28/04/2016

Broken Frame: Capítulo 33 • Sadness


revisei rapidamente, então me desculpem por qualquer erro xx


LOS ANGELES, 05:00 P.M

          Ainda em São Francisco, Joseph pretendia visitar seu irmão mais velho, mas um telefonema o fez mudar os planos. Mandy estava realmente muito mal e essa poderia ser sua última chance! Voltou para L.A o mais rápido que pode, chegou ao hospital e logo na entrada avistou Shane. — Você chegou rápido. — Eles trocaram um breve cumprimento. 
— Estou um pouco nervoso, então para mim o tempo passou lentamente. — Shane apontou para o elevador e juntos eles o pegaram — Como ela está?
— O médico me disse que se ela passar de hoje, será um milagre.
— E como você está? — Shane deu de ombros.
— Eu passei muito tempo me preparando para isso, mas não está sendo nada fácil. — Ele suspirou. Joseph ia dizer algo, mas as portas se abriram novamente e Shane apontou para o fim do longo corredor. 

— Hoje cedo, eu liguei para sua esposa. — Ele comentou enquanto caminhavam. 
— E você conseguiu falar com ela?
— Não, mas uma moça simpática me atendeu.
— Iggy?
— Não, Selena.

— Selena? — Joe imediatamente verificou o celular, nenhuma mensagem ou ligação perdida.
— Sim, ela estava cuidando de Demi. Pelo que conversamos, posso ir lá hoje falar com ela, mas não tenho certeza. Amanda pode partir a qualquer momento e eu quero estar com ela, entende?
— Entendo perfeitamente. — Ele parou de repente e olhou através do vidro. Joseph olhou na mesma direção, arregalou levemente os olhos e sentiu o coração apertar ao ver Mandy. Ela estava irreconhecível! — Meu Deus!
— Está pronto?
— Eu acho... eu... sim. -Ele engoliu o choro.

          Joseph adentrou no quarto sozinho, ele sentou-se na beirada da cama e segurou uma das mãos dela. Amanda abriu os olhos devagar, piscou algumas vezes e finalmente pareceu enxerga-lo! Ela olhou para Shane que estava na porta, mas ele saiu antes mesmo que qualquer palavra fosse pronunciada. — Só quero saber, o que diabos eu te fiz para merecer tudo isso?! — Ele disse tentando ao máximo controlar seu tom de voz. 
— Eu nunca quis machucar você, Joseph.
— Nunca? — Ele riu baixinho. 
— Eu te amava e só queria ficar com você!
— Não justifica algo tão diabólico como aquilo! Você acabou com o meu casamento, eu...eu... não sei o que dizer. — Joe passou uma das mãos pelos cabelos — Minha família está divida, eu não consigo falar com Nicholas e meus filhos estão sofrendo com toda essa merda!

— Eu não era boa o suficiente?
— Amanda, não se trata de...
— Eu passei minha vida toda esperando que tivesse idade o suficiente para ser sua namorada, mas ela apareceu e roubou você de mim. Você se apaixonaria por mim, eu estava me tornando uma jovem bonita, mas Demetria apareceu! Eu precisava tirar essa carta indesejada do baralho.
— Carta?! Meu Deus, você percebe a gravidade de tudo isso? Você não atingiu só ela e...  quanto ao Nicholas ou a Selena?
— Com as cartas certas que se ganha um jogo.
— Você é louca!

— Você sempre gostou disso. — Ela riu com certa dificuldade — Você adorava minha coragem para fazer coisas realmente insanas, mas parece que se esqueceu disso.
— Por Deus, nós eramos adolescentes!
— Você era meu mundo, eu fiz tudo isso por você.
— Nunca pensou que seu joguinho não funcionaria comigo?
— Você sempre foi orgulhoso e muito ciumento, não tinha como falhar.
— Mas falhou!
— Devo acrescentar outro "mas" e dizer que nos divertimos bastante.

— Você se casou, Amanda. Não é como se estivesse cobrando um convite atrasado ou algo do tipo, mas nunca parou para pensar nos sentimentos dele?
— Não é relevante.
— Eu sei quando está fugindo e é o que você está fazendo agora, não é mesmo?
— Cala a boca!
— Parece que toquei na ferida. — Joe forçou uma risada — Ele te ama e é o tipo de amor que você sempre quis, mas não dele. Achou que ele pudesse ser um tipo de substituto, mas descobriu que ele era bem melhor do que eu?

— Eu não quero ouvir você!
— Shane é realmente uma pessoa admirável, você descobriu isso quando ele segurou essa barra de "estar doente" por você. Mesmo assim não foi capaz de ama-lo?!
— Eu odeio você!
— Essa ultima parte que não faz sentido para mim, Mandy. — Joe manteve-se firme, mas suspirou ao vê-la chorar. 
— Eu amei você e foi tão forte, mas tão forte... isso me corrompeu completamente! Depois de fazer toda aquela merda, eu tentei ser alguém, mas você sempre esteve lá. — Ele fechou os olhos por um breve momento tentando manter a calma. — Cai na tentação de jogar mais uma vez, apenas mais uma e fui ver você. 

— Deixe-me adivinhar, você usou Gigi no seu joguinho sujo? — Ela assentiu. 
— Não completamente, sabe? Shane deu um jeito de descobrir quem era ela, agora eles são amiguinhos.
— Chega! Eu não aguento mais vê-la assim. — Joseph levantou-se bruscamente — Vou dizer o que tenho pensado durante minha viagem, então é melhor erguer essa cabeça e olhar para mim! Essa é a última vez que vamos nos ver. 
— Joseph, eu...
— Você poderia ter me contado sobre seus sentimentos, Amanda. Nós conversaríamos e eu te faria entender que existe outras formas de amar alguém, o.k? Eu valorizo meus amigos... eu valorizava você! Nunca deixaria de te contar meus segredos, meus piores medos e principalmente, meus planos. Eu sempre te quis por perto, você era como uma irmã que nunca tive... então, não pense que foi fácil. — A primeira lágrima escorreu — Nunca imaginaria que você estava no meio disso tudo, sabia? Você me traiu quando arquitetou tudo isso, traiu minha confiança e pisou em cima dos meus sonhos! Eu vivi anos odiando mortalmente minha esposa e meu irmão. Anos achando que Samuel não era meu filho, Mandy. Tem noção do quanto tudo isso doeu? Você usou tudo aquilo que te contei contra mim, meus piores medos... Fiquei com tanta raiva, mais tanta raiva de você! — Mais lagrimas — Eu tenho todos os motivos do mundo para odeia-la e você sabe disso, não sabe? Responde! — Ela apenas assentiu, sentia-se incapaz de dizer qualquer coisa. — Mas eu estou aqui... Deus sabe o quanto tenho me esforçado... para... perdoar você. — Ele virou-se de costas, colocou uma das mãos sob na boca e abafou um soluço. 

— Joseph, eu...
— Seja sincera comigo, você se arrependeu de desperdiçar sua vida assim? Você se arrependeu de não ter dado uma chance ao amor? Se você mentir, eu vou saber. — Ele respirou fundo, endireitou a postura e olhou novamente para ela. Joseph esperou pacientemente por dez minutos, mas Mandy não disse uma palavra se quer! — Já que essa é sua resposta, não tenho mais tempo para perder aqui. — Joe caminhou até a porta e olhou uma ultima vez para ela — Espero do fundo do meu coração que Deus tenha misericórdia de você, Amanda. — Ele saiu e fechou a porta atras de si. 

          Joseph caminhou pelo corredor de forma apressada, ele só queria ir embora, mas não seria educado sair sem despedir-se de Shane. Esbarrou em um dos médicos que por ali passavam, cambaleou, mas não caiu. — Desculpe-me. — O senhor agachou-se para pegar o prontuário de uma paciente.
— Esta tudo bem, eu sou o culpado. — Joe o ajudou e viu o nome de Mandy em uma das folhas.
— O senhor saberia me dizer se Shane West foi embora?
— A mãe dele veio para cá e está com ele na cantina do hospital. Quer que eu te leve até lá?
— Não será necessário, eu não quero incomoda-lo.

— Acredito que tenha visitado a Sra. West, certo?
— Sim, nós fomos bons amigos. — Ele anotou algo no prontuario.
— Preciso que assine aqui.
— E o que seria isso?
— Apenas um controle de visitas. — Joe assentiu novamente e assinou.
— Desculpe-me por tomar muito do seu tempo, se me der licença, eu realmente preciso ir. — O senhor concordou prontamente e deu espaço para que Joe passasse. — Obrigado. — Ele murmurou antes mesmo de sair apressadamente.

***

          Joseph voltou para casa, mas não chorou por Mandy. Ele testou as novas próteses e depois iniciou um treino leve que o personal havia montado com base em suas limitações. Buscou distrair-se e não pensar naquela conversa, mas estava sendo difícil. Como ela havia se tornado uma mulher tão fria? Amanda estava irreconhecível! Fechou os olhos, aumentou o volume da música e aumentou a velocidade da esteira. Cerca de três dos cinco aparelhos de ginastica estavam fora da cobertura, ele conseguia sentia o vento gelado bater contra seu rosto e logo sentiu o cheiro da chuva. Uma ligação o fez diminuir o ritmo da corrida, mas ao ver o nome do Selena brilhar na tela, ele parou imediatamente! — Alô. — Ele disse um pouco ofegante.
— Joseph, você esta bem? Está fugindo de alguém?
— Acalme-se, estou apenas me exercitando. — Joe riu baixinho e sentou-se perto da piscina — Como você está?
— Eu estou estranhamente animada.
— O que está aprontando? Eu te conheço bem e sei que tem algo acontecendo.
— Hoje eu estive com Demi e ela me ajudou com uma música.
— Demi?
— Sim, ela mesma.
— Você ainda está com ela?
— Não, eu voltei para ficar com Nicholas.

— Como ela está, Sel?
— Quando eu cheguei, Demi estava um caco. Pelo que consegui arrancar dela, ela discutiu com Iggy. Você consegue imaginar aquelas duas discutindo? Ela meio que cobrou uma atitude da Demi.
— Sobre essa situação?
— Exatamente isso.
— Não esperava isso da Iggy, mas irei agradece-la pessoalmente por isso.
— Joseph! — Selena o repreendeu.

— Eu não estou aguentando mais, Selena!
— Ela está exatamente como seu irmão, envergonhada. Aquela mulher drogou os dois, você sabia? Estimulantes sexuais, toda aquela bebida... eles poderiam ter morrido! Nicholas aproveitou uma das minhas saídas e foi atras dela, ele queria conversar.
— E como foi?
— Demi não conseguiu ficar perto dele, muito menos olhar ou falar direito com ele. Ele chorou feito criança nos meus braços e isso me deixou aos pedaços! Você acha mesmo que é o único que não está aguentando?
— Não consigo ver algo promissor nesse "tempo" que ela quer, Selena. Isso só está servindo para nos machucar ainda mais! Eu fui visitar as crianças hoje, elas estão completamente desoladas e nem preciso falar sobre Dianna, preciso? Isso é completamente absurdo!

— Joseph, você precisa se acalmar. O.k?
— O que ela pretende fazer, Sel?
— Ela aceitou falar com o Shane e depois disso vai se pronunciar sobre aquela cena no aeroporto, entre outras coisas.
— Uma entrevista?
— Nikki insistiu muito, sem contar aquela equipe pessoal dela.
— O.k, Selena. — Eles ficaram em silencio por algum tempinho.

— Voltando ao assunto musica, eu dei um toque pessoal junto com Demi naquela composição que você me deu de presente.
— Oh sim e como ficou?
— Eu vou grava-la amanhã, você quer dar uma olhadinha?
— Prefiro ouvi-la amanhã, pode ser? Estou ansioso para ver como você e ela se saíram.

— Não sei se deveria te dizer, mas Demi está compondo de uma forma muito intensa.
— Intensa?
— São músicas incríveis, como jamais vi antes!
— Isso não é justo, sabia? — Ele riu baixinho.
— Ela vai mostrar uma delas para o pessoal na gravadora, mas não sei ao certo quando. Demi está querendo um novo som, algo que seja diferente... Entende?
— Entendo.
— É algo sobre você, não tenha duvidas disso.
— Eu não tenho.

— Sinto muito por não ir visita-lo primeiro, mas...
— Está tudo bem, Sel.
— Mesmo?
— Sim, mas preciso voltar ao treino agora.
— Pega leve, o.k? Cuide-se.
— Você também, beijos. — Ele desligou, suspirou pesadamente e voltou a correr.

TEXAS, 07:45 P.M

          Iggy e Matthew se acertaram com Demetria, mas foram embora. Ela tinha razão sobre cada um ter sua vida pessoal e trabalho para resolver. Deitada na cama, Demi segurava o celular e tentava criar coragem para ligar. Contou mentalmente até três, discou o numero e esperou pacientemente até que alguém atendesse. — Alô.
— Samuel?
— MAMÃE! — O grito de euforia que ele deu ecoou-se pela casa e Demi pode ouvir alguém ao fundo lhe fazer algumas perguntas. — Você está bem? — Ele parecia estar correndo.
— Estou bem melhor agora, anjo. — Demi sorriu — E você?
— Eu me escondi no seu antigo quarto, espero que não se importe. Vovó tentou pegar o telefone de mim, então...
— Falarei com ela ainda hoje, não se preocupe. O.k? Me fale sobre você.

— Estou feliz que tenha me ligado, mamãe.
— Está bem com seus avós?
— Sim, eles são legais comigo.
— Como eles estão?
— Estranhos. — Demi já esperava por esta resposta e acabou suspirando pesadamente — Vovô voltou ao trabalho, Tia Maddie viajou e Vovó passa a maior parte do tempo conosco. Ela parece estar triste e solitária, você acha que houve alguma briga?
— Não sei, mas vou descobrir isso.

— Como foi seu dia?
— Eu não fiz muitas coisas, Sam. — Demi riu — Fale sobre como foi o seu, o.k? Tenho certeza de que você tem muito o que falar. — Ouvir a voz dele era muito bom e reconfortava seu coração.
— Foi muito bom, mamãe. — A voz dele transbordava alegria — Papai veio nos visitar, acredita? Vovó disse que ele está bonitão! — Demi riu novamente — Eu sinto que ele estava diferente, mas é algo bom.

— Vocês conversaram muito?
— Sim, ele me contou algumas histórias.
— Que tipo de histórias?
— Sobre você e ele. — Demi sentiu o nó se formar em sua garganta — Quer que eu te conte uma delas? Vou contar exatamente como ele nos contou.
— Sim, por favor.
— Demi tinha dezesseis anos, mas não era nenhuma garota boba. Eu com dezenove anos nas costas, nunca havia conhecida alguém como ela! Foi por isso que fiquei apavorado ao planejar nosso primeiro encontro romântico, conseguem imaginar isso? Pesquisei inúmeros restaurantes, lugares e até mesmo estádios de beisebol. Por fim, acabei levando ela para minha casa. Adivinhem o que fizemos? Sabrina começou a rir, fiquei sem entender essa parte, então papai corou e voltou a falar. Nós comemos pizza, eu mesmo fiz e assistimos algumas séries juntinhos no sofá. Eu nunca havia feito aquilo com nenhuma outra garota, não sei exatamente o que ela pensou durante aquele momento, mas foi o melhor encontro da minha vida! Ela sempre soube exatamente como conversar de uma forma agradável, então mesmo assistindo, conversamos bastante. Eu aproveitei o momento para me declarar, disse coisas que realmente deixaram ela um pouco surpresa. Nessa parte eu perguntei que tipo de coisas e ele respondeu: Quero que seja mãe dos meus filhos. — Demi afastou o telefone e chorou um pouco — Mamãe?
— Estou aqui, querido.

— Vou continuar agora, o.k?  — Demi concordou baixinho — Ela não esboçou nenhum tipo de reação, então apenas assistimos. Quando estava tarde, levei ela de volta para casa e ganhei um beijo na bochecha. Ela disse que tinha se divertido e saiu do carro tão rápido quanto entrou, eu achei que tivesse colocado tudo a perder! Ele ficou pensativo e depois sorriu.
— E depois?
— Eu fui ao banheiro, vovó pediu que ele fosse na cozinha e acabou que ficamos sem o final dessa. Você poderia me contar?
— Claro que sim, anjo. — Demi fungou — Bem, eu fiquei muito surpresa com o que ele me disse e por isso fui incapaz de dizer algo. Parte de mim achou aquilo muito bonito, mas a outra parte sentiu medo. Foi um conflito interno que me deixou pensativa por vários e vários dias! Quando finalmente me dei conta de que gostava do seu pai, tomei coragem e apareci de surpresa na casa dele. Joseph me olhou surpreso, uma das sobrancelhas arqueadas e aquele famoso rubor nas bochechas. Para um cara de dezenove anos, ele era muito fofo! — Ela riu ao lembra-se daquilo — Não sei de onde tirei coragem, mas beijei ele e depois disse: Eu quero ser a mãe dos seus filhos. — Samuel riu de forma divertida — Claro que brinquei um pouco, mas um ano depois já estava grávida.

— Mamãe... pare... eu... vou... chorar! — Ele continuava rindo.
— É tão engraçado assim?
— Vocês são loucos, apenas isso.
— Samuel!
— É verdade, mas isso é amor— O garotinho disse em um tom de voz mais calmo — Quando vocês vão se resolver? Eu sei que é difícil, mas estou com saudade de sermos uma família novamente.
— Eu também sinto falta disso, mas só quero me sentir confortável novamente.

— Talvez você só precise vencer o conflito.
— Eu amo você e sua estranha sabedoria, sabia disso?
— Sei sim e também te amo. — Ela podia imagina-lo sorrindo — Mamãe, vovó está aqui e quer falar com você.
— O.k, amor. — Demi suspirou — Prometo que verei você e sua irmã em breve.
— Estarei esperando, mamãe. — Ele bocejou — Boa noite.
— Boa noite, anjo. — Samuel sorriu, levantou-se e entregou o telefone para Dianna.

          Demi endireitou-se na cama, esticou as pernas e suspirou. Ela conseguia ouvir a respiração pesada ao outro lado da linha, seu coração apertou pois sabia que sua mãe estava chorando. — Mamãe.
— Oh minha filha, como você está? Eu estou tão preocupada com você.
— Eu estou bem, não se preocupe comigo.
— Não consigo acreditar em você.

— Juro que estou fazendo o meu melhor.
— Você não precisa provar nada, Demi. Todos nós queremos ver você bem, o.k? Sabemos que você nunca faria aquilo por si mesmo.
— Isso não justifica tantas mentiras.
— Esse é o único argumento que você tem? Pelo amor de Deus, melhore! Se eu fiz o que fiz foi pelo seu bem, o.k? Eu não fazia ideia de que Joseph fosse perder o controle da situação, então tive que fazer alguma coisa. Você lembrou-se de tudo faz uns dias... uma semana, não sei ao certo. — Ela fungou — Agora, você consegue imaginar saber disso durante anos e não poder fazer nada? Se eu te contasse, você surtaria ou pior, tiraria a própria vida. Não podia arriscar perder você e a família de uma forma geral, entende isso? Você precisa parar de fugir, parar de andar por ai com sua cabeça baixa, não foi culpa sua! Quanto mais tempo você esperar, mais pessoas se machucaram com isso.
— É por isso que você e Eddie brigaram?
— Nós não brigamos, Demi.

— Foi ele, não foi?
— Demi, você pode escolher melhor suas palavras? Eu não estou te entendendo.
— Joseph pediu que me pressiona-se, não é mesmo?
— Como ousa dizer uma besteira dessas?!
— Foi apenas uma pergunta.
— Não foi apenas uma pergunta, eu te conheço bem. — Dianna suspirou — Chega, eu já me chateei demais por hoje.

— Mamãe, eu sinto muito.
— Eu também lamento, Demi. — Ela desligou.
— Mamãe? Droga!

--

socorro, eu amei esse capítulo com todas as minhas forças! 
boa tarde amores, tudo bem com vocês? o frio chegou, então é um período muito inspirador.
o capítulo ficou grande, tivemos uma variedade de acontecimentos, então espero de coração que tenham gostado dele. 
respostas aqui | por hoje é só, o.k?
voltarei em breve com mais <3
beijos, amo vcs

 

ot5

18 comentários:

  1. AH A DEMI TA ESCREVENDO FOR YOU, COMO AGRADECER? ASJHJkasfhasf MELHOR NOTÍCIA, OBRIGADA MOZAUM <3
    que capítulo foi esse?
    está entre um dos favs, sim <3
    a Demi e a Selena escrevendo juntas, to sofrendo.
    seria meu sonho se isso acontecesse na vida real.
    the heart wants what it wants, hino <3 nunca vou enjoar
    o estado da mandy me deixou um pouquinho triste, só um pouquinho mas ela bem que mereceu
    o joe vai voltar a falar com o nick? me diz que sim, pfvr
    essa conversa da demi com o samuca, que lindos <3
    a história jemi na conversa foi tão fofo, samuel mais sábio que muitos adultos por ai
    amei o capítulo, cada capítulo um tiro que nois leva.
    posta logo, bjssss <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. for you brilha e o resto é tudo pisca-pisca! :)
      estou gostando cada vez mais do que estou fazendo aqui, sabe? então é só alegria!
      na vida real só rola tretas e isso cansa, o povo não tá facilitando... para ambas.
      eu amo a introdução ~jéssica curte uma grande bad~
      isso não estava nos meus planos, mas aconteceu e eu gostei até pois ficou diferente das outras fanfics e tudo mais...
      vai sim, eu ainda vou resolver isso e vai ser emocionante!
      ela ainda precisa ir lá visitar ele e a sabrina, olha só quanta coisa para ser escrita hahaha
      samuel apenas reina nessa fanfic, eu amo esse menino!
      fico feliz que tenha gostado <3
      postarei assim que puder, bjs

      Excluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA MDS EU SOFRO JUNTO COM ELES! As palavras do Joe pra mandy foram melhores que uma surra! Quero pegar esses dois e abraçar ate nao aguentar mais! Meus bichinhos sofrendo e samuel sendo essa coisa fofa, nao aguento! Continua please

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quando eu disse que ela teria o que merecia, não estava para brincadeira! hahaha
      "meus bichinhos" que amor! <3
      o jogo está para virar, sinto até aquela tipica tremedeira, mas um dia eu supero.
      postarei assim que puder *

      Excluir
  3. Aaaah ansiosa pelo próximo jaa

    ResponderExcluir
  4. OMG pq esses últimos capítulos estão sendo um tiro atrás do outro essas conversas me dão um desespero,pq penso que a qualquer momento uma bomba vai estourar mas eu amo essa fic por isso tudo parece Real que poderia realmente acontecer sabe nas enfim tô amando...bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu já estava com tudo isso na minha mente, pensa numa pessoa que já estava inquieta... quando escrevi foi tudo de uma vez e demorei um pouco para assimilar tudo, mas aqui estou. acho que vai estourar, hein! ~socorro~
      fico feliz que esteja gostando <3 beijos *

      Excluir
  5. Sem comentários pra esse capítulo senhorita Jessie. Ja te falei pelo whats o que eu achei do capítulo mais não consigo não comentar no blog kkkkk
    Essa parte do Joe e Mandy partiu um pouco o meu coração mesmo odiando essa vaca, esse médico pedindo para o Joe assinar um papel foi bem estranho, espero que não seja nada de errado e que essa mulher mesmo já no leito da morte esteja aprontando alguma coisa. Meu crush Sam como sempre um Príncipe, amei ele contando a história para demi e eles dois conversando lindo e maravilhoso *--*. Quase chorei com ele contando e Demi conversando com Dianna também partiu meu coração, Dianna está bem magoada e eu espero que Demi levante a cabeça e dê a volta por cima depois dessa conversa que teve com a mãe.
    Enfim Jessie tudo maravilhoso, tudo perfeito como sempre mulher lacradora. Esperando ansiosamente pelo próximo capítulo lacrador que você vai postar.
    Beijoooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. yep, vamos lá!
      saiu exatamente como eu planejei aqui na mica cachola, mas foi de partir o coração mesmo. essa parte do médico foi um improviso, não sabia o que escrever, então inventei essa parte sdjsdj
      foi muito fofo, muito fofo mesmo <3
      demi não vai facilitar, mas ela irá se resolver com a dianna em breve.
      fico feliz que esteja gostando *w*
      já postei o 34 e estou terminando de escrever o 35
      beijos *

      Excluir
  6. Sem comentários, o melhor genteeeeee o que foi isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que tenha gostado!
      esse foi para sentir o drama que está vindo, hein #prepara

      Excluir
  7. Eu to de boca aberta com esse capitulo, sem palavras pra descrever como ele foi perfeito.
    E esse encontro do Joe com a Mandy, Joe me orgulhou muito.
    Semi com musica juntas to ansiosa pra ver essa.
    Essa historia Jemi, perfeita, ameii 😍
    Amei o capitulo, bjs e posta logo ❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. yeeep, fico mto feliz que tenha gostado!
      saiu tudo exatamente como planejei, cada palavra, lágrima... foi de partir o coração de tão bom!
      ainda preciso pensar no que vou escrever sobre elas no próximo, mas vai ser destruidor...
      obg pelo carinho <3
      postarei mais assim que puder, bjs *

      Excluir
  8. Desculpe-me por não ter comentado no capítulo anterior, estou em semana de provas. Amei esses capítulos, a fofura de Sam contando a história deles <3.E Esse encontro de Joe e Mandy foi escândalo! Posta logo, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não precisa se desculpar, compreendo perfeitamente.
      fico feliz que esteja gostando <3
      postarei o 35 assim que terminar de escreve-lo, bjs

      ah e boa sorte com as provas o/

      Excluir
  9. Continuaaaaaaaa pelo amor de deus ❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o capítulo 34 já foi postado <3

      Excluir