apertou o botão do andar onde estava e esperou pacientemente até chegar nele.

          Demetria caminhou pelo corredor e resolveu dar uma passadinha no quarto das crianças, apenas para verificar se elas estavam dormindo. Para sua surpresa os três não estavam lá! Desconfiada, ela passou no quarto de Bradley, mas também não encontrou o genro no quarto. Preocupada, Demi apressou os passos e adentrou no quarto luxuoso onde estava hospedada com Joseph.

— Joe? — Chamou pelo marido no escuro mesmo e seguiu caminhando procurando pelo interruptor se luz. — Amor? Você viu as crianças? Elas não estão no quarto. — Demi acendeu as luzes e olhou em volta procurando pelo marido. Ao aproximar-se da cama ela sorriu vendo um coração ali feito por pétalas de rosas! Mas onde Joseph estava? Ela ouviu Joe pigarrear atrás dela e quando virou-se em sua direção ele estava ajoelhado estendendo um anel brilhante para ela.

— O que você está fazendo? — Demi riu baixo.
— Você disse que não deveria me ajoelhar no salão, mas aqui não estamos roubando o close de ninguém. Esse aqui é o nosso close! — Joe sorriu e Demetria viu as crianças aparecerem de uma em uma sorrindo.
— Vocês me enganaram! — Ela apontou para os filhos e riu sentindo os olhos se encherem de lágrimas enquanto olhava para Joe.
— Nós enfrentamos um ano muito difícil e eu queria muito te prometer que nada de ruim vai acontecer de novo, mas não sei do dia de amanhã. A única coisa que posso te prometer e garantir é o meu amor para o resto de nossas vidas! Então quero tornar essa promessa oficial na frente da nossa família e te perguntar... Demetria Devonne Lovato, você aceita se casar comigo mais uma vez? — Ela assentiu devagar sentindo as lágrimas escorrem pelas bochechas. — Eu preciso ouvir. — Ele sorriu.
— Sim. É claro que sim! O que eu não faria com você mais uma vez? — Ela sorriu e Joe colocou o anel no dedo dela antes de se levantar para abraça-la. As crianças bateram palmas, assoviaram e se juntaram ao abraço impedindo que eles se separassem!

          Ali eles firmaram uma nova promessa, um novo recomeço para eles e as crianças. Diferente de dois anos atrás, não havia mais segredos e mentiras, eles já se conheciam o suficiente para saber enfrentar juntos qualquer adversidade! Corações restaurados, confiança reconquistada... a certeza de um amor para toda vida. O que mais poderiam querer? Um futuro brilhante e repleto de realizações espera por cada um deles!

          E vocês... vocês fazem parte dessa história.

FIM

--

tem um epílogo lindo e cheiroso esperando por vocês! mas mesmo assim não poderia deixar de agradecer por acompanharem essa fanfic. confesso que pensei muitas vezes em desistir dela, mas não tive coragem de fazer isso e fico muito feliz de ter conseguido terminar ela sz
o que acharam? espero de coração que tenham gostado. 


AMO VOCÊS


3 comentários:

  1. "Eu tô triste eu não tô feliz, eu vou chorar eu já chorei bastante já"
    Eu não tô bem com esse último capítulo eu já to sofrendo porquê eu não vou ver mais esses personagens que aprendi a amar
    Eu só exijo duas coisas um baby novo e na próxima fic quero criança tbm por mim teria ainda muitos flashbacks pra rolar né kkk
    Posta logo aí pra mim sofrer
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAA MEU DEUS QUE LINDO AMEI

    ResponderExcluir
  3. Aí meu deus
    Eu tô chorando
    Cadê o epilogo? Posta logo ele

    ResponderExcluir